SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A new life ~update 36 ~30-12-2014

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19, 20  Seguinte
AutorMensagem
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Sex 27 Set - 14:04:44

Aigoo aigoo kkkkkk
Ainda bem <3
Ja sei o que escrever no proximo portanto sera mais rapido que este se tiver tempo para escrever >.<

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Sex 27 Set - 19:48:14

claro que vais ter! Vais lembrar-te da unnie com olhinhos de gato das botas e escreves! :67:

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qui 10 Out - 21:59:27

Cap 29




(Nota: A festa que o Joon vai dar é surpresa para o Mir, alem de fazerem um ano juntos é o aniversario do Mir)
Naquela semana as horas corriam contra o tempo, cada personagem vivia no seu próprio mundo, embraçados com os seus problemas. Enquanto Kibum tornava-se cada vez mais confortável ao lado do jonghyun e em cada beijo que partilhavam kibum dava-lhe mais um sinal que ele estava pronto pare se entregar ao seu namoro, por outro lado era Jonghyun que agora se tornava cego perante estes sinais e sentimentos.
Taemin de hora em hora viajava para seu próprio mundo, onde sem querer entrava nas memorias de um passado sofrido, tentando intencionalmente reviver todos aqueles pesadelos que ainda hoje o conseguem atormentar. Com o apoio do Minho, que cada vez o queria proteger mais, ele consegui acordar para o presente por algumas horas antes de se fechar novamente…aquela fotografia ele ainda carregava consigo, tornara-se difícil não o fazer e olha-la quando ninguém estava por perto.
Nichkhun chegara naquela segunda-feira passada, pela hora de almoço e logo estranhou o comportamento longinco de Hyuna. Esta por sua vez perdia-se no tempo e nos seus pensamentos, sem mesmo se apercebendo que intencionalmente afastava aqueles que lhe eram próximos, até mesmo o nichkhun por quem ela havia sofrido de amor. Parecia que aos poucos o seu coração congelava aqueles sentimentos quentes que um dia havia carregado com tanto amor. Cada vez que o sino tocava para o fim da última aula, corria para fora da escola com uma desculpa diferente.
Mir e Joon também tornavam-se cada vez mais próximos, se isso ainda era possível. Mir ainda tinha medo, medo que este mudasse como o vento muda de direção. Medo de ser novamente magoado, que todo aquele carinho se tornasse em frieza como antes, ele não iria conseguir suportar aquele olhar frio de novo.
O diretor, tio de hyuna e joon, havia dado a permissão para usar o pavilhão. Uma das vantagens de serem bons sobrinhos e conseguirem boas notas contribuiu para a permissão.
*****
E sexta-feira estava de novo á porta, os preparativos para a festa começavam no pavilhão. Tão bem planeada como todas as outras. E como sempre, Nichkhun corria de um lado para o outro, trocando as línguas em gritos insatisfeitos, mandando ali e acolá. Hyuna sentou-se no palco, sorrindo para o seu namorado. Não ousava meter-se naquela confusão, ficou apenas observando-o …deixando todos os problemas e preocupações de lado…só aproveitando aquele pequeno momento.
-Ele não muda….- Jonghyun sorriu acompanhado por um sorriso, de mãos dadas com o seu namorado. Hyuna sorriu sem desviar o seu olhar de cada passo ou movimento do Nichkhun que por vezes parava para lhe dar um breve sorriso.
- Á coisas que nunca mudam….- Hyuna sorriu, mas parecia distante. Kibum notou no olhar estranho de hyuna, uma mistura de tristeza com felicidade…um sentimento estranho, talvez apenas fosse impressão sua.
-Ya jonghyun o nichkhun não te pediu para ajudares?- Minho cruzou os braços quando chegou perto dos três, taemin sentou-se no palco ao lado de hyuna.
Jonghyun suspirou e escondeu o rosto no pescoço do Kibum que sorriu para o seu namorado infantil.
- Ou preferes que vá buscar aquela aranha da última vez…- Jonghyun assim que ouviu a palavra aranha, libertou-se do kibum e correu para o lado do nichkhun que logo soube como usar os seus braços.
-Bem acho melhor irmos ajudar também ou aqui o namorado da hyuna faz-nos a sentença.- O Minho disse puxando o kibum e o taemin com ele.
Hyuna olhou ao relógio e suspirou, por mais que ela quisesse ficar e olhar para o seu namorado por mais alguma horas. Mas ela ainda queria visitar a mãe antes de ir para aquele lugar a que chamava de trabalho. Seu corpo tremia sempre que a realidade chocava contra ela. Sem se despedir saiu á francesa, talvez assim fosse melhor.
Nichkhun suspirou vendo a namorada a sair ás escondidas sem sequer se despedir dele. Perguntava-se o que havia mudado, o que a tinha mudado…talvez o seu amor por ele. Ele balançou furiosamente a cabeça negando essa realidade. Mas ele tinha que admitir que ela parecia mais distante a cada dia passava e isso de certo modo assustava-o.
-Hyuna…- Nichkhun num impulso mais forte que ele seguiu hyuna e pegou-lhe pelo pulso.
-Oh…- Na verdade ela já tinha dado todas as desculpas que poderia pensar para se esquivar daquele olhar. E chegara o momento em que ela não sabia o que dizer para se libertar daquele olhar intrigado.
-Vais sair de novo?...- O olhar de nichkhun tinha uma mistura de tristeza e preocupação, hyuna queria pedir desculpa so por esses olhar.
-Oh deah…-
- Queres que vá contigo?..- O seu olhar era fixo nos seus olhos, ele não a queria deixar ir e isso era evidente. Ela suspirou, por alguma razão aquelas perguntavas estavam a irritar-lhe.
- Anyo, eu sou nenhuma criança…sei andar sozinha.- Hyuna virou-lhe as costas mas nichkhun de novo foi mais rápido e abraçou-a.
-Eu não quis dizer isso…eu só estou preocupado.- Nichkhun engoliu em seco, fechando os olhos ele respirou o perfume de que tinha saudades.
- Nichkhun…- Hyuna libertou-se de seus braços e saiu do seu alcance de vista. Nichkhun deixa o chão amparar os seus joelhos, ele deveria confiar nela. Mas há algo naquele olhar dela que o assusta, que o faz por em causa a confiança que ele um dia lhe entregou. Kibum abaixou-se ao lado do khun e pousou sua mão em seu ombro, talvez um sinal de conforto, talvez algo mais…
Jonghyun, que trazia algumas caixas do salão parou ao ver aquela cena. Ele não queria que o sentimento de insegurança tomasse conta de si. Ele queria ser racional e não deixar que os seus sentimentos tomassem partido daquilo que lhe preenchia o olhar. Mas…Jonghyun já sofreu antes, ele sofreu muito….e a insegurança, desconfiança e incerteza são feridas que á muito residem dentro de si. Que haviam começado a cicatrizar, aos poucos, no dia em que vira pela primeira vez aquele olhar felino.
- Yaa…-Minho fora contra as costas do jonghyun, devido a sua súbita paragem. Minho espreitou o que congelara jonghyun e logo o seu olhar compreendeu o olhar de jonghyun. Ele tentou agarrar-lhe o pulso, para que ele não tirasse conclusões precipitadas da situação mas não consegui e jonghyun, provavelmente, de cabeça baixa seguiu para seu quarto. ****
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
- É verdade, alguém tem visto a hyuna?.- Joon jogou a pergunta ao ar recebendo um olhar curioso do taemin que estava a seu lado procurando alguns cds.
-Hyuna? A tua irmã?.- O onew perguntou.
-Anyo, a cola a todos.- Por um momento, todos se entreolharam, estranhamente nenhum deles podia se lembrar de a ter visto durante os últimos meses.
-Acho que saiu da escola depois do natal.- O nichkhun que apanhara metade da convera respondera com um olhar melancólico. Todos pareciam notar no seu tom e olharam para kibum á procura de pistas.
- Bem chega de conversa…de volta ao trabalho….- Todos acenaram e voltaram as suas tarefas.
-O que estão a fazer?.- Vitoria perguntou com um sorriso, quando se sentou ao lado do taemin.
- Eu acho que uma festa surpresa para o Mir.- Taemin sorriu de volta.
- O quê é que ela faz aqui?- Haneul murmurou para Soohyun.
- Deve ter vindo ajudar, deixa-a…- Soohyun continuou a pendurar as fitas.
-Sei…- Haneul disse ironicamente.
-Viram a loirinha que entrou para a escola?.- Taemin mais uma vez olhou para o vazio com um olhar curioso tentando se lembrar de algum rosto novo e um click na sua mente fez lhe fazer uma posesinha fofinha quando se lembrou.
-Waa já sei, a Jéssica.- Vitoria sorriu e passou a mão pelo cabelo do taemin, como se faz a um cachorrinho quando aprende a dar a patinha.
-Ela veio para atazanar o jonghyun.- O taemin deixou escapar.
-Por isso sempre que ela tentar se aproximar do jonghyun temos que afasta-la.- O minho chegou e abraçou as costas do Taemin, vitoria sorriu no acto e taemin corou.
-Achas que ela pode separa-los?- Vitoria adotou um olhar preocupado.
-Talvez, por isso temos que afasta-la deles.-Vitoria balançou a cabeça e voltou a sua tarefa tal como os outros dois meninos.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Suspirou pesadamente, relembrando-se do olhar triste do seu namorado um arrepio gélido tomou conta de seu corpo. Emaranhou os cabelos frustrada, tudo parecia errado. Se o seu irmão soubesse que ela tem ido visitar sua mãe, do tipo de trabalho ….provavelmente….ela iria perder uma das pessoas que mais a amparou…o seu super herói não a iria colher em seus braços novamente. Antes de entrar no edifício, hyuna limpou uma lagrima que cai por seu rosto.
-Estás atrasada.- Eunjung amando-lhe o “uniforme” , uma espécie de vestido preto extremamente curto e tão desconfortável. Naquele momento o rosto do seu namorado passou lhe pelos olhos e ela tremeu. Ela não queria perder a pessoa que mais amou.
Os seus olhos prenderam-se numa figura que saia da porta que dava aos tais quartos da luxuria, como Eunjung gostava de os chamar.
-Hyuna?.. –Ela disse chocada.
A outra sorriu-lhe e olhou-a de cima abaixo.
-Tu sais-te dali?!...- Hyuna disse ainda sem saber como reagir.
-Não me olhes assim. Não és muito diferente…em pouco tempo vais acabar ali também…não é tão mau assim….- Ela sorriu…mas naquele sorriso hyuna só pode ver tristeza e amargura misturado com ironia.
-Eu não….-
-Vais…eu disse o mesmo quando entrei aqui…Cada um aqui tem o seu motivo, um pior que o outro mas ninguém se importa com ninguém…antes que seja tarde demais pede as tua contas…ou é por detrás daquela porta que vais acabar….e entre mim e ti não haverá diferença…- Kim Hyuna virou as costas e acendeu um cigarro enquanto caminhava para o Bar.
Naquela noite aquelas palavras da ex-colega, o rosto do nichkhun, de sua mãe e do seu irmão não lhe deixavam o coração…Ela só queria fugir de tudo, esquecer tudo…mas era tarde demais…
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Kibum sentou-se na sua cama depois de ter dados mais de 300 voltas ao quarto, segundo a segundo olhando para o ecrã do telemóvel .
-Pensei que fosses fazer um buraco no chão…- Onew piscou algumas vezes para kibum com um olhar serio.
-Não é mais fácil ires ter com ele?- O taemin perguntou tirando os fones dos ouvidos.
-Seria….se o minho me dissesse onde ele foi…- Kibum disse mordendo os dedos.
-Woaw…- O onew deixou escapar ganhando um olhar confuso do kibum.
-Eu nunca pensei que ia estar vivo para ver o grande kibum frio que nunca sorria desta forma…- Onew sorriu ganhando uma almofada na cara.
Alguém bateu á porta. Taemin abriu e logo o seu rosto se iluminou num sorriso. Minho abraçou o seu namorado e olhou para o Kibum.
-Ele saiu….ele viu-te com o nichkhun hoje cedo….- O minho disse um pouco envergonhado.
-Bwo? E o que tem, o nichkhun estava triste eu pus-lhe a mão no ombro e o jonghyun pensa que o estou a trair????- Kibum levantou-se com as mãos na cintura, o seu olhar carregado de fúria…todos recuaram um pouco.
-E.Eu não disse isso…eu so …acho que ele não gostou…- Minho tentou ajudar o kibum acalmar-se.
- Deixa só eu apanhar aquele Dinossauro.- Kibum escondeu-se nos lençóis, apesar da raiva e frustração que o seu coração carregava por o seu namorado pensar na hipótese de ele o estar a trair…da falta da confiança…ele sentiu uma magoa profunda….o jonghyun disse que nunca o ia magoar, mas agora ele esta a duvidar do seu amor…e a ignora-lo.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
As pernas de jonghyun vagueavam por vontade própria pelas ruas e becos, sem saber onde estavam deu-se conta que não deveria de estar muito longe. A poucos metros ele podia ver uma placa “Lust`s Senses” , por algum motivo as suas pernas caminharam naquela direção. O segurança olhou de cima abaixo e deu-lhe permissão para entrar. Afinal das contas, o rosto de jonghyun era familiar…Uma elite superior, ser filho de milionários tinha que ter os seus benefícios.
Ele não se sentia como entrar naquele lugar, parecia que em cada passo que dava era uma traição. Aquele local cheirava a algo que ele sabia que não ia dar bom resultado, álcool, sexo….junções que antes o agradavam.
Sentou-se num dos sofás e esperou que alguém lhe fosse servir, ele precisava de álcool no sangue. A imagem do kibum e do nichkhun não lhe queria sair da cabeça, vezes sem conta como uma imagem bloqueada.
-Qualquer coisa forte…- Foi a sua resposta quando lhe perguntaram o que queria beber. Ele sabia que era errado , ele devia ouvir o kibum primeiro. Mas é mais forte que eu…não seria a primeira vez que alguém pisaria em seu coração, nos seus sentimentos… Ele estava a abrir-se…a sua confiança estava a crescer, mesmo que ele tivesse a certeza do que viu ele não podia deixar aquele sentimento de traído de lado. Era como uma doença incurável, ele havia sido magoado e essa magoa trouxe lhe consequências.
Ele nem notara que duas raparigas haviam se sentado a seu lado com as bebidas.
-Hyuna?.- Hyuna e jonghyun se olharam surpresos, cada um sem saber o que dizer.
-Não contes a ninguém…que me viste aqui…- Hyuna olhou para os dedos.
-Se fizeres o mesmo….- Hyuna acenou, ela não tinha intenções de espalhar que o vira naquele lugar e ele não tinha intenções de perguntar o porquê de a ver naquele lugar.
-O que se passou?..- Jonghyun não respondera, apenas bebia um copo atrás do outro. Ignorando a sua garganta queimado do álcool, aos poucos as lagrimas formavam-se em seus olhos. As lembranças do seu passado voltavam. Em vez de esquecer elas estavam a voltar…
-Kibum?..- Jonghyun olhou para ela, o álcool já tinha tomado conta dele as palavras que estavam prestes a sair de seus lábios ele iria culpar o álcool.
-Eu …vi o teu namorado…com o meu…..—Ele engoliu novamente o liquido amargo, enquanto hyuna o observava.
-O nichkhun deve ter ficado magoado…eu ..não tenho estado a sua altura…- Hyuna abaixou o rosto tristemente.- O kibum, só o deve ter confortado…pela forma como o deixei lá no pavilhão…- Jonghyun abaixou o rosto envergonhado de si próprio…mas ainda assim ele não gostava daquela imagem.
-Queres falar?.- Jonghyun tentou faze-la desabafar consigo, vendo o quão sofrido aquele olhar parecia.
-Preciso de dinheiro….a minha mãe esta doente e eu não posso contar o joon…ele não gosta dela…ela…é drogada ou era…eu não sei…- Hyuna começou a soluçar e a lagrimas fluíam naturalmente de por seu rosto pálido e sem vida…
Jonghyun automaticamente enxugou-as para longe com as suas mãos…
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Treuw treuw
Na noite gélida e escura um vulto tão negro quanto aquela noite, olha para a tela do telemóvel e um sorriso vitorioso preenche os seus lábios.
-Nem, foi preciso mexer um dedo…- A sua voz rouca entoa pelo quarto silencioso, seus olhos sorriem maldosamente olhando a fotografia de jonghyun tocando no rosto de hyuna.

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qui 10 Out - 22:12:00

Porra Ju!  Que é isto? T_T Mas quem é o sacana/a sacana que anda a fazer isto? É a Victoria? se é vou-me passar.....isto não se faz....aigo....

Pelo menos o Minho e o Tae estão bem....

Esta fic dá cabo de mim....

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qui 10 Out - 22:27:59


BUAHAHAHAHAHAHAHA

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qui 10 Out - 23:15:12

:suspect: Ainda te ris do meu sofrimento!  

(é que nem com um gif do jinkas te escapas...)

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
MinShi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 730
Reputação : 7
Data de inscrição : 30/09/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 14 Out - 22:21:38

Assim na dá eu fico curiosa e fico lendo partes dos novos capitulos >.<


Última edição por MinShi em Sex 22 Abr - 21:34:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 14 Out - 22:56:49

Capitulo 30


O brilho das estrelas parecem desvanecer com o aquele olhar fugaz sem vida. A palavra amor tem um sabor amargo e quase esquecido. O sonho confunde-se com a ganancia, o dinheiro substitui a lealdade. O seu coração derrama as lágrimas de um futuro negro, carregado de dor e vestígios de um amor que nunca existiu. Sofrido, ele busca a felicidade de um sonho distante, uma alternativa á dor que se abre cada vez mais profunda.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Por fim sábado se levantava com um sorriso preguiçoso nos lábios, saudando aqueles que com ele acordavam para um novo dia. Os alunos do comité, principalmente o nichkhun e o Joon, tinham sido os primeiros a levantar-se naquela manhã agradável.
- Achas que ele vai gostar?.- Joon deu alguns passos enquanto os seus olhos contemplavam todo o trabalho que os seus amigos tinham feito para a festa do seu namorado. Tinha que ser perfeita, era a frase que não saia dos seus lábios ansiosos.
-Aposto que assim que entrar vai chorar.- Joon olhou para as palavras sem vida do nichkhun, este por sua vez tentou fugir dos olhos interrogativos do seu amigo.
-É o meu Mir….Nichkhun?..- Joon sorriu levemente tentando a afastar a sua curiosidade mas essa parte mais uma vez tomou-o sem volta, e …seu coração tinha uma pitada de preocupação …hyuna estava estranha…agora o nichkhun, era muita coincidência.
-Aconteceu alguma coisa entre ti e a hyuna?-Nichkhun sentou-se no palco e olhou para um ponto qualquer daquele salão. O que ele poderia dizer? Se nem ele sabia o que estava a acontecer, hyuna estava distante….Era a única certeza que ele carregava consigo.
-Eu…eu não sei…- Nichkhun escondeu o rosto nas mãos, joon aproximou-se do seu amigo e colocou o seu braço por cima do ombro do khun.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Kibum desceu para tomar o pequeno-almoço e logo os seus olhos se predem em só um olhar. Ele queria ser frio e seguir o seu caminho para o refeitório mas suas pernas teimavam em permanecer naquele lugar. Jonghyun parecia entender aquele olhar e lentamente fez o seu caminho até ao seu namorado, seria infantil de sua parte virar-lhe as costas . Kibum não era o culpado do seu passado.
-Kibum…- Jonghyun tentou aproximar-se do menino mais alto mas este afastou os seus braços com mágoa e virou-lhe as costas escondendo as lagrimas que queriam descer de seus olhos mas ainda assim ele tentava ser mais forte que elas. Jonghyun abraçou as suas costas de kibum, apertando-o em seus braços…pedindo, talvez, desculpas com aquele gesto de perdão e saudade.
-Mian….kibumie eu fui um idiota…- Kibum tinha tentado ficar feliz pelo facto do seu namorado o amar o suficiente para ter ciúmes sobre uma coisa sem sentido, mas aquela acção havia o magoado muito. Ele não tinha apenas ficado com ciúmes, ele tinha-o ignorado e evitado, duvidado do seu amor e lealdade.
-Perdoa-me….-Jonghyun plantou beijos leves e suaves na pele do kibum que não podia ajudar senão tremer sentindo as faíscas que percorriam pelo seu corpo com apenas um par de beijos. Eu odeio-o te jonghyun, ele pensava para si sentindo-se inútil e fraco…sentimentos que ele nunca havia sentido com tanto medo antes, não ter controlo em si assustava-o…Como uma viagem a um mundo desconhecido.
Kibum virou-se para jonghyun, ainda em seus braços e, beijou suavemente, com desejo e saudade os lábios que naquele momento tanto ansiava-a nos seus. Jonghyun ficou surpreso mas sorriu no beijo, aprofundando aquele sentimento que fazia o seu coração bater mais forte.
-Promete…que nunca…mais me ignoras….-Kibum olhava ofegante para os olhos doces do seu namorado. Era tarde demais, ele sentia-se demasiado dependente daquele olhar, daqueles braços, daquele sorriso…era tarde demais para esquecer o sentimento que abraça seu peito.
-Prometo…- Jonghyun beijou de novo os lábios o seu namorado antes de sorrir mais uma vez.
***
Um olhar frio e negro observava aquela cena, que para muitos seria comovente e carinho, com um olhar cruel nos lábios trémulos. Em seu peito o relógio começara a cotar. O fim daquele amor estava perto…mais um passo e a meta estava a seu alcance e aqueles sorriso carinhosos se tornarão em odio, magoa e amargura.
-Aproveitem…enquanto podem…- Um murmúrio sóbrio saiu de seus lábios, percorrendo o seu coração. O brilho escuro de seus olhos parecia crescer com o odio nas suas palavras….. Para alguém que nunca aprendera como amar…o sofrimento era o único instrumento que poderia usar.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Um sorriso tímido, um olhar perdido
Menina dos meus olhos, a tua imagem preenche-me o coração
Meu primeiro amor, cresce cresce dentro do meu peito como uma flor
Teu aroma doce, não consigo esquecer…fecho os olhos e o teu rosto surge
Com um flashback, teu rosto surge

-Que estas a fazer?- Onew perdeu dez anos de vida com o susto que o fizera sentar no chão olhando para haneul enquanto ajeitava os seus óculos nervosamente.
-Nada…- Ele engoliu em seco escondendo a folha de papel atras das costas, tentando ignorar aquele olhar desconfiado.
-Como nada? Eu vi-te a escrever.- Haneul apontou para a caneta que ficara em cima da mesa do refeitório.
-Pois…eu…oh o kibum esta a chamar-me.- Onew levantou-se mas rapidamente acabou no chão quando tropeçou nos seus próprios pés. Haneul sorriu e apanhou o papel que cairá a seus pés.
-Any…- Foi tarde demais, Haneul já tinha lido aquelas palavras.
-Oh! É uma musica?- Haneul perguntou com um sorriso nos lábios. Onew tirou-lhe a folha e tentou fugir o mais rápido que pôde.
-O que fizeste ao jinki?.- Soohyun perguntou sorrindo. Enquanto Haneul ainda olhava para as portas do refeitório com um olhar surpreso.
-Eu? Nada.-
-Então o que lhe deu?.-
-E alguém pode explicar o onew?.- Haneul sorriu sentando-se na mesa com Soohyun, em poucas horas começaria a festa do Mir e elas precisavam de se despachar.
Nesse mesmo momento hyuna senta-se com seu tabuleiro á frente delas, as duas olham-se entre si antes de olhar pra ela.
-Omo, é mesmo a hyuna.- Hyuna engoliu em seco sentindo a ironia no tom de Haneul que observava-a atentamente.
-Deah deah mian…- Foram as únicas palavras que quase se tornavam um murmúrio que hyuna conseguiu proferir antes de se afogar na sua refeição.
-Não tens dormido nada pois não? Olha para ti…- A voz de Soohyun estava carregada de preocupação pela mais nova…mas era inútil tentar perguntar o que se passava ela sabia que hyuna iria fugir do assunto ou afastar-se ainda mais…
-Não te preocupes….- Hyuna suspirou quando nichkhun entrou no refeitório ao lado de seu irmão e do casal jongkey. Mir logo se juntou a eles. Nichkhun olhou-a com receio-o, por mais que parecesse impossível sorrir, ela fez esses esforço para confortar o seu namorado.
Nichkhun sentou-se a seu lado e hyuna abraçou-o com força, fazendo com que todos os olhos se fixassem neles. Por fim afastou-se para lhe olhar nos olhos e beijar seus lábios com saudade.
-Mian…- Ela amava-o, nunca deixa de o fazer. Mas era difícil, sempre que entrava naquele edifício parecia que lhe cravava um punhal nas costas. Um relação não se constrói á base de mentiras e desculpas.
Nichkhun sorriu e naquele momento o seu coração sentia-se mais leve.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
As horas passavam e o salão começava a encher-se de estudantes. Finalmente chegara a hora, Joon por qualquer motivo não conseguia controlar a sua ansiedade e  um sorriso impertinente tomava conta de seus lábios.
-A hyuna?- Nichkhun levantou o rosto para a pergunta do seu amigo.
-Ela vem mais tarde…- Joon não gostou da resposta mas ele não podia fazer nada quanto a isso, estava quase na hora combinada para o Mir entrar. Não era completamente uma surpresa, Mir sabia que algo estava a acontecer no pavilhão mas não sabia que era tão grande e que não era só o joon e os seus amigos mais próximos que o esperavam e sim quase a escola toda. Bebidas, comidas, balões, fitas, musica (banda e dj) e confettis o esperavam pacientemente.
Mir entrou, as luzes estavam apagadas e em segundo tudo acendeu, as pessoas gritaram parabéns  e os confettis caiam dos “céus”. Mir tapou os lábios olhando para as pessoas e decorações e como nichkhun havia dito as lagrimas não tardaram em cair. A multidão ergue os copos enquanto no meio abriam uma passagem. Mir quase perdeu as forças nas pernas quando no fim desse túnel Lee Joon caminhava em sua direcção com um sorriso elegante nos lábios.
-Surpresa …-  Joon limpa as lagrimas de Mir e beija seu rosto, seus lábios e sorri. Mir não conseguiu dizer nada suas acção diziam tudo. Ele tinha adorado, ele gostava daquele tipo de cenas saído de dramas….
A musica começava e sem Mir ter tempo para cumprimentar alguém Joon leva-o para dançar.
-Vias ter tempo para cumprimentares todos…mas a primeira música é nossa.- Joon murmurou ao ouvido de Mir, apertando-o contra o seu corpo.
-Amo-te Mir….- Mir sorriu e retribuiu as palavras com os seus lábios, ele amava-o muito…até demais.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
-Vais sair mais cedo?- Eunjung sentou-se no bar a seu lado, com um olhar curioso.
-Deah, é a festa do Mir…se não tiver lá o meu irmão mata-me.- Hyuna sorriu e apressou-se a sair do edifício. Enquanto caminhava apressadamente sentiu um aperto no peito, estranhamente, um arrepio avisava-a para se preparar…Seria nervosismo, pensava para si mesma quando entrava pelos portões da escola. Hyuna olhou para as suas roupas, ela tinha-se esquecido de mudar as roupas…se ela entrasse assim vestida era o mesmo que suicidiu.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Treuw treuw
Nichkhun sorri olhando para o ecrã do seu telemóvel.
“Vai ter ao meu quarto, quando entrares não acendas as luzes…tenho uma surpresa para ti…” Nichkhun não podia esconder o brilho de seus olhos, parecia que ele e hyuna estavam a voltar para ele .
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
-Vitoria? Acho que recebeste uma mensagem…- Taemin entregou o telemóvel a vitoria que lhe sorriu com carinho antes de pegar no seu telemóvel e deixar escapar um obrigada suave e gentil.
“Vitoria, preciso da tua ajuda….vem ter ao quarto…” Vitoria olhou com curiosidade para o telemóvel…
-Algum problema?.- Minho quase que teve que gritar devido ao ruido que preenchia o espaço.
-A hyuna, acho que precisa de mim…- Vitoria despediu-se com um sorriso e saiu do pavilhão….
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Onew suspirou, tentando ganhar a coragem suficiente para aquilo que estava prestes a fazer. Ele olhou a multidão e procurou um olhar em questão, sorriu nervosamente quando o encontrou. Sentou-se no banco perto do microfone e agarrou a guitarra acústica a seu lado…
-Eu nem sei como dizer isso….é a primeira musica que escrevo….dedicada a uma pessoa…que roubou o meu coração….- Onew limpou o suor inexistente da usa testa e começou a tocar….a melodia era illa illa illa da Juniel…mas as letras….as letras eram diferentes e logo haneul reconheceu….

Um sorriso tímido, um olhar perdido
Menina dos meus olhos, a tua imagem preenche-me o coração
Meu primeiro amor, cresce cresce dentro do meu peito como uma flor
Teu aroma doce, não consigo esquecer…fecho os olhos e o teu rosto surge
Como um flashback, teu rosto surge illa illa illa


-Taemin? O que se passa?.- Minho ,aflito, pegou no rosto do taemin e limpou as lagrimas que caim por seu rosto pálido. Minho assustou-se com o olhar que taemin carregava….uma mistura de tristeza.
-Esta tudo bem, é tão bonito.-Minho não conseguia acreditar naquelas palavras, algo dentro dele dizia-lhe que era outro o motivo pelo qual o seu namorado chorava. E aquilo que poderia pensar no momento é que talvez….taemin gostasse do onew…mais do que um amigo. Seus olhos não largaram mais o menino, e aquela tristeza não largou o seu coração.

Os dias passam e o meu amor cresce,
Involuntariamente os meus lábios se abrem num sorriso
A brisa suave do vento dança com os teu cabelos negros,
como ondas do mar eles dançam para mim
Oh baby illa illa eu não consigo esquecer este sentimento

Tomas-me por completo, as estrelas são testemunhas da minha esperança
Do meu amor, meu primeiro amor illa lla


Haneul sorria, mas algo doía dentro de si. Onew estava apaixonado, estranhamente ela não conseguia ficar feliz por ele. Sem se dar conta a melodia acabava com a voz doce do seu amigo.
-Haneul….- Automaticamente seu rosto olhava para ele.
-Haneul….meu primeiro amor…- Haneul quase caiu nos braços de Soohyun que não podia esconder o seu rosto. Onew estendeu a mão na direcção dela, ele estava a chama-la ao palco. Todos agora gritavam “haneul” dando a coragem que faltava naquele coração apaixonado.
Com receio e hesitação ela conseguiu fazer o seu caminho até estar frente a frente com o onew. Ele engoliu em seco antes de se ajoelhar. Todos sorriam, era o segundo momento especial a que assistiam naquela noite.
-Eu sei que devia ter avisado, mas assim não seria surpresa…eu não queria assustar-te, está tudo bem se não aceitares dos meus sentimentos , quase todos dizem o primeiro amor sempre é platónico, podes rejeitar eu vou entender…- Haneul calou os lábios medrosos de onew com um beijo. O primeiro beijo.
-Porquê falar tanto seu tonto…- Onew abraçou-a com força esquecendo-se das dezenas de olhos que os assistiam atentamente.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^`^^^
Nichkhun abre a porta e entra na escuridão, observa a lua pela janela enquanto espera por hyuna. Seu coração bate como um tambor furioso em seu peito, nem ele sabia o porquê. A porta abre-se e sem dar tempo para sequer preferirem uma palavra, nichkhun abraça hyuna e beija seus lábios, estranhamente ele sentiu o beijo diferente….sem amor…sem desejo….apenas medo….
-Nichkhun??.- As luzes acendem-se, nichkhun quebra o beijo e os seus sentidos não o poderiam ter enganado mais. A pessoa que estava nos seus braços não era hyuna….era vitoria…
-Hyuna eu …não é isso que estas a pensar…- Nichkhun tentou falar mas as palavras pareciam ser engolidas pelo medo.
-Não?....E eu pensei que tinhas mudado….a burra fui eu…- Hyuna queria cair, deixar-se levar pela dor que sentia no peito…
-Hyuna, o nichkhun tem razão…não tires conclusões precipitadas…- Vitoria tentou ajudar, mas só a sua voz era motivo de odio.
-Precipitadas?....Eu confiei em ti…- Hyuna virou as costas, ela queria fugir…mas as suas pernas não tinham a força suficiente para tal. Nichkhun foi atras dela, tentou para-la, faze-la olhar para ele….acreditar nele e no seu olhar inocente. Mas hyuna não podia ver nada mais do que o odio que lhe tapava a visão.
-Sai…- As lagrimas que tentava esconder, desciam agora incontrolavelmente por seu rosto sem vida.
-Hyuna  por favor…eu confiei em ti cada vez que saias sem dizer para onde….Confia em mim….- Nichkhun sem se aperceber chorava por ela, o desespero tomava conta da sua voz tremida, seus olhos tinham a verdade que hyuna negava. Eu não vou cair de novo, dizia para sim, não seria a primeira vez que saia magoada. Tal como no passado, ele estava a usa-la…era a única coisa que gritava em seu peito – Ele esta a mentir, ele não te ama…nunca amou…- era única coisa em que acreditava naquele momento.
-SAI….eu odeio-te…..- Nichkhun apertou-a em seus braços, ele não fazia intenção de a deixar fugir dele. Ele tinha medo de a perder, de que ela fizesse alguma asneira se ele a deixasse ir naquele estado… E mais que tudo ele ainda sentia-se seu dono, ela era dele…só dele…ele não podia deixa-la ir…não quando o seu coração ainda a ama tanto, quando tudo não passe de um mal-entendido.
Num impulso seus lábios, á força, beijavam os de hyuna mostrando o amor que em seu coração ainda batia fortemente. Ela tentou afasta-lo, mas seu sucesso acabou por se render. Sentindo raiva de si mesmo ela deixou-se levar pelo beijo, ela ainda não podia dizer não aos sentimentos que ainda batiam dentro de si. Ela precisava dele mais do que nunca, aquele sentimento de perdida não a quer deixar só…e ele queria mostrar que o seu amor é verdadeiro. Naquele momento era tarde demais para tentar afasta-lo, então esqueceu tudo, seria…a última vez….ela prometia a si mesmo…uma despedida que ela não pode negar…
Sem mais demoras ele pegou na mão tremula de Hyuna e levou-a consigo para seu quarto, ela não pode fugir não tinha forças para tal…Nichkhun deixou as luzes apagadas, suavemente prendeu o corpo dela na parede gélida que testemunhava os seus beijos. Lentamente ele deixou cair as suas roupas no chão, a brisa fresca da noite que entrava pela janela embraçou os dois corpos desnudos como seus, fazendo-os tremer com o frio repentino. Nichkhun carinhosamente deitou-a na cama dele e observou cada cm do rosto de hyuna antes de acarinhar com os seus lábios. Criando uma trilha húmida, descendo os seus lábios cada vez mais, ouvindo o seu nome num murmúrio rouco que escapava pelos lábios doces de hyuna.
-Eu amo-te…- Nichkhun murmurou na noite escura, esperou a resposta …mesmo sabendo que não a iria ouvir….isso doeu…
Nichkhun sentiu-se completo unindo o seu corpo com o de hyuna. Gemiam, deixando que o prazer tomasse maior partido dos seus corpos fracos…num só corpo…numa só alma…eles tornavam-se apenas um. Hyuna chorou, nichkhun não ficou indiferente aquelas lagrimas…os dois estavam feridos, nem o prazer que procuravam parecia curar a dor que se estava a abrir no peito de cada um.
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
-Minie quês ficar comigo esta noite?...- Minho perguntou com alguma esperança por detrás das suas palavras. Taemin sorriu timidamente, esquecendo-se das lagrimas anteriores…
-D.Deah…- MinHo olhou nos olhos do taemin e logo desviou o olhar envergonhado, o seu rosto adotava um tom claro rosa…agradeceu por estar escuro no loca. Minho deu a mão ao Taemin sem olhar para o menino e conduzi-o ate ao seu quarto….
Taemin entrou no quarto escuro sem saber o que fazer, minho pegou na sua mão e levou-o até perto da cama. Com a luz lunar batendo em seus corpos, minho sentou-se por detrás do Taemin e começou a abrir a camisa do Taemin. Os seus dedos tremiam. Taemin engolia em seco olhando as mãos frias do Minho que por vezes tocavam suavemente na sua pele.
A camisa escorregou pela pele branca de Taemin, Minho num impulso suave pousa seus lábios sobre os ombros do Taemin que tremia em cada toque.


_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 14 Out - 23:20:17

Ai porra se não é a vitoria quem é então....im confused.....a Jessica maybe? Eunjung? ai não sei!  

Ai 2min é tão fofo! E ainda bem que jongkey fez as pazes...

A parte do onew deixou-me cheia de ciumes. ..mas ele é um fofo...I'm happy for him! tadinho como pode ele pensar que alguém não ia aceitar os seus sentimentos.... Eu acho que tinha ido desta para melhor se ele cantasse uma musica para mim *dreams*

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 14 Out - 23:27:00

Hhahahaah estas perto de descobrir o/a safado/a buhahahah

2min is just too perfect <3
Hahah o onew é um fofo kkkk
Komawo por leres, espero que tenhas gostado buahahha

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 14 Out - 23:30:12

Ahhhh é um homem! hmmmm.....nao sei quem é na mesma! ahahaha

Damn Jujulin! 

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Ter 29 Out - 17:56:17

Aigoo eu devo atualizar a new life neste fim de semana que vem >.<....ja começei o capitulo 31 ^-^

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Ter 29 Out - 19:32:13

YEAH! :albino:

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
MinShi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 730
Reputação : 7
Data de inscrição : 30/09/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qua 30 Out - 22:21:49

Ja estou em pulgas .  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Dom 3 Nov - 16:44:29

Eu ganhei inspiração portanto aqui o cap novo KKKK tem 9 paginas a muito que nao chegava as 9 kk
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
                                                     Capitulo 31


                                           



Um sonho, um paraíso a felicidade parece distante. Vento que me embraças leva-me contigo pelo mundo. Ao longe as teclas de um velho piano parecem contar uma história antiga. Cada uma um degrau da minha vida, cada som um sofrimento liberto que corre livre pelos caminhos do meu coração. As lagrimas aguardam o momento certo para fazerem o seu espetáculo. A música melancólica entoa nas paredes do meu peito, relembrando sofrimentos…dores escondidas…futuros desfocados…sonhos longínquos…

Tudo ao seu redor parecia tão errado, tão confuso. Vivia numa nuvem que á muito se tornara negra e aos poucos se desfazia no vazio. O desejo de sufoco, de acabar com aquela dor, que se abre mais a cada minuto dentro de si, aumenta. Fecha os olhos, tentando fugir, mas aquela imagem que preenche as suas memórias é tão viva que lhe surge quase involuntariamente…preenchendo por completo a ferida em seu peito. As lagrimas, sem hesitação, descem por seu rosto pálido e cansado. Encolhe-se na escuridão …esconde-se no vazio da noite, tentando, talvez, esconder-se de si mesma naquele silêncio estridente do luar. A dor em seu peito parece não ter fim, seria o seu destino sofrer?
                                                              ****
Taemin tremia ao toque e minho não o podia ignorar, ele não queria obrigar o menino mais novo a nada e se ele ainda não estava preparado para o amor que batia em seu coração ele iria esperar….esperar o tempo que fosse preciso. Tirou a sua camisa e deitou-se ao lado do menino. Abraçou-o com força, talvez, dizendo-lhe que ia esperar, que estava ali…que não precisava de ter medo. Taemin sorriu e aninhou-se ao peito desnudo do seu namorado e ouviu como aquele como aquele coração batia por ele…naquele som confortável deixou que seus olhos se fechassem para a noite agradável….para aquele dia longo..
                                                            ****
A festa do Mir parecia longe de acabar pelo menos para aqueles que já tinham bebido mais do que á conta, o mir e o joon estavam longe de ser vistos. Jonghyun notou na careta do seu namora para toda aquela gente  que arrastavam os corpos com a musica. Jonghyun sorriu e pegou na mão do kibum e levou-o dali, talvez para o seu quarto, já era tarde e no dia a seguir tinham aulas…. Durante todo o caminho até ao quarto do kibum nenhum ousou quebrar o silencio que os governava. Chegando á porta jonghyun deu um pequeno sorriso e beijou a testa do seu namora. Kibum pareceu insatisfeito e por momentos a incerteza de que o jonghyun ainda duvidava de seu amor passou-lhe pela coração e ele estremeceu.
Num impulso mais forte, kibum segurou no pulso de jonghyun que o olhou confuso, por alguns segundos eles ficaram ali parados no tempo enquanto kibum pensava no que fazer para faze-lo ficar com ele. Na verdade, ele sabia perfeitamente como segurar o seu namorado mas ele estava inseguro, inseguro de si mesmo…ele nunca teve um namora…ele nunca amou….não desta forma….Kibum puxou-o para dentro do seu quarto, jonghyun não havia fugido ele ainda tinha os mesmos olhos confusos. Os olhos de kibum brilhavam com a luz das estrelas embatendo no seu olhar…jonghyun quase esqueceu do mundo olhando para eles….
Kibum tremia, eles estava com medo de não saber como fazer, de parecer confuso …era a primeira vez….mas ele então lembrou-se da forma como jonghyun sempre o provocava ou tocava em seu corpo quando queria algo mais…. Kibum suavemente pousou os lábios nos de jonghyun, sentindo se perdido naquele sentimento que batia tão forte como o seu coração ele esqueceu o medo e deixou-se levar pelos desejos de seu corpo. No entanto, jonghyun não soube como reagir….pela primeira vez ele não sabia como reagir a um beijo. Kibum era especial, deixava-o sem chão, abalava o seu mundo e ele parecia saber como usar essas armas nele…mas ele não queria que fosse forçado…Jonghyun afastou-o e o menino escondeu-se na penumbra do quarto sentindo-se perdido e renegado…
-Kibum…não precisas de provar nada….- Jonghyun suspirou, no fundo ele queria aquilo, ele queria mais do que tudo passar aquela noite ao lado do seu namorado mas  seu coração dizia-lhe que kibum apenas queria provar-lhe que ele não tinha tido nada com o nichkhun…
- Não vês?...- A voz de kibum era fraca, e mesmo estando na penumbra jonghyun podia dizer que ele estava á beira de lagrimas e isso era como apunhaladas em seu coração.
- Eu não quero provar nada….- Ele tomou um pouco do ar que lhe escapava do corpo com a dor que agora sentia…tentado ganhar forças para dizer aquilo que unca pensou dizer a jonghyun…- Eu apenas quero sentir-te, sentir que me amas…dizer-te que estou preparado….- Ele engoliu em seco, ignorando as lagrimas que lhe caiam pelo rosto…- Como já tenho tentado te mostrar á dias…seu idiota…idiota…- Kibum queria ter escondido as lagrimas mas por algum motivo elas eram mais forte que a sua vontade de as conter. A única coisa que ele estava a pedir naquele momento era que jonghyun pudesse ver as suas verdadeiras intensões e lhe desse aquilo que ele mais precisava naquele momento….seu amor…de uma forma mais intima, mais deles mas…mais uma vez jonghyun ignorava seus sentimentos…
-Kibum…- Jonghyun aproximou-se do seu namora mas este afastou-se de seu abraço. Jonghyun insistiu e prendeu-o contra a parede gélida daquele quarto, daquelas paredes que testemunhavam aquele amor…Jonghyun beijou kibum á força, visto que este ainda o tentava afastar, mostrando-o a sua fome, tal como ele fez naquele quarto de orfanato, tal como ele fez em seu quarto quando disse que kibum era dele para sempre…Era aquele sentimento que kibum procurava, o sentimento de se sentir dele…. Jonghyun tomava kibum como seu em cada beijo, em cada toque…mas kibum não ia deixar de lado o facto de ele o ter feito chorar mais uma vez….ele iria vingar-se…ou pelo menos tentar…Num ato confiante e dominante afasta jonghyun que cai sentado na cama e o olha confuso…na luz da noite ele ainda pode ver os olhos aguados de kibum que brilham com a luz…seu coração sentiu-se culpado naquele momento…mas esses pensamentos foram afastados quando kibum, lentamente, começou a tirar as roupas que ainda cobriam seu corpo…ele estava a puni-lo? Jonghyun pensou com um sorriso nos lábios… a forma como roupa escorregava do corpo de kibum deixando descoberta a sua pele branca e suave que as mãos de jonghyun tanto ansiavam…provocação, ele gostava…mas a demora estava a deixa-lo impaciente e cada vez mais difícil de ficar quieto…apenas olhando….sem toca-lo….
-Sentado!...- A voz de kibum era autoritária, jonghyun gostou daquele ar superior com que o outro o olhou ou da forma como ele o voltou a empurrar o seu corpo contra a cama com o pé….que soltou um barulho que quase se confundia com um rugido quando o seu corpo pousou sobre a cama…ele o desejava mais do que nada naquele momento…
Finalmente, ele estava desnudo , o luar embatia-lhe sobre o corpo fazendo o cenário ainda mais divinal aos olhos carente de jonghyun, este gemia e sem se dar conta havia começado a tocar-se. Ele podia ver como kibum corava e quase que queria desviar o olhar, ele estava a tentar manter-se forte…sentou-se na secretaria e tentou olhar desafiante  para jonghyun que parecia comer seu corpo com os olhos….
-Despe-te!...- Kibum ordenou, tentando esconder a fraqueza da voz… misturada com luxuria, quase assustadoramente sedutora….jonghyun não podia deixar do sorrir arrogantemente quando se levantou e tão lentamente como kibum havia feito ele começou a tirar as peças de roupa fora de seu corpo mandando-as para o vazio, mas a vontade de chegar mais rápido perto de kibum foi maior.
-Lentamente….- Kibum assobiou descontente, tentando esconder o seu corar enquanto seus olhos, atentamente, perseguiam cada movimento de jonghyun, observando cada centímetro daquele corpo desnudo….desejando tocar naqueles abdominais, desejando ser abraçado por aqueles músculos….seus olhos passaram pela masculinidade do seu namorado que se erguia orgulhosa e seu rosto não pode permanecer indiferente e logo desviou o olhar para o rosto do seu namorado que o olhava sedento de por prazer, por ele. Kibum queria chama-lo mas ele não podia encontrar a voz e mesmo que o fizesse ele não saberia como formar palavras, mordeu o lábio inferior e lentamente abriu as pernas para jonghyun que quase alucinou na visão e que por momentos hesitou não sabendo como reagir…Olhou para os olhos de kibum que o chamava e andou na sua direção, com um sorriso beijou aqueles lábios, mordendo-os ate os deixar roxos e agarrou naquele corpo que tremia por ele e jogo-o para cima da cama. Caiu sobre ele e o desejo de abusar aquele corpo em que estava sobre era grande, seus lábios pousaram por todo o corpo de seu namorado, marcando-o como dele, explorando cada centímetro …levando-o á loucura…

-Jonghyun…- Kibum gritava com o prazer desconhecido que tomava seu corpo por inteiro, gritos de êxtase escapavam por seus lábios roxos dos beijos de seu namorado…Jonghyun parecia ser consumido pelo prazer que dava ao kibum quando este mais uma vez o afasta quando jonghyun tentava preparava o corpo do seu namorado para o receber…
- -Kibum…não me provoques mais….- Jonghyun choramingou.
-Estamos muito rápidos…..- Kibum murmurou, tentando encontrar a voz mais sensual e sedutora que nem mesmo ele sabia que a tinha e parecia ter funcionado com jonghyun que gemeu. Kibum trocou as posições e tentou olhar nos olhos de jonghyun que eram comandados pelo prazer  dado pela simples voz de seu namorado, pelo mero toque que o outro lhe dava….
-E eu nunca disse que ficaria em baixo…..- Kibum gemeu no ouvido de jonghyun que estava a ficar fora de controlo.
-Kibum….- Jonghyun contraiu seu corpo com as ondas de prazer daquele ar quente batendo contra a sua pele.
-Shhh….- Kibum mordeu a orelha do jonghyun. Ele nunca havia imaginado que um dia seria capaz de se comportar desta maneira, de que o faria com o rapaz que o tinha desafiado naquela festa de boas vindas…que o perseguira….mas aqui estavam eles, fazendo todo o tipo de coisas que ele nunca sequer tinha sonhado antes…Kibum sorriu vendo como o corpo de jonghyun reagia, ele gostava de o ver submisso..,
Jonghyun quase gritou quando a mão de kibum apertou com força a masculinidade, e engoliu outro grito quando os seus lábios pousaram nele…lentamente, provocando e depois engolindo-o por completo….
-Kibum….arghhhh…- Jonghyun puxou com força os cabelos do kibum, que soltou um gemido descontente, e puxou-o para um beijo selvagem….
-Mian baby mas eu não aguento mais….-Jonghyun sorriu, preparou kibum ate que ele achou que seria suficiente e sem mais demoras fez aquilo que á muito sonhara fazer. Sentiu-se completo, o mundo parecia girar rápido demais, tudo parecia perfeito, aquele sentimento estranho mas ao mesmo tempo familiar gritava dentro de si enquanto um sorriso governava seus lábios. Kibum por outro lado tentava acalmar a dor que parecia querer rasgar-lhe e parecia estar a funcionar, ele olhou o sorriso nos lábios do jonghyun e a dor dentro dele era quase esquecida, moveu os seus quadris fazendo com que jonghyun acorda-se de seu transe e o olha-se. Aquele olhar, ele nunca havia visto aquele olhar em jonghyun. Brilhava, semi cerrados pareciam sorrir mas não sorriam talvez era o mesmo que jonghyun pensava vendo o seu olhar para ele. Era especial, algo único…inesquecível….
Jonghyun beijava o pescoço de kibum que começara a gemer, esse foi o sinal que ele precisou para começar a mover-se dentro do seu namorado. Tentando dando-lhe o maior prazer possível. Primeiro lentamente, depois numa velocidade alucinante. Jonghyun soube que encontrara a próstata de kibum quando este gritou mais uma vez contraindo as costas , ou quando kibum agarrou as costas dele e cravou as unhas na sua pela…continuou batendo naquele ponto ate que os dois, ofegantes, vieram em prova do seu amor…
-O que eu vou dizer amanha…acho que não vou conseguir andar…..- Kibum sorriu olhando nos olhos do namorado que não podia esconder a sua felicidade.
-Acho que não vais precisar de dizer nada…acho que a escola toda já sabe….- Kibum escondeu o olhar envergonhado no peito do seu namorado.
                                                ****
O sol, astro rei, naquela manhã de segunda feira erguia-se com o mesmo sorriso matreiro das outras manhãs. Que quase parecia brincar com algum olhar magoado, algum suspiro melancólico…O mesmo brilho, a mesma intensidade de chegada, parecia que nada havia mudado quando na verdade a caixa da pandora havia sido destrancada…
                                                   ****
O sabor amargo ficara-lhe preso no coração quando acordara ao lado de lençóis sujos da noite passada….Ele procurará como um doido, mandou-lhe inúmeras mensagens telefonou-lhe outras tantas….fizera de tudo a seu alcance mas todas as oportunidades pareciam-lhe escapar  pelos dedos como a agua que desce pelo rio.
-Que olhar perdido é esse?-Nichkhun tentou desviar o olhar dos olhos penetrantes do seu amigo, ele não saberia como mentir ou afastar as lagrimas que ameaçam cair por seu rosto se tentasse enfrentar aqueles olhos que lhe relembram tanto os de hyuna…
-O que aconteceu?....A Hyuna?...Zangaram-se outra vez?..- O olhar de Joon  não queria liberta-lo daquela dor que o deixava ainda mais culpado por uma traição que ele nunca havia cometido….não por sua vontade…mas agora como ele poderia explicar isso…mostrando a mensagem? Talvez mas ele tinha beijado vitoria, isso não ia mudar…
-Nada.- Respondeu ele com um tom de voz tremida e fraca, rapidamente, virou as costas ao seu amigo e desapareceu pelo corredor sem olhar para traz.
                                               ****
Kibum acordou nos braços do seu namorado e não pode deixar de sorrir olhando aquele rosto perfeito que o fizera a pessoa mais realizada na noite anterior. Ele nunca havia imaginado sentir-se tão completo como ele se sentiu na noite passada.
-Sou assim tão bonito?.- Kibum corou com aquela voz doce do seu namorado, apesar do que acontecera na noite anterior ele não podia deixar de corar.
- Cute….- Jonghyun murmurou olhando o rosto vermelho do seu namorado. Kibum sorriu levemente enquanto escondia o rosto no pescoço do seu namorado.
-Amo-te kibum….- Jonghyun abraçou o corpo frágil de kibum que naquele momento sentiu que nada o podia atingir, sentiu-se protegido de tudo e de todos…sentiu-se de alguém….
-Também te amo…- Ele murmurou baixinho.
-Repete…- Jonghyun disse cheirando o cabelo de kibum.
-Amo-te…muito…- Kibum olhou para os olhos de jonghyun, seu olhar era verdadeiro e puro que jonghyun não hesitou em beijar aqueles lábios….
                                                ****
-Hyuna…?...- Hyuna abriu os olhos, olhou em volta. Depois daquele episodio com o nichkhun ela esperou que adormece para sair do quarto. Mas não foi longe e havia adormecido no balneário. Ela olhou para a direção da voz e logo a dor em seu peito foi relembrada…
- Vai…por favor…- Hyuna chorou.
- Hyuna, eu não tive culpa…eu só estava lá porque tu me chamas-te ao quarto. Hyuna olhou para vitoria que lhe mostrava a mensagem no seu telemóvel.. Era verdade, era o seu numero mas ela não havia mandado nada…procurou o seu telemóvel na mochila e nada…talvez ela tivesse deixado no quarto…ou…no trabalho….Olhou para vitoria…
-E o nichkhun?....-
-Eu acho que ele recebeu a mesma mensagem…senão porque quê que ele estaria lá..?!..- Por mais que hyuna quisesse voltar a tentar confiar na inocência do nichkhun era impossível, mesmo que ele tivesse recebido a mensagem ele tinha beijado vitória, como ele não pode ver a diferença? Como ele pode confundir? Ela gritava para si mesma…
-Isso não muda o facto de que ele te beijou….- Hyuna levantou-se mas vitória segurou-lhe o pulso…
-Ele pensou que eras tu…e não deu nem tempo  para nos afastarmos porque tu entrantes no segundo a seguir…- Hyuna queria acreditar mas não conseguia, não enquanto ela não falasse com o nichkhun…ela não queria vê-lo mas ela tinha que ter a certeza que ele tinha recebido ou não a mensagem…isso mudaria …mudaria a dor dentro de si…
                                                    ****
Encontrou-o no intervalo da segunda aula, ele olhou para ela mas algo no seu olhar estava diferente. Ela foi até ele, no olhar dele ela podia ver magoa, raiva…tristeza…ela não percebia, era ela que devia ter aquele olhar…não ele…
-Limpa essas lagrimas…sabes eu nunca soube que davas para atriz…parabéns devias fazer o teste ca na escola, serias a primeira a entrar..- Hyuna não percebia.
-Nichkhun…eu é que devia estar a dizer isso…foste tu que me traíste com a minha colega de quarto…-Hyuna gritou, todos os alunos que passavam no corredor paravam para assistir.
-Trai?? Ou foste tu que armas-te essa armadilha?? Para quê? Para que eu me sentisse culpado ou para que tu te sentisses menos culpado?...- Hyuna não sabia como reagir, estava acontecer tão rápido que ela não conseguir ingerir toda a conversa.
-Como és capaz de dizer isso? Depois de tudo …depois de eu ter entregando-te tudo de mim….- Nichkhun sorriu arrogantemente.
-Tudo? Como entregas-te aos teus clientes? Como entregaste ao kim jonghyun um dos meus melhores amigos?...- Hyuna quase perdeu as forças, nichkhun sabia onde ela trabalha, sabia que o jonghyun sabia…mas a informação estava toda trocada ela não tinha dormido com ninguém…a não ser ele… Num impulso ela bateu-lhe na cara…
-A única pessoa com quem eu dormi foste tu…seu idiota..- Hyuna continuou a gritar e a bater no nichkhun que tentava esconder as lagrimas. Ele pegou na mão dela e levou-a com ele para trás da escola…
- Então explica-me hyuna, porque eu realmente não entendo esta fotografia…-
Nichkhun mostrou-lhe o ecrã do telemóvel , as fotografias do jonghyun segurando no rosto dela, abraçando-a quando ela lhe contou sobre a sua mãe…a mensagem que ela supostamente lhe havia enviado na noite passada…ela caiu de joelhos, apesar do sentimento que nichkhun tinha de a abraçar a raiva dela era maior, muito maior que o amor em seu coração…
-Não vale a pena explica-me tu já fizeste a minha sentença….tu não vais acreditar em nada do que  te diga….- Hyuna chorou, tentando levantar-se apoiada na parede…dando as costas aos olhos que não conseguia enfrentar…alguém muito cruel…tinha tecido aquela teia onde ela se encurralava…
-Tenta…- Nichkhun puxou o corpo dela para que ele pudesse olhar em seus olhos. Ele queria acreditar nela…ele acreditaria se ela o dissesse tudo…ele a tentaria perdoar mas ela não podia negar-lhe uma resposta….
-Tenta…- Ele gritou encurralando o corpo ela contra a parede…- Tenta por favor….- Ele não devia, ele sabia que não mas era mais forte…ele queria odia-la mas não conseguia…
-Eu não posso…tu nunca irias entender….- Ela chorou…
-Hyuna…eu pensei que te conhecia…- Ele largou-a deixando de ser o seu apoio ela caiu no chão sujo.
-A minha mãe esta á beira da morte…ela precisa de dinheiro…- Nichkhun fechou os punhos, Joon tinha dito que a mãe deles havia morrido que a única família que tinha era seus tios e hyuna…
-E eu que pensei que era tudo…- Nichkhun olhou para hyuna e naquele momento de raiva….- Nunca mais me faças olhar na tua cara…disgusting…-  e virou-lhe as costas, deixando-a ali desamparada. Ela não tinha ninguém, seu irmão ia pensar o mesmo, seus amigos iam afastar-se….
                                                       ****
Jonghyun  sorria de orelha a orelha pelo corredor quando sem se dar conta seu corpo embatia contra a parede, e seu lábio sangrava. Ele olhou para cima para ver o olhar carregado de magoa de nichkhun, ele ficou quieto á espera de uma explicação tal como nichkhun ficou.
Novamente nichkhun era o motivo pela multidão no corredor, jonghyun passou a mão pelo lábio e viu o sangue. Olhou em volta e joon chegara ao local e metera-se no meio dos dois.
-Não é aqui que vais resolver estes assuntos nichkhun e nem desta maneira…vai…- Nichkhun não olhou duas vezes e com os punhos fechados desapareceu por entre a multidão.
-Alguém me explica o que aconteceu.- Jonghyun perguntou para o ar enquanto tentava limpar os vestígios de sangue no seu lábio.
Joon olhou para o jonghyun e cruzou os braços.
-Isso pergunto eu…- Jonghyun e Joon saíram do corredor para o jardim, Joon contou o que se tinha passado entre hyuna e nichkhun e das fotos…jonghyun sorriu e joon olhou-o confuso…
-Isto tudo por causa de um mal entendido…- Jonghyun sorriu de novo…- E eu que pensei que ate tinha feito algo mau…- Joon pediu-lhe que explicasse mas a conversa que tinha tido com hyuna eram um segredo dos dois…hyuna havia-lhe pedido que não contasse e ele não planeava faze-lo…mas ele não queria problemas com ele e o kibum…
-O que eu posso dizer é que nada aconteceu entre mim e a hyuna ou a hyuna com outro qualquer, a hyuna apenas trabalha  a servir ás mesas e alias eu só descobri isso  no sábado e eu estou muito bem com o meu namorado…- Jonghyun sorriu, joon parecia acreditar nas palavras do amigo mas seria mais difícil convencer o nichkhun…
Jonghyun apressou-se para ir falar com o kibum ele não queria que ele soubesse por outras pessoas de forma distorcida a sua sorte é que ele não podia andar e tinha ficado no quarto..mas quando chegou ao quarto kibum estava a chorar e o taemin e  minho estavam ao lado do kibum que olhou para jonghyun com magoa….Jonghyun suspirou e olhou para minho .
-Eu tentei para-lo mas ele não me ouviu- Minho tentou desculpar-se ele não acreditava que o amigo tinha traído o kibum .
-Fora os dois…- Jonghyun mandou e taemin olhou para kibum que assentiu…
Jonghyun sentou-se ao lado de kibum.
-Diz me que é mentira….- Kibum gemeu de dor…
-É mentira…eu nunca te trai…- Jonghyun contou tudo a kibum, ele não ia esconder nada a kibum se isso significasse perde-lo, a te aquilo que hyuna pediu que não contasse ele sabia que kibum também manteria segredo…
- Eu acredito..- Kibum disse quando as lagrimas de desespero começaram a cair por meu rosto seu eu me dar conta…..Kibum beijou jonghyun e puxou-o para si….
-Aquilo em que te metes-te….-

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Dom 3 Nov - 18:29:16

Sim Ju...vejo que estavas inspirada....a coisa aqueceu e bem! :lol: 

Bem que confusão se gerou para aqui...pelo menos o Key acreditou no Jonghyun....

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Dom 3 Nov - 18:33:31

hihi foi por causa da musica da katy perry >.< fui escrevendo o rated e escrevendo e deu nisso espeor que tenhas gostado ^-^
Sim muita confusão e ainda não acabou hehe....por agora >.<...

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
NaNa~♥/ Bomi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 556
Reputação : 4
Data de inscrição : 12/01/2014
Idade : 23

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 13 Jan - 18:08:37

Ainda só li o primeiro capitulo. Esta vai demorar até acompanhar, mas eu gosto delas assim grandinhas, normalmente as outras que vi aqui param a  meio :21:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Ter 11 Fev - 20:44:10

Eu sou horrivel eu sei, ja se passaram mais de tres meses >.< Gosh mas prontos aqui esta.

Capitulo 32

Something New



Haviam-se passado alguns dias, desde aquela confusão de acontecimentos e sentimentos, na escola de artes e musica. As rotinas de alguns dos personagens tinham  girado drasticamente em tão pouco tempo. O kibum havia dito a si mesmo que confiava no Jonghyun mas o seu olhar não enganava quando os seus olhos se encontravam em algum ponto do seu dia-a-dia. A dúvida germinava no seu olhar e crescia em seu peito, mesmo que ele tentasse esconder, jonghyun podia vê-lo por vezes. Hyuna caia numa espécie de depressão, Joon evitava-a e o Nichkhun para dramatizar mais a situação havia saído na madrugada depois dos acontecimentos sem sequer se despedir de algum alguém. Embora, havia ainda alguns que haviam encontrado alguma espécie de felicidade. Haneul e Onew estavam agora juntos, Soohyun também encontrara um amigo especial do passado e …aquele olhar escuro sorria por detrás das cortinas  vendo o cenário ser consumido pelas chamas que ateara.
                                                     ****
-Ele vai voltar, disseram que ele apenas tirou alguns dias….-  Prendo o meu olhar num ponto qualquer daquele chão tão morto quanto eu. Voltar? Ele não vai voltar, ele não me vai amar mais. Fugir….foi o caminha mais fácil que ele encontrou para não me magoar , mas dói tanto. Doí saber que vou acordar e não vou vê-lo.
-Quem disse?....já se passaram duas semanas….- Digo quebrando o silencio. Aquele murmúrio entoou no quarto e ela não me respondeu por alguns segundos o que alimentava a minha certeza de que nem ela acreditava nas suas palavras, eu conheço-o, ela conhece-o…ele não vai voltar sem ter uma razão forte que o traga e eu não posso dar essa razão.
-O teu irmão.- Olho nos seus olhos, não consigo dizer se me mentia para consolar e dar alguma esperança, mas por algum motivo não me preocupei em perguntar. Ela olhou-me,  talvez esperando alguma forma de reação mas acabou por se desiludir, porque nada no meu tosto neutro mudou. Nem tristeza, nem esperança…. Nada .
 -Não me estou a sentir bem….estou um pouco tonta….deixem-me…descansar um pouco…- Digo querendo ficar sozinha, não estava a mentir de todo. Apesar de me ter ignorado a mim própria, as tonturas estavam a ficar piores, mas agora só o disse como desculpa para ficar só comigo mesma.
Ignorei os seus olhares e elas levantara-se ainda hesitantes.
-Não se preocupem…..eu não vou fazer nada estupido.- Digo enfiando-me debaixo dos meus lençóis, e basto-me apenas ouvir o som da porta a bater para não conseguir controlar as lagrimas dos meus olhos, dificultando me o respirar.
                                                         ****
-Hyung?...-  Suspirei antes de me virar para atras e enfrentar o olhar curioso do Taemin.
-Deah?....- Respondo como se tudo estivesse bem, como que se estes dias não tivessem sido infernais.
-Essa direção….é para os dormitórios femininos…..- Ele aponta para o corredor em que pretendo seguir.
-Eu preciso de falar com ela….-  Valia a pena mentir?! Era obvio o que pretendia fazer ao virar-me para este corredor, Hyuna. Eu preciso de falar com ela, só ela me tirara este peso.
-Eu não acho que….- Ele estava preocupado, e deu um passo na minha direção talvez querendo parar-me ou seguir-me…
-Eu preciso…- Interrompi-o. Eu precisava, de olha-la nos olhos. Eu vivi na rua por bastante tempo para conhecer os olhares das pessoas e nela eu nunca vi nada que se assemelhasse a falsidade. É por isso que ainda confio no Jonghyun, porque posso ver o brilho do seu olhar mas sou humano e preciso de algo que confirme aquilo que me vai no peito.
-Só….tem cuidado com o que dizes….há rumores que ela é sobrinha do diretor….-Acenei com um sorriso e desapareci pelo corredor
                                                                    ****
Acordei, o meu telemóvel tocava…Era a voz do Nichkhun, apercebo-me que ainda não havia mudado o toque do telemóvel, lembro-me quando ele a fez para mim…Atendo com medo que a dor de cabeça piore com as memórias.
-Menina Lee Hyuna?.-   Afastei o telemóvel para ver o numero, era anonimo . E voltei a coloca-lo perto do meu ouvido.
-Sim?- Por algum motivo a minha voz estava fraca ….
-Prazer em conhece-la, finalmente, tem sido difícil contacta-la…-
-Quem é o senhor?.- Interrompo-o….
-Não é bonito interromper as pessoas, o que a sua mãe pensaria?.- Meu olhar ensonado desperta assim que a palavra “mãe” escapa por aqueles lábios …Por algum motivo senti medo….senti falta dos seus braços.
-Quem é você?...-  Minha voz tenta soar forte….
-Apenas….um amigo dos amigos….alguém que pode salvar a sua mamã da morte….acho que percebe o que significa certo?- Tentei controlar o bater do meu coração mas parecia impossível….e as tonturas anteriores voltavam muito mais fortes….
-A…operação?.-  Hesitei…
-Bingo….menina esperta, mas….o poder que tenho para salva-la ….também consigo faze-lo ao contrario…consegues adivinhar esta?.- Estranhamente, podia sentir que sorria do outro lado da linha, tão vivamente que me assustava.
-Não ouses….tocar na minha mãe….- As lagrimas ameaçavam-me mais uma vez….
-Mais uma vez, bingo….- A gargalhada daquele homem arrepiava-me o corpo ….
-O que….o que queres de mim?....Eu faço…tudo…o que quiseres.- Não podia arriscar, arriscar significa brincar com a vida de quem amo.
-Menina esperta , …..-
Enquanto ouvia o que ele me pedia do outro lado da linha, o mundo que ainda restava dentro de mim ruía tão facilmente que duvidava que alguma vez tivesse existido. Em troca da vida que me trouxe ao mundo eu tinha que destruir a vida de quem me apoiou, os meus amigos.
-Eu…não…posso…eles são meus amigos…não.-  Chorei alto, sem medos de mostrar os meus pontos fracos, o meu pior erro.
-Bem, posso devolve-la ao hospital decadente em que a tirei e mandar-te a conta da clinica privada em que ela está agora……ou fazeres o que te pedi e eu salvo-a….-  Aquela voz calma e serena já sabia a minha resposta, ele já sabia o que eu ia escolher por isso falava no assunto como se fosse algo banal. Doeu, saber que ele já sabia o que eu iria escolher.
-Eu….faço…-  Desisto, a linha caiu com uma gargalhada que ecoou dentro de mim por uma serie de minutos. Um bater na porta acordou-me do transe que eu própria havia imposto.
-Hyuna?...-  Podia ser pior. Acabo de dizer que acabaria com a vida dele e ele bate-me a porta.  Mas agora dou-me conta, estamos na escola…ainda temos uma vida enorme ele vai recuperar certo?! Penso, tentando tirar alguma culpa de cima dos ombros. Mas quando olho nos seus olhos, a dor consome….pode passar algum dia, mas até lá ele vai odiar-me por isto….
-Demorou han? Para vires ter comigo….- Fecho os olhos escondendo o meu olhar. Tento ser forte e para isso tinha que ser outra pessoa, uma outra personagem, colocar uma mascara no meu coração e destruir tudo o que me era importante só assim teria coragem….
-Hyuna….O que aconteceu?...Quem as mandou? – Aquela voz ingénua, matava-me aos poucos mas o meu olhar mantinha-se. Ele não duvidava de mim.
-Jonghyun…quem achas que mandou?- Agora eu podia ver claramente o olhar assustado dele. Aproxime-me nele, tentando controlar o meu corpo para não cair no chão. Mas enquanto me aproximava outro olhar se enquadrava no cenário podia ser melhor? Só com esta cena eu provavelmente faria o trabalho todo. Pelo menos seria mais rápido assim a dor talvez também passasse mais rápido, menti para mim mesma.
-Hyuna..?...-  Ele murmurou
-Mas foi essa a única razão porque viste aqui? Ou, queres algo de mim….Estas com saudade?...ou apenas vieste me mandar dizer ao teu brinquedo novo que não dormi contigo….Eu conheço-te Kim jonghyun, ele não vai durar  muito mais, certo? Sempre foi assim….-  Quis parar, pedir perdão e dizer-lhe que era uma mentira ,que não era eu. Mas não havia volta a dar o mal já estava feito e a cara dele era a confusão pura. Ele disse algo como nunca ter dormido comigo e eu olho para a porta, enfrentado o olhar que á muito nos observa.
-Oh! …- Digo sem desviar o meu olhar dos olhos magoados do Kibum. Perdoa-me. Olho para o jonghyun que provavelmente entendera o que quis dizer com o “oh”, pois encontrava-se na mesma posição e por momentos duvidei que respira-se. Ele, lentamente, virou o seu corpo para a porta. Vi-o fechar os punhos com tanta força que o tom das suas mãos ficaram entre brancos e vermelhos, o que posso fazer agora? Oiço os passos do Kibum caminharem para longe e luto com a vontade de me deixar cair e chorar aos pés dele, mas para a minha própria admiração mantenho-me firme e fria até ao ultimo segundo.
-Eu…se o motivo…por o qual acabaste de fazer o que acabaste de fazer….n-não for forte suficiente…eu próprio….Acabo contigo…- Perdoa-me, murmuro quando ele não mais me pode ouvir. Provavelmente, foi atras daquele que ama, sendo mais forte que eu que não tive coragem de segurar o meu. Deixei, finalmente, que o chão me amparasse e cuidasse do sentimento repugnante dentro de mim. Sinto-me um monstro, sinto-me suja….
                                                ****
-Escuta-me…-  Digo no corredor mas mesmo assim ele nem hesita em entrar no pátio.  Corro e finalmente consigo puxa-lo para os meus braços, ele grita palavras incoerentes e vejo um olhar soslaio e diferente, não havia odio verdadeiro naqueles olhos felinos.
-Nojento…- Porque que a voz não condiz com a palavra? Fecho os olhos com o impacto doloroso da sua mão fria no meu rosto. Ele olha para mim e quando a sua mão se prepara para me bater mais uma vez agarro-a e puxo-o para um abraço forte. Seja o que for, só senti que o devia abraçar e não deixar. Eu não posso nem imaginar-me em deixa-lo ir.
-Vou morrer sufocado….se continuares a apertar-me desta forma.- Ele murmura-me ao ouvido, suavemente, como se não estivesse-mos na situação em que estava-mos. Mas não o deixo ir, algo dentro de mim tem medo que seja apenas um truque.
-Jonghyun….eu sei…- Ele murmura de novo, liberto-o um pouco mas mantenho-o nos meus braços, apesar de ele ainda fingir que se quer libertar.
-Não percebo….- Murmuro, no mesmo tom suave mas quase desesperado.
-Eu explico-te no nosso quarto….mas agora temos que fingir, Okay?!.- Aceno suavemente e ele liberta-se do meu abraço. Sinto agora o rosto molhado, tinha começado a chorar quando senti que o poderia perder. Tento agarra-lo de novo mas desta vez ele foi mais rápido e bate-me nas partes baixas…Posso dizer que por algum instante, pontinhos brancos decoravam-me a visão.
-                                                                    ****
-Como esta a correr?-  A voz gélida e solitária sorri pelo outro lado da linha.
-Perfeitamente, o casalinho ….acabou feio se queres que te diga, acho que o nosso pobre jonghyun não vai conseguir erguer aquilo tão rapidamente depois da sua bichinha se ter assanhado…- Eunjung sorriu para o cenário que o Kibum e o jonghyun faziam no pátio atras da escola.
-Não podias explicar sem esses pormenores estranhos? Credo…- Eunjung podia sentir o sorriso de orelha a orelha da outra pessoa no outro lado da linha…
-Qual é o próximo passo?...-
-Fica apenas de olhos abertos….alguma coisa fora do contexto é para ser relatada a mim.-
-Okay,chefa…- Eunjung desliga o telemóvel e olha para o casalinho.
-E eu que pensava que isto só acontecia em algum drama rasca…tsk tsk…- Ela sorri para o vazio.
                                                                ****
-Aquilo era preciso?? Ainda me dói sabes?-  O jonghyun olha para mim claramente zangado enquanto recebe um saco de gelo do onew…
-Não sou nenhum enfermeiro e nem te vou tocar ai…o melhor que arranjei foi o gelo…-  O onew diz depois de mandar o saco de gelo para o colo do jonghyun, e sentou-se perto do Taemin, colocando o braço por cima do seu ombro, recebendo por algum motivo um olhar do minho que ele teve questão de ignorar com um sorriso.
-Mian, depois compenso…- Sorriu para ele tentando não corar com o seu sorriso pervertido nos lábios. Sentou-me a seu lado.
-Dispenso ouvir mais…- Minho fez uma careta.
-Então deixa ver se percebi, a Hyuna esta a ser chantageada ….e o motivo é a sua mãe que pelo o que jonghyun nos disse esta doente e  precisa de dinheiro…..- A voz racional do taemin pronunciava para o silencio do quarto enquanto ele olhava para algum ponto do quarto.
-Até aparece filme…- O onew deixa escapar….
-Mas porquê? Porquê que estão a usa-la para vos separar? Para separa-la do Nichkhun? Não percebo…- O Minho diz num olhar pensativo….
-Eu acho que existe mais do que um motivo, é tipo um jogo com benefícios, não?- Os nossos olhares prendem-se no raciocínio do Onew que parece fazer sentindo.
Talvez….- Digo olhando o gelo em cima do colo do jonghyun.
-Então é importante que pensem que estão separados….e que a Hyuna pense o mesmo…vai ser difícil para ela se eles descobrirem…- Taemin deixa um suspiro escapar…
-E o Nichkhun?...- O onew murmura….
- Vai ser difícil falar com ele….-  Minho olha para jonghyun que abana logo a cabeça….
-Nem pensar…ele quase fez a minha cara em marmelada no nosso último encontro….- Onew riu com o comentário e Taemin deu lhe um olhar repreensivo…
-Mas jonghyun….és amigo dele….- Digo olhando-o nos olhos.
-Eu posso tentar… mas não sozinho, estou farto de ir pedir gelo á enfermeira….- Ele faz-me um beicinho adorável e por segundos penso o que seria de nos se eu não tivesse ouvido aquele conversa, o que seria de mim se não tivesse o encontrado…provavelmente naquele orfanato tentando salvar os meus irmãos. Meu coração aperta pensando neles.
-Seja quem for….vai pagar….- Murmuro
-Eu sei que não é o momento…mas a mãe quer que vai-mos a passar o proximo fim de semana a casa…-  Olho para o onew hesitante.
-Diz-lhe que preciso de estudar…-Não quero ir, não quero sentir-me parte da família. Ainda é doloroso, sinto que trai-o os meus irmãos sempre que sorriu naquela casa.
-É melhor ires….. é menos tempo que passas com o jonghyun na escola, por agora também posso trocar de quarto contigo, será mais credível.…- Minho tenta chamar-me á razão….
-Oh….Como sempre esperto. Alias o Minho e o Taemin podem vir também…- O onew sorri…
-O Taemin vai…mas eu fico com o Jonghyun…- Minho abraça o seu namorado.
-Eu não vou, tenho que ir a casa…- Taemin disse aquela frase numa forma tão melancólica que por momentos fiquei curioso do porquê daquele tom….Percebo que não fui o único, tanto o minho como o onew olharam para ele preocupados.
                                                                ****
Hyuna Pov
É sábado, está frio. Está muito frio. Haviam-se passado exatamente uma semana após aquela chamada, após aquilo que fiz com o jonghyun e o kibum. E um mês que o Nichkhun tinha partido, que os seus olhos tinham conhecido os meus, que as suas mãos tinham tocado as minhas, que os seus lábios tinham estado nos meus…sinto a sua falta quando olho pela janela, sinto a sua falta quando a noite chega, sinto a sua falta quando me olho ao espelho. Sinto-me doente, desde aquela chamada que tenho ficado neste quarto, que nem para comer sai-o. Haneul e Hyuna e as vezes o mir veem me levar algo para comer. Aquelas tonturas tinham piorado, sinto maldisposta a cada hora que passa, tenho vomitado, dormido …e chego á conclusão que é só isso que tenho feito, como que se aos poucos estivesse a morrer e talvez esteja.
Abraço os meus joelhos, encosto a cabeça á parede. Quero ver a minha mãe, mas nem para isso tenho coragem de sair. Eles estão lá fora, á espera de me apontar o dedo, de me crucificarem por erros que nem conhecem. Oiço o bater na porta, mas não abro os olhos, não tenho vontade para tal.
Sinto o vento de alguém a sentar-se a meu lado, é ele. Conheço-o pelo cheiro. Aquela fragância tão familiar tão seu, os braços que um dia me aninharam hesitam em faze-lo agora.
-Eu…sinto-me horrível.- Não havia verdade mais pura, eu sentia-me pior que lixo. Entrei na pele de uma mentira para salvar alguém e agora as consequências são demasiado dolorosas.
-Mian, por só vir agora.- Ele abraça-me fortemente e sinto-me acolhida, protegida nos braços do meu irmão
-Mas não é o fim do mundo, o que aconteceu…o incidente com o jonghyun, com aquela casa….eu não posso fazer nada quanto a isso...Mas eles irão acabar por se esquecer. Não comer, não ir as aulas, não saíres deste quarto, passares os dias a chorar…isso não vai ajudar hyuna. E…eu não deveria ter-me sentido envergonhado , deveria ter-te protegido como um homem de família.- Mesmo não sabendo a verdade, ele estava a tentar animar-me, o Joon… que disse que nunca me perdoaria, é o primeiro a fazê-lo…Enquanto olho para os seus olhos aquele enjoo floresce de novo dentro de mim e tenho que fazer-lhe sinal para me levar á casa de banho, porque nem tenho força nas pernas.
-Isto não está a ficar demasiado habitual? Anda, eu levo-te ao hospital.- Ele diz pondo os meus cabelos para trás e em seguida puxando me para ele.
-Any, eu não preciso. Se comer passa.- Afirmo, mas quando sei não sinto as pernas, e o mundo parece escurecer e oiço alguém chamar-me. Tento manter os olhos abertos mas torna-se impossível ao longo dos segundos
                                                         ****
Taemin Pov
Arrepio-me quando o vento bate contra o meu rosto. Foco os olhos na mansão que estava á minha frente. A minha casa. Suspiro olhando toda aquela decoração melancólica e sem vida, as estatuas sem cor e as cores amarelas das paredes a desvanecerem. Esta casa tinha sido construída após o desaparecimento do meu irmão, após o meu pai ter partido para o Japão, o seu objetivo? É simples, manter-me longe da minha mãe, pelo menos nos primeiros anos depois do acidente. Ao que parece temos o mesmo sorriso, ele e eu. As vezes ainda posso vê-lo ao fechar os olhos mas a sua imagem desfocada não sobrevive por muito tempo e é a escuridão que fica no seu lugar.
Tenho evitado em vir a esta casa que só me trás aquele sentimento de solidão que sentia quando a minha mãe estava no trabalho e vinha cansada e nem conseguia passar aqui para me dar uma boa noite, apesar de as casas apenas estarem a 50 metros de distancia. Não a culpo, não tenho esse direito. Não quando a culpa foi minha.
Quis recuar, fugir do encontro com o meu suposto “padrasto” que por minha admiração tinha durado mais tempo que os outros. Hesitei quando ele me telefonou para tomar-mos o pequeno almoço juntos, mas quando ele falou-me que o tema do assunto seria o meu irmão a curiosidade tomou parte maior em mim e aqui estou. Talvez, apenas seja uma desculpa para me ver e se aproximar de mim mas não quero jogar em falso.
-Eu estou bem aqui.- Sinto a mão do Siwon no meu ombro e aquele gesto parece dar-me confiança para dar o primeiro passo dentro daquela casa. A senhora que cuidou de mim, dá me um sorriso e corre para mim mas para perto de mim. Abraço-a quando ela o hesita e devolvo-lhe o sorriso. Ela acompanha-me até ao salão de jantar e eu vejo-o pela primeira vez desde que cheguei do Japão. Sentado, direito na sua cadeira, um olhar firme sobre a sua mesa enquanto os seus dedos nervosos brincam com os talheres. Ele sorri ao ver-me mas aquele sorriso desaparece lentamente quando eu não o devolvo. Sento-me na mesa, numa distância confortável e espero pacientemente que as empregadas nos sirvam para começar o que aqui vim fazer.
-Eu disse-te que ia fazer aquela investigação, falei sobre isso com a tua mãe e também com o teu pai. Os dois, como é normal não quiseram envolver-se. É uma forma de se protegerem da dor que tiveram durante os primeiros anos…- Ele diz sem rodeios e sem olhar para mim. Oiço-o atentamente e compreendiam o comportamento dos meus pais nem eles suportaram a dor um do outro e afastaram-se. Ele continuou vendo que nenhuma resposta saia dos meus lábios.
-Nessa altura, apenas dez crianças  foram entregues nos orfanatos mais próximos da zona e falo de um raio de pelo menos 50 a 100 quilómetros o que pensei que pudesse nos ter ajudado na investigação…mas nenhum tinha a idade do teu irmão.- Ele para o discurso quando pela primeira vez enfrento os seus olhos.
-Então o que quer dizer…é que ele morreu e foi uma investigação inútil?.- Digo contendo as minhas lagrimas, ele suspira.
-Eu ainda não acabei, e também não disse isto a tua mãe…..nem a ninguém. Mas tenho 90% de certeza que o teu irmão está vivo. Perto do rio , no interior da floresta. Havia uma casa, o senhor que lá morava estava hospitalizado. Segui até ao hospital e falei com ele dias antes da sua morte. Na altura uma criança andava pela floresta, por vezes aparecia á porta dele nas noites de chuva mas de manhã já não havia rastos dele. O velho diz que se acostumou com as vindas do menino e até lhe deixava comida no pequeno celeiro. Mas um dia ele deixou de ir aquela casa e acredito que tenha sido  quando entrou para o orfanato, como neste espaço de tempo havia se passado um ano. Procura-mos crianças que haviam entrado no ano a seguir e temos 5 registros de crianças com a mesma idade. Só que nesse espaço de tempo ele mudara fisicamente. O velho disse que o menino nem parecia saber falar.- Não pude aguentar as lagrimas, ele estava vivo. Ele tinha sobrevivido, mas….mas ele ….não posso imaginar o seu estado sem soluçar alto. Imaginar o que ele sofreu , o choque que não terá tido ao acordar e estar sozinho, para nem se lembrar como falar….a culpa é minha …
-Como…podemos encontra-lo….- Pergunto entre soluços.
-Eu trouce as fotos dos cinco, dois deles foram adotados.- Olho as fotos e o meu  olhar rapidamente cai em descrença. Tiro a minha carteira, a foto. A foto que encontrei na casa do onew, o mesmo olhar…Comparo as fotos e o meu coração não podia estar mais certo.
-Como arranjas-te essa foto?.- O Eric pergunta-me claramente confuso.
-Na casa de um amigo….e …tenho quase a certeza que….- Fecho os olhos deixando as lagrimas levarem me algum peso….
-Taemin, o que está-mos á espera?.- Ele sorri e sinto-me tentado a sorrir….
-É tudo tão rápido….e ele …se calhar….podem ser só muito parecidos….ele nunca me falou sobre o orfanato….- Digo olhando a foto.
-Nunca irem-mos saber se não formos….eu vou contigo.- Ele agarra a minha mão levemente, e eu apertei de volta. Eu podia confiar nele agora, ele estava-me a dar aquilo que nunca ninguém me deu. Paz.

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qua 12 Fev - 13:08:02

OMG o key é irmao dele?

and wtf! Quem é que é a vilã?

lol Mas ainda bem que eles agora sabem que algo se passa...

A cena do Key e do Jong. Fartei-me de rir.

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Qua 12 Fev - 16:44:10

Key? Não sei ^-^
A vilã vai aparecer mais no proximo capitulo ^-^ Pelo menos algumas que poderão ser ^^
Jongkey...hehe.....
Obrigada por leres, espero que tenhas gostado apesar de achar que esta historia já esta longa e aborrecida demais, pelo menos para as minhas capacidades >.< Vou tentar dar mais atenção no proximo capitulo. kk A fic está quase no fim, ainda não posso dizer quantos capitulos faltam mas não quero que passe dos 40 ^-^

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
MinShi
Colorful Soul
Colorful Soul
avatar

Feminino Mensagens : 730
Reputação : 7
Data de inscrição : 30/09/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Sab 22 Fev - 15:07:49

To amando esta fic <3


Última edição por MinShi em Sex 22 Abr - 21:35:29, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 21 Abr - 13:33:38

Sorry, it's hiatus for now.  Porque eu estou sem inspiração, vontade e without enough confidence. Tenho um pouco do proximo cap....mas.....mian para quem ainda esteja á espera de ler.

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pirili
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4188
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 30
Localização : Jinki heart!

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Ter 22 Abr - 18:47:44

=( oh espero que seja por pouco tempo

_________________
~At the end of a busy day
Emptiness is always there
But my sadness is comforted by you
You are my song~An Ode To You ~ 



Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   Seg 2 Jun - 2:43:04

E depois de ter pesquisado por aqui para ver em qual capítulo parei (yup porque a minha pessoa pensava cá para mim "isto tem 32 chapters... ish devo ter parado no 24") e afinal só tenho 5 capítulos para ler e actualizar. Aigoo, força com isto!!!  Ainda bem que lembro-me de tudo, está fresquinho na minha memória, kekekeke.


Capítulo 28:
Ok, eu estou a tentar não imaginar o quão sexy o meu Sungmin fica de barman, ish, que visão *-* mas epah, se a Hyuna se põe dentro daqueles quartos com algum dos clientes VIPs, eu mato-a! EU MATO-A! Ouviste dongsaeng???
Oh my my, eu já gosto do novo padrasto do Tae, keke... é bom que ele faça mesmo tudo o que estiver ao alcance dele! É esse o seu trabalho afinal de contas e o meu Taeminnie está a sofrer muito com tudo isto mas ele agora tem o Minho para amenizar-lhe a dor... mas... a sério... estou um pouco naquela de o irmão do Tae não aparecer com vida... não sei...  veremos. E, mas que raio Lee Jinki? Tu só sabes aparecer nos piores moments, eu estava confiante de que o beijo ia dar lugar a algo mais... intenso! Damn you Jinki, you're out of chicken for a week!
That great wonderful amazing moment... Lee Joon, o playboy número 1, a fazer aquelas doçuras encantadas ao meu baby Mireu *-* Awwww, eu derreti-me toda... idiota fez o meu baby chorar no início de tristeza, merece uma palmada por causa disso mas de resto... keke, não me importo. 
OMG dongsae, não foi preciso momento nenhum, bastou o Jonghyun andar as dizer aquelas coisas ao Key para o meu coração bater com força e os meus feels fugirem do sítio! Pele viciante, aish, a sério >_<'' 
WHAT? Aquela fotografia pertence a quem? C'mon, I have to know! Aish, lá vou eu para o próximo antes que eu morra... 



Capítulo 29: 
Oh céus a confusão inicial... 
Jonghyun tu não fiques com pensamentos desnecessários, o Key só estava a confortar o Nichkhun... tu ainda vais acabar com marcas de unhas marcadas na pele por causa de um certo felino named Kibum estar a tentar apanhar-te... 
Oh... por acaso já estava a esquecer-me daquela Kim Hyuna mas eis onde ela está... no tal sítio onde a Hyuna está a trabalhar, Lust's Senses, creio... e ela tem razão Hyuna, tu saí-me daí antes que vás para aqueles malditos quartos! O Joon e o Khunnie nunca te perdoarão moça! TU VAI-TE EMBORA!
Aigoo, estou confusa... a Vitoria não era a "mazinha"? Aish, será que é ela ali no final? Ou é a Jessica ou a Kim Hyuna... aish... okay... força para o próximo! Epah, se eu não soubesse que tinha mais três capítulos para ler ia acabar por dar em louca com todo este mistério e todas estas paragens de informação que deixam-me louca e faminta por mais! Aish >_<'' Lá vou eu! 




Capítulo 30:
Omg, é a Jessica, não é? A pessoa que tem a fotografia da Hyuna e do Jonghyun no telemóvel é a Jessica, só pode! É ela que quer 'tramar' o Jonghyun... aishhhh, eu vou bater nela, juro, como é que ela se atreve a usar a Victoria nisto e tudo, aish, que odeio, a sério. Eu espero que a Hyuna não pensou naquela vez ser a despedida, a sério, o Khunnie ama-a tanto TT_TT gonna cry because of this, seriously!
Oh, my my, quem não gosta de cenas saídas dos Dramas, o meu Mireu é um anjinho que precisa de romance~
OMGGGGGGGGGGGGG A MELHOR CENA DO CAPÍTULO FOI O MOMENTAÇO DO ONEW A CANTAR PARA HANEUL, KEKEKE... omg I'm so sorry Liliana unnie... I'll let you have him later *cute smile* 
CHOI MINHO! YAH! Yah! Be careful with my baby love! 
Oh, gosh, the drama it's killing me, I need more~



Capítulo 31: 
A sério, o meu único comentário aquela cena intensa e perfeita é: Jonghyun a sério? Não se diz isso a um submisso, yah! Aprende comigo que já tenho muito historial em fanfics! *coff demasiado historial coff*
NICHKHUN, HYUNA! URGGGGGGG, SO ANGRY WITH YOU BOTH! NO TALKING TO YOU NOw! GOSH! 
Ao menos o Key acreditou no Jonghyun, aish, eu ia tendo um ataque cardiaco, santo Deus! 
Isto está a ficar cada vez mais interessante e no seu auge, oh my, dongsae como consegues mantger as coisas sempre interessantes? Eu acho que estou a perder esse dom TT_TT



Capítulo 32: 
Quem é aquele homem? Quem? E opah, a chefa só pode ser a Jessica, eu tenho a certeza absoluta disso, tenho essa ideia marcada na minha mente! Eu preciso dos nomes para anotar aqui no meu Death Note e matá-los a todos! E Eunjung, eu sei que és a minha bias das T-Ara mas... tu estás tão morta! Que raiva, eu nem acredito que alguém pode ameaçar uma pessoa desta maneira. Destruir os amigos, quem ama, fogo!!! Ao menos não é dar o corpo pelo prémio >_<'' Aish, só mesmo eu para pensar nisto agora mas a Hyuna está a sofrer tanto, ela estava tão encavacada a dizer aquilo ao Jonghyun, fogo, pobre coitada, só dá-me vontade para apertá-la e protegê-la nos meus braços e destruir todas as pessoas que estão a causar tanto sofrimento a ela e a todos os outros. 
E menino Nichkhun é melhor o menino voltar antes que eu perca a cabeça, sim sim, eu perco a cabeça com facilidade *mentira* portanto é melhor voltares no próximo avião porque eu tenho um feeling enorme de que a Hyuna ESTÁ GRAVIDA~ okay... eu posso estar enganada quanto a este aspecto mas... TENHO UM FEELING! 
Oh my, a sério, Key tu bateste nas partes baixas do Jonghyun mesmo quando estão a fingir? A SÉRIO *crying for laughing hard* 
And now... ish pah, qual deles é o irmão do Taemin, eu estou confusa O_O o único que esteve no Orfanato foi o Key, certo? É o Key? Aish aish!!


Oh dongsae, eu estou sem palavras, este drama todo, esta tensão, este mistério, este 'tanto por dizer', 'tanto por desculpar', está a matar-me! Já me tinha esquecido o quanto esta fic deixa-me assim, curiosa para saber mais e mais e ainda por cima eu nunca consigo ler bem o futuro das tuas histórias, só posso dar palpites e assim mas força dongsae, força! Estás cada vez melhor, devo dizer-te e isto é dito com toda a sinceridade do mundo porque tu estás mesmo melhor! 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A new life ~update 36 ~30-12-2014   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A new life ~update 36 ~30-12-2014
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 18 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19, 20  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A new life ~update 36 ~30-12-2014
» 2011-10-15 - Attick Demons + Scar for life - Side b
» Mundial 2014
» SCAR FOR LIFE - novo album IT ALL FADES AWAY
» [YG Entertainment] Yang Hyun Suk confirma quais são os grupos que vão estrear em 2014

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: