SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 11, 12, 13  Seguinte
AutorMensagem
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sex 20 Jul - 20:49:15

Meninas, meninas... Tem que ter calma :s
A Maary so deve postar para a semana ou assim, pois tamos com problemas técnicos ( lê-se falta de imaginação e dp foi aquela cena dela ficar sem PC).

Espero que compreendam.
Nos agradecemos.


Ass: A Gerencia. xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sex 20 Jul - 23:10:44

AHAHAHAAHA SÓ PELO 'ASS: A GERENCIA'' É QUE EU PERDOU-O XDDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sex 20 Jul - 23:42:57

pahahahah
opa, nao resisti a meter a piadinha xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 21 Jul - 9:47:24

I'll wait. :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Seg 23 Jul - 1:10:18

:43: Ainda tou á espera do chap Mariana ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maary Taemin
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 351
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 4 Ago - 22:27:59

meninas, peço imensa desculpa pela demora, mas para compensar está aqui um capítulo bom e grande.
Espero que gostem dele (:


Mixed Bands
Cap. XII – O Acidente
(Nu’Est)


O relógio marcava as 8 da manhã quando Stacey abriu os olhos, a rapariga olhou em volta e os seus olhos encontraram o corpo de MinHyun, de imediato um sorriso apareceu no seu rosto e por alguns segundos ela admirou a beleza do seu namorado. Deu por si a pensar no que tinha feito para a sua vida correr tão bem…tinha uma banda de sucesso, era bonita, tinha os melhores amigos que podia pedir e tinha um namorado absolutamente perfeito. Cuidadosamente, a rapariga levantou-se, ela não queria acordar o namorado mas o ritual dela tinha de ser cumprido. Silenciosamente, abriu o armário tirou de lá um par de calças desportivas e um top branco. Vestiu a roupa em menos de cinco minutos e penteou-se, estava com olheiras, era normal tinha dormido apenas 3 horas mas não se importava, tinha valido a pena. Tinha valido a pena esperar pela chegada do namorado, tinha valido a pena pedir-lhe para ficar com ela naquela noite, tinha valido a pena dormir apenas três horas porque, mais uma vez consumou o amor que sentia pelo rapaz.

Pegou numa folha de papel e numa caneca e escreveu um bilhete, não queria cometer o mesmo erro da noite anterior, não queria deixar o rapaz preocupado quando não havia motivos para tal.

‘bom dia, amorzinho
Eu fui correr um bocadinho, não precisas de te preocupar comigo… eu estou bem, melhor que bem até. Vou levar o meu telemovel, mas já sabes que as vezes não o oiço por causa dos fones. Não precisam de se preocupar.
Amo-te
Stace’

Ela deixou o bilhete na sua almofada e deu-lhe um beijo nos lábios. Pegou no seu ipod e num totó para o cabelo e saiu do quarto. A casa estava em silencio, os rapazes ainda estavam todos a dormir, era normal, depois do concerto de ontem deviam estar estafados… ela mesma estava totalmente exausta, mas não poderia fugir a rotina e não correr por um dia. Dirigiu-se a cozinha e bebeu um iogurte e comeu uma bolacha, não tinha fome apenas comia para evitar desfalecer a meio da corrida. Pegou na chave de casa e olhou para o relogio da cozinha, 8.45 da manhã… uma optima hora para ir correr. Silenciosamente abriu a porta de casa e saiu.

A rapariga desceu as escadas do prédio e saiu, sentiu o vento tocar na sua pele e a jovem apenas sorriu, gostava de sentir o vento na sua pele. Ela colocou os fones nos ouvidos e escolheu uma das suas músicas preferidas para começar a corrida. Escolheu Breathe do G.D e começou a sua corrida matinal. Stace tinha um sorriso na rosto, ela tinha a certeza que aquele sorriso não iria desaparecer por nada deste mundo. Ela sentia-se tão completa e tão feliz que não tinha explicação, Min fazia-a tão feliz… ela jamais teria sonhado que pudesse encontrar alguém que a fizesse tão feliz como o cantor a fazia. Para ser sincera, ela já não sabia se conseguia viver sem o rapaz, não se imaginava mais sem ele. A jovem ainda podia sentir as mãos de MinHyun explorar o seu corpo, ainda conseguia sentir os seus lábios colados ao dele, o sabor dos deliciosos lábios… a sensação de o ter dentro de si era a melhor sensação do mundo.

Ela estava absorta nos seus pensamentos, nas memórias da noite passada quando parou no passeio, precisava de atravessar a rua para o outro lado mas o sinal estava vermelho. Ela não parou, continuou a correr no mesmo local para não perder o ritmo e quando o sinal ficou verde a rapariga avançou distraída nos seus pensamentos quando sentiu uma mão no seu braço a puxa-la para trás e a loira apenas viu um carro a passar a alta velocidade a milimetros dela. Ela ia sendo atropelada e aquela pessoa, fosse quem fosse tinha-lhe salvo a vida, rapidamente a loira olhou para o rapaz – obrigada – ela disse ainda a tremer. Ela não reconheceu de imediato o rapaz que lhe tinha salvo a vida, estava chocada com o que tinha acontecido – obrigada, não sei como lhe agradecer – ela repetiu, não sabia como lhe agradecer… afinal, não era todos os dias que alguém a impedia de sofrer um acidente.

- estás bem? – ele perguntou-lhe e a jovem respirou fundo tentando acalmar-se – eu estou optima, graças a ti – finalmente os olhos dois jovens cruzaram-se e os dois jovens reconheceram-se de imediato – espera, tu és a Stace dos Nu’Est – ele disse e a rapariga deu um pequeno sorriso e acenou um sim com a cabeça – e tu, tu és o MinHo dos SHINee – ela sorriu-lhe, ainda tremia e o rapaz facilmente percebeu isso, afinal, era compreensivel a rapariga estar naquele estado quando minutos antes tinha quase sido atropelado – vem comigo, vamos ali ao café, precisas de uma água com açucar para te acalmares – o rapaz disse num tom doce e a rapariga acenou um sim com a cabeça, ela sabia que o jovem tinha razão, ela precisava de se acalmar. Assim que entraram no café de imediato pediram um copo de água com açucar e sentaram-se numa mesa ligeiramente escondida.

– deixa-me que te diga que ontem foste fantastica – ele elogiou a rapariga e ela corou enquanto bebia um pouco da água com açucar – obrigada, é bom saber que gostaram – ela disse ligeiramente envergonhada, ela estava perante um dos cantores da sua banda preferida, sentia o seu coração bater ligeiramente mais depressa e pensava bastante no que dizer, merda, ele era da banda da sua melhor amiga – de nada, as verdades são para ser ditas e eu gosto muito da tua voz – ela queria esconder-se debaixo da mesa, estava a morrer de vergonha das palavras do rapaz, ele era de facto bastante simpático – o Key tem uma enorme crush em ti – ele disse e a rapariga riu-se, ela já sabia disso - eu sei – ela riu-se e terminou de beber a água, estava mais calma – obrigada, a água foi uma optima ideia… estou muito mais calma – a jovem cantora sorriu-lhe – foste o meu salvador hoje – ela sorriu-lhe ingenuamente, e os dois jovens levantaram-se – não tens que me agradecer… tu corres sempre de manhã? – ele perguntou-lhe com um sorriso e a rapariga acenou-lhe um sim com a cabeça ligeiramente envergonhada – corro, é a força do habito já – ela sorriu enquanto saiam do café e assim que sairam, ela inspirou deixando o frio ar entrar no seu sistema respiratorio sentido-se livre – e tu, ainda vais correr mais hoje? – a loira perguntou-lhe e o rapaz olhou em volta – vou, preciso de aliviar o stress – ele disse enquanto passava a mão no cabelo e a jovem sorriu – então eu faço-te companhia – ela disse num tom decidido.

O rapaz olhou a rapariga totalmente chocado com as palavras que segundos antes a loira tinha proferido – desculpa, não quero ser indelicado mas não achas que devias parar? É que apanhaste agora um grande choque e já queres ir correr outra vez? – ele disse num tom preocupado com a jovem – não te vou deixar correr sozinho, é a minha paga por me teres salvo – ela sorriu – além disso, eu estou bem – ela disse num tom sincero e guardou o seu telemovel e o ipod no bolso das calças – quando quiseres parar dizes-me okay? Eu depois levo-te a casa, não fico descansado a andares sozinha por ai – ele sorriu enquanto corava ligeiramente, tão adoravel. – não é preciso, eu fico bem sozinha… foi mais o susto do momento – ela disse enquanto começavam a correr e o rapaz olhou-a – não me interessa, eu levo-te a casa, não há discussão – ele falou num tom divertido enquanto corriam pelo passeio- - não precisas de ir devagar por minha causa – a rapariga provocou ligeiramente, sabia que ele estava a correr mais devagar por causa dela, provavelmente acharia que ela depois do susto que apanhara não teria capacidade de o acompanhar como normalmente o faria.

- Vá, corre lá mais depressa ou já tas cansado? –ela sorriu-lhe simpática enquanto o provocava, a rapariga adorava provocar e o rapper já tinha percebido isso e como tal, correu ligeiramente mais rapido – não queria que tu abusasses – ele disse num tom preocupado, estava preocupado com a rapariga… era a primeira vez que ele via uma pessoa quase a ser atropelada, especialmente era a primeira vez que vira uma rapariga tão bonita ser quase atropelada. O jovem abanou a cabeça, afastando aqueles pensamentos da cabeça e sorriu-lhe – não estas cansada? – ele perguntou-lhe e ela sorriu-lhe abandando a cabeça afirmativamente – estou um bocadinho, mas não é de correr, dormi pouco – ela disse enquanto os dois jovens parava mum pouco. – é compreensivel, eu também cheguei tarde, imagino que os outros também tenham chegado e ainda devem estar todos ferrados a dormir – ele riu-se – na verdade, não sei como te consegues manter em pé – ele riu-se enquanto passava a mão no cabelo, tirando-o da frente dos olhos. – na verdade nem eu, mas não consigo não correr… e depois não consigo ficar sem dançar com o Ren – a rapariga riu-se e os olhos do rapaz brilharam de alegria, finalmente tinha encontrado alguém como ele…alguém que não conseguia passar um dia sem correr.

- o que foi? – a rapariga perguntou ao ver os olhos do moreno brilharem e um sorriso se desenhava no seu rosto – só estou feliz, finalmente encontrei alguém que me compreende – ele riu-se enquanto os dois jovens se sentavam num dos bancos e respiravam fundo tentando normalizar a respiração – como assim, alguém te compreende? – a rapariga perguntou-lhe enquanto girava o corpo na direcção do rapper dos shinee –alguém que também precisa de correr todos os dias, é sempre complicado meter os SHINee todos a correr de manha – ele riu-se e a rapariga abriu os olhos, estava espantada… com que então os SHINee que pareciam tão atléticos não eram muito fãs de corridas matinais? Era a ultima coisa que ela imaginava… eles eram tão atléticos, como poderiam não gostar de correr? - por essa eu não esperava – a rapariga disse rindo-se, era tão estranho descobrir estas coisas sobre a sua banda de eleição… todos pensavam uma coisa quando na realidade os rapazes eram praticamente o oposto disso. – muitos fãs pensam que vocês não fazem mais nada da vida a não ser desporto – ela disse ligeiramente corada, afinal, aqueles corpos – ninguem poderia negar que os rapazes tinham corpos divinais – não poderiam aparecer do nada certo?

- As aparecias iludem… pode dizer-se que os hyungs e o maknae preferem ficar na cama a correr – o rapaz riu-se – o Key só se levanta primeiro que nós quando temos horarios a marcar, o Onew hyung temos de o arrastar da cama e mesmo assim ele dorme em pé, o Jonghyun hyung é praticamente só com agua em cima e o Taemin basta dizer-lhe a palavra dança que ele salta da cama – ele bebeu um pouco de água rindo – quando é pra correr, para os levantar é um drama – ela riu-se, como ele o compreendia, era exactamente a mesma coisa com os Nu’Est, só com a diferença que em vez de dormirem em pé tinhamos de falar em comida e o Aaron saía da cama num pulo. – sofremos do mesmo, então. É raro conseguir tira-los da cama para correr de manhã – a loira ajeitou o rabo de cavalo e sorriu ligeiramente envergonhada, já não estava habituada a estar com outros rapazes que não fossem os Nu’Est.

A loira olhou para o relógio e viu que eram quase 11 horas da manhã, ela suspirou recostando-se no bando – acho que deviamos ir para casa, eu pelo menos já estou a correr desde das 8.45, 3 horas – ela sorriu enquanto fintava o rapaz – ah que curioso, também estou a correr desde essa hora – ele riu-se timidamente, provavelmente também não estava muito habituado a falar com raparigas, especialmente porque a Alex apenas tinha entrado nos SHINee ontem. – vamos? Eu não me esqueci que combinei levar-te a casa – o rapaz disse enquanto se levantavam do banco.

- MinHo, eu já te disse não é preciso levares-me a casa, eu estou bem – ela disse com um sorriso fofo nos lábios, não queria que ele se incomodasse por ela, não valia a pena – e eu já te disse que não há discussão – o rapaz disse com um sorriso nos lábios, um sorriso fofo e encantador como ele costuma fazer – é pra que lado a tua casa? – ele perguntou-lhe e a rapariga revirou os olhos e riu-se – para aquele – ela apontou o lado direito e o rapaz sorriu – olha calha muito bem, é para o mesmo lado da minha casa – ele disse sorridente e os dois jovens começaram a andar num passo lento para descansarem da corrida que tinham feito. Os dois falavam alegremente, parecia que se conheciam há já algum tempo e isso agradava-lhes, era bastante facil falarem um com o outro.

O caminho foi feito a passos lentos, estavam cansados da noite anterior e da corrida matinal que tinham feitos. – para inglesa, tu falas bastante bem coreano Stace – o rapaz elogiou-a e a rapariga sorriu-lhe timidamente – obrigada Minho-ah, eu já estou cá há 7 anos e digamos que tenho uma certa facilidade no que toca a línguas… mas no inicio foi bastante complicado – ela confessou lembrando-se da reacção que teve quando os seus pais lhe contaram que iriam mudar-se para a Coreia do Sul.

FlashBack

- Eu não quero ir com vocês, vocês não me vão conseguir separar do Rob – a rapariga disse já num tom irritado, ela não queria ir para a Coreia do Sul, toda a sua vida estava toda em Londres… os amigos dela estavam lá, a escola, o namorado dela estava lá – eu fujo de casa se vocês continuarem com essa ideia absurda de me levarem pra Coreia – ela disse saindo da sala com as lágrimas nos olhos e correu para o quarto. A rapariga não queria sair de Londres, ela não compreendia porque também tinha de ir para a Coreia quando poderia ir viver com os seus avos… ou melhor, compreendia… o único objectivo era separar a loira do seu namorado. Robert era um rapaz mais velho, tinha 18 anos e era o namorado da loira, os pais da rapariga nunca aceitaram o namoro pois, na opinião deles, o rapaz apenas se queria aproveitar da jovem e eles não poderiam deixar isso acontecer.

Para Stace isso era tudo uma mentira, algo inventado pelos pais para ela não ficar com o rapaz, ela sabia que o inglês não era capaz de fazer nada para magoa-la… algo dentro do seu coração lhe dizia que os pais estavam errados e que o rapaz gostava realmente dela e como tal, não era justo separa-los apenas pela diferença de 4 anos de idade… não era justo. Ele gostava dela e ela gostava dele, por quê separa-los? Porque motivo? – quer dizer, os asiáticos vêm pra Londres em busca de uma melhor vida e eu, vou pra lá pra piorar a minha vida? Never in my life! – a rapariga falava para si mesma, ela revirou os olhos… ela não podia abandonar a vida em Londres, ela não podia, ela não queria faze-lo… só essa ideia assustava-a, deixar as suas melhores amigas, a sua escola, o seu namorado.

Prison's gates won't open up for me, On these hands
and knees I'm crawlin', Oh, I reach for you


A inglesa ouviu o telemóvel e dirigiu-se até a mesa-de-cabeceira onde ele estava, sorriu ao ver que era o seu namorado – love – ela cumprimentou o rapaz num tom ligeiramente desanimado que o rapaz rapidamente percebeu e lhe perguntou o que se passava – eu preciso de falar contigo, preciso de sair de casa – a rapariga disse-lhe e o rapaz pareceu preocupado com o que a rapariga dissera – vens me buscar ali a rua, pode ser? Não quero que os meus pais saibam que vou ter contigo! E não há problema com a tua mãe se eu dormir aí? – a rapariga perguntou quando o rapaz a convidou para dormir na casa dele – agradece-lhe então por mim… até daqui a 20 minutos. I love you – ela disse e desligou o telefone enquanto abria a cama e metia entre os lençóis, as almofadas a fingir que eram o seu corpo. Eram quase meia-noite e a loira duvidava que os seus pais entrassem no quarto aquela hora… enfim, ela não ia dormir em casa e ponto final. Em exactamente 20 minutos, o rapaz deu um toque para a rapariga avisando-a que já estava a sua espera na rua e esta, pegou na mala com o pijama e saiu pela janela. Era um primeiro andar e a rapariga como já estava habituada, desceu pela árvore em frente ao seu quarto e dirigiu-se até ao local combinado.

O rapaz esperava pela namorada alguns metros antes da casa da rapariga e assim que a viu aproximar-se, tirou o capacete da mota e esboçou um sorriso enquanto a loira se aproximava dele – olá amor – ele cumprimentou com um beijo rapido nos lábios enquanto lhe dava o outro capacete. – tava com tantas saudades tuas – a rapariga colocou o capacete e a mala no chão e abraçou o rapaz beijando-o apaixonada – eu também tinha muitas saudades tuas, mas vamos embora daqui antes que nos vejam – o rapaz disse enquanto se montava na mota e esperava a namorada fazer o mesmo. A rapariga colocou o capacete e montou-se na mota passando os braços finos pelo corpo musculado do rapaz e encostando a cabeça as costas dele com um sorriso no rosto… sentia-se tão feliz, tão segura… era como se nada a pudesse atingir porque o rapaz estava lá para a proteger.

Em poucos minutos chegaram a casa do rapaz que estava vazia, a mãe do jovem estava de banco no hospital e o irmão mais velho estava de viagem e como tal os jovens tinham a casa só para eles. Os dois jovens entraram em casa e dirigiram-se a sala de estar, sentando-se no sofá enquanto a rapariga ganhava coragem para falar com Robert. – Stace, pelo amor de Deus, diz-me o que aconteceu – ele perguntou enquanto a afastava ligeiramente do seu corpo para a puder olhar nos olhos que estavam vidrados. Ele conhecia-a bastante bem e ela não precisava de dizer absolutamente nada para ele saber que alguma coisa estava mal, muito mal…

Stacey não era uma rapariga de chorar facilmente e ela estava quase a cair em lágrimas, isso partia-lhe o coração – os meus pais – ela começou e não aguentou, as lágrimas começaram a rolar-lhe pelo rosto intensamente o rapaz, instintivamente abraçou a rapariga e passou-lhe a mão pelos cabelos dourados – calma amor, eu estou aqui – ele sussurrava tentando acalma-la mas parecia ser em vão – shh, pronto, está tudo bem! – ele disse enquanto secava as lágrimas da namorada e esta suspirou – os meus pais querem que eu vá com eles para a Coreia – ela disse de uma só vez, assim doía-lhe menos – O QUE? – o rapaz gritou em choque, não queria acreditar, também não percebia porque ela tinha de se ir embora, porque os queriam separar? - mas eu não vou, nem que fuja de casa… eles não nos vão conseguir separar – ela disse decidida e o rapaz sorriu-lhe, sentia-se bem ao saber ao ponto a que ela estava disposta a ir por ele, mas ele não poderia deixar isso acontecer – não te preocupes, eu vou arranjar uma maneira de continuarmos juntos – os jovens abraçaram-se e ele beijou-lhe o topo da cabeça.

Os dois ficaram naquela posição meia hora, podiam ficar assim muito mais tempo, perdiam a noção do tempo quando estavam um com o outro e isso era bem visivel. Já cansados, o inglês levou a rapariga para o seu quarto – dormes aqui, eu vou dormir no quarto do meu irmão para tu ficares mais a vontade – ele disse e sem dar tempo a rapariga de responder, fechou a porta e foi fazer a sua higiene pessoal. A rapariga vestiu o pijama e após fazer a sua higiene pessoal bateu a porta do quarto onde o rapaz ia dormir – porque vais dormir aqui? – ela perguntou inocentemente e o rapaz sorriu – nós nunca dormimos juntos, eu não quero que te sintas pressionada Stace – ela sorriu, era incrivel o quanto os pais dela estavam errados em relação ao rapaz, ele não queria abusar dela… ele amava-a e dava-lhe espaço e a prova estava ali… ela ia dormir na mesma casa que ele e ele não queria que ela se sentisse pressionada a dormir com ele. A jovem entrou pelo quarto dele e beijou o rapaz – eu amo-te – ela declarou entre beijos e entrelaçou os seus dedos nos dele – mas eu quero – o rapaz abriu os olhos em choque, o seu coração disparou e ele não sabia o que dizer, o que fazer ou sequer o que pensar – tu tens a certeza? – ele perguntou docemente, os olhos dele olhavam-na ternamente, era a primeira vez que iam dormir juntos, era a primeira vez que iria acontecer alguma coisa entre eles… e isso deixava-o mais feliz que nunca.

A rapariga pegou na mão do rapaz e sorriu-lhe acenando um sim com a cabeça e levou-o até ao quarto dele. Os dois jovens deitaram-se na cama e beijavam-se, os lábios dos dois jovens colaram-se num beijo simples, ingenuo e apaixonado. As suas línguas tocavam-se timidamente, os dois eram tão puros, tão inguenos que pareciam meras crianças de 10 anos que estavam a dar o primeiro beijo. Algumas horas depois, os dois jovens adormeceram nos braços um do outro, as peles deles tocavam-se e vários arrepios percorriam os corpos.

Prison's gates won't open up for me, On these hands
and knees I'm crawlin', Oh, I reach for you


A loira abriu os olhos ao ouvir o telemovel e abriu a mala, olhou para o telemovel e bufou ao ver que eram o seu pai a ligar-lhe. Bela maneira de começar o dia – ela pensou e desligou o telemovel, colocando-o em cima da mesinha de cabeceira e dá um beijo nos lábios do rapaz – bom dia, love – ela cumprimentou quando o rapaz abriu os olhos, estes brilhavam de uma maneira única e isso deixava-a a mulher mais feliz que nunca – bom dia sweet – ele disse e o telemóvel da rapariga voltou a tocar e ela bufou – são os meus pais, provavelmente já deram pela minha falta – ela disse quando o rapaz lhe perguntou quem era – fala com eles, explica-lhes o que aconteceu – ele disse acariando o rosto dela e ela sorriu, apaixonada. Atendeu o telemóvel – hello – ela cumprimentou num tom ligeiramente frio e os pais, do outro lado da linha, suspiraram de alivio e de imediato perguntaram onde a rapariga estava e o que tinha acontecido – está tudo bem, não se preocupem, estou com o Rob… logo a tarde vou pra casa… até logo – a rapariga disse desligando o telemovel deixando os pais irritados pela rapariga estar com o rapaz mas ao mesmo tempo mais descansados porque sabiam que com ele, ela estaria segura.

Fim do FlashBack


- Pelo que parece, aprendeste bem a nossa língua… sempre ouvimos dizer que os ingleses tem dificuldade em aprender linguas – ele riu-se, não queria ofender a rapariga… na realidade, essa era a ultima coisa que ele queria fazer – é verdade, nós temos um pouco de dificuldade a aprender novas línguas – ela sorriu – mas eu nesse aspecto até tenho sorte, consigo aprender línguas com bastante facilidade – ela sorriu orgulhosa de si mesma e o rapaz riu-se – também tenho uma certa facilidade, o meu inglês é que não é lá grande coisa, mas talvez me possas ajudar… o ingles é bastante necessário – o rapaz sorriu docemente e a loira, acenou um sim com a cabeça, ele tinha razão… o ingles era bastante necessário, fosse na Coreia ou noutro país qualquerm não importava. – eu posso-te ajudar a falares mais facilmente ingles, depois de aprenderes as bases é bastante facil – ela sorriu, tinha uma paixão pela sua língua e não tinha qualquer problema em ajudar as pessoas a aprenderem melhor a sua língua.

Os dois jovens continuaram a caminhar e aproximaram-se do prédio do dormitório dos Nu’Est – e é aqui eu eu vivo com os Nu’Est – ela sorriu e o rapaz olhou em volta tentando reconhecer a zona onde estava, não demorou muito tempo a faze-lo, era apenas 5 minutos – se tanto – do dormitório dos SHINee, o rapaz sorriu… como era possível que vivessem todos tão perto e nunca se tinham encontrado? Naquela zona da cidade estavam concentradas muitas bandas, Nu’Est, Super Junior, SHINee, EXO, Girls Generation e tantas outras. – que engraçado, moramos perto… nós moremos a 5 minutos daqui – ele sorriu – os SuJu e os EXO também – ele sorriu – só sabia dos Big Bang, o JR é amigo do G.D e do T.O.P – ela riu-se – queres entrar um bocadinho, MinHo? – ela convidou, era má educação se não o convidasse afinal o rapaz tinha sido o salvador dela e era bastante simpático – não obrigada, os meus hyung’s devem estar a minha espera para irmos treinar pro estudio de dança – ele sorriu – amanhã vais correr também? – ele perguntou quando a rapariga tirou a chave de casa e acenava um sim com a cabeça, obvio que iria correr novamente – que achas de amanhã ires correr comigo? – ele perguntou ligeiramente corado e a rapariga olhou-o, não esperava que ele lhe perguntasse aquilo, era a ultima coisa que ela esperava mas instintivamente sorriu – eu posso passar por aqui para irmos juntos, então…aceitas? – ele perguntou curioso pela resposta da jovem.


Última edição por Maary Taemin em Dom 5 Ago - 3:30:36, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 4 Ago - 22:35:22

finalmente... estava a ver que tinha de voltar a lisboa para te forçar a escrever o chap haha

vamos cá: estrelinha>pasta>fanfic.... pa ler amanha ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maary Taemin
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 351
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 4 Ago - 22:37:22

desculpa unniiie, mas tava complicado postar...mas pronto, já cá está e espero que isto não se repita haha
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 4 Ago - 22:49:24

se repetir eu não te perdoou... fala a gaja que à umas duas ou 3 semanas que não publica a fic dela *lalalalala*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Dom 5 Ago - 13:10:42

Opah, eu gosto tanto da relação da Stace com o Min. *--------*
Mas o quié isto? O.O Não, absolutamente não! Stace e MinHo não, ela não.
Awww, o flashback está tão fofoooo. *------* A sério, um rapaz mais velho que ela quatro anos e trata-a assim, que príncipe. ^^
Mas o MinHo não, ela pode ficar com todos, menos com o MinHo, o MinHo é da Alex. :3 se isso der só amizade eu não me importo, agora outra coisa, não. xD
Se eu vivesse nessa rua, era uma rapariga muito feliz, Suju, NU'EST, SHINee e EXO, é para morrer só pode. o:

A tua escrita continua óptima, não tem erros quase nenhuns, a história está cada vez mais interessante... e eu digo quase sempre a mesma coisa, até porque não há muito mais a dizer. A vossa fanfic é uma das melhores que já li, e estou a dizer isto com a maior sinceridade do mundo. Só espero é que não a parem de escrever. :3
Continuem o bom trabalho lindas. :3

Maary, demoraste tanto linda! O.O
Chegar aqui e ver que postaste deixou-me tão feliz. *--------*
Agora não demores muito tempo sim? :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maary Taemin
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 351
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Dom 5 Ago - 14:09:13

aiiiigo! eu fiquei tao feliz com o teu comentário Mary...a sério, tu não imaginas o que é chegares aqui antes de almoçares e veres isto...até dá vontade de postar mais chapters de uma só vez...estou a ser sincera *-*

Obrigada pelos elogios tanto a fic como a nossa escrita, eu fico super feliz que voces estejam a gostar porque é muito importante para nós sabermos que a fic está a ter uma boa recepção por parte das pessoas que nós gostamos.

Omo, desculpa, eu juro-te que não vou demoro mais tempo nenhum... a Pat deve postar brevemente também e agora isto vai andar ao ritmo normal haha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Dom 5 Ago - 14:19:21

Fico feliz por ficares feliz. ^^

Continuem a postar, agora não podem parar, se não i'll diee!! :3
Fico à espera então princesa. *-------------*
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Dom 5 Ago - 20:14:24

O que é que acontece, se eu so postar o proximo cap dp de dia 17 ?? o.O
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Seg 6 Ago - 10:29:39



Tanto tempoooo. O.O
Mas não tenho outro remédio senão esperar. ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Qua 8 Ago - 20:49:02

Li agora e acho que nem preciso de dizer que amei *-* continuem assim, meninas ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Qua 8 Ago - 22:18:36

já li minha linda.. olha que a alex fica com ciumes ^^

amei, sabes que sim não sabes? agora, patty a ver se não demoras
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Qui 16 Ago - 20:22:22

É amanhã, certo? *.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Qui 16 Ago - 23:08:12

Espero bem que Sim *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sex 17 Ago - 8:19:38

Me too ~ *.*

Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 18 Ago - 0:06:28

Como prometido, aqui tá ^^
Boa leitura minhas lindinhas!


Mixed Bands
Cap. XIII – A Razão do Amor de Alex
(SHINee)

Alex saiu do táxi e viu o grande edifício da SM mesmo à sua frente.
O que é que eles estariam ali a fazer?
-Bem, vamos? – Perguntou TaeMin depois de sair do veículo e meter-se ao pé dela.
A rapariga assentiu com a cabeça, fazendo, de seguida, deixar-se levar pelo jovem, que a puxava para dentro como uma mão na sua.
Entraram, dirigindo-se aos elevadores, e depois subiram até ao último andar.
Continuaram a andar até chegarem a uma sala enorme que a morena já tinha conhecido.
Entraram e depois Tae foi pousar o saco desportivo que tinha no ombro, abrindo-o e tirando de lá alguns CD’s.
-O que é que estamos aqui a fazer, TaeMin-goon?
-Não se vê logo Noona? Vamos dançar. – Respondeu sorrindo, enquanto metia um CD na aparelhagem.
-Vamos? Eu e tu?! – Exclamou a portuguesa espantadíssima.
Alex sabia que até nem era má de todo a dançar, mas sabia perfeitamente que nunca chegaria aos calcanhares de Tae, ao ponto de dançar com ele.
-Ye. Qual é o mal?
-TaeMin-goon! Espero que saibas que nunca vou conseguir acompanhar-te.
-Wae?
-Porque… Tu és demasiado bom.
E depois ambos coraram um pouco.
-Oh! Komaweo Noona. – Agradeceu, passando as mãos pelo cabelo loiro – Mas tu também és maravilhosa a dançar.
-Mesmo assim… Eu não consigo. – Disse ela timidamente.
-E se eu dançar primeiro para ti?
Ela não disse nada, pois ficou muito séria a pensar na sua proposta e o coreano, também não esperou que esta abrisse a boca. Saiu de ao pé dela e foi a correr até à aparelhagem, mexendo nela, e depois carregando no play.
A música começou a tocar, e ele voltou para ao pé dela, fazendo esta sentar-se, para apreciar o show.
TaeMin, assim que o instrumental da canção acabou, este meteu-se a dançar com todas as suas forças enquanto cantava: Noona Neumu Yeppeo.
Os olhos da rapariga brilhavam com tal beleza de voz e movimentos juntos, fazendo-a a sorrir enquanto assistia ele a cantar e a dançar para ela, a sua música de debut com o resto dos SHINee.
Era engraçado como esta se lembrava de ouvir amigas a dizerem que o sonho delas era estar no centro do grupo, enquanto estes cantavam Replay para elas, e agora, a morena, que nunca pensara nisso, estava ali… A apreciar tal maravilha dada pelo Maknae, que a fazia cada vez mais feliz.
TaeMin dançava cada bocado com tal perfeição e agilidade que deixava-a cada vez mais a pensar que nunca iria ser parecida com ele. Que ele era único a dançar e que nunca, nem ninguém, o conseguiria superar.
E como ele parecia estar bom ao longo dos anos. Parecia até que aquele Replay já não era mais uma música de adolescentes que acabara de sair da puberdade para o mundo do espetáculo. Agora aquela música de debut, parecia cada vez mais adulta. E isso devia-se ao simples fato do crescimento do jovem TaeMin, pois ele no início não passava de uma criança e agora… Estava um homem. Um homem belo, forte e magnífico. E Alex, mesmo sendo ridículo, estava orgulhosa dele, porque sempre o vira com um menino, uma criança, um bebê que ela queria proteger.
Mas naquele momento parecia que os papéis tinham-se invertido. Agora era Lee que a protegia. E isso tinha-se visto ontem quando tentou acalma-la, e hoje, quando a levara ali.
Alex, naquele momento, agradeceu por ele ter entrado na sua vida.
A música começou a parar, fazendo o jovem repousar.
-Agora é a tua vez, Noona. – Disse sorrindo para ela, não parecendo nada ofegante depois do que acabara de fazer.
-Mwo?
-Ye! Agora é a tua vez de dançares para mim.
TaeMin foi até ela, e puxou-lhe as mãos para esta se levantar.
-TaeMin-goon, eu não consigo!
-Claro que consegues Noona. Tu danças muito bem. E se da outra vez dançaste para nós todos, porquê que agora não danças só para mim? É por ser eu? – Perguntou ele, com um olhar mais sério.
Alex olhou para o lado, e corando um pouco começou a falar:
-Ye. É por seres tu. Porque… Tu sempre foste a minha inspiração no que se tocava a dança. E agora estar a dançar para ti, para mim é algo tão grande que não merece erros. E eu sei, que se fizer isso enquanto olhas para mim, eu vou bloquear, e vou errar. E eu não quero fazer isso à tua frente.
O Maknae sorriu com tal declaração, e depois pegou nas mãos da jovem com delicadeza, fazendo esta fita-lo outra vez.
-Komaweo Noona. A sério. É muito bom ouvir isso, vindo de ti.
-Eu só disse a verdade.
-Eu sei. Mas por isso é que te peço para dançares para mim.
-Anniya. Eu não consigo contigo a olhar.
O coreano ficou a pensar durante um bocado e depois teve uma ideia.
-E se tu não me vires?
-Como assim?
-E se te vendar os olhos? Achas que consegues?
Ela não disse nada, simplesmente encolheu os ombros.
O dançarino foi a correr até ao seu saco, e de lá tirou um lenço preto. Levou-o até à companheira, e depois vendou-lhe a visão.
-Consegues ver alguma coisa Noona?
Ela negou com a cabeça.
TaeMin levou-a até ao centro da sala, e depois deixou-a, indo até à aparelhagem.
-O que queres dançar?
-Para mim tanto me faz.
-Ok. Vai a primeira que aparecer.
E depois carregou no play.
A música começou a tocar, e a jovem conheceu de logo o One Love dos Super Junior.
Ao início fez simples passos, não se sentido muito à vontade, mas depois foi começando a libertar-se, sentindo-se mais à vontade para dar o seu melhor.
E TaeMin percebeu isso.
Ele olhava para ela, e compreendeu que esta contraia-se um pouco no início. Mas assim que começou a dançar realmente, o Maknae pode ver o quanto jovem era boa, e como maravilhosa ela era a dançar. Alex quando dançava por si mesma tinha uma grande mistura de boy dance e de girl dance. Mais precisamente dançava com a complexidade e a garra de um dançarino, mas ao mesmo tempo com a graça e a sensualidade de uma mulher. E isso deixava-o completamente estupefacto com tais movimentos graciosos mas ao mesmo tempo tão cheios de vida. E isso era o que ela tinha mais para dar.
Vida não lhe faltava agora. Via-se isso ao ver ela a explorar cada canto da sala com os seus passos. Ela agora tinha libertado todo o peso da noite anterior que ainda tinha em si. E TaeMin sentiu-se feliz por tal, pois era esse o seu plano. Queria que ela esquecesse por uns momentos o que acontecera, e como ele só se conseguia sentir em paz a dançar, este pensou que talvez também desse resultado com a jovem. E parecera que sim.
Ela começou a parar ao mesmo tempo que a musica, e ao contrário dele, esta respirava ofegantemente, pois mesmo depois de tanto tempo nos treinos, a morena sabia que para ele aquilo já era normal, logo não se cansava tanto quanto ela.
Alex começou a tirar a venda dos olhos e assim que a sua visão voltou ao lugar, pode ver Tae a olhar para si, com os olhos a brilharem.
-Então? – Perguntou tentando controlar a respiração – Como fui?
-Estupenda!
A portuguesa não conseguiu conter, mas no momento que ouviu tais palavras a saírem da sua boca, um sorrido apareceu nos seus lábios, assim como um pequeno rubro nas faces.
-Komaweo. – Agradeceu, fazendo-lhe uma vénia.

* * *


Os dois jovens estavam a dançar juntos há mais de uma hora.
Tinham dançado todo o tipo de danças, desde algumas bem conhecidas do mundo de k-pop, como outras americanas, e até algumas que eles inventaram, dançando e olhando um para o outro.
Estavam ambos exaustos quando decidiram parar um pouco.
Enquanto Alex – completamente cansada – sentou-se no chão, encostando-se à parede para se tentar recompor, TaeMin foi até junto da aparelhagem, parando o som que ainda havia no ar, para depois ir até à mala e tirar de la duas toalhas e duas garrafas de água, voltando de seguida para ao pé da jovem entregando-lhe um pertence de cada.
-Aqui tens Noona. Bem precisas. – Disse ele, sentando-se ao seu lado, ao pé da parede.
-Komaweo TaeMin-goon. Isto vai fazer me bem.
A portuguesa engoliu a água que havia na garrafa num só golo, secando depois com a tolha, a sua pele húmida.
-Noona… - Começou o loiro.
-Hum?
-Posso fazer-te uma pergunta?
-Ye.
-Há quanto tempo é que gostas do MinHo Hyung? – Perguntou de cabeça baixa, olhando para baixo, para as suas mãos que brincavam, sem razão, com a garrafa.
A nova integrante da banda não disse nada de início. Já estava a espera daquela pergunta desde a noite anterior. Só não esperava que ele fosse faze-la tão cedo. Tocando na ferida tão recente.
-Mianeyo. Não devia ter perguntado isto.
-Anni. Está tudo bem.
Ele começou a olhar para a jovem, esperando que ela lhe respondesse. Mas esta parecia demasiado perdida no horizonte para falar.
-Então?
-Há sete anos. Mais precisamente.
-Mwo? Sete anos? Mas isso é há muito mais tempo que o debut dos SHINee.
-Pois é. – Suspirou ela.
-Então como é que o conheceste?

FlashBack On


Depois das primeiras aulas da manhã, Alexandra saiu da sala com a mochila às costas a caminho da casa de banho.
Tinha perdido praticamente duas horas da sua vida ali, naquele seu primeiro dia de aulas, numa escola nova e num país novo, pois não compreendia nada da língua nativa. E sinceramente ficava um pouco desanimada só de pensar que isto seria durantes horas, dias, semanas, meses, pelo menos até esta conseguir aprender a língua coreana. Iria ser cansativo, mas pelo menos era melhor que viver em Portugal.
Ela, depois de muita procura, conseguiu finalmente reencontrar a casa de banho das raparigas, e assim que abriu a porta, viu umas quatro viradas para o espelho a arranjarem os cabelos compridos e lisos – completamente o oposto dos dele, que era curtos e ondulados, com jeitos ocidentais.
A jovem portuguesa entrou para dentro de um cubículo, e assim que o fez, conseguiu ouvir as coreanas a darem gargalhadas sonoras enquanto diziam algo na língua materna, fazendo esta sem saber o que elas diziam. Mas se calhar, até era bom assim.
-Oh meu deus! Vocês viram aquilo?
-Ye! Que aberração!
-E eu a pensar que as raparigas ocidentais eram bonitas.
-Devias estar maluca quando pensaste tal coisa Unnie!
-Realmente. É que aquilo de bonito não tem nada!

Alexandra esperou um pouco, e assim que o WC ficou em silêncio, esta saiu do seu cantinho e foi até ao lavatório para puder mirar a sua terrível imagem.
Naquela altura, ela era muito baixa e gordinha, com aparelho nos dentes e terríveis borbulhas da puberdade na cara.
Era, por assim dizer, uma coisa não muito apreciável à vista. E esta até nem ligava a esse tipo de futilidades há pelo menos três anos atrás, antes de começar a sofrer de bullyng.
Tinham sido os piores tempos da sua vida, chegando até a apanhar uma depressão, pois tais agressões, físicas e verbais, tinham sido tão traumatizantes que a deixaram assim, no ponto de aceitar a 100% a ida dela e dos pais para a Coreia do Sul, devido à promoção que o pai desta ganhara, na empresa que trabalhava em Portugal.
Alexandra, realmente estava farta de viver na terra natal, pois nunca fora muito social, logo nunca tivera muitos amigos – ou amigos alguns. E quando viera para aquele novo país, há mais ou menos um mês, esta tivera a esperança que isso fosse mudar. Que pudesse tornar-se numa adolescente como qualquer outra da sua idade. Mas, deparando-se com cenas daquelas, – e de outras que já vivera naquele dia – ela começava a achar que isso nunca iria mudar. Que iria ser sempre assim, e que “aquilo” nunca a iria deixar em paz.
Passaram-se trinta minutos, e apôs estes, o toque da campainha, em sinal de entrada, soou. Ela saiu da casa de banho e vendo os corredores vazios, a morena começou a caminhar por eles.
Andou, andou e andou, mas não conseguiu encontrar a sala que queria. Aquilo era realmente muito diferente da sua antiga escola.
Estava completamente perdida, e quando deu por si, estava no ginásio do colégio.
Olhou para o relógio de pulso que trazia consigo e viu que já passara quase vinte minutos desde o momento de entrada, logo já nem valia a pena tentar ir ao resto das aulas da manhã, pois daquilo que lhe disseram, os professores na coreia não deixavam entrar ninguém depois de um limite de atraso.
Desistindo, sentou-se no chão, ao pé do poste do cesto de bascketball, pousando a mochila ao seu lado, e depois começou a cantar musicas na sua língua para fazer passar o tempo.
Mas aquele seu momento foi interrompido por risos e conversas em alto som.
Alexandra olhou para aquela cena e viu um bando de seis rapazes, com os uniformes completamente desmanchados e cabelos rebeldes.
-Oh! Olha ali uma tipa!
-Não é ocidental?
-Ye. Dizem que é a nova aluna.
-Tchi! E é feia!
-Vamos brincar um bocado com ela?

Assim que a estrangeira percebeu que eles falavam dela, – pois apontavam para esta – levantou-se, recompôs a saia da sua farda e depois começou a pegar a sua mochila para sair dali.
Mas foi impedida, sendo encurralada por eles os seis, que rodeavam o seu corpo com os deles.
-Então? Ias te já embora?
-Não gostas da nossa companhia?
-Vocês são estúpidos ou quê? Não veem que ela não percebe nada do que vocês dizem?

Ela tentou escapar, mas não conseguiu pois dois deles seguraram-na pelos braços, enquanto um terceiro tirava-lhe a mala, para vasculhar o que esta la tinha dentro.
Tirou-lhe o dinheiro que tinha na carteira e entregou-a a outro que estava livre, assim como o seu telemóvel e o mp3.
-Pessoal, vocês já viram ocidental mais feia?
Falou um deles em coreano, enquanto segurava na cara da jovem pelas bochechas com uma mão, fazendo os amigos rirem-se de seguida.
-E eu a pensar que as ocidentais eram do tipo Angelina Jolie, Cameron Dias, Megan Fox…Parece que me enganei.
Alexandra começou a tremer, enquanto deixava cair várias lágrimas. Tinha fugido de um sítio, para passar por aquilo tudo outra vez. Não era justo.
-Por favor… Deixem-me ir. Vocês já têm o que querem. – Pediu ela em português, sendo um ato espontâneo.
-O que é que ela está a dizer?
-Achas que eu sei Hyung? Por acaso estás me a ver com olhos redondos?

E depois o ultimo que falara, levara os dedos aos olhos para mete-los redondos, gozando com os ocidentais, fazendo os outros rirem outra vez.
A portuguesa não conseguiu pensar naquele momento. Apenas conseguia chorar e tremer por todos os lados. Estava realmente assustada, pois não sabia o que os orientais eram capazes de fazer.
-O que é que vocês estão a fazer?
E depois os seis jovens olharam para trás para ver quem era aquela sétima voz.
-Não acham que está na altura de pararem de se meter com os mais indefesos?
-Yaaa! Mete-te na tua vida MinHo!
– Gritou o que estivera a agarrar a cara da morena.
-Lamento. Mas não posso fazer isso. Se não…
-Se não o quê!?
-Vocês realmente já se esqueceram do que aconteceu da última vez?
-Como é que nos podíamos esquecer? Nunca iriamos conseguir apagar o que fizeste ao JooWon!
-Ainda bem que se lembram. Então toca a irem-se embora, e deixem a rapariga.
-Mas tu mandas?

O outro coreano riu-se e depois pousou no chão a mala que tinha no ombro, assim como a bola de bascketball que tinha debaixo de um braço, e começou a caminhar até eles. Contornou-os, e foi até junto da rapariga, tirando-a do poder de um deles, e quando foi tentar com o outro, o coreano que o segurava não o largou, fazendo o herói lançar-lhe um olhar ameaçador.
Este, com medo do que lhe podia acontecer, deixou o braço da portuguesa. Fazendo o sétimo elemento leva-la dali do meio dos orientais.
-Agora vão se embora antes que se arrependam de estar no mesmo local que eu.
E os rufias não disseram mais nada. Simplesmente pegaram nas coisas que tinham roubado à jovem e meterem-se a andar.
Alexandra, perdendo-os de vista, caiu de joelhos no chão completamente de rastos, a chorar compulsivamente.
O rapaz foi até à sua mala, e lá trouxe um lenço de papel, entregando-o depois à rapariga chorosa.
-Are you ok? – Perguntou-lhe o rapaz agachando-se ao pé da portuguesa.
A rapariga simplesmente assentiu a cabeça, não conseguindo olhar para ele.
-Are you sure?
-Yeah. Thank you.
E depois ela fitou-o.
Foi estranho, mas o seu coração começou a bater com força ao ver a beleza dele.
Não é que ele fosse muito diferente do resto dos coreanos que já vira, mas ele parecia ter algo de único. Não sabia se era por causa dos olhos grandes, dos lábios carnudos e redondos, da voz profunda, ou até mesmo do cabelo escuro, liso e curto. Ela não sabia, mas ele tinha algo de especial, que a fascinava naquele momento.
-So… I have to go. If you need something, you can call me. I don't want those punks mess with anyone else.
-Ok.
Ele levantou-se e foi até junto da mala e da bola, pegando-as e começando a andar até o lado oposto do dela.
-By the way... My name is Choi MinHo. – Disse ele, virando-se para a jovem, e sorrindo antes de sair.
Alexandra viu-o a caminhar até à saída do ginásio e por momentos não conseguiu conter as palavras que lhe saíram como um murmúrio:
-MinHo… O meu herói.

FlashBack Off


A rapariga acabou de falar com um pequeno sorriso nos lábios. Não gostava de falar de coisas que a fizessem lembrar do seu terrível passado que vivera em Portugal.
-Uau! – Deixou o loiro escapar, assim que ela se calou – Nunca pensei que pudesses ter passado por coisas tão complicadas.
-Mas passei. – Suspirou a portuguesa – Sabes, ser como eu era, não era fácil. Ainda por cima num mundo onde a elegância é o principal interesse de beleza.
-E… - Hesitou TaeMin um pouco, com medo de dizer algo que não devia – Como é que conseguiste ficar assim Noona?
Ela levantou-se e foi para a frente do espelho comprido que havia na sala.
-Assim como? Magra? – Perguntou, levantando o top, fazendo a sua esbelta barriga ficar à mostra, enquanto a olhava pelo seu reflexo.
-Ye.
-Foi com os treinos, quando passei no casting da SM. – Respondeu.
-Os teus treinos foram assim tão pesados, Noona?
-Sim. Foram uns cinco anos intensos. Para além de ter que melhorar a minha dança, a minha voz e o meu coreano, que na altura ainda não era uma perfeição, também tive que aprender a compor, representar e a desfilar. E isto tudo enquanto estudava, pode se dizer que não foi muito fácil. Cheguei a apanhar um esgotamento e até a pensar seriamente em desistir por várias vezes.
-E não o fizeste porquê? – Questionou-a, curioso.
-Porque, para além de aquele ser o meu sonho, eu tinha a Stace a meu lado. E tu não tens noção de como aquela rapariga tem vida! Pode se mesmo dizer que ela treinava por ela e por mim, às vezes.
-Vocês treinaram juntas desde o início?
-Ye. Quando fomos fazer o casting, fomos juntas. E acho que a SM gostou mais do facto de sermos estrangeiras que eram super amigas e que tentavam a sua chance na Coreia, do que propriamente das nossas performances. – E riu-se.
-Não acredito que fosse só por isso. Vocês deviam já ter um grande talento. – Falou Tae, chegando-se ao pé dela enquanto fitava as duas figuras no espelho.
-Anniya. Nós até nos safávamos, mais ela que eu para ser sincera. – Voltou Alex a rir-se, lembrando-se das figuras que fizera no casting.
-E no que é que vocês eram especialistas?
-Bem, a Stace sempre teve uma voz poderosa, e estranhamente, ela já a sabia manejar, por isso chegou lá e arrasou logo. Eu fui mais na parte da dança.
A minha mãe tinha sido bailarina profissional de ballet e de danças latinas, e depois virou professora, logo, desde de pequena que ela ensinava-me. Por isso nessa parte já ia bem caminhada. O meu problema, era mesmo o Hip Hop. Não era lá muito boa.
-Danças latinas?
-Ye. Eu depois um dia ensino-te. – Sorriu-lhe ela, enquanto passava uma mão pela cabeça do jovem, despenteando-o, mesmo da grande diferença de alturas.
Alex saiu de ao pé dele, e foi até à mala que ele trouxera guardando as coisas que ele tirara para estarem alí.
-Sabes Noona… Não me admira nada que o MinHo Hyung tenha feito tal coisa por ti.
-Porque dizes isso? – Perguntou-lhe, virando-se para ele.
TaeMin não a olhou, simplesmente ficou especado à frente do espelho, a olhar-se.
-Quando o conheci nos treinos, uns tempos depois, ele foi-me buscar a escola, pois a dele fiava perto, e assim íamos juntos para os treinos. E uns rapazes da minha turma, à saída, meteram-se comigo como faziam sempre, e o Hyung meteu-se à frente, não os deixando tocar-me. – Baixou a cabeça e começou a fitar o chão – Claro que os tais rufias não deixaram-me em paz mas o MinHo Hyung ia quase sempre buscar-me a escola, tipo meu guarda-costas, o que os fez acalmarem-se. Pelo menos até ao nosso debut. A partir daí o MinHo Hyung não pode meter-se mais nessas minhas coisas por causa do Manager Choi e do contrato da SM, para não estragar a nossa imagem.
A nova integrante da banda começou a caminhar até ao jovem, e depois, como num impulso, abraçou pelas costas, tentando conforta-lo.
-Não penses mais nisso, TaeMin-goon. Memórias dessas devem ficar no passado e nunca nos perturbar no futuro. – Tranquilizou-o ela, lembrando-se das palavras que Stace sempre lhe dizia.
-Komaweo Noona. – Agradeceu ele, pousando a mão em cima dos braços da jovem, que rodeavam a sua barriga.
-Bem, vamos embora? – Perguntou a morena, largando-o e caminhando outra vez para ao pé da mala, enquanto voltava a fazer o rabo-de-cavalo, no seu cabelo castanho e longo.
-Noona. – Chamou-a o rapaz, virando-se agora para onde ela estava, fazendo-a virar-se para ele, enquanto esperava que este falasse – Agora percebo o porquê do teu amor por ele, mas… - E hesitou depois um pouco, temendo o que ia dizer.
-Mas? – Insistiu Alex.
Não te prendas nesse amor Noona. Vais acabar por te magoar ainda mais.
-Nada, ia só dizer que, estarei sempre aqui para te ajudar a suportar esse amor. - E sorriu para ela, enquanto caminhava na sua direção.
Não percebia muito bem o que se passava na sua cabeça, mas naquele momento desejou voltar atrás e dizer o que devia ter dito, pois sabia perfeitamente que, mesmo MinHo sendo um excelente amigo e pessoa, não era lá um grande homem para cuidar do coração das mulheres. Quando mais uma mulher como a sua Alex que merecia a perfeição.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 18 Ago - 4:10:04

este taemin é um encanto *w*
tadinha da alex.. agora vingou-se! eheh :p
e .. que ganda CHOI MINHO PAH! xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 18 Ago - 16:45:16

É né??
Sabes comé Rafi, eu tinha que meter o meu menino como um heroi de contos de fada *-*
xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Sab 18 Ago - 23:57:40

PaatLeeChoi escreveu:
É né??
Sabes comé Rafi, eu tinha que meter o meu menino como um heroi de contos de fada *-*
xD
Ahah claro claro tinha de ser xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kim Ma Ri ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1733
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Ter 21 Ago - 12:13:13

Desculpem a demora. s:

Mas aqui estou eu...

Gosto muito da relação do TaeMin e da Alex. *.* o TaeMin parece gostar dela de outra maneira sem ser só amizade e tenho pena dele por ela gostar do MinHo... Na minha opinião, o TaeMin e ela deviam ficar juntos. :3 (e isto não quer dizer que eu queira que o MinHo fique com a Stace, porque não quero... haha, mas ne tudo pode acabar como queremos... xD)
Ambos passaram por uma coisa parecida, quero dizer, quase igual, fiquei com pena deles. O bullying é uma coisa muito dificil de lidar, e o facto de o MinHo os defender aos dois foi tão fofooo. *.*

Best Scene

Na minha opinião, a melhor cena foi o flashback da Alex. *.* Aquelas raparigas também não se deviam estar a ver bem ao espelho... com uma personalidade daquelas não sei quem vai gostar delas também...
Na parte em que eles a rodearam, fiquei com tanta pena dela, se me acontecesse o mesmo eu fazia o mesmo que ela, não me mexia e chorava... Esses rapazes, que parvos! -.-
Juro que quando o MinHo apareceu, pensei que ia haver porrada, mas depois... foi só um olhar ameaçador e eles ficaram logo com medo... haha que fail xD
E depois, eles muito fofos a falar em inglês um para o outro. *.* (sempre imaginei isso hahah xDD)

Omo, Paat, que capítulo lindooo. *.*
Aos poucos vocês vão revelando os segredos de todos and i'm loving it (fez-me lembrar o Mac haha xD)! Mal posso esperar para saber com quem é que a Alex vai ficar. :3

Quanto à escrita, não há muito mais a dizer. Continua muito bem escrito como sempre, sem erros (não vi nenhum) e muito bem estruturado. *.*
Vocês são ambas umas óptimas escritoras, i'm your fan. :3

Continuem por favor. *.*

Voltar ao Topo Ir em baixo
PaatLeeChoi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 564
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/04/2012
Idade : 21
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   Ter 21 Ago - 16:24:57

Chora ♥ escreveu:
Desculpem a demora. s:

Mas aqui estou eu...

Gosto muito da relação do TaeMin e da Alex. *.* o TaeMin parece gostar dela de outra maneira sem ser só amizade e tenho pena dele por ela gostar do MinHo... Na minha opinião, o TaeMin e ela deviam ficar juntos. :3 (e isto não quer dizer que eu queira que o MinHo fique com a Stace, porque não quero... haha, mas ne tudo pode acabar como queremos... xD)
Ambos passaram por uma coisa parecida, quero dizer, quase igual, fiquei com pena deles. O bullying é uma coisa muito dificil de lidar, e o facto de o MinHo os defender aos dois foi tão fofooo. *.*

Best Scene

Na minha opinião, a melhor cena foi o flashback da Alex. *.* Aquelas raparigas também não se deviam estar a ver bem ao espelho... com uma personalidade daquelas não sei quem vai gostar delas também...
Na parte em que eles a rodearam, fiquei com tanta pena dela, se me acontecesse o mesmo eu fazia o mesmo que ela, não me mexia e chorava... Esses rapazes, que parvos! -.-
Juro que quando o MinHo apareceu, pensei que ia haver porrada, mas depois... foi só um olhar ameaçador e eles ficaram logo com medo... haha que fail xD
E depois, eles muito fofos a falar em inglês um para o outro. *.* (sempre imaginei isso hahah xDD)

Omo, Paat, que capítulo lindooo. *.*
Aos poucos vocês vão revelando os segredos de todos and i'm loving it (fez-me lembrar o Mac haha xD)! Mal posso esperar para saber com quem é que a Alex vai ficar. :3

Quanto à escrita, não há muito mais a dizer. Continua muito bem escrito como sempre, sem erros (não vi nenhum) e muito bem estruturado. *.*
Vocês são ambas umas óptimas escritoras, i'm your fan. :3

Continuem por favor. *.*



OMG Mary! (cmo smp) Que coment perfeitoooo *-*
E como smp, vou tentar levar as cenas pa mais comica possivel xD

Parou td!
Se eu percebi bem, tu queres que o Tae fique com a Alex, mas ao mesmo tempo nao queres que o MinHo fique com a Stace, logo queres que ele fique com a Alex né???
LOGO... tu queres é uma menage a trois ahah
Ok, já ta registado o teu desejo xD

É né?? Eu posso dizer na boa, que já sofri de bullying e que naquelas alturas smp desejei ter um heroi assim para me salvar. (então um de olhos rasgados, labios carnudos e redondos, olhar penetrante e alto como um predio... epah! perfeito! eheh)

Sim, isso suou uma beca a MAC xD


Uiii, isto da Alex, so te posso dizer que ainda vai dar muita reviravolta e muita cena ahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://adifferentgirl-paatleechoi.blogspot.pt/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 12 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 11, 12, 13  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Mixed Bands (fic conjunta com a PaatLeeChoi) - Update (pág 20)
» Compra conjunta de acessórios Junho
» HEAVY STEEL RECORDS - HUGE UPDATE 25-05-12 [NEW RELEASES OUT]
» The Jackson 5 é eleita a melhor boy band de todos os tempos
» Compra conjunta Dr. Wack (I)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: