SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 13 ... 20  Seguinte
AutorMensagem
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 0:58:32

no hello baby o onew era um vaca

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 1:00:35

nao é ai, é quando fizeram a historia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 1:01:21

há , aih nao me lembro

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 1:01:56



Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 20:03:20

NÁÁtaeminnie escreveu:
Spoiler:
 

AII EU IMAGINEI O ONEW TODO FELIZ, VESTIDO DE PASSARO A VOAR XDDD

adorei equero mais *



VISÃO oAo
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 20:33:27

AHAHAHAHA XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 21:09:56

Posi tu e as visões! >_<'' Saíste à tua Umma, só pode!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Juu
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 10710
Reputação : 9
Data de inscrição : 06/01/2011
Idade : 21
Localização : What did i become ???0.0

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 2 Out - 21:43:30

eu pensei que fosse um pinguin

_________________
                                      
                     No one never really said that life was easy then why was i so restless, so careless.....

Spoiler:
 

 Ultimate Bias : Taemin♥Nichkhun  Ultimate son: Chanyeol  Ultimate OTPJongKey♥2min  Bias List ultimate  Ruiners: Myungsoo♥Xiumin   (─‿‿─)


                                                                       
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 16:47:41

VI Capitulo - Grito de Desespero



20/5/1925, Hong Kong, China

-“E não adianta berrares, gritares, esperneares meu menino, vais comigo e é agora! Quero certificar-me que fazes tudo o que tens que fazer!”
-“Onde está escrito que tenho que fazer isto só porque me dizes que tenho que fazer?”
-“Jonghyun eu sou teu pai, isto são as nossas terras, tu tens que ajudar tal como os teus irmãos ajudaram até casar!”
-“Eles não tinham escola, eles não tinham vida!”
-“JONGHYUN, à minha frente! Siga!”
Decidi calar-me e segui-lo, tinha que acabar os trabalhos rapidamente para conseguir chegar a tempo à minha luta. Nem que me aparecesse lá uma menina com um vestidinho cor-de-rosa, não importa, eu tinha que ganhar desta vez, sou o melhor lutador da zona, não há dúvidas nisso. Não pode haver! Afinal lutar, parecia ser a única coisa em que realmente tinha algum jeito.
Chegando às terras, o meu serviço era diferente do costume. Enquanto os homens pagos estavam a semear pela terra plana e repetitiva em cada metro quadrado, eu tinha que cavar um buraco. Mas não era um buraco nada pequeno! Era um buraco enorme que desse para fazer um género de cave para que os cereais se mantivessem mais ou menos protegidos de uma noite para a madrugada seguinte.
Estava sozinho naquele local e voltar agora a pé para a vila iria demorar umas boas horas.
O sol estava muito forte, está uma manhã estranhamente quente, nem uma aragem corria para me dar ânimo.
Dispo a camisola para que me sentisse mais liberto, os meus músculos tinham crescido, as minhas camisolas em maioria estavam apertadas.
Olho para o meu crescimento repentino, ligeiramente chocado com as nódoas negras que tinha espalhadas pelo abdómen. Nem tinha reparado nelas anteriormente.
-“Jonghyun está aqui a pá, vê se antes de anoitecer acabas isto!”
Antes de me poder defender, já o meu pai se afastava rapidamente, a sua agilidade escondia a sua idade já avançada.
Começo a cavar com alma, mas a terra parecia ainda mais dura que o normal, já sentia os pingos de suor a correr-me da cabeça pelo pescoço e por todo o resto do meu corpo.
Ofegante com o cansaço, via apenas meio trabalho feito e os meus músculos ao contorcerem-se, faziam-me sentir dor, o que me faz soltar um grito de dor física mas também de revolta e raiva por estar ali.
À medida que o grito se afastava dos meus lábios, começo a sentir como que uma vibração por debaixo dos meus pés.
Um terramoto?
A terra do buraco onde eu já estava, começa a rachar e a desviar para as paredes do mesmo, de maneira a alargá-lo.
De um impulso inconsciente faço com as minhas mãos, o movimento da terra como se guiasse a terra e surpreendo-me com os resultados dos meus movimentos.
Com o buraco completamente perfeito, relaxo os meus movimentos e é nesse momento que a terra perde a vida.
Tremulo, fito as minhas mãos que ainda sentiam um formigueiro ainda mais estranho que o normal.
Corro apanhando a minha camisola ainda que sem a vestir, e continuo pela estrada batida por onde tinha vindo.
Parecia que a terra levantava com o movimento dos meus pés de maneira a me dar mais velocidade.
O caminho que poderia demorar umas horas a percorrer, foi feito em pouco mais de uma hora.
Chego perto do recinto onde seria a minha vitória de hoje, mas já não estava lá ninguém, já tinha passado em muito a hora do combate.
Mal conseguia respirar, a minha respiração estava mais que ofegante, parecia sentir sangue na garganta de tanto esforço.
Ainda que super desorientado, caminho para casa, a cambalear, deitando-me no sofá ao chegar.
Passados poucos segundos oiço passos a aproximarem-se, nem me apetecia abrir os olhos, mas assim que oiço a sua voz, soube quem era:
-“Oppa!”
-“…Leonor…”
-“Oppa, tu estás bem?”
Sento-me direito no sofá pondo o melhor sorriso que consigo:
-“Estou óptimo!”
-“Mal consegues respirar!”
-“Leonor, ainda estou cansado, vim a correr, faz bem correr, sabias?”
-“Tu nunca te cansas!”
O olhar forte dela penetrava-me o meu olhar inseguro que sempre tinha quando lhe mentia.
-“Senta aqui Leonor!”
Ela sentasse agarrando-me no pulso com um ar preocupado:
-“É desta que me vais explicar o que se passa contigo?”
Eu baixo o olhar sem coragem para fitar os olhos verdes dela.
Sou o mais novo dos quarto irmãos, todos eles já se casaram e estão prestes a ter filhos, eu nunca fui como um irmão para eles, sentia-me o “miúdo” da família e via-os como uns adultos.
A Leonor tinha sido deixada perto da nossa casa e nós tornámo-nos a sua família de acolhimento, eu tinha apenas dois aninhos, por isso, ela foi e é como se fosse a única irmã que tenho.
Tínhamos as nossas discussões mas nenhuma foi mais forte que a ligação que sempre tivemos. Não suportava vê-la mal, o meu sentido de protecção dispara quando desconfio que ela esteja mal.
Penso que nem eu me conheço melhor que ela a mim mesmo e quase que poderia apostar que eu sou a pessoa que melhor a conheço. E sabia bem que aquela expressão era de preocupação estampada no seu rosto.
-“Não há nada para contar Leonor!”
-“Olha Jonghyun, tudo bem! Não me contes…” Dito isto, levanta-se do sofá e encaminha-se para me deixar.
Agarro-lhe no braço impedindo que ela se afastasse, eu não queria, na verdade, estava assustado.
-“Leonor, fica!”
-“Para quê Jonghyun? Para me continuares a mentir?”
-“Eu não estou bem Leonor!”
-“Olha mas que novidade!”
-“Eu consigo movimentar a terra, Leonor!”
Ela põe a mão na minha testa com um ar impressionado:
-“Oppa, tu estás com febre, estás a delirar!”
Puxando-a para o meu colo, conto-lhe ao pormenor o que se passara nas terras, o que tinha sentido, a minha insensibilidade às dores, as minhas vitórias nos combates.
-“Leonor, eu juro que isto é verdade, pode ser estranho. É estranho! Mas é verdade. Acreditas em mim?”
-“…Oppa…”
-“Compreendo, não esperava que acreditasses. Eu vou sair de casa, tenho que saber o que é isto que sinto…”
-“Oppa tem calma, estás a precipitar-te, não faz sentido nenhum sair de casa assim, para onde vais? O que vais procurar?”
-“Não sei mas eu tenho que ir, eu não posso continuar assim, algo se passa comigo!”
Volto a olhar as minhas mãos com esperança de receber um sinal.

20/5/1925, Montanha Bucknan, Seoul, South Korea

Pousa, não como uma águia, mas como uma borboleta, suavemente, deixando primeiro os dois pés na terra, um ligeiramente à frente ao outro, deixando depois pousar o resto do corpo com a cabeça baixa.
Juntamente com ele vinha um vento forte, refrescante e puro que me deixa completamente em estado de transe. Tão aparvalhado que nem noto que o meu elementar tinha perdido as forças e desmaiado à minha frente.
Quando os meus músculos finalmente acordam, precipitei-me para o Lee Jinki. Ajoelhando-me na relva e agarrando-o entre os meus braços:
-“Lee Jinki? Jinki, por favor, acorda!”
Passo o meu dedo na testa dele para lhe tirar os fios de cabelo da testa e é aí que sinto um choque ao tocar na pele dele, o que me assustou ligeiramente. O importante é que tinha desperto o Jinki!
-“Jinki? Estás bem? Graças aos céus!”
Para espanto meu, ele agarra-se ao meu corpo com força e chora.
Ainda que reticente, acabo por passar a minha mão pelos seus cabelos mantendo-o no meu abraço, ainda debruçados pela relva.


POV LEE JINKI

Nunca tinha visto o Kibum antes daquele dia mas senti no seu toque que poderia confiar a ele a angústia que sentia.
Quando pairava pelo ar, relembrei cada momento com o senhor a quem chamava avô, relembro a solidão que senti quando ele morreu, a agonia de estar por minha conta numa grande cidade, o medo que o escuro me proporcionava sabendo que não tinha ninguém que me protegesse.
-“Kibum, não me deixes sozinho, eu imploro!”
-“Lee Jinki, por favor, acalma-te, conta-me o que estás a sentir!”
Sem o largar do abraço, sem pestanejar, deixo as lágrimas caírem devagar pelo meu rosto.
-“Desde que o meu avô morreu que estou sozinho no mundo, ele deixou-me ainda em criança e a rua é a minha casa desde então. Esforçava-me a ver os lados bons de tudo e o meu positivismo tem dado felicidade aos meus dias, tenho cuidado de 3 irmãos também órfãos, ainda crianças, faço de tripas coração por eles, para cuidar deles. Às vezes só queria permanecer a voar e esquecer este encargo que tenho sobre os meus ombros!”
Sinto a mão de Kibum passar devagar sobre as minhas costas. À simples passagem dos seus dedos parecia massajar-me os músculos e aliviar a angústia que sentia dentro de mim. Parecia um encantamento refrescante que ele fazia num gesto simples mas afectivo.
-“Lee Jinki, tu não és uma pessoa qualquer, tu és especial, tudo tem uma razão de ser, irás ser recompensado da dor que sentes!”
-“Quando Kibum?”
-“Quando lutares pelo que queres, quando descobrires a tua missão!”
-“Que missão posso eu ter? Um rapaz que não tem onde cair morto?”
É então que Kibum afasta a minha cabeça do seu peito agarrando-me nos ombros e endireitando-me de maneira a encarar-me. Devagar põe a mão comprida e branca dele sobre o lado esquerdo do meu peito.
-“Ouve-me com atenção! Há dias, perdi o amor da minha vida. Antes de ela morrer, ela elegeu-me para uma missão. Houve dias em que andei perdido, como um morto, como uma insignificância que se arrastava pelos cantos. A minha rainha sempre me dizia que eu tinha um poder especial, mas eu nunca acreditei muito nisso, se alguma vez me tivesse sentido especial, era pelo simples facto de a ter. Quando a mágoa acalmou, eu acordei para a minha missão, encarei a realidade e posso dizer que sinto que não tenho poder para cumprir tal responsabilidade, mas por ela, vou lutar! Vou até ao fim do mundo para encontrar os 4 elementares e conseguir conjurar os espíritos e equilibrar o mundo!”
-“Espera! Os 4 elementares?”
-“Ar, Terra, Fogo, Água. 4 poderosos senhores dos elementos e meus futuros aliados na nova Era!”
-“Wow!”
-“Lee Jinki, penso que já não me chamas de louco, pois acabas-te de voar durante minutos pelos ares! És especial, és o meu elementar do ar!”
-“Eu? Porquê eu?”
O sorriso magnífico dele faz crescer em mim uma força e esperança incomum.
-“Porque tu és único no mundo, és o espírito do vento.
-“O que devo fazer?”
-“Ficar comigo!”
-“Contigo? E os meus meninos? Não! Eu não os posso deixar!”
-“Vais abandonar o mundo? A tua natureza? A ti mesmo?”
-“Eu não sei, eu só sei que não os posso abandonar Kibum, não posso deixá-los desamparados como eu fiquei!”

20/5/1925, Hong Kong, China

Decidi deixar a casa durante a madrugada e passar uma última refeição com a minha família. Apesar do meu pai estar contente com o meu trabalho de hoje, o jantar estava muito silencioso.
A Leonor não me encarava durante toda a refeição e assim que acabou de comer, levantou-se da mesa sem ficar para o habitual convívio de família, desculpando-se que estava maldisposta.
Não aguentando mais estar ali sentado sem saber como ela estava, levanto-me sem sequer me desculpar e subi as escadas até à parte superior da casa.
Espreito para a casa de banho que estava aberta, mas não estava lá ninguém. Vou então até à porta do quarto de Leonor que estava fechada.
Em vez de bater decidi abrir a porta devagar.
A Leonor estava sentada na cama, ligeiramente apoiada na parede da cabeceira, com a almofada apertada contra o peito, a chorar soluçando:
-“O que estás aqui a fazer Jonghyun? Vai-te embora!”
-“Queres que vá!?”
-“Não te vais embora de vez? Então não importa! Vai! Deixa-me estar…”
-“Pequenita!”
-“Não me chames isso, seu parvo!”
Com um ar zangado fofo, manda-me a almofada a cima. Mas nos seus olhos chorosos eu via que estava triste.
Atiro-me à cama abraçando-me a ela com força.
-“Sai, seu mentiroso!”
-“Mentiroso?” Pergunto eu encarando-a mas não largando o seu corpo!
-“Prometeste-me que nunca me deixavas!”
-“Leonor, eu tenho que ir, preciso de ir!”
-“Então deixa-me ir contigo!”
-“O-o quê?”
-“Quero ir contigo seja lá para onde fores, faças lá o que pensas fazer. Não tens que ir sozinho e … eu não quero ficar sozinha!”
-“Farias isso por mim?”
-“Não farias isso por mim?”
Dou-lhe um beijo na testa e sorrio encarando-a até ela sorrir comigo:
-“Faria minha pequenita!
-“Não me chamas isso!”

20/5/1925, Cidade de Seoul, South korea

Nos últimos dias tenho sido ignorado pela Min, tenho sido o centro das atenções da escola e da preocupação da minha mãe. Decidi conversar com ela para que ela se descansasse, dizendo-lhe que estava bem e que as coisas com o Joon e com a escola no geral, tinham acalmado.
Odiava mentir-lhe mas ainda odiava mais deixá-la preocupada.
-“Choi MinHo, filho! Onde vais a estas horas da noite?”
-“Estou com calor mãe, vou apanhar ar!”
-“Calor filho? Está um frio de rachar ao meio! Estás quente MinHo, estás com febre!”
-“Não mãe, não te preocupes, eu apenas estive à beira da lareira e fiquei quente!”
-“Tu? Ahahah, tu MinHo?” À beira da lareira? Não brinques com a tua mãe!”
-“Vá mãe, vou andando!”
-“MinHo, tu!”
Acabei por me escapar antes de ouvir o próximo sermão.
A noite estava incrivelmente linda, as ruas estavam vazias, talvez pelo frio que, de momento, não sentia!
Havia estrelas no céu que estava de um azul muito escuro quase preto. A Lua era crescente e parecia estar mais perto que o costume.
Caminhava devagar pelo passeio da estrada à beira-rio. Era um sítio bonito! De cinco em cinco metros havia uma cerejeira florida que de vez em quando deixava cair pétalas pequeninas, de um cor-de-rosa clarinho quase branco, com a aragem serena.
Paro um pouco para me debruçar sobre a vedação de madeira que separava a estrada do rio. Subo para o topo da vedação e fico momentos a olhar para a água cristalina antes de mergulhar.
O meu corpo quente faz um contraste saboroso com a água fria do rio.
Deixo-me levar pela corrente sentindo como que um abraço dado pelos braços mais suaves e puros que podia imaginar.
Sentia-me estranho, embora soubesse que não estava ali ninguém, sentia que alguém me observava, acompanhava e tocava de uma forma provocadora.

….continua….
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 17:17:46

deixa ver se entendi ..

O JONGHYUN CONTROLA A TERRA!

O ONEW O AR !

O MINHO VAI CONTROLAR O FOGO !

E O TAEMIN A AGUA CERTO??????????????

se for assim, esta parte ..

Citação :
O meu corpo quente faz um contraste saboroso com a água fria do rio.
Deixo-me levar pela corrente sentindo como que um abraço dado pelos braços mais suaves e puros que podia imaginar.
Sentia-me estranho, embora soubesse que não estava ali ninguém, sentia que alguém me observava, acompanhava e tocava de uma forma provocadora.

até tem o seu certo sentido !! AHAHA

adoro muito*-* e quero mais !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 17:21:54

Como sempre....


~jumps around like a little kid~

eu apareço, eu apareço, eu apareço

MUAHAH, EAT THAT MOFOES, I'M KIM JONGHYUN'S NOONA HELL YEAH~~ I CAN HUG HIM FUCK YEAH

~como eu queria que isso fosse minimamente verdade sniffsniff~

Como ja' te disse, amei o Chap, esta' mesmo bonito..

A cena do JongHyun a começar a ter ligaçoes com o seu elemento foi interessante mas acho que mesmo com tanto skinship entre a Leonor ~coffcoffMEcoffcoff~ e o JongHyun e mesmo sendo ele o meu bias e o Onew o meu second bias nos SHINee, a cena do MinHo foi a mais bonita pah...

Mesmo so' com aquelas poucas linhas, acho que foi a parte mais bonita.


E essa cena dos musculos eheheh~

Alguem que me responda.

COMO E' QUE UM MOFOE DAQUELES COM UM FISICO INVEJAVEL E CHEIO DE MUSCULOS CONSEGUE TER UMA VOZ TAO MELODICA COMO A DELE? COMO

Eu realmente admiro aquele moce



NAAA, TENS SEMPRE QUE ME LIXAR
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 17:24:15

Citação :
NAAA, TENS SEMPRE QUE ME LIXAR

isto aqui é para mim ? ._.
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 17:27:49

náá, lindona: isso depois tens que ir ver se tem sentido ou não ;) Ainda bem que estás a gostar, prometo não demorar tempo de mais.

DongSaeng do meu colação: AHAHHAHAHAHA, ainda bem que achas-te bonito, para ser sincera a parte que mais gostei de escrever até foi a do Jongie e a da Leonor *-*

Ainda bem que me consegui expressão devidamente com a parte do MinHo <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 17:28:50

mwezi escreveu:
náá, lindona: isso depois tens que ir ver se tem sentido ou não ;) Ainda bem que estás a gostar, prometo não demorar tempo de mais.

só pode ser :c
ainda bem que nao demoras *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 18:04:38

Umma vai fazer a sua mágica que tanto ama ^___^

Já comentei a imagem contigo, acho que fica tão linda a preto (que mais é cinzento do que outra cena) e branco, fica mesmo bem! OnKey <3____<3

~A ler~

Spoiler:
 

O pai do Jonghyun mete-me um medo horrivel, que mau! >_<''


Spoiler:
 

Adorei, dito pelo Jjongie é algo divinal!


Spoiler:
 

Epah eu tenho que dizer isto... tipo não te vês ao espelho Jjongie? Eu evito mas pah tu és um pedaço de homem *blush*


Spoiler:
 

Jjongie *___________* mim estar orgulhosa... tá tão bem explicado baby!!! Adorei cada pedaçinho... e só uma coisa... é bem feito para o pai do Jjongie ahah!


Spoiler:
 


Senti-me má mãe de repente T_T mas... que querido, oh Jjongie subiste na minha consideração... É BOM QUE DISPARE SENÃO JÁ SABES O QUE TE ACONTECE!


Spoiler:
 

Fighting Jjongie, pahhh bela reacção... tipo "Bowh O.O are you kidding me?"


Spoiler:
 

Jjongie esquece não és vidente, tens o poder de elementar da terra mas não és vidente, entendido? XD super cute~


Spoiler:
 
OMO lindo... ONKEY ONKEY ONKEYYYY!!!


Spoiler:
 

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii eu adorei tanto este dialogo, comecei a saltar yah? Minhas pobres perninhas!


Spoiler:
 

Aiiiiiiiiiiiiii aiiiii omo baby amo cada palavra, cada modo como ele se identifica estando dentro de água, pah eu ando com uma tentação horrivelmente grande pelo Minho (como se nunca a tivesse) aishhh eu amei esta cena realmente muito, tá linda e maravilhosa, tão bem escrita!

~Termina de ler~


Oh minha baby linda, sabes que a tua umma não podia estar mais orgulhosa de ti? Cada vez és mais maravilhosa a escrever... eu amei o Jjongie e a Leonor, os dois são tão chegados, fazem tudo um pelo outro é tão bonito; os momentos OnKey, epah aqueles dois deixam-me a delirar completamente, tipo a ver estrelinhas e o Onew é tão preocupado com os seus meninos... aiiiii ... e o Minhooo aishhhh eu derreti-me na parte do Minho... pah tá tão boa a parte dele, quando esta dentro de água é como... não vou dizer mas juro que estou a morrer para que ele encontre a sua cara metade =P

Sabes uma coisa... tu fazes com que o meu coração palpite tanto à medida que leio, quero tanto saber o que vai acontecer nesta aventura destes cinco menininhos lindos e só tu, minha querida podes escrever essa aventura!

Saranghae (L)
Monkey 32
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 18:14:39

Nem sei que eu possa dizer-te ummah! OBRIGADO, DE CORAÇÃO! Es a principal fonte de animo para que escreva e nao desista do que eu goste , já te disse que e especial? :')

Saranghaeyo (L) ainda bem que gostas-te !
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 18:28:34

A sério? Aiiii omo omo omo omooo... eu... pah eu nunca pensei ser a fonte de inspiração de alguém, eu dou-te forças para escrever isso é tão bom meu amor, eu sinto-me tão especial desde que te conheci ^____^

Tu dizes-me isso tantas vezes, isso é tão bom de se ouvir, e nunca é demais...


TU ÉS MUITO ESPECIAL MINHA BEBÉ LINDA!
Monkey 12

É claro que eu gosto meu amor, tu és fantástica, eu amo todas as tuas fics, seria preciso eu ficar louca para não gostar!
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 18:32:32

ÉS ESPECIAL

(L)
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 5 Out - 18:37:58

Eu amo-te (L)
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 12 Out - 19:49:58

-Antes de mais, queria dar um agradecimento em especial ao Lee Jung, à DongSaeng Posi e à Ummah Haneul. Obrigado por tudo, mas principalmente pela força que me dão em diversos sentidos.

Cá está o capítulo 7, espero não desiludir e que gostem, aguardo as criticas;)


VII Capítulo – Estou inquieto pelo que não sei




20/5/1995, Montanha Bucknan, Seoul, South Korea

POV KIBUM

Por muito que o tentasse acalmar, ele só sossegou quando adormeceu, achei melhor traze-lo, a ele e aos pequenos, para a casa da senhora Fuk Kiu, já me bastava de perguntas dos meus familiares e de frases cortantes na minha esperança.
Cada vez que trocava uma palavra com o Lee Jinki, notava que nisto, só pode estar obra mágica. Foi incrível todo o sentimento e o rebuliço que senti dentro de mim quando o conheci, parecia que um quarto do espaço vazio do meu coração, se estava a completar, parecia que cada palavra que ele pronunciava sobre o seu passado, eu já a soubesse, ainda que ficasse boquiaberto com as aventuras por ele passadas.
Enquanto os 3 meninos dormiam no quarto da senhora Fuk Kiu, eu e ele dormíamos no quarto de Luna. No fim de muita luta de quem iria ficar na cama, acabei por aceitar a proposta de Jinki e fiquei eu na cama de Luna, ainda que não me agradasse o facto de o Jinki ter ficado no sofá do quarto. Ele precisava de uma noite bem dormida, não se podia dizer que o dia de hoje tenha sido fácil e nas mãos dele tinha uma grande decisão a tomar.
Será que ele vai recusar juntar-se a mim? Será que não será capaz de deixar os meninos.
Estou demasiado receoso, agora que o encontrei, não o quero nem posso perder.
A janela estava aberta, fiz questão de deixar o quarto da minha Luna com a mesma decoração de sempre.
Sem conseguir resistir, levanto-me da cama e caminho até à janela debruçando-me depois sobre ela a sentir a brisa fresca da noite.
Procuro no céu a Lua e sem ser preciso grande busca vejo-a, brilhante lá no alto. Senti um aperto seguido de uma dorzinha aguda no coração, o que até me fez levar a mão ao peito. Pressentia a distância à qual ela estava e isso agoniava-me.
Seria muito pedir mais um beijo? Seria demasiado exigir que ela repetisse o meu nome, só mais uma vez…
-“Luna, ajuda-me amor!”
-“Hum!! Galinha!!”
Exalto-me com tal resposta:
-“Luna! Amor? Galinha?”
-“Galinha, tenho fome, hmmm fome!”
É então que me aparece o Jinki ao lado, a dormir ainda mas em estado de sonambulismo a lamber-se todo ao falar de galinha.
Por momentos fico a olhar, com os meus olhos muito abertos do espanto, para todo o seu corpo acordado/adormecido.
-“Jinki, estás a ouvir?”
-“Hmmmm, Galinha, comer!”
É então que decide agarrar-me na perna com força e no meu braço e prepara-se para me morder.
Juro que nem queria ser assim tão bruto mas acordo-o com um berro e com um valente estalo no tronco.
Jinki acorda sobressaltado caindo com o traseiro no chão.
Estico a mão para o ajudar a levantar:
-“Eu não tenho lá muita chicha para comer ahaha, nem sou nenhuma galinha, ora essa!!”
-“Galinha? Onde?”
-“Ahaha, tens fome Jinki? Posso preparar algo para comermos, não garanto é que seja galinha!”
-“Sim tenho um pouco de fome, sim! Obrigado Kibum, não percebo porque estou tão agitado!”
Encaminho-o até à cozinha fazendo-o sentar-se numa cadeirinha enquanto eu fazia o chá para nós os dois.
Assim que lhe meto a chávena dele à frente, vou para a sua frente e fico a observá-lo.
Ele olhava para a chávena e mexia-a com a colher embora ainda nem tivesse açúcar.
-“Jinki se calhar é melhor pores o açúcar primeiro! Não sei, digo eu!”
-“Ahm? Mwo?” Diz ele com uma cara de estar a viajar pelas estrelinhas.
-“O açúcar!” Faço questão de quase soletrar e apontar para o franco do açúcar.
-“AH! Sim, sim!” Parece que acorda por momentos e precipitasse para o frasco.
-“Jinki, o que tens?”
-“Hm?”
-“Onde estás com a cabeça?”
Nem quis acreditar que no fim da minha pergunta o Jinki leva mesmo as mãos à cabeça para se certificar que realmente estava agarrada ao pescoço. Fiz um esforço para não rir. Este rapaz se não existisse tinha que ser inventado, não há dúvida.
-“AHH… o pensamento!”
-“Sim Jinki, em que estás a pensar?”
-“Em tudo isto!”
-“Não penses demais!”
-“Como não? Não sei o que possa fazer em relação a tudo isto!”
-“Tu sabes! Só tu podes saber! O que o teu instinto diz?”
-“Para ficar contigo Kibum!”
-“Então aí tens a tua resposta!”
-“Tu não estás a perceber pois não? Tu não vez que eu não posso meter os meninos nisto nem tão pouco abandoná-los deixando-os desamparados? Não percebes?”
-“Tu é que não percebes que não tens que resolver isto sozinho!”
-“Sempre tive que cuidar das coisas sozinho! E eles estão à minha responsabilidade Kibum!”
-“Será que és assim tão cabeça de vento?”
-“Hei!! Vê lá como falas comigo!!”
-“Tu és um cabeça de vento, porque ainda não reparaste que já não estás sozinho!”
Pela primeira vez durante todo o diálogo, o Jinki olha-me nos olhos. O seu rosto mantinha-se distante e confuso mas o seu olhar agora brilhava, tanto que me hipnotizou para sorrir.
-“Jinki eu estou aqui, somos um grupo, sempre fomos um grupo, apenas éramos ignorantes em relação a ele, agora que o descobrimos, não o podemos desfazer!”
Sem dizer nada, ele sorri, era um sorriso tão radiante, falta-me as palavras para o descrever.
-“Por falar nisso até já encontrei uma solução para nós. Lá no centro da aldeia tenho uma prima que mora sozinha. Quando estava prestes a tornar-se freira, um boato arruinou-lhe o percurso e até fez com que fosse expulsa do nosso seio familiar, tudo graças ao medo do que a população intriguista da aldeia pudesse pensar. Graças a uma futilidade ela isolou-se um pouco, vive como se de uma freira se tratasse mas sempre que eu a ia visitar, ela fazia bolos, chá, ela obrigava-me a jantar, tudo para que eu tivesse lá mais tempo a dar-lhe companhia. Quem sabe não será uma boa tutora para os meninos! Mimos com fartura eles iriam ter e…Jinki… teriam um lar!”
-“Um lar…Eles são felizes assim, comigo!”
-“Não quero contrariar o que me estás a dizer, afinal, acredito que eles estejam mais felizes contigo do que no tal orfanato de onde fugiram, mas um lar, uma casa, seria muito melhor para eles, tens que concordar comigo!”
-“Eu sei Kibum eu sei mas…”
O rosto dele adoptava uma expressão triste agora, o que fez o meu peito ganhar um nó que ia apertando.
-“Eu sei que não vai ser fácil, mas sempre que podermos, vimos visitá-los, não é um adeus definitivo, nem nada que se pareça!”
-“Tens razão…”
-“Jinki vá lá!”
-“Eu estou bem Kibum!”
Mentalmente chamava pelo sorriso de Jinki, onde andará esse malandro? Queria tanto vê-lo agora.

21/5/1995, Centro de Seoul, South Korea


Spoiler:
 

A aula de matemática parecia não ter fim.
A Min está a olhar para mim, aliás, passou a aula toda a olhar para mim e os nossos olhares embateram um no outro vezes demais até ficar mesmo constrangedor.
Desde o incidente com o Joon que a Min nunca mais me dirigiu a palavra, ela e 99% da escola. Sinceramente não estava preocupado, algo me dizia que era assim que as coisas estavam bem, era um alívio para mim não ter que me dar com as pessoas. Sentia-me nervoso e com medo de fazer asneiras e tudo isso tinha uma razão de ser, eu não me conseguia controlar a mim próprio, era um facto! Podia passar bem sozinho, sem me ter que preocupar em agir normalmente.
Admito que não vai ser fácil continuar a ignorar e a ser ignorado pela Min, afinal, desde o primeiro dia de aulas que ela se pegou muito a mim e a nossa relação sempre foi muito próxima, chegando até a trocarmos “amo-te” aqui ou ali. Mas agora sentia que tinha que deixar a Min seguir sem mim, porque eu não era alguém digno dela nem tão pouco me sentia a arder quando a via a passar como dantes, coisa que mudou apenas desde a alguns dias para cá mas que me parecia verdadeiro!
No fim da aula a Min arrumava o seu material mais devagar do que o costume o que me deixou desconfiado.
Quando saí da sala as minhas suspeitas foram realizadas. Alguém me agarrou no braço impedindo de sair do edifício, esse alguém, era Min.
-“MinHo, espera!”
Viro-me para ela tirando a sua mão do meu braço devagar. Reparo que em comparação com a minha mão, ela estava fria.
-“Min tenho que me apressar a chegar a casa, tenho que ajudar a minha mãe numa coisa lá em casa!”
-“Não, tu vais me ouvir e é agora MinHo!”
-“Min não vou…”
A mão dela esgueirasse para a minha camisola e puxa-a juntando os nossos corpos. Num movimento rápido inclina-me de maneira a conseguir beijar-me nos lábios.
Não estava a ser um beijo curto, ela tinha lá ficado e agora eu não conseguia controlar o meu batimento cardíaco. Ao sentir os lábios dela nos meus, todo o meu corpo começa a escaldar, estranhamente não era o mesmo calor de sempre, era um calor agoniante e desejava soltar-me rapidamente e ir molhar o rosto com águia fria.
Assim que a afasto devagar tenho a prova que já não sentia paixão por ela, mas não consigo negar o carinho que sentia pela minha única amiga de sempre.
-“Min, não o voltes a fazer!”
-“MinHo é isso que queres?”
-“Sim é!”
-“Estás tão diferente MinHo, tu que sempre foste quente para mim, estás frio e distante!”
-“Melhor assim!”
-“Mas eu já te perdoei pelo que aconteceu no outro dia com o Joon, não tens que te afastar mais, eu não quero que te afastes mais.”
-“Mas eu quero Min.”
-“MinHo? Tu tens outra? É isso?
-“Não, não é nada disso, apenas a nossa relação já não esta a dar, preciso de me afastar e respirar.”
-“MinHo!”
-“Desculpa Min!” Sem conseguir evitar, abraço-a como se fosse uma despedida e depois afasto-a. Dos olhos dela rolavam lágrimas seguidas de outras lágrimas.
-“Desculpa…”
Saí dali, estava a sufocar. Vou em passo rápido até à casa de banho dos balneários, ficavam mais perto do que os dos corredores. Fico aliviado por saber que não estava lá ninguém.
Olho-me ao espelho e vejo que estou vermelho.
Assim que abro a torneira, encho a minha mão com água e mando à minha cara.
O sufoco do meu peito transborda para os meus olhos.
Sem conseguir controlar o soluçar, abro um dos chuveiros.
Sem saber ao certo o que me estava a meter naquele estado, deixo me cair pela parede ficando sentado no chão, por debaixo da água que corria com muita pressão e a uma temperatura gelada.
Quanto mais a água possuía cada célula do corpo, mais eu desejava algo que não sabia, mais eu me sentia vazio e revoltado por não a ter, mais eu sufocava e chorava, irritado pelo meu acto de fraqueza.

21/5/1925, Tóquio, Japão

Spoiler:
 


Já vou nos 15 minutos de atraso e não faço ideia onde é a aula, sem a companhia da Amber pareço ainda mais totó do que eu sou, normalmente ela é que sabe sempre o horário e a que horas são as disciplinas.
Desisto antes de procurar, não ia começar aí a bater às portas, para além de passar uma grande vergonha, elas não são tão poucas assim.
Decido então ir para o pátio que tal como os corredores da escola, estava deserto.
Sento-me num banco de pedra por debaixo de uma árvore enorme que havia mesmo no centro do espaço verde principal.
Dentro de um livro tiro a folha em forma de coração.
Enquanto lhe observava o corte perfeito relembro o que tinha acontecido no lago. Estaria eu a sonhar? Não! Se estivesse a sonhar a folha não podia estar aqui não é?
Mas o que raio aconteceu ali? Aii até me estou a arrepiar todo. Era aquele lago, desde a primeira vez que fui lá que aquele lago me passava um sentimento estranho, eu sabia!
Sinto algo a bater-me na cabeça, quando olho o meu colo, vejo que era um papel amachucado que me tinha atingido. Viro-me para ver quem era o dono que me adorava ao ponto de me mandar com coisas. É então que vejo a Amber, com uma cara muito séria de meter medo, a olhar para mim de braços cruzados.
-“Hei, tu!”
-“Amber!”
Ela apressa o passo até a mim e agarra-me nos colarinhos da camisola:
-“Olha lá porque não vais para a aula? Hm?”
-“Porque eu não sabia onde era e …. Aii larga-me os colarinhos que me estas a esganar!”
-“A minha vontade era esganar-te meu grande parvo!”
-“Desculpa Amber!”
-“Desculpa Amber? Primeiro armas-te em cão com pulgas na aula a dizer que eu não te entendia, agora desapareces assim da vista do povo!”
-“Desculpa a sério!”
-“Vou pensar se desculpo!”
Sinto o meu rosto a escaldar quando lhe estico a folha em forma de coração:
-“É para ti!”
Antes de agarrar a folhinha os olhos da Amber crescem muito a olhar, surpreendida:
-“Para mim?”
-“Ontem quando fui ao campo lá perto da minha casa, achei essa folha e… pensei em ti. Fui parvo contigo, eu sei que a vida nunca é perfeita para ninguém, fui egoísta e injusto com alguém que não merecia e de quem eu gosto muito.”
-“É linda Taeminnie!”
Quando vejo o sorriso dela sinto-me 100 quilos mais leve e tomo a iniciativa de me abraçar a ela:
-“Amber não deixes a mim sozinho outra vez está bem?”
-“Se te voltares a portar mal daquela maneira mando-te ir dar uma curva!”
-“Não eras capaz pois não?”
-“Não, gosto muito de ti meu grande parvo, a sério que sim!”
Agarro na mão de Amber e decidimos não ir às restantes aulas, fomos então para a enorme quinta dela. Os pais estavam no trabalho, como sempre, por isso na quinta apenas estavam os empregados.
Ela montou na sua égua branca chamada lótus e eu montei no filho de lótus, castanho-escuro e mais pequeno, chamado Wind. Cavalgávamos ao longo das extensas terras do pai de Amber, sempre de encontra o vento para levar com ele pela cara. Eu e ela fazíamos isto muitas vezes, não vejo nada melhor para a nossa reconciliação do que fazermos isto juntos. O vento às vezes suga-nos a mente e parece que não somos capazes de pensar em mais nada, apenas sentir e viver.
Arrisquei a fechar os olhos confiando no Wind e o passeio ainda me estava a dar mais gozo, até que o meu cavalo fica descontrolado quando oiço um “splasshh”.
-“TAEMIN!”
Olho para tudo quando é lado e é no rio que vejo a Amber a ser levada pela corrente enquanto a lótus, por incrível que possa parecer, tinha forças para lutar contra aquela corrente ameaçadora e salvasse esgueirando-se para a margem.
-“AMBER!”
-“TAEMIN POR FAVOR!”
Sem pensar duas vezes, atiro-me para dentro de água e tento alcançá-la, sabia que nadava pior que ela mas tinha que tentar, era a Amber a minha melhor amiga.
Em vez de estar a ajudá-la a parar, estava a ser de igual modo puxado pela corrente, ela desesperada esticava os braços para mim a gritar para que me apressasse e eu sentia-me um inútil.
Dou todas as forças que tenho para dominar o meu nado e conseguir salvar-nos aos dois mas não estava a conseguir e tal fez-me ficar cego de raiva
Mando murros à água, mais desesperado que a Amber, mais desesperado do que aquela água apressada para chegar ao destino.
À medida que dava mais murros à água, esta zangada, enrolasse ao meu corpo puxando-me para o fundo. Assim que luto para vir à tona, a água começa a borbulhar e a obedecer ao meu desejo, erguendo-me sobre as águas formando uma coluna de água brilhante que me levava até a Amber sem dificuldade.
Sem ter tempo para pensar no que estava a acontecer, pego na Amber e levo-nos para terra.
Aí vejo a coluna de água a desmoronar tornando-se vulgar e corrente como toda a restante.
O meu corpo parecia ter entrado em explosão, sinto-me vencedor, mas sem forças acabo por cair na margem do rio. Estava a escurecer.
Ainda conseguia ver a Amber a correr para mim…
-“TAEMIN ACORDA POR FAVOR…TAEM…”

…continua…


Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 12 Out - 21:46:03

Hey baby... tu já sabes, prontos, metade do que eu achei, mas prontos aqui vai... e nada de agradecimentos, como já te disse tu já o fazes sendo feliz!

~A ler~


Pah essa foto do Minho? Sim posso dizer que é o Minho, pelo menos parece-me ele... eu não a tenho, quero-a! Passas-me?

Spoiler:
 

Certamente, sendo como o Key... amor eu senti o mesmo contigo ^__^ tu completaste-me >//<


Spoiler:
 

Ohhhh, figthing Key~


Spoiler:
 
Aiiiiiiiii que fofinho, é tão amorosoo~


Spoiler:
 

O Onew está a sonhar com Galinha? Já! Fogo ele começa logo bem! (eu faria o mesmo pah)


Spoiler:
 

Pera pera... *rir* o Onew *rir* é sonambulo... OMOOOOO... ó Key tu vê lá se ele não te morde! Seria bem hilariante, ai seria seria!


Spoiler:
 

Aiiiiiiiii *gargalhada bem grande* como é que eu adivinho nas coisas, será por ele ser o meu marido? Omo... eu conheço-o tão bem...


Spoiler:
 

Perfect... adorei sem dúvida... que estalo, mas que simpátia! Só mesmo o Key Umma para isso ^___^ O Onew está agitado... neh porque será =pp


Spoiler:
 

Omg eu ri-me tanto aqui baby, tá tão cómico, só mesmo sendo algo entre o Appa!


Spoiler:
 

Ohhhhh~ eu gostei, gostei gostei.. o Key aiiii foi tão querido... adorei mesmo...


Spoiler:
 

Jinki aceita o que o rapaz diz... ele tem razão não podes deixar os meninos assim sem lar, e aí está uma boa solução que me agrada *sorriso*


Spoiler:
 
Kyaaaa~ que fofo... adoro o modo como o Key pensou... 'onde andará esse malandro' aiiii adorei!

Nunca me canso da Min, ela é amazing~ é a minha favorita das Miss A, já te contei alguma vez baby?


Spoiler:
 
Nehhhhhh....


Spoiler:
 

*sniff sniff* o meu coração bateu com forçinha por incrivel que pareça, por momentos fiquei preocupada... mesmo preocupada!


Spoiler:
 

Por estranho que pareça... isto lembra-me um sonhooooo... um sonho pervertidinho! Água gelada... o Minho é como eu quando acabo de chegar da escola... banhos de água gelada ^___^ Ao menos sei que não sou estranha! ^__^


Spoiler:
 

Eu sei do que o Minho precisa... duma coisinha fofinha!

Minha... MINHA AMBER! Okay? Ela é a minha membro preferida das f(x)


Spoiler:
 

You want me to tell you?


Spoiler:
 

Só mesmo a Amber... do estilo... tás aqui tás a levar!


Spoiler:
 

TAEMINNNNN SALVA A AMBER... SALVA SALVA SALVA SALVA SALVA SALVA SALVAAAAAAAAAAA!!!


Spoiler:
 

Taemin magoar o nosso elemento não é bom X'D... mas prontos, lá conseguiste! ^___^


Spoiler:
 

Eu grito mais alto do que a Amber....
LEEEEEE TAAAAEEEEEEEEEMMMMMMMMMIIIIIIIIIIIIIIIIINNNNNNNNNNNNN!


~Terrmina de ler~
Baby agora deixas-te a tua Umma num estado tão damn critico... o meu bebé... aish aish aish aish T_T
Mas a Umma vai ser boazinha e vai esperar pelo próximo com muita paciência... figthing my baby~ E tu já sabes que eu adorei o capítulo.. eles estão a melhorar de capítulo a capítulo, mais emocionantes com mais pica para saber o que vai acontecer... tu deixas-me completamente ansiosa, sem dúvida que me deixas...

Saranghae (L)

*edit* Happy por ter sido a primeira a comentar o capítulo novo da minha baby *____________*
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qui 13 Out - 9:49:44

Que cuincidencia ummah, as minha favorita das miss A também é a Min e das f(x) também é a Amber.
Se tu me completas? já fazes parte de mim, sabes tão bem <3

Obrigado pelos elugios ummah :') eu espero não demorar e nao desiludir.
já sabes que te aviso assim que tiver pronto!

Saranghaeyo (L)
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sex 14 Out - 15:10:16

A sério? Eu não digo, é tal Umma tal ttal! ^___^
Eu completo-te... *_________* tu também fazes parte de mim! <3

Yah yah yah, essa do se agradecer elogios, já é demais (mas eu faço o mesmo *baixa a cabeça e faz becinho* portanto continuaremos sempre a agradecer) tu não desiludes, e não demoras nadinha ^_____^
Eu sei que avisas =PPP (nem devida de dizer isto agora, visto que... prontos... coisinha nossas)

Saranghaeyo my baby (L)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lee Jung
NewBie
NewBie
avatar

Masculino Mensagens : 195
Reputação : 0
Data de inscrição : 17/09/2011
Idade : 23

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 15 Out - 5:44:23

Amor gostei muito desse capítulo, o Onew é uma piada e ri muito com esses sonho louco dele ahaha coitado estava faminto!
Essa soloção que o kibum deu ao Jink com seus pequenos parece mesmo ser perfeita e achei muito emocionante quando o Kibum diz que o Onew não esta mais sozinho, fez lembrar uma historia que a Niny me contou sobre o passado dela e eu não pude conter as Lágrimas.
Sobre o minho eu meio que já esperava ele deixar de gostar da Min, fiquei com o caração na mão ao ver o sofrimento dela. :(
E achei super fofa a relação do Taemin com a Amber, fiquei meio apavorado quando eles estavam na agua ainda bem que ele concegue ajuda-la!
Não gostei que voce parou aqui borboleta quero mais e rapido okay? T.T

------------
Sua fic esta tão linda!
Queria ter imaginação pra escrever algo tão maravilhoso assim, não precisa me agradecer por nada minha vida eu só digo a verdade e voce escreve maravilhosamente bem!
Amo voce borboleta e não demora Rum! U-U
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 21
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 15 Out - 14:51:05

awww ainda nao tive tempo de ler T_T
vou ler agora amor e ja comento *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 13 ... 20  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~
» memória fotográfica ~FANFIC COMPLETA~
» that first look ~FANFIC COMPLETA~
» Elle Girl Entrevista com Tokio Hotel completa por Natsumi
» Fanfic:Rebelde

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: