SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Number 6 (SHINee Fic)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:02:43

PaatLeeChoi escreveu:
OMG! :shock:

Desculpa lá dizer-te isto Nana, mas tu não escreves uma fic... TU ESCREVES MASÉ UM BÍBLIA!

tipo, eu tenho mais de 20 personagens xDDD
e o meu maximo e mesmo 11 xD

e como é de vampiros...........
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:07:14

PaatLeeChoi escreveu:
OMG! :shock:

Desculpa lá dizer-te isto Nana, mas tu não escreves uma fic... TU ESCREVES MASÉ UM BÍBLIA!



Citação :
teria que partilhar a casa com o resto dos membros
Uuuuui... Seria um sacrifício o.o

Quero o chap >.<

Demorei montes de tempo para ler tudo.. Só porque fiquei durante muito tempo a "namorar" a foto linda que puseste do jjong XD


ahaha acredites ou não, mas pesquisei as fotos mais fofas dele, para encontrar uma perfeita na esperança que te babasses um cadinho...

Oh espera! Tu babaste com todas xD


Pois babo ehehehe xD mas esta esta mesmo... LINDA :67: :67:
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:15:06

ahaha
sabes comé que é!
eu tava aqui com o MinHo oppa, naqueles nossos momentos né, e nisto pedi a ele para ligar ao teu Jong e perguntar-lhe qual era uma boa foto dele para te fazer babar... e olha, ele disse aquela xD

(PS: temos memo uma imaginação mt fertil)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:17:38

PaatLeeChoi escreveu:
ahaha
sabes comé que é!
eu tava aqui com o MinHo oppa, naqueles nossos momentos né, e nisto pedi a ele para ligar ao teu Jong e perguntar-lhe qual era uma boa foto dele para te fazer babar... e olha, ele disse aquela xD

(PS: temos memo uma imaginação mt fertil)
Não preciso de pormenores xD
*__* ele acertou em cheio :D
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:22:32

Eu tbm nao te iria dar nenhuns u.u
O que se passa entre P e M fica entre P e M. Por isso é que PM é só para coisas intimas xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:31:00

Number 6
Cap. 1: Acordando TaeMin




Se eu vos contasse as coisas que passei até fazer os meus 19 anos, acho que ninguém iria acreditar.

Por isso é que vos vou mostrar.

–--------------------------------------------------------------------------------------------------------

O meu nome é Kim SunHee, mas toda a gente trata-me só por Sun.
Sou coreana e nasci em Seoul há 18 anos, e desde de um ano para cá que a minha vida mudou completamente, devido à saída dos meus pais da Coreia do Sul, para Pequim, China.
O meu pai é um grande homem de negócios, e por isso foi preciso mudar-se, e a minha mãe como não consegue viver sem ele, foi atrás.
Se eles foram uns pais irresponsáveis e deixaram-me aqui sozinha? Não. Como é óbvio nem se metia a questão de eu ficar sozinha com os meus 17 anos. Quiseram levar-me com eles. Mas, bolas. Eu tinha a minha vida toda aqui. Os meus amigos, a escola… E o meu irmão.
E acreditem que se não fosse ele, eu não estaria aqui a contar-vos isto. Graças ao meu irmão mais velho eu pude ficar em Seoul. Mas com uma condição: ter que viver com ele, pelo menos até completar os meus 19 anos.
Parece ser canja né? Então se eu vos disser que amo-o muito, que este é apenas mais velho que eu 3 anos, e que nos damos estupidamente bem, vocês vão pensar até que eu estava com uma vida perfeita por ir morar com ele.
E até estava, se não fosse o pequeno pormenor do meu irmão ser Kim KiBum, o Key da famosa banda coreana SHINee e de ter que viver com ele e mais 4 rapazes: Onew o líder, JongHyun o Bling Bling e bissexual assumindo – pois já tinha andado com uma rapariga e agora namorava com o meu irmão que era assumidamente gay – MinHo, o Carisma Flamejante e por fim TaeMin, o bebé do grupo.
Não é que me desse mal com eles. Não! Até pelo contrário, dava-me muito bem, e já os conhecia desde que o treino do meu irmão tinha começado.
Só que, uma coisa é vê-los de tempo em tempos – quando ia visitar o meu oppa ou quando podia ir assistir aos concertos que eles faziam por cá – e outra bem diferente é ter que dividar a casa com eles.
Não que me importasse, pois para além de ter o Key lá, todos eles respeitavam-me como se eu fosse a yeodongsaeng deles. O problema mesmo era a confusão da agenda deles com a minha.
Já morava com eles há um ano, e lembro-me que houve uns meses que nem os via. Era tudo devido aos concertos no estrangeiro, ou então, quando estavam cá no país, eram tantas entrevistas, programas de televisão ou rádio, musicas para fazer e coreografias para ensaiar, que quase nem os via.
Lembro-me até que isto tudo começou uns dois meses antes de eles lançarem o álbum Lucifer, quando este veio à baila em 18 de Julho de 2010.
Os nossos horários estavam terríveis. Eu ia para o colégio bem de manhã, e quando chegava a casa à tarde e eles não estavam, eu, para me entreter fazia as lidas da casa. Quando era mais ou menos a hora de ir começando a preparar o jantar, mandava uma mensagem a todos eles – no caso de um não ler, outro lia – a perguntar se preparava o jantar a contar com eles – e acreditem que foi poucas as vezes que a resposta que eles me mandavam era afirmativa. Depois, sentava-me um pouco no sofá a ver o que passava na televisão – e as vezes até a ver os programas onde eles iam. Chegava a hora de me ir deitar e nem sinal deles. Só os via mesmo no dia a seguir de manhã, quando ia-me preparar para sair e eles ainda estavam a dormir, completamente exaustos.
Foi uns tempos difíceis, mas agora eram passado.
Agora as coisas pareciam estar perfeitas.
Estávamos no Verão, e com isto só queria dizer uma coisa: Época de férias tanto para mim como para os SHINee, que mesmo não tendo deixado de trabalhar, tinham agora a agenda mais livre, ficando com muito tempo para aproveitar o Verão.
–A sério que amanhã têm o dia livre?
–Sim. – Respondeu Key com um grande sorriso nos lábios.
–Nem uma única entrevista, ou até mesmo um ensaio?
–Nem isso. – Desta vez era Jong que falava, ao mesmo tempo que metia o braço à volta do meu irmão.
–Até podíamos ir a uma feira popular que está aberta este més. – Inquiriu MinHo, enquanto mexia no seu ipad.
–Então está decidido. Os SHINee amanhã vão à feira popular! – Exclamou o Bling Bling do grupo.
–Nem todos os SHINee. – Contraditou Onew.
–Como assim?
–Vocês sabem melhor do que ninguém que quando temos estes dias assim o jovem TaeMin passa-os no estúdio a dançar.
–Por falar nisso… Onde é que esta o Maknae? – Perguntei, dando só agora noção que não o tinha visto a noite toda, nem no jantar e nem no cinema.
–Tu tens uma moral para lhe chamar disso. – Gozou-me Key.
Tudo bem. Ele agora até tinha razão. Parecendo que não Tae era um ano mais velho que eu. Mas como eu o trato como se fosse o meu melhor amigo, ou até mesmo um irmão gémeo – pois ele era, o dos cinco, com quem eu passava mais tempo – ganhei o vício de o tratar como os outros tratam.
Vendo que eu não estava com um cara de muitos amigos, MinHo respondeu-me:
–Ele hoje foi jantar a casa da família. – Olhou para o relógio – Mas a esta hora já deve estar em casa.
Viemos o resto do caminho de carro a falar do filme, da mini agenda que os SHINee agora tinham, e até viemos a falar que, visto que o namoro de Jong e Key já estava assumido perante os fans, porquê que Onew não assumia o seu namoro com HyoRin? Coisa esta, que o líder respondia que era cedo de mais, pois tinha medo que os média dessem cabo do relacionamento deles os dois.
Chagamos a casa já passava das dez da noite.
Um a um foi indo até à casa de banho tomar um duche e depois vestir o pijama para estar mais a vontade quando fossem para a sala, para estarmos todos juntos.
Onew foi o primeiro a ir, seguido pelo casalinho, deixando-me a mim e a MinHo na sala sozinhos.
–Oppa, posso-te fazer uma pergunta?
–Sim, diz. – Respondeu deixando de lado o ipad que estava sempre agarrado a ele.
–Falando naquele assunto dos namoros dos SHINee, eu nunca cheguei a perceber se alguma vez já namoraste desde que estás no grupo.
Ele não me respondeu logo. Estudou um pouco a pergunta e depois começou a falar:
–Sim, já namorei. Assim como o JongHyun quando namorou com a Shin Se Kyung, a minha relação também foi muito escondida. Mas chegou a ser falada.
–E essa rapariga… Era a Yuri?
Ele assentiu com a cabeça e depois começou a mexer no ipad, mostrando-me logo de seguida uma foto onde estava ele agarrado a ela de uma maneira intima, ao lado dos rapazes e de algumas meninas das SNSD.
Olhei com atenção para a imagem que ele mostrava, e pude reparar que ele esboçava o maior sorriso do mundo enquanto tinha o seu corpo colado ao dela.
Parece feliz…
–Ainda gostas dela?
–Porque perguntas isso Dongsaeng? – Questionou-me erguendo uma sobrancelha.
–Para teres ai ainda essa foto, por algum motivo deve ser, não?
Ele deu aquele seu pequeno sorriso, enquanto olhava para a foto, voltando-me a fitar de seguida.
–Ainda a tenho porque independentemente do que houve entre nós, ainda somos amigos. E depois, porque esta foi uma grande noite.
Assenti com a cabeça, não dizendo mais nada, deixando-o assim a “brincar” um pouco mais com o objeto que tinha nas mãos.
Não sabia porquê mas estava feliz por ele já não sentir nada por ela. Mas por outro lado, também fiquei um pouco com pena dele. Tirando TaeMin que parecia demasiado santo para essas coisas, ele era o único que não tinha ninguém ao seu lado. E isso deixava-me um pouco abalada, pois mesmo ele sendo feliz agora, eu nunca vira um sorriso nele como ele tinha naquela lembrança.
Até para ser sincera, sempre achei o MinHo o mais “frio” deles os cinco. Não é que fosse rude ou mal-educado. Não, não tinha nada a ver com isso. Simplesmente achava que ele era o mais reservado, o mais tímido de uma maneira séria, e o mais introvertido do grupo. Era verdade que ele tinha um grande coração e que estava sempre pronto para ajudar as pessoas que gostava, mas parecia que ele guardava algo dentro de si que ansiava por se libertar. O problema, é que a pessoa que poderia abrir o seu coração, parecia nunca mais aparecer.
E ele era um desperdício. Um rapaz como ele não devia estar sozinho. Mas vendo bem, ele deve estar assim por vontade própria, pois pretendentes não lhe deviam faltar – e não estava só a falar de fans.
MinHo era um jovem homem muito bem constituído e com uma beleza que fazia invejar muitos dos coreanos. O seu cabelo era comprido até ao final do pescoço, com alguns jeitos ocidentais e de um castanho chocolate. Os seus olhos eram igualmente do mesmo tom, mas eram grandes e ao mesmo tempo rasgados. Os seus lábios eram cheios e de uma cor que combinava o vermelho-gasto com o castanho claro. A sua pele era de uma textura entre o pálido e o moreno dourado. Os seus ombros eram bem largos para um jovem de 20 anos e por fim o seu corpo era tonificado mostrando-se os músculos e até as veias dos braços, mas não muito exagerado, estava no ponto certo. Resumindo, ele era bem interessante.
Estávamos ambos no sofá quando eu decidi ligar a televisão. Fui até ela para ir buscar o comando e reparei que a playstation 3 estava cheia de pó devido à falta de uso. Olhei um pouco mais para baixo e vi alguns jogos assim como três comandos no mesmo estado que a play.
–Ei MinHo oppa?
–Ye?
–E que tal uma partida? – Perguntei apontado para aquilo que estava a ver.
–Por mim tudo bem. Mas tenta arranjar outra pessoa para jogar connosco. Tenho ai um jogo que é perfeito.
E assim que ele disse aquilo, fez-se um click na minha cabeça. Já sabia quem era a pessoa perfeita para isso.
–Já podem ir tomar banho se quiserem. – Avisou JongHyun de toalha à volta da cintura e outra à volta do pescoço, acabado de sair do banho.
–O Key?
–Está no nosso quarto a vestir-se.
–O Onew?
–Aish … Está no vosso quarto deitado a ler um livro qualquer.
–E o…
–O Maknae está a dormir! – Exclamou o loiro interrompendo-me, ficando já sem paciência.
–Ok. – E corri até ele para lhe dar um pequeno beijinho na cara – É a minha vez de ir tomar banho. – Voltei a minha atenção para MinHo – Eu vou agora, e depois quando fores eu trato do nosso terceiro elemento. – E saí, piscando-lhe o olho antes disso.
Fui até ao quarto que partilhava com os rapazes buscar duas toalhas, os meus produtos de higiene e o pijama, e reparei que Onew lia tranquilamente o seu novo livro, enquanto o jovem que dormia na cama ao lado da sua, ressonava baixinho.
Nem sabes o que te vai esperar.
Para esclarecer as coisas, sim eu durmo no mesmo quarto que TaeMin, Onew e MinHo, mas só desde que o casal JongKey começou a namorar, pois antes eu dormia no quarto onde eles estão agora. Mas como eu achava que eles precisavam de mais privacidade que eu, decidi trocar.
E eles não foram os únicos a agradecerem tal gesto. Parecendo que não, mas tirar uma cama daquele quarto, já foi muito bom, pois fazia haver mais espaço
Fui até à casa de banho onde lá tomei um duche rápido.
Lavei os dentes, e depois de me secar fui vestir o meu “pijama” de verão – uma t-shirt preta que outrora tinha sido do meu oppa, por isso estava-me grande, e uns boxers de homem que eu tinha comprado.
Sim, eu gostava de dormir como um homem, mais precisamente, confortável.
Penteei o cabelo ruivo, – sugestão do meu querido Umma - que já ultrapassava um grande bocado os ombros, para depois o atar num coquete bem no alto da cabeça, para deixar só a franja, que ultrapassava as sobrancelhas, solta.
Olhei me ao espelho e com um grande sorriso malicioso pensei:
Prepara-te Lee.
Sai da casa de banho, fui até à sala para avisar o Carisma Flamejante que já podia ir, e depois fui até ao quarto.
Entrei sorrateiramente e fechei a porta devagar.
–Há quanto tempo é que ele já está a dormir? – Perguntei num tom baixo a JinKi que ainda estava como o “deixara”.
–Se a tua intenção é acorda-lo, então boa sorte. Quando cheguei ele já estava ferrado.
–O que ele faz pela dança. – Abanei a cabeça em sinal reprovador enquanto cruzava os braços.
–Sabes como o grande amor da vida dele é a dança.
–Sim eu sei, mas desperdiçar uma grande noite e um dia tão bom como o de amanhã só para dançar?
O outro não respondeu nada, simplesmente encolheu os ombros e continuou o que estava a fazer.
Fui até à cama do jovem Maknae e reparei que ele tinha o corpo só de um lado da cama, mas ao mesmo tempo estava de costas para esse lado, e como no meu plano eu precisava desse espaço mas ao mesmo tempo precisava dele virado para mim, tive uma ideia.
Já era costume nos dormirmos na mesma cama, pois elas eram ao lado uma da outra, e como ambos eramos magrinhos e tínhamos a mania de dormir só de um lado isso fazia com que as nossas camas parecessem ser demasiado grandes para nós, por isso de vez em quando íamos dormir juntos. E também como nos dois tínhamos medo de noites de trovoada, olha! Juntava-se o útil ao agradável.
Cheguei-me ao pé da beira da cama, e meti-me de cócoras, vendo-o a dormir pacificamente.
O seu cabelo loiro escuro, liso, estava atado num rabo-de-cavalo, deixando simplesmente a sua franja solta, fazendo esta ficar descaída à frente dos olhos.
Peguei nessas pequenas madeixas e meti-as de lado, para depois meter o meu plano em prática.
Era muito fácil fazer com que o jovem se virasse para o outro lado. Bastava só dizer:
–Tae, estás quase a cair. Vira.
E ele assim faz.
Mesmo ferrado no sono, o seu subconsciente ainda estava à alerta, e assim que lhe era dado um aviso, este obedecia para sua segurança.
Estas coisas só aconteciam ao bebé dos SHINee.
Já virado para o outro lado, eu levantei-me e fui-me deitar no lugar pretendido, por cima dos lençóis.
Cheguei-me cada vez mais perto dele, até sentir a sua respiração bater na minha cara, e depois fiz biquinho começando a assoprar para a sua cara.
Nada.
Bufei passado um tempo depois de andar a fazer isso.
Onew começou a rir-se da cena que agora prestava atenção.
O plano A já tinha ido à vida, então tinha que passar ao B.
Cheguei-me cada vez mais perto dele, até o topo da minha cabeça bater no seu queixo, e a minha cara ficar encostada ao seu peito coberto por uma T-shirt branca com o SpongeBob no meio.
Já assim tão perto dele, levantei um braço meu e uma perna e levei-os para cima do corpo do jovem, dando-lhe a volta e apertando-o contra mim.
–O que é que estás a fazer? – Perguntou Key quase a rir-se, entrando no quarto.
Jong que estava encostado à obreira da porta, cruzou os braços e as pernas e começou a rir-se daquela situação.
–Ela está a tentar acordar o Tae para ele ir fazer uma partida de play connosco. – Respondeu MinHo, entrando e indo até ao armário para procurar roupa e toalhas para levar para a casa de banho.
–Maknae foge! Ela quer violar-te! – Berrou Jong, começando a rir que nem um louco, juntamente com o resto dos rapazes, assim que TaeMin se virou de barriga para baixo.
Ai estava. O tal subconsciente a alerta-lo.
Olhei com um ar de poucos amigos para o loiro que gozava comigo.
–Obrigadinha.
Suspirei fundo vendo que os meus dois planos tinham ido à vida.
–Esquece Sun Dongsaeng. O jovem TaeMin está tão ferrado que nem acordava se estivesses mesmo a viola-lo. – Avisou-me Onew.
Ele tinha razão e…
–Espera. É isso! – Exclamei estalando os dedos.
–Vais viola-lo!? – Gritou histérico, KiBum.
Levantei-me, metendo-me de joelhos na cama, e depois comecei a descer o lençol que cobria o corpo do mais novo.
–Não acordas não é Tae? – Perguntei ao “belo adormecido” – Então vou ter que fazer coisas que não gostas.
Devia ter feito isto mais cedo.
Lembrava-me de uma vez em que estava deitada com este, e estávamos a falar, e de repente passei ao de leve a unha do dedo indicador pelas costas dele, e este arrepiou-se de tal maneira que até saltou da cama. E isto tudo por cima de uma t-shirt que ele tinha na altura, e agora imaginem sem nenhum tecido por cima da pele.
Levantei ao de leve o pano que tapava a sua pele macia e brilhante do suor, e depois levei uma mão minha até às suas costas, arranhando-o não com muita força.
Nada.
–Esquece Sun Yeodongsaeng. Ele não vai acordar. – Disse negativamente MinHo que estava sentado na sua cama ao lado da minha, a presenciar aquela cena.
–Ai não?
E depois sem pensar duas vezes levei as duas mãos até as costas do rapaz e arranhei-o com alguma força.
Será escusado dizer que no momento a seguir, ele deu um pulo da cama que fez com que, para além de acordar, fosse cair de costas na minha cama vazia.
Todos naquele quarto, incluindo eu, começamos nos a rir daquela situação e também da cara que ele fez quando se levantou.
–Sun? Foste tu que fizeste isto? – Perguntou ele muito atordoado.
–Miane! – E dei-lhe um típico sorrisinho de quem pedia desculpa.
–Aish! – Queixou-se enquanto metia a minha almofada na cara – Porquê que me acordaste?
–Queria-te perguntar se querias ir jogar uma partida de play comigo e com o MinHo oppa.
–Wae!? Acordaste-me só para isso? – Perguntou ele tirando a almofada da cara, e levantando-se enquanto ficava apoiado nos cotovelos.
–Hum Hum. – E assenti com a cabeça, dando-lhe um grande sorriso.
–SUUUUN! – Gritou.
Levantou-se muito depressa correndo até a cama dele onde eu agora já estava em pé.
Saltei da cama e saí do quarto ao mesmo tempo que ele vinha atrás de mim, e que os outros membros davam gargalhadas sonoras dizendo coisas do tipo: “são mesmo duas crianças!”.
Fui até à sala, e vendo que não tinha escapatória virei-me para ele, levantando as mãos ao nível do peito.
–Tae… - Disse eu merdosa – Não faças nada que depois te arrependas.
E assim que disse isso, ele levou as mãos as minhas, e começou a movimenta-las de um lado para o outro, para conseguir deixar-me sem “armas” para depois atacar-me com aquilo que ele sabia que era o meu ponto fraco: cocegas.
Ele não desistia. Eu não desistia. E por causa disso, e da nossa força, eu comecei a recuar para trás.
Do que eu não estava à espera era que o braço do sofá me fosse impedir a passagem. E quando cheguei até lá, desequilibrei-me, caindo para trás, levando TaeMin atrás de mim.
No momento que caímos eu fechei os olhos devido ao estrondo, e quando os abri fiquei com o coração a palpitar.
Lee estava com a cara no meu pescoço, e os seus braços estavam debaixo da minha cabeça, cobrindo-me do outro apoio do sofá, enquanto estava em cima de mim, entre as minhas pernas abertas. O seu cabelo, por algum motivo tinha-se soltado, por isso em minha cara e no meu peito havia algumas madeixas do seu cabelo.
TaeMin começou a levantar a cabeça ao de leve, até que ficou parado a fitar os meus olhos castanhos, com os seus um pouco mais escuros e bem mais grandes.
Tirou um braço por baixo da minha cabeça, deixando o outro a segura-la, enquanto o que estava livre apoiava-se ao lado de um ombro meu.
–Estás bem? – Perguntou ele preocupado.
Assenti com a cabeça, sentindo o seu bafo quente na minha cara.
O meu coração começou a bater tão rapidamente que parecia que ir saltar pela minha boca. E até podia ser impressão minha, mas eu juraria que ele estava como eu: ofegante tentado controlar a respiração, enquanto o seu órgão principal palpitava.
Não sei o que me deu naquele momento, mas a única coisa que consegui fazer foi levar as minhas mãos até as suas costas, apertando a sua t-shirt.
Ele devia ter percebido o meu sinal, pois no momento a seguir, começou a descer o seu corpo para tocar no meu. A sua mão que outrora estava a sustenta-lo, estava agora na minha cara a tirar-me os cabelos soltos.
Ficamos a fitar-nos durante um bom bocado, e depois inclinei a cabeça, começando a fechar os olhos.
Estava tão silencioso ali, que até pude ouvi-lo a engolir em seco, quando começou a aproximar a sua cara da minha, fazendo as nossas respirações se misturarem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 22:55:02

AIIIIIHHH MAS ISSO É MANEIRA DE SE ACABAR UM CAPITULO PAAH.. AGORA QUERO SABER O QUE VAI ACONTECER PÁÁH :67:
ADOREEEI :D
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:01:36

EU A PENSAR QUE ELA IA FICAR COM O MINHO O.O










AISHHH QUERO MAIS !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:03:23

Se calhar até vai .. o.o Nunca se sabe o.o

AIIH QUERO MAIS PATYYYY xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:04:02

ahahah obrigada Rafaaa *___*

Mas nao te preocupes amore, amanha outro cap já ta aqui ^^

(ou talvez até hj mesmo, nao sei :P )



Citação :
EU A PENSAR QUE ELA IA FICAR COM O MINHO O.O

Oh Nana!
Eu não sei de nada, mas não achas que não se deve julgar as coisas assim, só pela primeira vista ?? xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:04:23

omd , agora fiquei ansiosa xd


eu julgo tudo á primeira vista xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:06:19

o.o WOOOHOOOOOOOOOOOOOOOOOO FIXEEEEEEEE :D :D :D :D
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:10:01

Mas não devias xD

Sabe se lá as coisas que ainda puderão acontecer nesta fic ;)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:11:59

eu sou assim*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Sab 28 Abr - 23:35:01

PaatLeeChoi escreveu:
Mas não devias xD

Sabe se lá as coisas que ainda puderão acontecer nesta fic ;)

-medo- o que é que andas prai a fazer o.o
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 0:05:48

sabes que a unnie vai ler não sabes patty? mas não hoje

beijos minha fofinha
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 0:11:52

Citação :
-medo- o que é que andas prai a fazer o.o


ahahah isso agr ;)



Citação :
sabes que a unnie vai ler não sabes patty? mas não hoje

beijos minha fofinha

Oh Unnie não faz mal!
Só de saber que vais ler, já me deixa muito feliz *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Maary Taemin
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 351
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 1:22:09

taaaaaaaaao fofinha *-*
mas também achei que ela ia ficar com o Minho >.<

aah, Patti, parabéns tu escreves supeer bem *-*
continua, quero mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 1:34:45

Oin *-*

Brigada Maaryyyy !!

Aiii tu tbm Unnie?? Vou repetir: não se deve julgar as coisas à primeira vista >.<
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Maary Taemin
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 351
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 1:37:32

de naada *-*

maaas neste momento, invejo a rapariga *assobia* ai, sinto-me mal, não sou invejosa pa! só a invejo mesmo porque ela vive com eles HAHA
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 1:58:54

Acho que és tu e todas as shawols...

Juro Unnie, eu dava tudo e mais alguma coisa para tar a viver na mesma casa que aqueles cinco deuses *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 2:35:15

ahahah havia de ser bonito *-* a viver com aqueles 5 rapazes.... eu estaria.. HEAVEEEEEEEN I'M IN HEAVEEEEEN ahahahhaha xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 11:41:36

ahahaha Tbm eu Rafinha *-*

Seria tipo um sonho realizado!!

Já viste tu a morares debaixo do mesmo teto que o teu Jong, tendo assim a oportunidade de conquista-lo?? >.<
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 11:50:33

já terminei de ler linda, amei mesmo, agora quero mais...

viver debaixo do mesmo tecto que os shinee??? aquilo que passou pela minha cabeça foi tão porno haha
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   Dom 29 Abr - 12:06:24

Number 6
Cap. 2: O Primeiro Beijo e a Reação dos SHINee





Ele continuou a baixar a cabeça até ficarmos com as testas coladas, os narizes a roçar um no outro e os nossos lábios perigosamente perto um do outro.
Ambos estávamos ofegantes, respirando pela boca ao mesmo tempo que os nossos peitos se mexiam sem cessar.
Antes de fechar os meus olhos, vendo apenas por uma linha fina, consegui ver os seus a fechar lentamente.
Estava completamente às cegas quando ele aproximou-se mais um milímetro, fazendo o seu lábio superior tocar no meu sem pressão nenhuma, apenas como um simples toque. Depois chegou a vez de ele encostar o inferior, e assim que ele fez, selando por fim os nossos lábios, consegui sentir uma espécie de choque pelo corpo todo.
Não movimentamos os lábios, simplesmente deixamo-los assim, colados um ao outro apreciando apenas a textura do outro.
Naquele momento vinham milhares de pensamentos à minha cabeça, e milhares de faíscas pelo meu corpo.
“Estaria aquilo mesmo a acontecer?” ”Estaria eu a dar o meu primeiro beijo com TaeMin?” “E ele? Estaria também a dar o seu?” “O que devo fazer agora?” e etc, eram algumas das perguntas que me vinham pela mente.
O corpo? Este apenas deixava-se a sentir o peso de Tae em cima, enquanto as mãos que lhe tocavam as costas, por cima do fino tecido da T-shirt, tremiam.
Ele começou a separar os nossos lábios – que mal se tocavam naquela altura – para levar a sua boca para perto de um dos meus ouvidos.
–Segue-me. – Disse ele fazendo-me sentir o seu bafo na orelha.
E depois, antes de eu abrir os olhos, ele já tinha inclinado a cabeça para um lado e colado os nossos lábios outra vez, mas desta vez com mais pressão.
Começou a fazer leves movimentos no beijo, abrindo e fechando a boca sem nunca me penetrar com a língua, deixando-me acompanha-lo aos poucos.
Quando dei por mim já estávamos tão entregues naquele beijo que as minhas mãos já estavam por dentro da sua T-shirt, segurando a sua cintura, uma das suas mãos agora passava entre o meu pescoço e um dos ombros, enquanto as nossas cabeças se moviam de um lado para o outro.
Ele lambeu o meu lábio superior, pedindo-me logo de seguida permissão para entrar pela minha boca.
Hesitei um pouco, pois não sabia como agir, mas quando ia a começar a abri-la alguém interrompeu-nos.
–O QUE É QUE VOCES ESTÃO A FAZER!? – Berrou MinHo com os olhos muito abertos e de toalha à volta da cintura.
Logo que o ouvimos, só tivemos tempo de nos levantar muito rapidamente, sentarmo-nos no sofá e recompormo-nos para tentar explicar o que tinha acontecido.
Mas antes de pudermos dizer alguma coisa, já o resto dos moradores da casa tinham chegado à sala.
–O que é que foi isto? – Perguntou Key ao moreno que acabara de sair do banho e que ainda nos olhava perplexo.
–O que é que aconteceu? – Acompanhou-o o líder virando-se para Choi e depois para onde a sua visão estava – O que é que eles fizeram?
–Nada. – Respondeu MinHo ao mesmo tempo que batia com o punho na parede e saía dali.
Key ficou de boca aberta ao ver assim o amigo, e depois deu uma olhadela em nós os dois, saindo atrás do outro.
–O que é que vocês fizeram?
Olhei para TaeMin sem saber o que responder a Onew. Mas também não foi preciso. Este já tinha a resposta na ponta da língua.
–Nada hyung. – Respondeu-lhe com aquela sua voz infantil e com um sorriso fofo nos lábios.
–Então porquê que o MinHo ficou assim?
Ele hesitou um pouco e depois falou:
–É que nós supostamente teríamos que esperar por ele para começar a jogar, mas como ele estava a demorar…
E depois encolheu os ombros.
–Oh. Ok então.
O mais velho também encolheu os ombros e depois virou-se, saindo.
Passei a mão pela minha cabeça levantando a minha franje e depois suspirei.
Porquê que ele não tinha dito nada ao resto dos SHINee? E porque razão ficou naquele estado?
Não sabia que MinHo pudesse ser tão violento. Depois de mais de um ano a conviver com ele diariamente, parecia que afinal não conhecia assim todas as suas facetas.
Os meus pensamentos, naquele momento, foram interrompidos por uma figura morena com madeixas loiras que estava agora à nossa frente de cócoras.
–Vocês não acham que são demasiado novinhos para fazerem essas coisas?
–Do que… Do que estás a falar JongHyun oppa? – Gaguejei.
–Eu não sou nenhum otário ok? Nem eu nem ninguém desta casa.
–O Onew hyung acreditou em mim. – Inquiriu sério, Tae.
–Achas mesmo que sim TaeMin?
O jovem ao meu lado respondeu assentindo a cabeça.
–Pois enganas-te. Simplesmente não quis se meter na vossa vida. Mas é fácil ver que vocês estavam a mentir.
–Eotteohge? – Perguntei, levando uma mão à boca pelo choque.
–Primeiro se vocês estivessem mesmo a começar a jogar, a televisão teria que estar ligada e os comandos aos pé de vocês. – Ele olhou para a televisão desligada e para os comandos que lá estavam – Depois, o MinHo não é de ficar assim com tanta facilidade. Ele simplesmente teria, na brincadeira, discutido com vocês e de seguida iria juntar-se ao jogo. – Ele levou os olhos para o chão rindo, levantando logo a cabeça para levar uma mão a um dos lados da T-shirt de Tae e se seguida a minha cara – E claro, as marcas que vocês deixaram em vocês mesmo são provas muito óbvias.
Ele levantou-se e virou-nos as costas começando a andar até à saída da sala.
–JongHyun oppa! – Chamei levantando-me, fazendo-o olhar para mim – Achas que o KiBum também percebeu?
Ele riu-se secadamente, abanando a cabeça.
–Acredito que ele tenha sido o primeiro ao perceber, olhando simplesmente para a tua cara Sun. No final de contas, és irmã dele e ele conhece-te melhor que ninguém.
E saiu deixando-nos ali aos dois sozinhos.
Ok. Aquilo já não estava nada a gradar-me.
Não sabia se era pelo facto de termos mentido aos rapazes e nesta altura de eles já saberem o que se passou, se foi por TaeMin roubar-me o meu primeiro beijo e eu deixar-me ir, ou… Pela maneira como eles reagiram. Principalmente MinHo.
Sempre pensei que, por TaeMin e eu sermos os mais novos e os mais inocentes de nós os 6, sermos apanhados nestas circunstâncias – entre nós ou com outras pessoas – fosse um motivo de gozo, brincadeira e até alegria por estarmos a crescer. Mas não. Era como se fosse proibido essas coisas acontecerem.
Eu sinceramente não percebia. Se fosse pelo caso de eles não quererem que nenhum dos SHINee namorasse, por causa do contrato com a SM Entertainment, então porquê que teriam aceitado o namoro de Jong e do Key, juntamente com o de Onew e da HyoRin? E até talvez o namoro de MinHo com a Yuri na altura?
Se é e foi assim, porquê que TaeMin não podia ter uma vida como eles?
Não é que pensasse começar a namorar com Tae, porque bolas, ele era uma espécie de meu melhor amigo, um irmão até. Iria ser estranho, passarmos da nossa amizade para esse lado mais sentimental e comprometedor.
Quer dizer. Também tínhamos acabado de fazer isso quando nos beijamos. Parecendo que não, eu sabia que a nossa relação iria mudar a partir daqui. Sempre que estivéssemos juntos, assim mais próximos, iriamos nos lembrar do que acabara de acontecer aqui, neste sofá, nesta casa que eles já habitavam há mais de três anos. Iria ser estranho mesmo, por isso nem pensava em sermos algo mais que amigos.
Mas… Por outro lado, o que eu sentira quando ele me beijara, também não foi uma coisa muito simples. Foi complexa até. Nunca tinha sentido isso por ninguém. O máximo que até hoje senti nesse campo, foi os ciúmes que senti de JongHyun quando soube que, para além de ele andar com a Shin Se Kyung, tinha “feito” uma música para ela – Y ella si fuera (Hye ya), que na verdade era um cover da música Y ella si fuera de Alexandre Sanz – pois eu naquela altura tinha uma paixão platónica por ele, devido a ele ser o meu SHINee preferido.
–Miane, SunHee. – Falou TaeMin ainda sentado no sofá, com a cabeça baixa, e com os cotovelos apoiados nas pernas.
–Do que estás a falar? – Perguntei, esquecendo-me dos meus pensamentos e virando-me agora para ele.
–Pelo… Pelo beijo. – Esclareceu-me ele, baixando ainda mais a cabeça para baixo, deixando a sua grande franja e o seu cabelo liso, tapar-lhe a cara.
Quando ele falou no beijo pude sentir a minha cara ficar ainda mais quente. Devia estar a corar.
–Oh isso.
–Foi o teu primeiro beijo não foi? – Perguntou ele levantando a cabeça, fitando os meus olhos.
Senti a minha face ficar ainda mais quente, quando ele olhou-me com tanta certeza e com uma seriedade que nunca tinha visto naquele “menino” que mostrava sempre um sorriso e uma alegria estupenda. Parecia que o crescimento estava-lhe a tirar a essência.
Virei o meu olhar para o chão para não ter que fitar o seu, respondendo simplesmente com um assento afirmativo de cabeça.
–Miane. – Começou ele a falar enquanto se levantava – Mas não te preocupes, vai ser como se nada tivesse acontecido.
E saiu da sala, deixando-me ali sozinha.
Levei uma mão à cabeça, fazendo a minha franja ir para trás. Depois levei o meu corpo até ao sofá, deitando-me lá de barriga para o ar.
Que confusão que estava a minha mente, sendo invadida por milhares de perguntas sem respostas.
Houve muitas coisas naquela noite que nunca tinha imaginado que pudessem acontecer aqui em casa. Uma delas era o beijo que houve entre mim e o mais novo. Outra foi a reação perigosa de MinHo, pois ele era sempre fora um rapaz pacato e pacífico. E outra tinha sido a reação dos outros, que não parecia nada deles, pois todos eram, mesmo sendo de uma maneira diferente, bem alegres.
Resumindo, estava tudo de pernas para o ar. Tudo fora do sítio e diferente, como se aquilo que eu estava habituada há mais de um ano, fosse uma outra faceta da história “feliz e mágica” dos grandes SHINee.
Virei o corpo para o lado da televisão e fiquei um bom bocado a fitar o negro do ecrã desligado, a pensar em tudo o que me vinha à cabeça, até que fechei os olhos e adormeci.


* * *

–Sun? Sun? Estás-me a ouvir? – Chamou-me alguém, enquanto abanava-me calmamente por um dos ombros.
–Hum?
Foi a única coisa que saiu da minha boca, pois ainda estava de olhos fechados, quase plenamente a dormir.
–Não é assim que se acorda a preguiçosa da minha irmã. – Disse uma outra voz, para a anterior - É assim que se deve acorda-la.
Fez-se silêncio durante uns segundos e depois, foi como se tivessem rebentado uma bomba nos meus ouvidos.
–ACORDA SUN! JÁ SÃO HORAS PARA LEVANTARES ESSE TEU CU DA CAMA! – Berrou-me Key aos ouvidos.
Só tive tempo de dar um grito assustado, levantando-me logo da cama, para ficar em pé, em cima desta.
–Vês? É assim que se deve tratar uma criança preguiçosa. – Aconselhou, com o seu grande sorriso nos lábios, Key a Onew oppa que estava tão ou ainda mais assustado que eu, encostado à parece, assentindo várias vezes com a cabeça.
– Kim KiBum! Não acredito que me acordaste outra vez desta maneira!
Saltei da cama, e fui até ele, cheia de raiva, metendo as minhas mãos nos seus ombros e abanando-o.
–Parece que finalmente acordaste. – Riu-se outra voz que acabara de chegar ao quarto.
Olhei para o lado, e vi MinHo encostado à ombreira da porta – que agora estava aberta – de braços cruzados e com o seu melhor sorriso na cara.
–MinHo oppa?
E fiquei de boca aberta a olhar para ele.
Ao contrário do que eu pensara, ele não estava a evitar-me, ou a responder-me mal, estava até a ser meigo comigo e acolhedor como sempre fora.
Será que o que acontecera a noite anterior tinha sido verdade, ou teria eu sonhado?
–Será que os meus hyungs, agora que completaram a complicada tarefa de acordar a Bela Adormecida, poderiam vir comer antes que a comida arrefeça? Ou antes até que dê um ataque ao JongHyun, por vos ter feito a paparoca toda? – Perguntou TaeMin entrando também no quarto, de mãos na cintura, enquanto usava uma bata de culinária vermelha com um pintainho amarelo no meio, e de cabelo atado.
–Vá meninos, vamos comer a paparoca que o Galo JongHyun e o Pintainho TaeMin prepararam. – Disse o líder batendo os braços como se fosse uma ave de aviário.
Ninguém se riu da piada seca dele. O ambiente ficou gelado e constrangedor, deixando nós todos a olhar para ele.
Molhaedo Onew Sangtae! – Cantamos todos em coro, rindo-nos depois.
O líder simplesmente baixou a cabeça de vergonha, fingindo depois que começara a chorar, enquanto na verdade se ria.
–Anda lá Onew hyung. Vamos lá comer a paparoca. – Falou MinHo metendo as mãos nos ombros do amigo, por trás, ao mesmo tempo que o empurrava para fora do quarto.
TaeMin, felicíssimo da vida, imitou o amigo moreno, fazendo o mesmo com os seus ombros, até que saíram completamente, aos saltinhos.
–E isto também equivale para ti minha menina. Quero-te já no banho e pronta para ires comer para pudermos sair. – Mandou Key.
–Aonde vamos?
–Já te esqueceste? Vamos à feira popular como tínhamos combinado ontem. Lembraste?
–Ah. Isso. Sim, sim lembro. – Simplesmente não andava a pensar nisso há algumas horas.
– A tua roupa está ali. Despacha-te então! – Exclamou ele apontando para uma cadeira com roupa por cima, antes de sair.
Fui até à minha gaveta e tirei de lá duas toalhas assim como os objetos de higiene diária.
Peguei neles e fui a correr para a casa de banho.
Meti-me dentro da banheira e tomei um duche rápido, passando o champô e o amaciador da mesma marca, com sabor a baunilha, pelo cabelo ruivo, comprido e com jeitos ocidentais que tinha herdado de uma bisavô que era metade-metade.
Lavei os dentes e depois envolvi o corpo numa toalha, assim como o cabelo que pingava.
Voltei para o quarto e fui até à minha gaveta SUPER pessoal, onde eu guardava a minha roupa interior – ou, na maioria das vezes, onde Key guardava – para tirar um conjunto que ainda nem tinha estriado. Este era composto por um sutiã branco com estampado de morangos, que fazia combinação com o boxer feminino igual à parte de cima.
Vi a roupa na cadeira e comecei a tirar cada peça uma, a uma.
Key tinha realmente bom gosto quando se tratava em moda.
Nem eu teria pensado numa combinação tão simples mas tão perfeita como aquela.
Peguei primeiro no Top preto, que cruzava nas costas e vesti-o, seguido pelas calças brancas, justas ao corpo. Depois calcei as botas Timberland rosa, e por fim vesti a camisa, aos quadrados brancos, pretos e de um tom rosa igual ao do calçado, deixando-a aberta com as mangas enroladas até ficarem curtas.
Fui até à casa de banho com a minha bolsa de maquiagem e comecei o serviço. Passei a base ao de leve pela cara, depois o lápis preto nos olhos, e por fim o eyeliner nas pálpebras, fazendo o risco para se notar os meus olhos rasgados.
Dei uma última vista de olhos pelo espelho, ajeitando o cabelo e a franja, que já quase passava os olhos, e depois saí indo uma ultima vez até ao quarto para deixar a minha bolsa, e depois pegar na minha pequena mala, e saindo para ir para a cozinha, onde estavam todos a comer.
–Miane pelo atraso pessoal. – Desculpei-me, sentando-me à mesa.
Peguei nos pauzinhos, e comecei a devorar o arroz que estava a minha frente assim como o resto da comida.

* * *

Depois de todos terem comido e limpado a cozinha, estava na hora de sair.
–Bem pessoal, estão todos prontos? – Perguntou Onew ao pé da porta, prestes a abrir.
–Ye! – Respondemos todos em coro, muito excitados.
–Então vamos lá.
E depois ele abriu a porta e um a um começou a sair, deixando-me a mim e a TaeMin para o fim.
–Sun? – Chamou-me ele, no momento que estava prestes a sair.
–Fala Tae.
–Não é nada, só queria dizer que hoje estás muito bonita.
Ele veio até mim e deu-me um beijo na cara muito ao de leve, saindo depois à minha frente.
Fiquei chocada com aquele gesto. Levei uma mão ao sítio onde ele tinha selado os seus lábios, e sorri.
Afinal parecia que nada tinha ficado diferente entre nós – tanto falo entre mim e TaeMin como do resto dos SHINee.
Dei um grande sorriso parvo para mim mesma percebendo que estava tudo como sempre estivera.
–Vens ou não Sun? – Chamou-me MinHo voltando atrás até casa para ver de mim, apanhando-me naquelas figuras.
–Ye. Vamos.
Sorrimos um para o outro e saímos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Number 6 (SHINee Fic)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Number 6 (SHINee Fic)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Number 6 (SHINee Fic)
» Show do shinee
» SHINee Yunhanam ep10
» shinee entrevista
» Site Oficial Shinee

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: