SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 18:17:12

que fixe *.* oppa tu és qual? hahaha
Voltar ao Topo Ir em baixo
kk-angel
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1742
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 21
Localização : na minha casa c/ os meus husbandos/lovers/Brothers & Cousins ㅋㅋㅋㅋ

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 18:30:23

Ta tão giroooooooo *.* ~

Cant' wait :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hysteriee.tumblr.com/
Vanilla
Design grafica
Design grafica
avatar

Feminino Mensagens : 3505
Reputação : 0
Data de inscrição : 19/07/2011
Idade : 23
Localização : recentemente casada!!

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 19:49:30

eu faço parte desta historia ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
HailieKibum
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 491
Reputação : 0
Data de inscrição : 16/05/2012
Idade : 19
Localização : oh yess i live in a bear costum ÒuÓ

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 20:41:23

Omf. Está lindoo!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hyomin-aoi.tumblr.com/
Miguelalves
Stalker
Stalker
avatar

Masculino Mensagens : 962
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2011
Idade : 22
Localização : Oaz

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 23:15:05

Me? O Kai
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sex 26 Out - 23:18:36

Eu sou o gajo que tem direito a duas gajas - o do cabelo roxo *-*

Vanilla unnie, eu vou fazer yaoi para ti, eu dei-te o Taeminnie de bandeja ^^ não dá para perceber muito bem, mas coise. You're lying in grass.



Gomawoo ^^ eu estou neste momento com cerca de 13 personagens prontas a postar xDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
Vanilla
Design grafica
Design grafica
avatar

Feminino Mensagens : 3505
Reputação : 0
Data de inscrição : 19/07/2011
Idade : 23
Localização : recentemente casada!!

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 27 Out - 18:51:20

hahahaha a serio?

o taemie é meu!!! xDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 27 Out - 19:46:17

a vanilla vai ter yaoi com o taemin? O.O ok ann vais precisar de muitos vídeos daqueles.. por falar nisso, tenho que publicar aquele que te mandei ali no tópico hehehe

oppa logo duas gajas??? seu tarado, não me digas que queres as duas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 27 Out - 20:52:51

Não é a única, OUTRA CERTA PESSOA ENFIOU-ME UM DINO NAS PERSONAGENS. *cof cof*

E sim, I'm naughty, so I'll get two girls OuO come to me, HwaYoung *Kai-wants-boobs gesture*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 22
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Dom 28 Out - 13:17:21

O BANNER TA LINDO *O*
estou super anciosa *-*
fighting<3

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
Miguelalves
Stalker
Stalker
avatar

Masculino Mensagens : 962
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2011
Idade : 22
Localização : Oaz

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Dom 28 Out - 13:28:51

Quando postas as apresentações? TT
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Dom 28 Out - 18:19:10

são bué personagens e ela tinha algo para fazer este fim de semana... já não me lembro o que é loool eu vou lhe azucrinar a cabeça até ela postar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Dom 4 Nov - 23:54:39

minha gente, aqui estão as personagens *e agora levanta-se a Lenitta e grita aleluia*


--------------




Cientista Moon [Moon ChanMi]


Nascida em 2430 com o nome de Moon ChanMi, fazia parte do gang que desencadeou o conflito, sendo treinada sobre o espírito de lutadora sagrenta, que luta até à morte. Porém, decidiu refugiar-se, mais tarde, nas montanhas mais próximas de Seoul, traindo o seu gang através dessa ação. Aí viveu uns anos e teve uma filha, tendo depois sido assassinada enquanto dava à luz uma segunda criança, e essa filha levada para ser treinada por aqueles que a mataram. O paradeiro da segunda criança é desconhecido desde então, e dentro do gang, houve boatos que ela tivesse estado grávida de trigémeos, de um traidor, de outro gang. Sabia manejar a katana com destreza e ainda armas de guerra. Mais tarde, foi operada e trazida de volta para o mundo em pleno, com o intuito de acabar a guerra que os seus antepassados tinham começado, mas acabou por se tornar cientista e professora de esgrima e tiro ao alvo na Academia. Ao ser trazida de novo para a vida, adquiriu uma capacidade sobrenatural relacionada com o seu maior medo; controlar os trovões e os relâmpagos. Era uma mulher carinhosa e dedicada, mas a falta dos filhos tornou-a amargurada e amarga, e jurou vingança. É vingativa, protetora, e comporta-se como uma chefe de uma alcateia. A sua fraqueza é a sua filha, cujo nome ou rosto desconhece, mas que sabe estar dentro da academia.



Cientista Ham [Ham HaeRi]
Nascida em 2428, sob o nome Ham HaeRi, é a cientista mais velha na Academia. Esconde uma capacidade, que adquiriu através de uma mutação a ela mesma, ao alterar geneticamente uma borboleta, para que nunca morresse, e ao fundi-la com o seu próprio corpo, pedindo ajuda ao seu aprendiz, no laboratório secreto da escola. A partir de 2457, passou a possuir o ar juvial da altura e umas asas de borboleta, que apenas surgem quando tem sensação de perigo ou algum outro sentimento mais institivo - como felicidade extrema, raiva, excitação, entre outros. Lecciona biologia e anatomia, devido aos seus largos conhecimentos nessas áreas. É uma figura importante na escola, mas faz todos suspeitarem das experiências ilícitas por, graças à sua experiênica, se ter tornado imortal, e ter passado a possuir asas de borboleta. Não tem família nem dentro nem fora da escola, mas possui uma relação chegada com o seu aprendiz, atual cientista Yoon. Sabe artes marciais e esgrima, dominando fácil e agilmente a katana. É reservada, séria, exige disciplina e rigor, é fria, leva a sua avante, mas sabe ouvir e argumentar opiniões. É persuasiva.



Cientista Yoon [Yoon GooHee]
Nascido a 2441, com o nome Yoon GoHee, começou como aprendiz de cientista na escola por ter destreza e se orientar facilmente na escola, e também por ter descoberto o segredo da sua professora de anatomia da altura, sua mestre, cientista Ham. O melhor aluno da altura a química e anatomia, sobreviveu ao ataque de um gang à escola, tal como a sua mestre e os outros que sabiam da existência das Salas Medhusa, as salas proibidas. A partir daí, eles reconstruiram a escola e GoHee tornou-se professor de Física, Química e Balística. Sabe o suficiente de artes marciais para se defender, sabe dominar a katana e sabe dominar ainda armas de curta e longa distância. Tornou-se um homem reservado e misterioso, tendo crescido ao lado da sua professora Ham, e tendo ajudado no resgate de Moon ChanMi. É ainda frio, amargo, ignora aquilo que não lhe interessa, e faz-se de forte, mas os seus traumas fazem dele uma pessoa frágil, domada pelo medo e pelo receio, que queria espinhos em torno de si para se defender. Não tem poderes ou capacidades especiais, mas tem uma agilidade surpreendente que o faz parecer um felino.



Cientista Kim [Kim JiHyun]
Nascida a 2439, chama-se Kim JiHyun. Era finalista aquando do bombardeamento na escola, fruto do ataque do gang, em 2458, tendo ficado com a sua cara e parte do seu corpo deformado, devido aos estilhaços, bem como uma parte das suas células e do seu cérebro com limitações em termos da monotorização do corpo. Ela foi a única sobrevivente para além dos outros que se refugiaram nas salas Medhusa. Para reparar os danos que o corpo de JiHyun possuía, Yoon e Ham reconstruíram o seu rosto em aço, bem como todas as outras falhas que possuía, e melhorando também a sua aptidão física, tornando-a assim num robot, controlado por um cérebro, combinado com um sistema operativo de robot. Apesar de ter aspeto totalmente humano, por vezes, a pele que cobre o esqueleto de robot da sua face, acaba por cair. Tal exige a JiHyun que esteja sempre com a sua cara em constante manutenção, não podendo dar aulas, para segurança da academia. É uma mulher forte, muito sofrida, com trauma dos sons dos bombardeamentos constantes que se ouviam em tempos na cidade de Seul, determinada, mas medrosa. Dá aulas de artes representativas, artes performativas e música, disciplinas pouco frequentadas, tendo mais tempo para recuperar.



Cientista Jung [Jung GunJi]
GunJi nasceu a 2445, com o nome Kwon GunHye, e fazia parte de um gang violento, sendo forçada a ser a próxima a liderar, tendo recusado e por isso, mudado de nome e de tudo o resto para fugir à morte. Muitos pensam que ela morreu ao despenhar-se de uma ponte sobre o rio Hangang durante uma perseguição, mas outros sabem que está viva, e por uma questão de fidelidade às suas ideologias de liberdade e de paz e à sua pessoa, não a denunciaram nunca. Foi acolhida para fugir dos que a perseguiam e aprendeu o suficiente para poder lecionar atletismo e artes marciais. Era uma das raparigas mais exímias no seu gang, e uma forte lutadora corpo a corpo, tendo nunca sido derrotada enquanto parte do gang. Mas apontam o facto de ter falado com uma criança refugiada em pequena, que a levaram a aperceber-se do mal que o seu grupo fazia, revoltando-se aos poucos contra ele mesmo e contra aqueles que a desejavam ver espezinhar tudo. GunJi é uma mulher fria, dura, martirizada pela vida e pelas torturas daqueles que a queriam como 'rainha' do gang. Modificou toda a sua vida e a sua personalidade ao mudar de nome e ao começar tudo de novo de um momento para o outro. A sua capacidade é poder provocar danos ou benefícios aos seres humanos através de gestos ou pelo seu pensamento, podendo assim fazer dessas pessoas bonecos voodoo, poder esse adquirido com a ajuda dos outros cientistas.



Cientista Jeon [Jeon YeonHye]
YeonHye nasceu em 2443, no seio da guerra, num grupo de refugiados, e desde sempre lutou para concretizar o sonho da sua dongsaeng, que era entrar para a Academia, o ponto mais seguro de Seul. A sua irmã foi levada por um gang por possuir boas capacidades atléticas em pequena, deixando YeonHye órfã e isolada de todos nos subúrbios de Seul, onde os despojos da guerra civil eram deixados. Estudou com os recursos que tinha, recorrendo ao roubo de livros, materiais tecnológicos que os líderes dos gangs possuíam, para assim poder estudar, proteger-se na Academia e encontrar uma forma de voltar a comunicar com a sua irmã, garantindo a sua entrada na Academia como aluna, e mais tarde como professora de línguas. É uma mulher pura, que luta sem qualquer tipo de problemas em admiti-lo contra todo o tipo de desigualdade que há na cidade de Seul da altura. Estava na escola na altura do bombardeamento e infiltrou-se nas salas Medhusa facilmente, devido ao facto de conseguir ser discreta. Não possui habilidades especiais, mas aprendeu por si mesma a defender-se. Tem sangue nas mãos, por ter morto uma pessoa que a tentava matar ao disparar à distância sobre ela. Tem bons reflexos, fruto do facto de saber um pouco de artes marciais.



Yeon ChanHee Ann
Yeon ChanHee nasceu a 12 de novembro de 2455, tendo assim 16 anos, e não se sabe onde nasceu ao certo nem conhece a sua mãe, mas sabe-se que foi num num local isolado, e foi criado no seio de uma família refugiada na parte destruída da cidade, aprendendo assim desde cedo a fugir daqueles que o pudesse magoar, bem como artes marciais. Possui uma marca de nascença na parte de fora do pulso em forma de contorno de um coração, observado de uma certa forma, mas é quase impercetível. Possui uma tatuagem que fez enquanto estava refugiado na parte destruída de Seul para tapar uma cicatriz nas suas costas, feita em pequeno. Tem ainda o cabelo negro com pequenas madeixas roxas e um piercing que ele próprio arranjou, e uma habilidade especial, relacionada com as suas capacidades. Ele consegue correr a velocidades superiores ao sprint de qualquer ser humano, podendo desaparecer numa fração de segundos. Tem uma irmã na escola, que vivera sempre com ele, Yeon EunMi. É ingénuo, facilmente influenciável, teimoso, frio, não mostra os sentimentos, no entanto, é um túmulo no que toca a guardar segredos, é simpático para quem - segundo o seu ponto de vista - merece, é sociável, esforçado, e prefere ferir-se todo a não dar luta. Matou um homem de um gang com 13 anos para proteger a irmã. Gosta de ver vídeos, revistas e magazines 'proíbidos' no seu dormitório, que partilha com Jake Park e Bang CheolYong, e gosta ainda de ouvir música antiga, do século XXI, baladas e música alternativa.



Yeon EunMi Lenitta
Também nasceu a 12 de novembro de 2455, e é a irmã gémea de ChanHee. Também não conhece os pais. Ela e ele são gémeos falsos, no entanto, ela só o tem a ele, sendo solitária - tal como os corredores da Academia - por ser demasiado tímida e por ter uma doença que a afeta demasiado, impossibilitando-a de se relacionar com os outros - o facto de ser bipolar. Tem um trauma que a impede de estabelecer contacto físico com os que a rodeiam. Ao serem bens pilhados, e refugiados assassinados no refúgio situado na parte destruída de Seul, - ou no caso das crianças, transformadas em escravos e escravas sexuais, bem como levados para recrutamento - EunMi foi mais uma vítima de um desses gangsters durante a sua adolescência, tendo esse gangster sido morto por ChanHee com uma katana enquanto tentava desnudar a irmã. Esse trauma deu-lhe vontade de se tornar invisível, e foi isso que acabou por acontecer. Possui a capacidade de se tornar invisível graças ao seu irmão que a introduziu dentro dos laboratórios da Academia, sob juramento. É também tímida, teimosa, sonhadora, amiga, extrovertida, pervertida, isto dependendo com que tipo de humor está, ou se tomou a sua medicação. Sabe compôr e tocar piano. Possui cabelo na sua cor natural, castanho escuro, quase um preto sépia. Tem uma marca na parte exterior do pulso igual à do irmão. Dorme no mesmo dormitório que Kim EunSol e Shin HwaYoung.



Shin HwaYoung
É a aluna nova da academia, e embora não se saiba o seu aniversário exato, indentifica-o como 22 de abril de 2455, tendo 17 anos. Foi treinada num gang, o gang da sua falecida mãe cujo nome nunca conheceu. O seu pai também é desconhecido. Sabe manejar a katana desde pequena, tal como artes marciais e tiro ao alvo, apesar de que não consegue pegar em armas, devido a um trauma. Salta e move-se de uma forma sem igual, discreta e ágil. Possui um poder que nasceu mesmo com ela, sem qualquer intervenção de ciência. Ela consegue parar o tempo, quase como que congelando todos à sua volta durante o tempo que ela quiser, com a fraqueza que não se pode mexer, apenas pode analizar o que se passa em torno dela. Possui uma mota negra na qual monta, viajando secretamente por entre as partes de Seul, tendo simulado a sua morte para que pudesse ir para a Academia Medhusa. O seu maior trauma é o manejamento de armas, pois foi obrigada a matar a sangue frio uma pessoa refugiada, tendo disparado obrigada contra aquela pessoa, que chorava, amordaçada e amarrada. É fria quando não a conhecem bem, arrogante, teimosa, solitária e orgulhosa, não aceitando ajuda daqueles que a vêm em desespero. Porém é sentimental, chora facilmente com aqueles que ama, é preocupada, demasiado humana e ama com todo o seu coração. Partilha o quarto com Yeon EunMi e Kim EunSol. O seu cabelo é magenta com alguma gradiação cor-de-rosa e roxa.



Song JaeYoung
Menina fina criada longe dos subúrbios onde se encontram os refugiados da guerra civil, na parte intacta da cidade, vive desde pequena em colégios de alta segurança devido às rivalidades constantes, conhecendo a existência das salas Medhusa desde que adquirira poderes, por ordem do diretor da escola, o seu único parente vivo, tal como a sua irmã gémea, Song JiYoung. Nasceu a 17 de outubro de 2455 e é a gémea mais velha. É mais madura e civilizada que a irmã, bem como responsável, verdadeira e simpática. Tem uma postura séria, é um pouco nariz empinado aos olhos dos que a vêm, mas é o facto de não ser tão madura assim. Apesar disso, controla muito bem as emoções e por isso ninguém desconfia dos seus poderes. Tem o cabelo pintado como se fosse um arco íris, porém a maior parte deste é azul, tendo depois pintado com outras cores, camada sobre camada. Tem umas asas de anjo magenta claras tatuadas nos ombros e a frase 'connected forever' completa nos seus pulsos, em várias cores, assemelhando-se a um arco-iris também. É ela que faz os cortes de cabelo, as tatuagens, as madeixas e pinta os cabelos dentro da Academia, e embora a achem fora do comum, é uma das poucas pessoas da academia à qual todos falam. Ninguém desconfia das suas habilidades paranormais, que consistem em prender pessoas a objetos manufaturados - espelhos, quadros, livros, almofadas, entre outros - tal como o contrário. O seu dormitório é partilhado com Jessica Jung e com outra rapariga.



Song JiYoung
Menina egocêntrica, fina, habituada a tudo de bom e ao luxo e à ostentação sem ter noção da guerra civil. Nasceu a 17 de outubro de 2455 e, tal como a sua irmã gémea Song JaeYoung, possui um poder adquirido por ordem do tio de a converter a uma criatura poderosa para sua própria defesa. Assim, JiYoung foi possibilitada de obter um poder. Congelar tudo o que quiser com o olhar, podendo criar ainda estalagmites e estalagtites de gelo ao tocar em água, crescendo à medida que levantava a sua mão. Mas ao tentar obter mais e mais poder, e ao ameaçar a todos revelar a verdade sobre o laboratório da Academia Medhusa, a irmã prendeu-a num espelho de mão vintage pertencente a ela mesma e guardou esse espelho onde ela permanece desde essa altura numa parede de uma sala secreta isolada, conhecida por sala Medhusa, cuja localização todos desconhecem. A sala onde ela está desde que entrara dentro do espelho está toda rodeada de espelhos de parede vintage com outras pessoas e seres geneticamente alterados que ameaçaram contar a existência da Academia Medhusa e que, dessa forma, ficaram impossibilitados de sair dos espelhos, como que por castigo. Ela é arrogante, mimada, irritante, perversa, tem sede de vingança, mas é esforçada para fazer uma coisa bem. É cínica e fingida.






Kim EunSol Juu
Nascida em Busan em 2454, tendo 17 anos, foi obrigada a fugir da morte - ou da tentativa de recrutamento, ou até de se tornar uma espécie de uma geisha - em direção a Seul, onde foi recebida na Academia. Veio acompanhada por outros jovens que tentavam fugir, pois ficou órfã, e traumatizada ao assistir os seus pais serem assassinados mesmo em frente aos seus olhos. Não teve escolha, e viajou sozinha. É uma rapariga demasiado reservada, tímida, trabalhadora, amiga daqueles que se demonstrarem da mesma forma com ela, porém amigável com todos, é criativa e generosa. Gosta de fotografia, desenho e música. Controla o fogo, podendo originá-lo ou pará-lo apenas com o seu sopro ou com as mãos. Consegue ainda formar anéis de fogo que seguem no sentido em que os mandar até meterem uma pessoa em chamas. Dorme no mesmo dormitório que Yeon EunMi e a nova aluna, Shin HwaYoung, e também ela descobriu o laboratório da Academia ao infringir as regras e ao explorar a Academia enquanto todos dormiam. Foi encarregada de guiar HwaYoung pela escola através de uma votação feita entre as alunas do segundo ano, dos quais ambas fazem parte.


Kang HyeYeon kk-angel

De nome Kang HyeYeon, nasceu a 2453, em Daegu, tendo 18 anos. Teve de fugir da sua terra natal para Seul devido à perseguição sem fim aos cidadãos e refugiados de Daegu, bem como todos os outros, de todos os outros locais da Coreia do Sul. Os seus pais fazem parte do núcleo de professores e cientistas da academia Medhusa, trabalhando com Ham, Yoon, Moon, Jung, Jeon e Kim, os cientistas mais experientes da escola, estando numa fase de aprendizagem ainda de como proceder enquanto cientistas. Está constantemente sozinha e sem amigos, apesar de não ser tímida. É, no entanto, teimosa, preguiçosa, orgulhosa, distraída, espontânea, simpática, inteligente e corajosa. Consegue mover objetos com a sua mente, pois infiltrou-se no laboratório ao seguir os seus progenitores no primeiro dia de aulas dela na Academia, e mais tarde, estes acederam ao seu pedido de obter essa capacidade. Gosta de ouvir música, jogar e praticar volleyball, dançar e de beber chocolate quente. Partilha o dormitório com Lee HyoMin e outra rapariga.




Lee HyoMin

Vinda de Busan e nascida em 2454, tendo a idade de 17 anos, HyoMin não sabe como nem onde estão os seus pais, que desapareceram logo após a sua chegada a Seul, assim que a inscreveram na Academia. Desde então não sabe do paradeiro deles, mas de vez em quando sai da escola ilegalmente para os procurar ou procurar pistas. É uma rapariga querida, engraçada, simpática para aqueles que a conhecem bem, lutadora, demasiadamente curiosa, invejosa, tímida e solitária. Possui um poder que adquiriu ao ser alterada geneticamente no laboratório da escola, como uma experiência de um novo tipo de poder. Derreter tudo aquilo onde toca, se assim o desejar, desde seres humanos e outros seres, a objetos do quotidiano. Pode derreter por completo ou apenas deformar. Aprecia comida, especialmente galinha frita, que tem de confessionar ela mesma, e ainda cantar. Descobriu o laboratório de forma acidental, tendo ativado uma passagem secreta que a direcionou para lá. Sabe manejar a katana minimamente, embora não o faça muito regularmente, e por isso possui uma cicatriz no braço, pois foi golpeada. O seu cabelo é magenta com pequenas madeixas cor-de-rosa. Partilha quarto com Kang HyeYeon e outra rapariga.



Jessica Jung
De nome Jessica Jung, veio de Incheon, onde nasceu, em 2453, tendo 18 anos. Os seus familiares fazem parte de um gang que domina Incheon, tal como ela, porém, foi mandada para a Academia para estar em segurança e ser melhor treinada pelos professores que aí se encontram. Possui uma aparência gélida, porém a sua personalidade revela-se exatamente o contrário, caso a conheçam bem. É teimosa, geralmente tende a chorar quando está irritada com algo. É muito querida e honesta, criando facilmente laços com as outras pessoas, mas não consegue demonstrar facilmente esses sentimentos que nutre e aquilo que verdadeiramente sente devido ao facto de ser tímida e reservada. Dá o seu máximo, até não aguentar mais. Partilha quarto com JaeYoung, e gosta de animais, tendo como sonho tornar-se uma veterinária - ou pelo menos fazer os possíveis para salvar animais - e ainda de jogar futebol, mas tende a esconder esse seu gosto. Desde sempre viu bem durante a noite e a altura do dia onde conseguia dominar melhor os inimigos era mesmo essa, pois a visão dos inimigos estava mais afetada. Mas ganhou uma habilidade paranormal ao ver essa sua capacidade ser alterada e melhorada, passando assim a ter visão noturna e raio-x. Tem trauma a incêndios pois viu o seu irmão morrer em frente dos seus olhos num incêndio, enquanto dois gangs se defrontaram.



Jake Park Hailie
Nascido em 2454 no seio de um gang que fugira à destruição massiva em Tokio, é Jake Park, um coreano com descendência japonesa de 17 anos. Este rapaz foi alterado geneticamente, mas não na Academia. Ele apenas foi recolhido pelos cientistas para cuidar da sua capacidade, das suas asas de anjo, que estavam um pouco danificadas devido às batalhas constantes entre gangs e aos estilhaços, fruto das explosões, daí ele saber da existência do laboratório secreto. Dorme no mesmo dormitório que Yeon ChanHee e Bang CheolYong. A razão pela qual lhe foi dada essa capacidade foi para que se pudesse defender e para poder superar o seu maior trauma. Quase que foi morto por um gang rival em pequeno. Domina as artes marciais, bem como um pouco de katana e tiro ao alvo, porém as artes marciais são a sua melhor área. É um rapaz de humor inconstante, podendo descer subitamente e aparentemente sem explicação. Consegue ser chato quando quer, e refilão, sendo teimoso e persistente. É extrovertido, simpático e um pouco maluco. Gosta de ouvir a chuva, chocolate quente durante o inverno e cozinhar.



Kim JongIn Miguel
Nascido no ano de 2453 - tendo 18 anos - em Lisboa, onde se pretendia refugiar com os familiares dos sucessivos ataques dos gangs, teve de voltar para Seul pois também Lisboa estava com graves problemas, sendo sucessivamente atacada por outros países, não garantindo segurança para ninguém. Por isso ele e o irmão mais velho, Kim TaeMin, bem como os seus pais, decidiram voltar e arriscar as suas vidas, refugiando-se na Academia. É uma pessoa que tende a esconder os seus sentimentos, sendo dessa forma misterioso e um pouco frio com as pessoas que não conhece muito bem. Não suporta pessoas convencidas e o facto de ser demasiado aventureiro faz com que não tenha medo de se magoar. Tem bastante capacidade para desenhar, bem como para jogar futebol, adorando fazê-lo. Os pais alteraram-no geneticamente, visto que são cientistas, dando-lhe a capacidade de repelir tiros, redirecionando-os ao atirador com o seu próprio corpo, como se fosse um escudo protetor que permite fazer ricochete, e também a objetos cortantes, não conseguindo ser cortado por lâminas. Não gosta de si mesmo, porém é divertido, sentimental e preocupa-se demasiado com os seus amigos. Esforça-se ao máximo para atingir as suas metas e não acredita no amor. Partilha o seu quarto na academia com o seu irmão Kim TaeMin, e Kim SunWoong.

Kim SunWoong Vanilla
Vindo de Taiwan, onde nasceu em 2454, tendo 17 anos, fugiu de lá com um grupo de imigrantes para poder fugir à destruição maçiva, destruição essa pelas sucessivas tentativas de assassinato dos órgãos políticos e seus representantes e aos conflitos entre os soldados do regime e os cidadãos. Os seus familiares morreram em Taiwan, e uma entidade anónima ajudou SunWoong a voltar para as suas raízes, em Seul, e ingressar na Academia. É solitário, órfão, um rapaz teimoso, resmungão, um pouco revoltado com o facto de estar sozinho no mundo e preguiçoso, porém sincero, atencioso, fiel, honesto e humilde. Possui o poder de metamorfose, podendo-se transformar em qualquer tipo de objeto ou ser vivo, desde uma pequena pedra a um gigantesco prédio, passando por um pequeno gatinho, até a um elefante. Pode ainda controlar esse objecto como se uma pessoa invisível o segurasse - caso se transforme numa bola de futebol ou numa pistola, ou até mesmo num martelo. Domina as armas e as artes marciais. Partilha o seu quarto com os irmãos Kim TaeMin e Kim JongIn.

Ahn DoSeok Posi

Nascido no ano de 2454 em Geonggi, tendo dessa forma 17 anos, Ahn DoSeok, fazia parte de gang, porém o seu 'título' dentro desse gang e também as constantes rivalidades com outros gangs, levando à insegurança de todos e ao receio da morte, fizeram com que traísse o gang, custando-lhe a vida de todos os seus relativos que o ocultaram para o proteger. Corre perigo de vida por isso mesmo também, daí estar dentro da Academia. Foi alterado geneticamente em laboratório, adquirindo a capacidade de se transformar em buraco negro e sugar matéria, isto é, sugar quaisquer objetos ou seres vivos em redor, incluindo tiros que sejam direcionados para o mesmo. É solitário, não se dá com ninguém, dando a sensação de que é uma besta àqueles que o rodeiam. É grosseiro, mal-educado até para as raparigas por vezes, porém mostra um lado protetor e carinhoso quando se apercebe de algum tipo de potencial numa pessoa, tornando-se protetor ao ponto de ser quase como um guarda-costas da pessoa em questão. Odeia moscas e leões, e para além disso odeia-se a si mesmo, e aparentemente, não gosta de nada, nem diz nada. Tem um trauma, e exibe um comportamento estranho e alterado quando alguém se vai embora antes deste, ao sentir-se abandonado, e quando vê alguém a morrer mas ainda vivo, tentando sobreviver. Partilha o seu dormitório com Jang DongWoo e Jang JongHyun.

Bang CheolYong

De 17 anos, tendo nascido em 2454 em Jangseong, foi levado para Seul por um gang que destruiu e dominou o local onde vivia, para ser treinado em pequeno, mas por não possuir as aptidões necessárias, ignoraram a sua existência, e uma pessoa do gang deixou-o fugir à socapa pouco tempo depois. Desde então, não sabe do paradeiro dos pais, e por sorte, conseguiu fazer parte da Academia, após ter vivido dentro de um carro degradado e abandonado sozinho durante anos. Mais tarde, durante uma explosão radioativa - durante uma saída à noite a uma discoteca - adquiriu o poder de se poder teletransportar de um local para outro, e ainda teletransportar pessoas com ele caso haja contacto físico. Por isso não sabe, nem desconfia da existência dos laboratórios secretos da escola. É um rapaz brincalhão, amigo dos seus amigo, sincero, porém, consegue ser frio e arrogante com quem não conhece bem. É ainda teimoso. Sabe mexer em armas e ainda sabe artes marcias. Partilha quarto com Yeon ChanHee e Bang CheolYong.


Jang DongWoo

Nascido em Geonggi no ano de 2452, tendo dessa forma 19 anos. Tem um irmão mais novo por uns meses, Jang JongHyun, e saíram de Geonggi para fugir à destruição, à semelhança de muitos outros, que também fugiram. Após ter chegado a Seul, ao estar no mesmo bar que Bang CheolYong durante uma explosão radioativa, obteve uma capacidade, que consiste em enfraquecer os seus adversários ou aqueles que o confrontarem, retirando-lhes desse modo energia através de um simples toque, enfraquecendo o adversário de modo a que morra em menos tempo. É hiperativo, chora facilmente e demasiado, dorme demasiado, consegue estar com a cabeça nas nuvens fácil e frequentemente e pode ser extremamente crítico. Apesar disso, consegue ser brincalhão, gosta de crianças e ser bastante social. Gosta de treinar bastante tudo aquilo que considera necessário treinar e aquilo que gosta, bem como de comer polvo - e de polvos em si - e de roupas estranhas. Partilha o quarto com Ahn DoSeok e com o seu irmão Jang JongHyun.

Jang JongHyun
De 18 anos, nascido no ano de 2453 em Geonggi, Jang JongHyun é o irmão mais novo de Jang DongWoo, tendo ambos fugido de Geonggi devido aos constantes atentados e ao risco que corriam, tendo mais tarde entrado para a Academia, protegendo-se assim dos perigos do exterior. Numa noite em que foi com o seu hyung a um bar, adquiriu uma capacidade após a explosão radioativa, que consiste em prever o futuro através de sonhos e visões, avisando-o dessa forma de perigos que possam estar perto, podendo dessa forma tentar preparar-se para alterar o seu destino ou daqueles que vê. Não sabe da existência dos laboratórios nem das salas Medhusa devido a esse facto. Partilha o quarto com o irmão e com Ahn DoSeok. É um rapaz bastante sociável, gosta de pregar partidas e de vez em quando expiar as raparigas infiltrando-se nos dormitórios das mesmas. É perverso e ignora os perigos do exterior, sendo um pouco criança e imaturo. Porém transmite uma imagem adulta, e quando quer, consegue sê-lo.
 

Huang ZiTao

Nascido no ano de 2452 em Qingdao, na China, tendo 19 anos, veio com os seus familiares da China, que fazem parte de um gang internacional que fugiu de Qingdao, devido a uma derrota que os fez mudarem constantemente, juntando-se e fazendo alianças com gangs da mesma ideologia. Tem uma capacidade sobrenatural que adquiriu durante uma explosão na China que o expôs a uma substância química, tornando-o assim possibilitado de se multiplicar, criando cópias perfeitas de si mesmo, durante um tempo limitado, até ficar fraco e sem energia. É um rapaz querido, doce, preocupado e um pouco tímido, porém consegue ficar chateado com bastante facilidade, é orgulhoso e um pouco teimoso. Gosta de artes marciais e de coisas fofinhas, em especial pandas. Foi para a Academia para aperfeiçoar as suas capacidades e se proteger para poder se tornar num bom lutador dos seus ideais. Partilha o quarto com Lee DongHae e outro rapaz, aluno da escola.
 

Lee DongHae
Nascido em Seul no ano de 2453, Lee DongHae, de 18 anos, desconhece o paradeiro dos seus familiares, e desde que se lembra, habituou-se a subsistir por si mesmo, sem ajudas de ninguém, aguentando firme por ele mesmo. Não tem amigos, e habituou-se a sobreviver sozinho e a roubar comida para subsistir. Entrou para a Academia Medhusa e desde sempre mostrou a sua capacidade de fazer curativos e de sobrevivência, ao curar e tratar das feridas dos outros refugiados das redondezas. Essa capacidade fez com que, após ter descoberto a existência dos laboratórios, lhe dessem a capacidade de curar através do toque, ou através da mente, entrando em transe. Partilha o seu quarto com Huang ZiTao e outro rapaz. É um rapaz orgulhoso, teimoso, por vezes tímido e por outras vezes extrovertido, sendo ainda um rapaz extremamente meigo, simpático e querido com aqueles que conhece mesmo bem. Ama fotografar e ouvir música. Sabe como usar a katana e manejá-la, e artes marciais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 9:18:10

Aaaaaassim k acurdei vim aqui no tele ver se ja ca tavam... serio... aleluia haha

oppaaaa já estou curiosa para saber quem são os filhos daquela mulher hehe

eeee se eu sou isso tudo como vou lidar com o Mir? sim eu sei, fui eu que escolhi ser assim hahahaha bora virar invisível e espreitar os meninos? há esquece.. tu és gajo hahahaha
o meu oppa matou o homem mau para mim *.* que lindooo *.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Miguelalves
Stalker
Stalker
avatar

Masculino Mensagens : 962
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2011
Idade : 22
Localização : Oaz

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 14:01:39

Venero completamente, estou super ansioso pelo primeiro capítulo! Estou mesmo curioso também... Tens tanto jeito para escrever, as palavras que usas.. adoro mesmo e tenho a certeza que vou adorar a fic! Adorei a apresentação de todos.. a da Jessica está mesmo espectacular adequa-se mesmo a ela.

Agora é escrever, fico à espera!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 22
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 16:54:33

omo ta perfeito *-*i love it ^^

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 17:30:32

oh juu partilhas o quarto comigo *.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
kk-angel
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1742
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 21
Localização : na minha casa c/ os meus husbandos/lovers/Brothers & Cousins ㅋㅋㅋㅋ

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 18:08:14

Ameiii as personagens +.+

Isto vai ser epico ^^

Can't wait ~ ~ :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hysteriee.tumblr.com/
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 22:17:52

#Lenitta unnie eu sou like a boss, mato os maus para proteger a minha maninha gémea mais nova~

#Miguel aigoo, estou feliz~ ainda bem que gostas ^^ e gomawoo ^^

#Juu gomawoo ^^

#Bia aigoo, gomawoo~ mas épico? tenho medo de vos desiludir com os primeiros chaps TT espero mesmo que o chap corresponda às vossas expetativas e que gostem... I'm scared TT

Tenho algumas ideias, mas vamos lá ver como será... próximo chap vai ser de BK, talvez apenas poste o primeiro do Academia Medhusa mais tarde...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
kk-angel
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1742
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 21
Localização : na minha casa c/ os meus husbandos/lovers/Brothers & Cousins ㅋㅋㅋㅋ

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 22:25:02

De nadaaa ~ ^^

Sim epico yD Oh! os primeiros chaps são sempre introdutórios , ne? E dpois torna-se mais interesante ~ So..don't worry!
( vindo da minha expriencia de animes yD )

E suree , posta quando tiveres tempo yD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hysteriee.tumblr.com/
HailieKibum
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 491
Reputação : 0
Data de inscrição : 16/05/2012
Idade : 19
Localização : oh yess i live in a bear costum ÒuÓ

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 22:58:01

I could comment this, but I'm speechless.
A tua maneira de escrever surpreende-me cada vez mais. Adoro tudo o que fazes. Acho que ate me posso considerar uma official stalker das tuas historias.
Anyways... Amei as apresentaçoes. Muito criatuvas e interessantes como sempre.
Faz-me querer mais.
Agora ve la se postas o novo chap rapidinho.
A tua tweenie esta prestes a explodir de estusiasmo.
O u O
Oh, btw...
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hyomin-aoi.tumblr.com/
Mada/Yeri
Beautiful Stranger
Beautiful Stranger
avatar

Feminino Mensagens : 1281
Reputação : 6
Data de inscrição : 18/06/2012
Idade : 17
Localização : Setúbal

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Seg 5 Nov - 23:07:08

Ann, eu disse que ia ler e comentar...por isso...
AMEI AS PERSONAGENS!!! SAO LINDAS!!! E SAO TANTAS GOD O_O
amo a maneira como escreves, quem me dera ecrever assim :|
To anciosa pelo 1º cap!!! :D
FIGHTING!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 1 Dez - 21:14:33

e... guess what?



Ano de 2408. O ano em que começara a guerra civil em Seul, até agora, o local onde todos se refugiavam das guerras explosivas que rebentavam por aí. Bombas atómicas, mísseis de longo alcance, katanas, golpes de artes marciais, tiros imparáveis, motas e carros com dezenas de escapes, armas sofisticadas contra armas vintage recuperadas e melhoradas, a ciência a destruir aquilo que existia no mundo. A primeira cabeça que rolou foi nesse ano. Moon ChanMi nasceu uns vinte anos depois, no ano de 2430, e a guerra continuava, mais acesa que nunca. Muitos nasciam, fruto de relações forçosas com os prisioneiros dos gangs, garantindo assim as linhagens, bem como através da ida às discotecas. Haviam rixas frequentemente nas discotecas, por vezes chegavam mesmo a rolar cabeças, cortadas com golpes certeiros de armas brancas, que pintavam as pessoas e o local com sangue. Eram aí que normalmente aconteciam traições dos futuros líderes dos gangs com raparigas de outros gangs, e os chamados ‘bebés proibidos’, bem como também as alianças entre os jovens e os pedidos para se juntarem ao gang. Não haviam pedidos para sair do gang, isso era considerado traição, mas podiam-se juntar ao outro lado, com proteção acrescida por conhecerem bem o inimigo em comum. As discotecas eram lideradas por um gang, e depois haviam as discotecas onde todos entravam, e onde era frequente a pancadaria.

Ano de 2455, uma povoação abandonada, onde existiam refugiados

Moon ChanMi fugira dos membros do seu gang. Estava grávida, porém eles desconfiavam que a futura líder do seu gang, Estrela Vermelha, tivesse grávida de um traidor de outro gang. Pelo menos, não parte do gang Estrela Vermelha. Ela saía frequentemente à noite, tinha ela 25 anos. Era mestre da katana e mexia em armas. O cabelo roxo esvoaçava com as lágrimas e o desespero enquanto a maquilhagem borrada escorria pelo seu rosto à medida que corria. Estava no fim do tempo, grávida de gémeos, e perseguida pelos que outrora lhe foram fieis. Não era possível que aqueles seres humanos a quisessem matar por questões de amor. Ele amava-a tanto quanto ela a ele, e ele pedira-lhe para ingressar no Estrela Vermelha. Ela estava nervosa. Passaram uns dias e refugiou-se num antigo ferro velho, grande parte do metal tinha derretido devido às temperaturas demasiadamente altas – ou baixas, naquela altura. Nevava como nunca antes alguém vira nevar. Costumava nevar em quantidades exorbitantes, mas desta vez, não. ChanMi sentiu os flocos de neve cair sobre a sua cabeça e ocultando-se, agarrou na sua sniper colocando o silenciador, disferindo uma bala mesmo no coração daquele que a perseguia novamente nesse dia, e lançou outra, outra e outra, matando um a um, cada um dos homens que a perseguiam. Ela estava no fim do tempo, era primavera e ia começar a nevar um pouco, mostrando o início da transição para a estação quente, e ela teve de correr para se esconder. Ela tinha líquido amniótico aos seus pés, e as fortes contrações não a permitiam avançar, até que apareceu um homem, com uma arma apontada a ela.

ChanMi, com as mãos sobre a barriga: P-por favor, eu suplico-te... deixa os meus filhos nascerem, e depois poderás deixar-me a morrer, peço apenas que não os mates... eu suplico-te com tudo o que me resta...

Homem, limpa o nariz esforçando-se para manter uma postura séria: Assim irão morrer, encare a realidade, ChanMi. Podia estar a ser ajudada nesta altura se não tivesse traído aqueles que a acolheram desde sempre como parte da Estrela Vermelha.

ChanMi: Eu não os traí, o EunHyung pediu acolhimento da nossa parte, e eu cedi-lho, porém chamaram-no de impostor, afirmando que era um esquema, quando apenas queríamos estar juntos... e agora que o mataram, não me resta mais nada a não ser os meus filhos que estão a nascer... por favor, tem compaixão de mim e deixa-os viver...

Homem, olha para todos os lados: Corre, antes que me vejam, procura alguém que te faça o parto e foge para longe daqui, garante que os teus filhos vivem, e vive também.
ChanMi correu com todas as suas forças e toda a sua energia para uma cabana com teto de palha, coberta com chapas, quase não se vendo que era uma casa. Entrou e encontrou uma mulher na casa que a entreolhou e correu para ela, ajudando a preparar tudo para o parto em pouco tempo, desde pequenos trapos para a molhar, um recipiente com água, trapos maiores para pôr por baixo desta, e assim que as contrações começaram e a cabeça de uma criança começou a sair, ChanMi gritou de dor, som esse abafado por um pano molhado que a misteriosa mulher lhe colocara na boca para que não fosse descoberta. ChanMi queria morrer, sentia que estava a ser rasgada por aquela criança. Porém, ouviam-se tiros, e, após ChanMi dar à luz, a misteriosa mulher desapareceu de forma também ela misteriosa. Os homens entraram na cabana e dispararam sobre ChanMi, e o homem que tentara salvar a pele de ChanMi, ajoelhara-se perante ela, levando a criança que havia nascido. Era uma menina com uns pequenos cabelinhos escuros a brotarem da sua cabeça. E assim voltou a aparecer a misteriosa mulher. Era Ham Haeri, uma mulher dois anos mais velha que ChanMi. Estava a ajudar um jovem prodígio a estudar, pois tinha conhecimento e era professora, apesar de ser refugiada, e estava já a trabalhar há alguns anos numa academia, de nome Academia Medhusa. Ela retirou a bala de dentro de ChanMi, e com a ajuda de Yoon GooHee, o seu jovem discípulo, levou-a para um laboratório, onde poderiam cuidar dela com recurso a medicamentos e substâncias.

Haeri, agarra firmemente a mão de ChanMi, quase em coma: ChanMi-ah, eu vou tratar de tudo, aguenta-te... os teus filhos vão ficar bem e tu vais ficar bem, e vamos encontrar a tua menina, não te preocupes...

Ano de 2455, acampamento do gang Estrela Vermelha

Shin HwaYoung, esse era o nome da lutadora mais implacável desde Moon ChanMi. Esse nome não existia na boca daqueles que falavam do passado aos seus descendentes do futuro, HwaYoung era o único nome ao qual davam rótulo de lutadora de excelência. Censura e vingança, e uma grande lavagem cerebral, os ingredientes para se obter alguém fiel àquela disputa, considerada sem fundamento pelos seus observantes, refugiados de guerra. Apontavam ainda a mãe de HwaYoung como a razão pela qual ela tinha de lutar, uma mulher que morrera com dignidade, e o seu pai, desaparecido durante a guerra. Tinha de os vingar e honrar, diziam-lhe, mas ela sabia que não era bem assim. Queria desistir. Decidiu pegar na sua mota e conduzir pela parte do Hangang pertencente ao seu gang. De repente, ela estacionou a mota junto à ponte e andou por entre o pó e a estrada em ruínas, e tudo em seu redor. HwaYoung era jovem, de longos cabelos ondulados e vermelhos com pequenas nuances rosadas e arroxadas em toda a sua extensão, uma rapariga com 17 anos, feitos há pouco tempo. Ela olhou para baixo de si, e o tempo parou. Parou, nada mexia, ela virou a cabeça e voltou a mexer, até que viu um carro sobrevoar a sua cabeça. Um corpo agarrou-a e em segundos, sem sentir nada, estava numa zona de refugiados. A sua mota tinha sido esmagada e ainda tinha caído ao rio Hangang, cuja água estava transformada em lodo. Encontraram-se cabelos dela, tecido da roupa, sangue e estilhaços da mota. Presumiram que estava morta. E HwaYoung estava num novo local, com o braço com vários arranhões profundos, sangrando e pingando, mas esse braço ainda conseguiu arrancar o colar do seu salvador e parar-lhe o braço, mas possuía roupa totalmente negra, tendo fugido de seguida, deixando HwaYoung por si só. Era a oportunidade ideal para começar de novo como sempre desejara. Mas porquê?

Academia Medhusa, dormitórios masculinos

ChanHee entra no seu quarto mostrando aos raios de sol já escassos as suas madeixas de tonalidades roxas e anil, sorrindo para a parte de baixo da almofada, preparando-se para ler uma das suas revistas de conteúdo ‘proibido’ na Academia. As aulas ainda não tinham começado, faltava certa de uma semana, mas ele pretendia quebrar as regras e ver revistas desse nível de conteúdo na mesma. Uma mão – invisível – parou a sua com uma chapada e o corpo da sua irmã surgiu do nada, mas gradualmente.

ChanHee, olha para a irmã e ri-se ironicamente: EunMi-ah~ Perversa~ não podes entrar nos dormitórios dos rapazes, ou vieste para expiar alguém? Estás-me a expiar?

EunMi, ignora os rodeios: Onde estiveste, oppa?

ChanHee, ri-se: EunMi-ah, sua grande pervertida... com que então expiar rapazes?

EunMi: O que te leva a pensar que estou a espiar rapazes? Só quero falar contigo...

ChanHee: Tomaste os comprimidos hoje?

EunMi, eleva o tom: Pára com os rodeios ChanHee-ah~

ChanHee: Eu fui dar uma volta... não é isso que queres que te diga? Sim, saí da escola.

EunMi: Oppa!~ Tu não podes~ Imagina que te acontece algo... a escola é de alta segurança, mas lá fora todos correm perigo~ porque é que achas que estamos aqui? Para vivermos bem, estudarmos, defendermo-nos melhor e termos possibilidade de acabar com a guerra que anda lá fora... por isso não podes fazer tal coisa, oppa!

ChanHee: Guerra essa que está estancada por enquanto. Além disso o alarme nunca apita por causa da minha capacidade, EunMi-ah, e eu consigo correr rápido o suficiente para fugir das ameaças que possa ter de enfrentar...

EunMi: Não interessa, são regras, e tu és a única pessoa que me resta~ não te quero perder, oppa... por isso, promete-me que não sais mais até esta guerra terminar de vez.

ChanHee, olha pelas janelas duplas, foscas e sujas de terra: Não te posso prometer isso, EunMi-ah... eu não consigo deixar de não ser livre. Isto tem aspeto de prisão. Para nossa segurança, eu sei, mas... é diferente. Eu sei-me proteger. Eu consigo percorrer vários metros em frações de segundos, quase que à velocidade da luz...

EunMi, sai pela porta, dando de caras com Jake e CheolYong, que vinham a entrar: Essa capacidade não faz de ti imortal, ChanHee-ah... apenas te peço que me oiças...

Jake, fecha a porta e entra: Bem, a tua irmã agora anda sempre aqui enfiada...

ChanHee, mete a mão debaixo da almofada para tirar uma revista: Estávamos apenas a falar, ela estava preocupada comigo... sabem como são as raparigas, preocupam-se com tudo, por vezes até demais...

CheolYong, vai até ao beliche do meio, de três, e agarra-se à sua almofada: Estou cansado... acho que vou dormir um bocado antes do almoço... Jake, cozinhas alguma coisa para nós?

Jake, faz uma expressão de teimosia e trepa para ficar de frente para CheolYong: Pareço-te uma dona de casa? Além disso, não é permitido comer nos nossos quartos...

CheolYong, volta para o chão: Aigoo, não me apetece andar...

ChanHee, com a sua atenção virada para a revista: Assim vais engordar e bem, hyung.

CheolYong, ri-se e calça-se de novo: Não podes falar muito, por esse andar...

ChanHee, calça-se e corre devagar para a porta, para não demonstrar o seu poder a CheolYong, que o desconhece: Quem disse? Eu estou constantemente a correr!~

Jake, rouba uma revista e expõe o seu conteúdo: E a ver raparigas em ‘trajes’ menores... bem, com falta de trajes menores, ou melhor, com falta de trajes...

ChanHee, agarra a sua revista de volta: HYA~ Ela é minha~

CheolYong, olha para a capa: Isso é uma revista MAXIM antiga?

ChanHee, consente: Óbvio~ Mas tem lá dentro posters meus antigos, que passaram pelas mãos de muitos outros homens. Porque a MAXIM não tem coisas interessantes à primeira vista, é sensual, mas nada mais...

Jake, ri-se e sai pela porta: Este rapaz é tão perverso que até se me dói ver tal coisa...

ChanHee, ri-se e dá-lhe uma cotovelada: Olha quem fala...

Yoon GooHee, cruza-se com eles nos corredores dos dormitórios masculinos: Estão muito animados, rapazes~ isso é tudo fome?

CheolYong, vê de longe a comida a começar a ser servida: No meu caso é~

Yoon GooHee: Ânsia pelo recomeço das aulas?

ChanHee, faz um ar indeciso: Hmm, não sei, vamos ter de nos aplicar muito, Sr. Yoon...

Jake, dá-lhe uma cotovelada e consente feliz: Isso é normal~ Eu cá estou pronto~

Yoon GooHee, sorri: Ainda bem, porque eu estou ansioso por vos massacrar em física, química e balística, caso se inscrevam mesmo... Bem, até logo e bom almoço~

Os três, fazem vénia em coro: Kasamnida~; Arigatou~

Academia Medhusa, dormitórios femininos

EunMi chega ao seu dormitório e vê o seu quarto ser alterado pelas professoras Jung e Jeon, que substituem a cama de beliche de dois lugares por uma cama de beliche de três. As raparigas estranham tal facto, e EunSol, presente no quarto, questiona GunJi e YeonHye sobre tal facto, que lhes parece impensável.

EunSol, olha confusa para os caixotes que previamente tivera de embalar sem nenhuma explicação: O que se passa, Sra. Jeon e Sra. Jung?

EunMi, olha para toda a confusão: Onde estão as minhas coisas?

Jung GunJi, sorri: Nós não mexemos em nada, não te preocupes, apenas vamos substituir a cama, e mais logo, o armário.

EunSol, olha confusa sem obter resposta: Mas porquê tudo isto?

Jeon YeonHye: Conseguimos dinheiro suficiente para albergar mais raparigas e rapazes, por isso arranjámos mais beliches, e os beliches de dois vão ser soldados e devidamente tratados para fazer beliches de quatro pisos na sala de serralharia e reparações. Para além disso, as professoras vão passar a partilhar quartos, tal como os professores.

Jung GunJi, consente: Tudo isto para arranjar forma de atenuar a guerra.

EunMi, chocada: E se houver pancadaria entre pessoas de gangs diferentes cá na escola? Pior! E se quase se matam ou magoam mutuamente? Se agora já é como é...

Jeon YeonHye, pousa o beliche novo no seu lugar, longe ainda do teto: Bem, nesse caso, regras mais rígidas, e em casos mais graves, expulsão da escola. Se quiserem morrer, morram lá fora, a nossa escola tem de ser segura, tem esse estatuto desde sempre.

Jung GunJi, ainda a agarrar o beliche: YeonHye-ah, dedos presos...

Jeon YeonHye, corre e ajuda-a: Aigoo, mianhe, hoobae-nim... – Segura numa lista e risca mais um número da lista. – O quarto 38 já está, faltam outros... 81 quartos. Incluindo os nossos, de professoras, e os das auxiliares de educação, aqueles outros 20 quartos à parte, na parte de trás da copa do refeitório...

Jung GunJi: Até logo, meninas~ temos imenso trabalho pela frente...

EunMi e EunSol, em coro: Hwaiting~

EunMi, assim que a porta se fecha: Sabes o que é o almoço hoje?

EunSol, abana a cabeça negativamente: Sei que existem duas opções... mas o quê...

Exterior, perto da Academia, parte de refugiados

HwaYoung continuava sem conseguir estancar o sangue da sua ferida, passados quinze minutos, parecia uma fonte da qual jorravam minúsculas pétalas de rosa vermelha, que salpicavam o chão, que ao caírem, se partiam como vidros. Parou de andar. Mas nada parou, o sangue continuava a jorrar e a pintar o alcatrão de vermelho, cor do seu cabelo. Pelo menos ainda tinha o colar do seu salvador. Tentara relembrar-se do mesmo, mas apenas vira cabelo escuro dentro de um carapuço, também ele escuro. A tez da sua pele era clara, contrastante, mas fora isso, mais nada. Aquele colar dourado era o que sobrava do dono do perfume que ela mal denotara, parecia um perfume fresco. Olhara para o colar. Era feito de ouro, mas sem ela saber, tinha vestígios de platina. Tinha MCm escrito, mas isso poderia ser muita coisa. E era um colar constituído por dois fios, um deles tendo-se quebrado ao puxar. HwaYoung examinava-o minuciosamente. Nem um fio de cabelo. Rasgou a sua blusa numa zona impercetível e enrolou em torno do seu braço. Estava perto de uma escola. Academia Medhusa. Sim, o rapaz devia ter ido para lá, embora nunca mais o tivesse visto desde então. Meteu a mão dentro do gradeamento e o alarme de fuga soou uma vez, tendo aparecido Yoon GooHee em frente dela.

Yoon GooHee: És uma das novas alunas, certo?

HwaYoung, prepara-se para negar: A– D-deh, mas perdi os papéis...

Yoon GooHee, abre-lhe o portão: Não trouxeste bens?

HwaYoung: Aniyo, a guerra civil rebentou de novo em... – Olha para o menu do refeitório na mão do homem. – Incheon... e não pude salvar nada para além do meu próprio corpo... inclusive estou ferida, como pode ver...

Yoon GooHee: Aigoo, vem para dentro, já tratamos dos teus papéis, vai fazer um curativo à enfermaria, por favor... – Entrega-lhe um cartão identificativo temporário. – Bem, se te pedirem para mostrar o cartão mostras esse e dizes que és uma das novas alunas da escola... A enfermaria é no primeiro piso, a porta branca que diz enfermaria.

HwaYoung, faz uma vénia e vai rápido: Kasamnida.

Yoon GooHee: Olha... Como te chamas mesmo?

HwaYoung, vira-se para trás: HwaYoung.

Yoon GooHee, sorri: Bem-vinda à Academia Medhusa, HwaYoung. Agora vai lá! Vai~
HwaYoung dirige-se ao primeiro piso, como combinado. A escola era subterrânea e o piso mais alto era sim, o primeiro, mas poderia muito bem ser o primeiro piso negativo. Para alguém que nunca havia estado num sítio, era mais do que fácil se perder ou enganar. Estava confusa sobre que direção tomar, das escadas não era visível uma porta nem sequer um letreiro correspondente à enfermaria. Uma mão pousou no ombro dela fazendo-a olhar imediatamente mal os dedos tocaram a roupa dela.

JaeYoung, sorri ironicamente: Precisas de ajuda? Estás perdida?

HwaYoung, acena com a cabeça e sorri ligeiramente: D-Deh... onde fica a enfermaria?

JaeYoung, disfarça o riso: Bem, é no primeiro piso negativo, uma das portas do corredor do lado direito. No centro é o refeitório, e do lado direito ficam várias portas.

HwaYoung, sorri e prossegue: Kasamnida~

JaeYoung, ri-se baixinho assim que HwaYoung desce as escadas: Vai ser bonito...

Jessica, aparece por trás dela, tendo ouvido a conversa: Porque é que a mandaste–

JaeYoung, ri-se: Shiu, vai ser divertido, anda...

Jessica: É errado, a rapariga é nova cá na escola e tudo, e ainda vai sobrar para ti...

JaeYoung: Eu sei, mas era giro... além do mais, já não podes fazer nada...
JaeYoung puxa Jessica para um canto isolado e prende-a no seu espelho de maquilhagem, empurrando-a para ele ao soprar, olhando para ela com um sorriso maléfico, fechando-a dentro do seu espelho de maquilhagem. Jessica bate com as mãos no espelho em tentativa de sair de lá.

JaeYoung: Quando um espelho se parte, a pessoa que está lá dentro não pode voltar cá para fora e acaba por morrer se o espelho não puder ser reparado. Ou seja, eu já te tiro daí. E se gritares, ele também se parte. Por isso, caladinha... agora vamos...
JaeYoung desce as escadas e direciona o espelho para o sítio onde estava HwaYoung. HwaYoung ia a andar, mas para assim que vê uma porta abrir. Ela vê uma mão masculina abrir essa porta, e olha em torno de si, parando o tempo, pois não se estava a mexer. Fora enganada, apercebera-se então, assim que olhou para a placa que identificava o lugar onde estava com dormitório dos rapazes. Recuou para trás e apareceu um rapaz alto, de cabelos negros e anil ao seu lado, mas nem se apercebeu.

ChanHee: O que procuras ao certo? Pode ser que te possa ajudar...

HwaYoung, vira-se de caras para ele: Onde é a enfermaria?

ChanHee, nervoso: B-Bem, é no primeiro piso, mas não neste, no outro...

HwaYoung: Disseram-me que era aqui...

ChanHee: Tens a certeza que não te disseram ‘primeiro positivo’ em vez de ‘negativo’?

HwaYoung, olha para os pés: Bem, não sei...

ChanHee: Sabes onde é?

HwaYoung: Aniyo...

ChanHee: Eu posso te dizer onde fica, é na boa... já agora, como te chamas?

HwaYoung, acena afirmativamente com a cabeça: Shin HwaYoung, e tu?

ChanHee, pensa: Shin HwaYoung? Eu conheço este nome… Oh, eu sou o Yeon ChanHee.

HwaYoung, olha para ele: Bem, é onde, mesmo?

ChanHee, sobe as escadas: É no primeiro piso, no corredor do lado direito, a primeira porta, onde diz ‘Enfermaria’. Mas já agora, porque é que precisas de ir lá?

HwaYoung, vai atrás dele: Tive um pequeno acidente e preciso de fazer um curativo no braço... mas nada de mais. – Faz-se silêncio por uns instantes, apenas se ouvindo os pés subirem as escadas rapidamente. – Hmm, obrigada por vires comigo...

ChanHee, sorri: Sempre às ordens, e bem vinda à escola, HwaYoung-ah...
ChanHee aponta a porta para HwaYoung e ela sorri-lhe de volta, às pequenas covinhas de ChanHee que se formaram assim que ele sorriu. Ele afastou-se de mãos nos bolsos descontraído com um sorriso num dos lados do rosto, indo de volta para a fila do refeitório. Jake e CheolYong estavam quase no início da fila, e ele apressou-se a meter-se de volta na fila. Podia ter problemas, mas ele estava-se nas tintas, um pseudopsicopata de nome DoSeok estava na fila atrás dele e da irmã, que se infiltrara atrás de ChanHee com EunSol, deixando o primeiro – e os Jang – ficarem irritados por, subitamente, três pessoas lhes passarem à frente. A verdade é que ChanHee pediu a eles para guardarem o lugar, as outras duas interesseiras é que se infiltravam pelo meio da fila, à descarada, fazendo os Jang falar.

JongHyun: Mas isto agora é assim? Já se sabia que os Yeon eram fora-da-lei, mas também tu, EunSol? Passar à frente? Ao menos vinham mais cedo, não é?

ChanHee: Eu tive apenas de ir buscar uma coisa, porque eu já estava na fila, foram elas que se aproveitaram... EunMi, és mesmo pabo...

EunMi: Eu? Nós tivemos a trocar o nosso beliche por um dos novos e a arrumar tudo no sítio... Temos mais que direito que estar aqui... também queremos comer~

DongWoo: Desde que haja polvo à moda de Incheon para mim...

ChanHee: Pfft, quem é que prefere polvo à Incheon a uma bela perna de galinha frita?

DongWoo, chateado: Eu prefiro.

ChanHee, pega num tabuleiro, indo-se embora assim que mete a sua comida, sobremesa, o guardanapo e o talher no tabuleiro: Tens suficiente para ti e para o resto da escola, até podes repetir... vês como tens sorte? É que não é por nada...

Jake, olha para ele: Calm down, dude.

ChanHee, ri-se com um lado da boca: Eu estou mais que calmo, Jake.

DoSeok, assim que os outros se sentam numa mesa: Qual é a panca daquele gajo?

Moon ChanMi, intervêm, olhando e chamando ChanHee: O que é que se passou?

ChanHee, sorri para ela o deixar ir: Não foi nada de mais, Sra. Moon, está tudo bem.

Academia Medhusa, descampado da escola

Era enorme, tinha metros e metros de extensão e era completamente vedado por sistemas de segurança impenetráveis. Os gangs respeitavam agora a academia, outrora desprotegida e indefesa contra os seus ataques. Os alunos podiam sair à noite, e por isso era frequente aparecerem alunas grávidas ou amostras de sangue de alunos – paredes, portas, janelas... sujas com o sangue; roupas rasgadas e impossíveis de reparar, ou sem qualquer utilidade; cadáveres desfeitos – de entre o grande elenco de estudantes que formavam a academia. Ham Haeri lembrava-se de ter salvado Yoon GooHee da morte no ano do grande atentado por parte dos Destruidores Negros, um dos gangs, grandes rivais dos Estrela Vermelha e de outros, como os Coiotes da Meia-noite ou os Ceifa Dourada. A professora estava sentada sobre uma das bancadas de pedra, construídas como que um teatro grego, olhando para dois rapazes que jogavam futebol. Taemin, o mais velho, desistia assim que olhava para JongIn, o mais novo, que insistia em dominar a bola com mestria nos pés. Era um desporto outrora bastante jogado e apreciado, mas agora apenas alguns – os das ruas – o conheciam. Lisboa fora cruel para estes dois irmãos, perseguidos não só por serem asiáticos, mas também por serem pessoas civis. Se fossem aliados do exército, nunca antes eles haveriam de ser ‘praxados’ com pancada e balas. Das balas fugiram, ou não estariam cá para contar as suas vidas e histórias a quem lhes perguntasse.

JongIn, para a bola e encara os olhos do irmão: Hyung, corre mais rápido~

Taemin, compondo o seu cabelo pela centésima vez: Aigoo JongIn, estou cansado... deixa-me recuperar o fôlego... tu sabes que eu e futebol não nos damos bem...

JongIn, corre com a bola à volta de Taemin: Agora enchias vinte por causa dessa!

Taemin, aprecia a relva que teimava em crescer nas falhas da fina camada de cimento, passando-lhe a sua mão: Porquê? Eu apenas disse que sou mau a futebol...

JongIn: Tens de te esforçar, estamos aqui para dar o nosso melhor, e porque somos da elite das pessoas mais inteligentes da Coreia do Sul, sabes? Bem, nem todos, mas nós recebemos educação e cidadania para vencermos tudo aquilo que nos enfrentar~

Taemin, senta-se no chão, cruzando as pernas: Até mesmo esta bola de futebol, já se sabe, JongIn... mas porque é que não vamos para o ginásio? Eu preferia...

JongIn, sorri matreiramente para o irmão, foca aquilo que tem na sua frente e remata à baliza acertando no alvo que havia posto dentro dela: Porque temos de treinar em situações adversas, não como se fôssemos alfaces de estufa...
Taemin ignorou o irmão que jogava futebol e desceu de novo para o recinto da escola. Tinha fome e pouca paciência para ser vítima dos truques de futebol do irmão. Sim, ele vitimizava a sua pessoa por não passar de um rapaz incapaz de tocar onde o seu irmão tocava. Sentia-se uma rapariga.

Academia Medhusa, dormitórios femininos

HwaYoung procurava o seu futuro dormitório. Tinha-lhe sido dado um número assim que os seus dados foram todos registados, há uns minutos. Havia uma confusão nos quartos, haviam quartos já lotados, outros com camas por ocupar, e ainda quartos a trocar os velhos beliches pelos novos. Quarto 38, era o que dizia no post it que lhe fora entregue pela senhora da secretaria. O problema é que HwaYoung estava perdida e não sabia onde eram os quartos, tendo-se sentado exasperada a olhar para o colar que havia arrancado do pescoço do seu salvador há algumas horas. Agora que pensava bem, ele tinha um sinal ou possivelmente um furo debaixo dos seus lábios. Ela viu de relance, por isso não pôde reparar bem no que era exatamente. Os lábios eram bem desenhados, mas nada mais para além das pistas anteriores. Tez pálida, casaco negro e o colar. Podia ser qualquer pessoa de tez pálida e lábios carnudos, se pensarmos bem. Ele tinha um segredo que ela também tinha e desvendou-lho ao salvá-la. Fosse quem fosse, arriscava-se e expunha-se demasiado. Ou saberia ele dela? Os pensamentos dela foram interrompidos por duas raparigas.

HyeYeon, olha para ela: Estás perdida?

HwaYoung, assusta-se e olha para elas: Oh, onde são os dormitórios femininos?

HyeYeon: São no piso do refeitório, sabes onde é?

HwaYoung: O primeiro negativo?

Hyomin, acena afirmativamente com a cabeça: Nós vamos para lá.

HwaYoung, começa a andar ao mesmo passo que as outras duas, descendo as escadas e seguindo-as: Não se importam de me guiar até aos dormitórios então?

HyeYeon, sorri: Claro que não... vais ficar em que quarto?

HwaYoung, procura o papel: Quarto... 38.

Hyomin, murmura: É o quarto da Kim EunSol do segundo ano e da outra rapariga do primeiro... aquela rapariga irmã daquele rapaz do cabelo preto, anil e roxo...

HyeYeon, sussura: A Yeon EunMi... eles deviam ter tido mais cuidado, meter uma aluna nova no meio de ‘nós’... ainda por cima fizeram o mesmo no nosso quarto...

HwaYoung, olha para elas as duas: Algum problema?

Hyomin, sorri e continua a andar: Aniyo...

HyeYeon, coça o pescoço: Lembrámo-nos que ainda não fomos levantar uns materiais para este ano letivo... e o horário para ir buscar é bastante reduzido...

HwaYoung, preocupada: Jinjja? E então e o que é preciso?

Hyomin: Cadernos e portfólios e uma régua, e...

HyeYeon: E lápis, lapiseiras, canetas, borrachas, uma pasta de arquivo...

Hyomin: Exato. Eu vou andando, tenho de ir... prazer em conhecer-te...

HwaYoung, olha ligeiramente desconfiada: Shin HwaYoung.

Hyomin, faz uma vénia: Eu sou a Lee Hyomin. Até logo...

HyeYeon, dirige-se com HwaYoung até ao corredor: Eu guio-te até ao quarto onde vais ficar e depois tenho de ir. Já agora, sou a Kang HyeYeon, do terceiro ano.

HwaYoung: Eu vou passar aqui os quatro anos, certo?

HyeYeon: Depende da tua idade. Eles só aceitam até aos 19 anos. Depois disso, não.

HwaYoung: Oh, então vou começar onde?

HyeYeon, bate à porta do quarto 38: Na turma dos da tua idade, penso...

HwaYoung, assente com a cabeça: Kasamnida.

EunSol, chega à porta: Annyeong, HyeYeon... o que se passa?

HyeYeon, chega HwaYoung à frente: Têm aqui um novo brinquedo.

EunMi, corre até à porta: Oh, uma aluna nova~

HwaYoung, sorri e faz uma vénia perante elas: Sou a Shin HwaYoung e espero que tratem bem de mim~

EunSol: Eu sou a Kim EunSol e esta pabo aqui é a Yeon EunMi.

HwaYoung, sorri: Prazer em conhecer-vos~

EunMi, puxa HwaYoung para dentro: Que beliche queres?

EunSol, segreda a HyeYeon: Ela é aluna de mérito ou tem alguma capacidade? Será que ela foi posta aqui para lhe fazerem experiências como fizeram connosco?

HyeYeon: Não sei, aliás, acho que ninguém sabe...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
Miguelalves
Stalker
Stalker
avatar

Masculino Mensagens : 962
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/06/2011
Idade : 22
Localização : Oaz

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 1 Dez - 23:14:12

Olha VENERO o capítulo! Está tão SADJASKGJDWGRWKGJEROIJGRE
Tipo parece que estou a ver um filme! Está tudo tão bem explicado.. Asério amei este capítulo.
Quero mesmo que continues, e postes rapidamente o 2º Capítulo!

Quanto à Jessica.. QUE LHE VAI ACONTECER?! AI DELA QUE LHE FAÇA MAL T_T
Quando ao JongIn e o TaeMin... Parecia mesmo eu e o meu primo xD tadito do TaeMin, ele deve ser melhor que o JongIn em outras coisas ^^

Pronto, eu amei o capítulo , não tens noção e quero o 2º rapidamente >.< Porque estou demasiado curioso. xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   Sab 1 Dez - 23:31:19

meu mano é um pervertido hehehehehe

e o mir um comilão ^^

eu tou morta por saber quem era o gajo... será o meu mano? hhaha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [CAPÍTULO 2 - 121207] Academia Medhusa - Mirror Mirror On The Wall
» A Maldição Da Bruxa Dorothy Jackie (Capítulo 2 postado!)
» Bloody Kiss {atualização 121214} Capítulo XI.
» A outra face - Tom - ÚLTIMO capítulo on!!!
» FASHION S.l.a.v.e (3° Capítulo-Nova Estagiária...)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: