SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20  Seguinte
AutorMensagem
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Ter 27 Dez - 19:30:36

DongSaeng, amor, é verdade, a ummah é a minha leitora mais assidua e viciada, mas tu podes ser a segunda ;)
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sex 30 Dez - 19:43:05

XXIII Capítulo – Resgate




13-14/6/1925, Centro de Seoul, South Korea


POV KIBUM

Finalmente encontrava-me outra vez com o rapaz dos olhos negros, desta vez, estávamos num sítio diferente, parecia um jardim de uma casa de família, e o rapaz, estava sentado num banco de pedra com azulejos de um tom azulado.
Eu caminho até ele e à medida que me aproximava, o meu peito ia retorcendo com a dor que agudizava. Ainda assim, sento-me do seu lado e tento perceber o que ele queria.
No rosto dele, um sorriso maldoso parecia esculpido e o seu olhar fixava um ponto em frente, sem me olhar até então:
-“Rapaz, rapaz! Sabes que vou acabar contigo!”
-“Já me tinhas dito!”
-“Como eu sou um amor, eu vou apenas desafiar-te quando estiveres mais um pouquinho no meu nível. Não tem piada ganhar contra tão pouco!”
-“O que pretendes? Porque fazes isto?”
-“Porque te achei feio, e eu adoro matar as pessoas feias! Ahahah!”
Decidi calar-me até ele revelar o verdadeiro motivo deste encontro, não só porque a ironia dele me estava a enervar um bom bocado, mas também porque o riso dele parecia uma agulha a espetar-me na pele.
-“Kibum que raio de homens são vocês?”
-“Como sabes o meu nome?”
-“Que raio de homens são vocês, que deixam fugir a única rapariga do grupo? Então se ela é bonita! Aqueles olhos verdes deixam-me K.O, ou quase!”
-“O QUE FIZES-TE À LEONOR?” – Digo, levantando-me com as forças que consegui e fixando-o com o olhar mais forte possível. Reparo que o olhar dele fica mais frágil assim que o encaro, mas o seu rosto duro tentava esconder isso.
-“A tua querida Leonor vagueava pelas ruas de Seoul e eu senti pena, então decidi fazer-lhe companhia. Mas não te preocupes, ela esta bem lá na minha casa, e eu não a vou deixar fugir!”
-“Não experimentes em tocar-lhe, nem com um dedo, esta luta é nossa! Deixa a Leonor!”
-“E se eu não quiser deixá-la? Vê se ganhas músculo!”


Quando desperto, Minho agarrava-me com um ar aflito e chamava por mim:
-“Kibum, tu estás bem? O que aconteceu?”
-“O rapaz do olhar negro, ele raptou a Leonor, a irmã do elementar da terra. Minho, diz-me por favor que ficas comigo, que me ajudas. Eu já não sei o que fazer!”
-“Kibum, sendo eu o elementar do fogo, como eu posso recusar ajudar-te?”
-“Eu preciso do teu poder estrondoso Minho e de encontrar o meu elementar da água!”
-“Eu ajudo-te a encontrá-lo, tem calma! Fazes ideia de onde possa estar?”
Não consigo evitar chorar, a verdade é que não fazia a mínima ideia. Assim como o Jonghyun que veio da China, o meu elementar da água poderá estar em qualquer parte do mundo e eu só sei que o rapaz do olhar negro me enfrentará somente quando estiver completo.
-“Eu não sei Minho, eu não sei!”
Assim que me ouve a soluçar, ele abraça-me nos braços onde eu já estava e tenta acalmar-me:
-“Kibum, tem calma, tu não estás sozinho! Eu, os outros rapazes, de certo que vamos ajudar, agora por favor não entres neste pânico nem me ponhas a mim em pânico senão eu vou-me embora.”
-“Minho não digas isso, não digas!”
-“Estar aqui não adianta nada, vai-me apresentar aos rapazes e vamos pensar no que podemos fazer, não chores mais!”
-“Os rapazes vão-se passar quando souberem do desaparecimento da Leonor, até já estou a imaginar o Jonghyun, vai-me destruir as paredes de casa todas, e o Jinki, prepara-te para os dias mais frios que já assistis-te, ele vai ficar uma ira!”
-“Mas tu não tens a culpa, certo?”
-“Não sei até que ponto Minho!”
-“Vamos, estás a tremer de frio, estás mesmo muito gelado, onde é a vossa casa?”
Eu a cambalear, ainda me levanto e agarro-me ao braço de Minho, ele tinha o corpo tão estranhamente quente e reconfortante, sentia segurança ao agarrar nele.
Caminhamos em silêncio até à casa da senhora Fuk Kiu, faltava uns 10 metros para chegar e já conseguia ouvir o Jonghyun e o Jinki a reclamar um como o outro.
-“Alguém está chateado!”
-“Minho, são mesmo eles, mas eles são uns doces, não te assustes!”
Entramos dentro de casa e o cenário era mais ou menos este:
O Jinki estava no sofá, com as pernas cruzadas com a almofada da cama no colo e com as suas duas mãos a tapar os ouvidos, dizia como uma criança “lalalalala” com um ar de quem não quer saber ou de quem quer irritar. O Jonghyun, o irritado, estava com as mãos na cintura, vermelho que nem um pimento e não se movia do mesmo sítio:
-“TU, JINKI A CULPA É TODA TUA, DIZ-ME ONDE RAIO ELA ESTÁ…E PÁRA COM O LALALA, PARECES UM PUTO!”
Ainda agarrado a Minho, conto até 10 mentalmente e respiro fundo:
-“JONGHYUN E JINKI! CALEM-SE AGORA!”
-“KIBUM!”- Dizem os dois, com um ar assombrado.
-“Jonghyun senta-te ali naquele sofá, ao lado do Jinki!”
-“Ao lado de quem? Eu não me vou sentar ao lado deste—deste…”
-“AGORA JONGHYUN!”
Jonghyun obedece-me e senta-se no sofá, todo mal sentado com os braços cruzados e com um ar enjoado e chateado.
O Minho sorri para mim, penso que num gesto de me dar força.
-“Rapazes, antes de mais, este é o Minho, é o elementar do fogo, encontrei-o à umas horas, à beira-rio.”
O Jinki rapidamente se levanta com os olhos brilhantes e sorri para Minho:
-“Elementar do fogo? Estás a falar a sério? Prazer em conhecer-te, eu sou o Lee Jinki, e o Kibum diz que eu sou o elementar do ar!”
-“Prazer em conhecer-te Lee Jinki, posso te perguntar uma coisa?”- Diz Minho com os olhos brilhantes.
-“Sim, eu consigo voar, sim! Ahaha!”
-“WOW! Mas que loucura! Eu estou a sonhar, não estou? É isso?”
O Jonghyun levantasse e tenta sorrir também para Minho, mas sai-lhe um pouco falso:
-“Não estás a sonhar, mesmo que às vezes pareça, mas não, é a nossa realidade, mas não tenhas medo! Eu estou apenas a alguns dias com o Kibum e já consigo controlar-me muito melhor, esse mandão aí consegue mesmo fazer frutos.”
-“Eu preciso que me ajudem, não quero queimar mais ninguém acidentalmente!”
Ambos ficam encantados a olhar para o Minho:
-“WOW, tu lanças fogo?”
-“ORA VAMOS LÁ AGORA OUVIREM-ME TODOS!”- Digo, fazendo os rapazes sentarem-se que nem meninos lindos, todos em filinha no sofá.
-“Primeiro que tudo, o Minho apanhou já um trauma comigo, eu tive uma visão assim que revelei ao Minho a nossa identidade. O rapaz do olhar negro comunicou comigo, voltou a ameaçar-me, a dizer que me ia matar, mas agora, revelou que só iria lutar comigo quando eu estivesse preparado, suponho que ele queria referir-se a juntar-vos a todos. Pessoal, eu não faço ideia onde estará o elementar da água.”
O Jinki levantasse e agarra-me nos ombros:
-“Kibum se tu não sabes, quem há-de saber?”
-“Mas eu não sei, não sei!”
-“Como achas-te o Minho!?”
-“Foi coincidência, eu apenas fui ter com ele e…e…”
-“O segredo está em ti, tu vais achar o elementar da água, eu sei que sim, para mais nós vamos ajudar-te.”
Abraço-me a Jinki, como agradecimento, mas hoje nem as palavras dele me descansavam:
-“A Leonor, o rapaz do olhar negro tem a Leonor!”
O Jonghyun rapidamente se levanta:
-“O QUÊ? A LEONOR O QUÊ?”
O Minho com uma voz calma mas dura, agarra-me no ombro e fixa Jonghyun:
-“Tem calma, imagino que seja a tua irmã, compreendo, mas tem calma, o Kibum não tem a culpa, ninguém tem! O que temos que fazer é tentar recuperá-la, o próximo passo é encontrar o elementar da água.”
-“VOCES NÃO ESTÃO A PERCEBER! É A MINHA IRMÃ! Tenho que a ir buscar! AGORA!”
-“Ai tens Jonghyun? Então vai, força! Vai lá buscá-la!”
-“E aonde Jinki? Porra!”
-“Então se não sabes, escuta Jonghyun!”- Diz o Jinki, com um ar sério mas doce enquanto olhava para o Jonghyun.
-“ Temos que nos unir agora mais do que nunca, eu sei que custa mas não podemos fracassar agora, separar-nos e procurá-la não irá servir de nada! Ele é poderoso, acreditem em mim!” – Digo eu, sentando na cadeira à frente do sofá, com um ar pensativo.
Jonghyun desaparece pela porta das traseiras e vai rebentar com as pedras do jardim, que eu tinha num montinho onde eu costumava estar sentado a meditar.
O Jinki observa-o pela janela, mordendo o seu lábio com inquietação, abraçando-se a si mesmo, muito calado e sério.
O Minho aninha-se no sofá, ora olhava para mim, ora olhava para Jinki.
-“Minho tens fome? Desculpa este ambiente, isto não é o normal!”
-“Imagino que não, mas esta é uma situação complicada, não te culpes Kibum, isto logo fica bom, penso que amanha tudo ficará mais claro!”
-“Já sei que hoje não vou conseguir dormir. E tu Minho? O teu motivo de não conseguires dormir?”
-“Penso que agora, nunca mais vou magoá-lo, nem tão pouco vê-lo!” – Diz tristemente, fixando os seus pés que estavam em cima do sofá.


13-14/6/1925, Aonde ninguém imagina, South Korea

Enquanto o príncipe Jaejoong estava sentado na sua poltrona, com a perna cruzada a beber o licor, Leonor estava encolhida na cama do rapaz, agarrada à cabeceira, deitava sangue do nariz devido às amaças que fez ao tentar soltar-se das mãos do malvado príncipe. Mas era em vão, se ele não a agarrasse com as próprias mãos, agarrava-a com o seu poder monstruoso, mas poderoso, de provocar a dor.
-“Deixa-me sair daqui!”
-“Oh Leonor, querida! Mas porque tu queres ir embora? Estou a fazer-te mal, é beleza?”
-“Eu quero sair daqui, por favor!”
-“Leonor, tu não vais sair daqui, logo, mais vale aceitares um chazinho e estares tranquila, ainda não te vou matar, não me convém!”
-“Jaejoong?”
-“Diz princesa!”
-“Quem é aquela rapariga?”
-“Agora deve ser pó!”
-“Pó? Ela é muito parecida contigo!”
-“Era a minha irmã!”
-“Era? Mataste-a foi, monstro?!”
Jaejoong havia matado a sua irmã? No fundo essa dúvida sempre o assombrara, não tinha sido ele que a tinha matado com as suas próprias mãos, mas foi ele que a deixou morrer, o que fazia dele pior do que o assassino.
Calado, o rapaz fixava o retrato com o mesmo sentimento violento de sempre:
-“Sim…Fui eu que a matei!”
-“Como foste capaz de matar uma irmã?”
-“Da mesma maneira que serei capaz de te matar a ti, uma menina tão bonita!”
-“Porque é que tu queres matar e magoar as pessoas?”
-“Porque eu gosto!”
-“Não sentes mágoa e rancor de ti mesmo por fazer isso?”
-“Sinto…”
-“Então porque tu fazes?”
-“Porque eu gosto de sentir raiva e rancor!”
-“O Kibum tinha razão quando te chamava “o rapaz do olhar negro”!”
-“Isso a mim pouco me interessa!”
Leonor deitasse na cama, escondendo o seu rosto na almofada preta de ceda, apertando como podia o seu corpo magoado. Sentia medo. Medos misturados, medo de perder o Jonghyun, medo do que o Jaejoong pudesse fazer, mas acima de tudo, tinha medo do medo que sentia, que lhe pudesse dar fragilidade e dar a mostrar essa fragilidade ao inimigo.
Jaejoong saíra do quarto, trancando-o à chave, fazendo-se ouvir gritos de sofrimento no fim de poucos minutos, vindos dos seus seguidores/animais de estimação.


13-14/6/1925, Casa da Senhora Fuk Kiu, Seoul, South Korea


POV MINHO

O Kibum tinha-me mostrado o sítio onde eu ia dormir hoje, visto que a Leonor não estava, eu iria ficar no quarto onde estava Jonghyun a dormir, no entanto ele ainda estava agitado lá fora. Dirigi-me ao quarto para me instalar, fechei a porta ao entrar e, antes de mais, sentei-me em cima da cama e fixei a janela.
Necessitava da minha privacidade para pensar em tudo o que tinha acontecido nas últimas horas. Por um lado, as noticias que tinha recebido, descansavam-me, pois desvendei uma dúvida que me andava a incomodar desde pequeno, uma grande incógnita tinha desaparecido da minha cabeça e não estava sozinho nisto. Por um outro lado, sabia que isto iria afastar-me inevitavelmente da minha mãe e de Taemin. Não podia nem queria arrastá-los para este novo sentido de universo. Não podia revelar nada disto ao Taemin, por isso, a distância drástica seria o melhor remédio.
Deveria ir despedir-me?
Desaparecer assim, sem dizer nem uma palavra ao rapaz que amo, vai arrancar-me um bocado de peito. Mas era o melhor a fazer, pois se me despedisse dele, correria o risco de desistir da missão, de esquecer tudo o que me obrigava a lutar, assim que visse aquele rosto puro, triste. Ficaria de certo naquele abraço.
Não posso voltar a vê-lo, está decidido.

...continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sex 30 Dez - 23:31:39

NAO MINHO! ESTUPIDO VAI TER COM O TAEMIN E IRAS PERCEBER QUE PARA ALEM DE ELE SER O ELEMENTO DA AGUA E' TAMBEM A TUA OUTRA METADE, IDIOTA!!!

E Jong, seu calhau, tu em Portugal vais-te chamar Pedro porque o feminino de Pedro e' pedra ou seja CALHAU que e' o que tu e's!

E KiBum, fgs, para de te culpar de tudo! So tens que te culpar pelo bem que lhes estas a fazer.

E JAEJOONG SEU FEIO! LARGA-ME!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 0:18:54

Ahaha o femenino de Pedro é Pedra, sem dúvia.

Tradução de Coreano ----- Português:
종현 ------ Pedro

Mas sim ele está a ser uma grande cabeça de Pedra
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 13:42:18

Hey baby, umma's here~
Já está no 23... T_T Aiii isto significa que o fim está próximo neh? NÃO QUEROOOOOOOOOOOO~
OKay chega de overdramatizar, vamos embora com o capítulo *pega nele e rapta-o* MUAHAHAHAHAHAHHAH~... okay estou a brincar, acho que estou muito cómica hoje =P
Toca mas é a ler~ *-*


~A ler~


Spoiler:
 
Opah eu ri-me tanto... DESDE QUANDO O BUMMIE É FEIO?! Ofensa!


Spoiler:
 

Tipo como é que ele descobriu? :shock:


Spoiler:
 

O Jjongie vai passar-se quando souber! >_<''


Spoiler:
 

Eu não queria ser rude, nem utilizar palavras inadequadas, mas... MINHO TU FIZESTE SEXO COM O ELEMENTAR DA ÁGUA!!!!!!!!


Spoiler:
 

Eu sabia que algo do género poderia vir a acontecer, se acontecer vou-me rir tanto mas tanto!


Spoiler:
 

AHAHAHAHAHAHAHHAAHAHAHAHAHAHAH OMO ATÉ ESTOU A CHORAR DE TANTO RIR!


Spoiler:
 

Basicamente fazem-lhe sempre a mesma pergunta, o Tae de certo que vai ser o mais emocionadito!


Spoiler:
 

Faço lá ideia quando for com o Taezinho..."TU CURAS?"


Spoiler:
 

CHOIIIIIIIIII MINHOOOOOOOOOOOO, MAS QUE RAIOS, LEVA O BUMMIE CONTIGO E ASSIM ELE VÊ O MINNIE E PIMBAS TUDO JUNTO *-* CREDO TU ESTÁS A MATAR-ME POR DENTRO MINHO!!! T_T Se o meu Minnie chorar eu mato-te! (estou sempre a matar o Minho, incrivel)


~Termina de ler~


*sniff sniff* Baby... primeiro,opah o Minho que não se atreva a deixar o meu amorzito assim do nada, então como será suposto o Key o ver para saber que ele é o elementar da água? Mau mau mau Choi!
E o mesmo dialogo de sempre, okay o capítulo não tem as emoçõezinhas naturais que tanto amamos, mas está optimo há mesma, é necessário haver capitulozitos destes em fics, temos que ter um pouco de enchimento de vez em quando, neh neh? ^^

Eu, na minha opinião sincera, gostei muito do capítulo, já te disse é impossível não gostar de algo teu, mesmo assim continuo a achar que está muito bem escrito e que é tudo essencial... mas aquela cena da excitação de poderes dos 3 meninos está um máximo, mesmo hilariante! xD
E a conversa do Bummie com o principe Jaejae *-* está uiiiiuiiii, adorei~

Mas agora a sério, que o Minho veja o Minnie senão eu passo-me completamente!
Mais please please~
Love you baby love (L) Monkey 32
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 16:35:48

ahahaahahhahahahaa ummah haneul x'D
Eu adoro as tuas reacçõeszinhas.
É, não pode ser sempre tudo doce e romantico não é?
Mas prometo que vou tentar que o chap 24 tenha assim momentos bombas ahah ;)
Está quase feito por isso espero que depois não desiludo.
Komawoyo <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 16:38:00

Agra com a cena da Umma, aquela é uma das minhas desculpas e razoes para tudo "Porque és feio/a" XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 19:39:15

Aahah no meu caso também, ás vezes também o digo, daí a ideia xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 31 Dez - 23:03:12

AHAH! Já sei já sei.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Ter 3 Jan - 23:12:09

XXIV Capítulo – O Verdadeiro Significado de Mimo




13-14/6/1925, Casa da Senhora Fuk Kiu, Seoul, South Korea

POV MINHO

*toctoctoc*
-“Minho?”
-“Kibum, és tu?”
-“Humhum, posso entrar?”- Diz Kibum docemente, espreitando pela porta do quarto de Jonghyun.
-“Claro Kibum, entra…”- Digo, ainda fixando a janela. Com o pensamento preso a Taemin.
O Kibum entra pelo quarto e senta-se na bordinha da cama onde estava sentado. Fica calado por momentos e o ambiente torna-se pesado. Sabia que ele queria falar de algo sério, mas não estava a conseguir começar a conversa.
-“Minho, penso que hoje será melhor eu dormir aqui neste quarto!”
-“Dormires aqui? Mas então e o Jonghyun?”
-“O Jonghyun terá que ficar com o Jinki! Talvez assim eles caiam em si e parem de discutir!”
-“O Jinki gosta muito do Jonghyun, não gosta? Notasse pela maneira como o olhava pela janela.”
-“Sim! Aliás, eles amam-se um ao outro, mas é uma situação complicada porque a irmã do Jonghyun a tal rapariga que o rapaz do olhar negro raptou, a Leonor, está apaixonada pelo Jinki também. O Jonghyun está numa posição complicada, mas está a errar ao separar-se desta maneira do Jinki, ainda para mais agora, neste momento complicado.”
-“Acho que neste momento é quando eles se deveriam unir mais…”
-“Minho…E o rapaz que amas?”
-“O que tem o rapaz que eu amo?”
-“Minho, o Jinki, nunca teve uma família. O velhote que cuidava dele morreu quando ele era uma criança e desde essa altura que ele passou a viver pelas ruas, sem um lar, até que o mandaram para um orfanato. Lá, ele conheceu três pequenitos, dois gémeos e uma menina muito pequenina ainda, de colo. Ele odiou estar lá, parecia que o orfanato era tudo menos um bom lar, então o Jinki responsabilizou-se pelos pequenos e voltou para a rua, tentando, da melhor maneira possível, dar-lhes uma vida com segurança, assim como amor. O Jinki foi o primeiro elementar que eu encontrei, nessa altura, eu mesmo estava muito inseguro em relação a toda esta reviravolta que a minha vida deu, mas juntos, nos chegámos à conclusão que tínhamos que aceitar esta missão que nasceu em nós. Para isso, o Jinki teve que abdicar da protecção dos meninos. Juntos arranjámos uma solução, uma tia minha solteira acolheu-os e, neste momento, os meninos têm um lar a sério e os gémeos já tiveram os primeiros dias de aulas. Se eles estavam bem com o Jinki? Eles estavam sim, o Jinki ama-os imenso. Mas todos concordamos que assim será o melhor para eles. Compreendes o que quero dizer?”
-“Sim, eu compreendo e era nisso que eu estava a pensar. Eu amo o Taemin, mas o melhor será abdicar dele.”
Kibum de um ápice agarra-me nos seus braços, como se adivinhasse que naquele momento, o que eu mais queria era uns braços que me dessem apoio.
-“Chama-se Taemin ele?”
-“Chama, Lee Taemin!”
-“Eu gosto muito do nome Taemin.”
-“Eu gosto muito dele…”
-“Imagino que sim Minho, eu sei o que custa perder a pessoa que amamos. No meu caso eu não podia fazer nada, ela partiu, no teu caso, talvez tenhas que ser ainda mais forte do que eu tive que ser, vais ter que ser forte para acartar com essa tua escolha de abdicar dele.”
-“Kibum, ele é tão bonito, o rosto dele é tão puro e dócil, as suas mãos são pequenas e tão particulares, a maneira como ele olha para mim, a maneira como me toca. Custa agora que o tenho, vou ter que o deixar.”
Sinto que o Kibum começa a chorar, imagino que para ele a questão de amor ainda o deixe frágil e de certo modo triste e nostálgico.
Ainda com lágrimas nos olhos, o Kibum faz força para não começar a soluçar e no fim de passar a sua mão pelas minhas costas como sinal de força, sai do quarto a correr.
Decido deixá-lo ir.


POV JINKI

Não sabia como seria a melhor maneira de agir com o Jonghyun, mas o facto era que já não suportava mais ouvir as pedras a partir juntamente com os seus gritos de raiva e esforço.
Dou por mim a percorrer a casa com rapidez e a furar pela porta das traseiras:
-“Jonghyun!”
Ele estava vermelho, a transpirar e ofegante.
Corro e vou para trás dele pondo as minhas mãos nos seus ombros para o impedir de partir mais alguma pedra.
-“JONGHYUN OUVE-ME!”
-“LARGA-ME!”
Dou um passo aproximando-me mais dele, abraçando-o por trás com força e desespero.
Sinto a sua respiração descontrolada contra o meu corpo e o que eu temia por fim aconteceu. O Jonghyun começa a chorar, a soluçar, o que me faz apertar ainda mais o seu corpo contra o meu.
Deixo que ele ficasse assim durante largos minutos, até que ele toma a iniciativa de se virar para mim, encarando-me.
Os meus olhos estavam cerrados das lágrimas que chorava silenciosamente, o rosto dele estava vermelho e molhado. Com os seus olhos incrivelmente doces e calorosos, Jonghyun encontra os meus:
-“Jinki…”
Aproximando-me mais dele, ponho a minha mão no seu pescoço, sentindo o seu batimento acelerado, mimo o seu pescoço percorrendo o seu maxilar bem delineado com o meu polegar.
Num gesto natural como uma corrente de ar, encaixo os meus lábios nos lábios grossos e perfeitos dele.
Ele rapidamente deixa-se levar pelo beijo ajudando-me a prolongá-lo.


POV JONGHYUN

O meu batimento cardíaco acelera estrondosamente. Todo o meu corpo sofre um choque de sentidos, como se ganhasse uma nova energia, uma energia que o fragilizava de certo modo, tornando-o carente e obsessivo pelo causador de todo este novo reboliço.
Quando sinto os lábios dele a separar devagar dos meus, sem conseguir ter o mínimo controlo, agarro-o rudemente para que ele não se afastasse:
-“NÃO ME LARGUES!”
Vejo Jinki a baixar o rosto e a tentar soltar-se de mim:
-“Jonghyun larga… desculpa!”
-“Não Jinki, não aguento mais…”
De um salto, Jinki afasta-se de mim e corre para dentro de casa.
Eu, com raiva por o deixar fugir, cerro os punhos e os olhos, tentando encontrar um equilíbrio, mas era em vão, mando um murro no monte de pedras do Kibum fazendo-as em pó e corro o mais rápido que consigo atrás de Jinki.
Chegando à sala, não o vejo, invado então o quarto dele. Ele estava encostado à parede, muito direito com as mãos agarradas à cabeça. Chego-me ele, agarro as suas mãos e prendo-as encostando-as à parede, apanhando o seu olhar e fixando-o:
-“Jinki, eu não aguento mais…”
Agarro-lhe a cintura voltando para os lábios dele. Beijando-o ardentemente, encosto-o à porta de maneira a fechá-la e, de seguida, deito-o na cama ficando por cima dele, com o meu peso do corpo distribuído pelos meus braços que estavam de cada lado do seu corpo.
-“Jonghyun, tu não acreditas em mim, tu chamas-me um mentiroso! Larga-me!”
Passando devagar o meu polegar pelos seus lábios bonitos, digo baixinho só para que ele ouvisse:
-“Eu não aguento mais isto, eu não consigo mais ficar longe de ti, eu não consigo…mais!”
Volto para o beijo, metendo a minha mão por dentro da sua camisa de modo a conseguir sentir a sua pele perfeita e os seus abdominais apetitosos.
Ainda que Jinki também me começasse a mimar com as suas mãos, parecia tentar resistir aos meus gestos desesperados.
-“Jonghyun, eu…”
-“Jinki por favor! Eu preciso de ti, não me deixes mais passar uma noite sem dormir, leva de mim estes pensamentos que me andam a deixar demente, por favor…”
Desta vez é ele que me beija, o que me deixa completamente fora de controlo, arranco a mim mesmo a minha camisola tirando a dele de uma forma que me deixasse percorrer cada pedacinho do seu tronco com as minhas mãos e, por breves momentos, abraço-o, sentindo o prazer de ter a sua pele junto da minha.
Percorro o seu pescoço com beijos profundos descendo depois pelo seu peito e barriga ao mesmo tempo que desapertava as suas calças com rapidez.
As mãos dele percorriam o meu corpo de forma carinhosa e saborosa, cada célula do meu corpo tocada por ele, parecia contrair-se de um desejo tão puro e forte, completamente incontrolável.
Deixei o meu descontrolo tomar conta de mim e despi-nos até ficarmos pela primeira vez nus à frente um do outro.
Nesse momento senti a nossa ligação a vincular-se com a força de mil dragões. A nossa intimidade estava a ser partilhada com o sentimento mútuo e agora, sentia que o mundo podia acabar, mas eu não podia largá-lo, nunca mais.
Beijando o seu ombro com doçura, consumindo as nossas respirações aceleradas, digo-lhe ao ouvido:
-“Eu amo-te!”
Ouvi um “eu também” que me fez sorrir a meio dos beijos que lhe dava pelo ouvido e pescoço. Entrelaçando os dedos nos dele com uma mão, agarrando a sua cintura bem delineada com a outra mão, uno-me a ele.
O seu grito abafado, mexia demasiado comigo, dando-me mais prazer. Começo-me a movimentar no ritmo que os nossos corações mandavam, notando que o grito dele passava agora a gemidos de prazer que se misturavam com os meus. Uma sinfonia sentida que nunca antes tinha apreciado.
Aquele momento soava-me ao meu presente e futuro. O sentimento de querer ver o que vai acontecer no momento a seguir, de esperar que algo aconteça, de desejar algo que nunca mais chega, estava a ser substituído pelo prazer de ter nas mãos o que mais quero, conquistado.
Por fim, suados mas com sorrisos no rosto, abraçamo-nos com a respiração ainda descontrolada da entrega que tínhamos feito à segundos atrás.
Sem pensar em mais nada, sentia apenas os seus músculos, a sua pele suave, a agarrar o meu corpo com paixão, como se fosse de sua posse.
Entrelaçando as minhas pernas nas dele, pouso a minha cabeça no seu peito ouvindo o seu coração acelerado a moderar aos poucos. E antes de adormecer junto dele, apenas puxo o lençol branco da cama desfeita e tapo-nos sorrindo de verdadeira felicidade.


POV KIBUM

Não consegui evitar relembrar a minha Luna, o que passei quando a perdi e o que ainda estou a passar, as saudades que sinto dela às vezes devoram-me.
Neste momento, elas batiam forte, e nem o facto de estar perto de juntar todos os elementares me conseguia fazer sentir completo. Sem a Luna, eu não sou capaz.
Caminhava por uma rua campestre da qual gostava muito, onde havia imensas variedades de flores. Sou obrigado a parar ao ver um arbusto com uma flor muito familiar e especial.
Era a flor preferida da Luna, na primavera, o meu amor conseguia passar horas a cheirá-la e a apreciar a cor bonita rosa suave ou vermelha paixão. A minha Luna constantemente chamava-lhe hibisco-da-síria, rosa-de-sarom, mimo ou rosa do amor, embora não soubesse o porquê deste último nome.
Pego numa flor que estava caída no chão com delicadeza para que não a estragasse e é então que a vejo. A minha princesa da Lua aparece do meu lado, com um ar sereno e feliz, brilhante e poderosa.
-“Amor lembras-te de como eu amava esta flor?”
-“Como eu posso esquecer?”
-“Chamava-lhe rosa do amor, por vezes. Fazes ideia porquê, yeobo?”
-“Talvez por ser bonita?”
-“Também, mas a mensagem desta flor é “não deixes fugir a tua sorte”, esta flor normalmente é dada a quem não queremos perder, a quem amamos para que esse alguém se mantenha sempre connosco, porém, em pergaminhos antigos relacionados com o equilíbrio do universo, uma vez eu li isto:

hibisco-da-síria
Flor Nacional Sul Coreana
Flor que guarda o segredo do equilibro entre os quarto elementos essenciais, capaz de dar paz a quem está em guerra.
“Se fugires do amor? O amor está no ar que respiras, no chão que pisas, na água que bebes, no luz dos dias e das noites, Se pretendes viver sem amor, esquece essa ideia ou mata-te de vez!”

-“Significa que…Amor significa que esta flor guarda o segredo da nossa união? Do equilíbrio entre os elementares?”
-“Sim amor, exactamente!”
-“…Se pretendes viver sem amor, esquece essa ideia ou mata-te de vez…Luna! O Minho quer desistir do amor!”
-“Achas que ele deve fazê-lo?”
-“A flor diz que não!”
-“Kibum, o Jonghyun e o Jinki, os teus elementares da terra e do ar, amam-se, e irão perceber que só juntos poderão completar-se e encontrar o seu equilíbrio espiritual, se ignorarem o seu amor e a sua dependência um do outro, nunca se sentirão realmente completos.”
-“Eu sem ti, não era o elementar da luz, eu amo-te e tu és a minha Luz.”
-“ E tu a minha, a Lua sem Luz não brilha e confunde-se no escuro da noite. Talvez o amor do Minho também seja o motivo do poder dele, o que te parece?”
Senti como um “clique” dentro de mim e de novo iluminado por esperança.
O Taemin, completaria o Minho, a razão do seu poder. O Taemin poderia ser o meu elementar da água.
Luna olha para mim sorridente, e antes de me deixar partilhar o que eu estava a pensar, desaparece de novo.
Mantenho o seu sorriso no meu coração ao fechar os olhos, para não gritar por ela nem voltar a chorar.
Ela sorria, provavelmente ouviu os meus pensamentos. Estariam correctos?

…continua…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Qua 4 Jan - 22:28:45

Preciso de recomentar, unnie ou aceitas o que ja fangirlei no msn?

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 8 Jan - 17:19:31

Aiii esperei a noite toda para ler... e agora consigo tempo *-*

~A ler~
Spoiler:
 
Daeh daeh, a ver se caem em si!


Spoiler:
 

Que fofinho ele a contar a história do Jinkizinho *-*
O meu pai acabou de entrar no quarto e sentar-se na cama da minha irmã a olhar para mim >_<'' aish!


Spoiler:
 

*-* Aiii Minho até me arrepias-te!


Spoiler:
 

Ahhh Kibummie... opah ainda é-lhe complicado falar sobre este tipo de coisas!


Spoiler:
 
Aiii aiiii aiiiiii o meu coração'zinho não está bom, não está >_<'' Jinki beija-o please, please please *-* eu imploro-te :67:


Spoiler:
 
KYAAAAAAAAA~ isso mesmo isso mesmo *-* aiii tão perfect Monkey 16


Spoiler:
 
Oh? Wowow... Jjongie estamos a sentir o mesmo *-* aiiii que fixe~ :06:



Spoiler:
 

Aiii que fofinho *-* (eu já estou com uma overdose emocional em cima, por muito que me esteja a tentar controlar... visto que o meu pai não pára quieto em casa -.-'')


Spoiler:
 
OMGGG QUE... QUE... AHHH JJONGIE *-* *abana as mãozinhas no ar*


Spoiler:
 
OH MY... *fica alforica* ISSO MESMO JJONGIE... se tu me paras a meio como o Minho fez eu mato-te!


Spoiler:
 

E EU ESTOU QUASE A CHORAR DE EMOÇÃO MEU DEUS... ONHYUN~ *-*


Spoiler:
 

AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII FINALMENTE FINALEMENTE ONHYUNNNN *-* opah opah nunca pensei ficar tão mega emocionada com estes dois mas pah, eu estava a morrer para que eles ficassem juntinhos *-* aiiii meu Deus do Céu que emoção *-*


Spoiler:
 

KYAAAA ADOREI ADOREI ADOREIIII O SEU DITO *-*


Spoiler:
 

Omo adoro essa tua primeira frase Kibum *-*


Spoiler:
 
Isso mesmo isso mesmo, o mesmo que acontece com o Minho e o Taemin... opah Kibum percebe isso, pleaseeeee~ :67:


Spoiler:
 
Isso Luna *-* aiii que menina linda e inteligente~ :06:


Spoiler:
 
É ISSO MESMOOOOOOOOO, PEDE AO MINHO PARA VERES O TAEMIN AGORA KIBUMMMMMMMM!!!!


~Termina de ler~

*respira fundo* OMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO *respira fundo again* OMG eu estou para morrer, eu nem acredito nisto tu... aiii meu Deus este capítulo quase que me matou de emoção, tu tens a noção disso, tens tens? ^-^

Eu adorei-o, venerei-o, amei-o... estou completamente apaixonada pelo capítulo! Juro!
MOMENTO ONHYUN MAIS PERFEITO NÃO PODIA EXISTIR *-*

Eu adoro quando o Kibum tem a presença da Luna consigo, fica tão bonito, tão puro e espiritual... adoro mesmo, e agora o Bummie já tem uma pequena pista de que o Taemin pode ser o elementar a água, que emoção~ *-*

Aiii eu preciso de parar o meu batimento cardieco, antes que me dê uma coisinha má ou assim... *respira fundo* ... tu alteras-me completamente!

Love you so much (L) Monkey 32
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 8 Jan - 21:42:32

Posizona <3: tu é que sabes babe xD

Ummah <3: princesinha ainda bem que veneras-te o capitulo, ainda bem mesmo. komawoyo *u*
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 14 Jan - 13:58:11

XXV Capítulo – A Fogueira




Nascer do Sol, 14/6/1925, Casa da Senhora Fuk Kiu, Seoul, South Korea


POV MINHO


Não consegui dormir nada.
Pensava como iria dizer à minha ummah que tão brevemente não poderia voltar para casa. Perguntava-me como iria ela ficar bem, sozinha em casa.
Senti-me tentado a fugir de Kibum e dos restantes elementares, a ir à escola normalmente, a ocultar tudo isto de Taemin e a permanecer ao lado dele durante este ano, e para sempre se possível.
Mas algo dentro de mim não podia levar esta ideia avante. O Kibum, este conhecimento do meu poder, eram as peças que faltavam para realmente me perceber a mim mesmo e me conhecer. Para além disso, tinha prometido ao Kibum que ficava com ele, que o ajudava a encontrar e a recuperar a Leonor. E ainda, tenho o lado racional, o equilíbrio do universo precisava da minha presença, e esta teria que ser uma presença estável, consciente e forte, por isso, ia-me esforçar imenso para estar à altura e conseguir ajudar o Kibum a ganhar a guerra contra o tal rapaz do olhar negro. Não me perdoaria se a perdesse! Antes morrer do que não conseguir vencer àquele monstro.
Quando saí do quarto, reparei que o Kibum já tomava o pequeno-almoço com o Jonghyun e o Jinki, pelo que parece, não me quis acordar.
-“Oh, Annyonghaseyo Minho! Tens fome?” – Diz Kibum, com um sorriso no rosto, um sorriso estranho deveras. Era amigável e simpático, mas forçado e revelava preocupação, ainda assim, era o único que conseguia sorrir.
O Jonghyun estava sentado num banco baixo, à mesa, e tinha a cara triste apoiada nas suas mãos. Notavam-se os braços fortes a saírem da camisola justa de alças verde seca, ele realmente deveria ser uma pessoa forte, mas com uma irmã raptada, não há força que aguente.
O Jinki estava agachado por trás de Jonghyun de forma a que pudesse abraçar-lhe o corpo. Tinha o queixo pousado sobre o seu ombro largo e a cara junta ao rosto de Jonghyun. Ainda bem que por fim eles acabaram por compreender que juntos conseguiriam suportar melhor tudo isto. Fiquei de certa forma aliviado de os ver assim. Estranho não? Cheguei ontem a este grupo e já me sinto de tal forma envolvido que era incapaz de os deixar ou não me preocupar com o estado de espírito deles.
-“Bom dia! Jonghyun? Como estás?”- Digo, ao encaminhar-me até á mesa pegando na única caneca de chá que estava sem dono.
-“Bom dia Minho. Eu estou ligeiramente melhor, o Jinki está comigo!”
-“Estou a ver que sim, felizmente!”
-“Sim…Mas a minha irmã continua desaparecida e eu não me consigo parar de culpar por isso!”
-“Jonghyun eu vou trabalhar duro, vou treinar arduamente e vou ajudar a recuperar a tua irmã. Somos um grupo agora, não estás sozinho nem és tão pouco o dono da culpa.”
-“Obrigado Minho!”
-“De nada, eu vou trabalhar duro!”- Afirmo mais uma vez, para que me possa eu mesmo mentalizar disso, agarrando o ombro de Jonghyun e apertando-o ligeiramente em sinal de apoio.
-“Ai mas podes ter a certeza que sim! Vamos trabalhar todos imenso. Mas agora vais ter uma folga!”- Afirma Kibum.
-“Uma folga?”- Dizemos todos em coro, com surpresa pela minha parte e revolta da parte do Jonghyun.
-“Daeh, uma folga! Eu e o Minho temos assuntos a tratar. Enquanto isso, meninos, por favor, não dêem folga. Primeiro quero que façam os exercícios de respiração dos quais treinamos juntos, depois os movimentos e assim que começarem a fraquejar de cansaço, peguem nos braços um do outro, agachem-se ligeiramente com as pernas afastadas e fechem os olhos, aí, saberão o que devem fazer. Prometem que não dispensam os exercícios de respiração?”
-“Sim chefe!”
-“Óptimo! Nós voltaremos rápido se tudo correr bem. AH! Jinki, certifica-te, claro, se o Jonghyun não se arma em herói e não parte em busca do desconhecido. Esse menino tem uma queda para os sarilhos.”
-“Vai descansado!”
-“Eu sei que posso contar contigo Jinki.” – Diz Kibum animadamente, tirando a língua ao Jonghyun que tinha amuado pelo dito de Kibum.
Pego num bolinho seco que estava em cima da mesa da cozinha, pouso a chávena de chá já vazia e sigo com Kibum para a rua.
Confesso que estava reticente, que assuntos teríamos nós a tratar?
-“Kibum, desculpa a pergunta mas…não deveríamos ir começar a treinar? Eu não consigo controlar-me basicamente nada e eu prometi que ajudava a recuperar a Leonor e não a carboniza-la sem querer!”
-“Sim, era sensato treinar, no entanto, não vamos fazer!”- Diz Kibum, caminhando rapidamente.
-“Não vamos? Porque não?” – Pergunto eu tentando alcança-lo ao acelerar o passo.
-“Porque tu não vais conseguir treinar!”
-“Como não? Como não vou conseguir treinar? Eu não sou o elementar do fogo?”
-“Ainda não!”
-“Kibum importas-te de te explicar?”- Digo mais rudemente do que pretendia.
-“Sim, agora sim, chegamos!”
Olho em meu redor e já estávamos à beira-rio, o rio onde costumo ir nadar quando fico mais nervoso, o rio da minha vida, as águas que me abraçavam e me vigiavam de forma provocadora quando nadava nelas de tronco nu.
-“Minho, antes de mais, se me pudesses caracterizar este rio numa só palavra…Qual seria a palavra que escolhias?”
-“Isso é complicado só numa palavra! Este ria acalma-me, abraça-me, refresca-me, chama-me, acaricia-me…só numa palavra? Isso é complicado!”
-“Vou contar até 3 para me dizeres…1,2-“
-“TAEMIN!”- Digo, mesmo antes de pensar na palavra que me saia disparada da boca e da alma.
-“Minho…Ontem eu tive uma visão. Vi a minha Luna e ela fez-me ver uma coisa. A Lua, sem luz, não dá ilumina a noite, e a terra sem um céu, não completa jamais o cenário de vida e natureza, isto porque, o que amamos, completa-nos de uma forma demasiado especial. A força do amor não deverá ser subjugada, nunca, pois é o poder mais forte e puro do universo.”
-“Kibum…não percebo…”
-“Eu fui um burro a incentivar-te a abdicar do Taemin, sendo o Taemin, o teu motivo de poder!”
-“O meu poder?”
-“O teu poder é a paixão, o desejo e a dependência iminente que tens pelo Taemin e eu, burro, ou talvez ainda um coração destroçado, não consegui ver isso.”
-“Queres dizer que…”
-“Sim, o Taemin, se for o teu verdadeiro amor, a tua verdadeira metade, será o elementar que nos falta, o elementar da água.”
Eu, zonzo e delirante com a surpresa, agarro-me à vedação do rio, apoiando-me nela para que não me desse para cair para o lado.
-“Queres dizer que não terei que deixar o Taemin!”
-“Se ele for a tua verdadeira cara-metade, não. Vou contar-te uma história. Dantes existiam 3 tipos de seres humanos, as fêmea-fêmea, os macho-fêmea e os macho-macho. Acontece que os humanos, com as suas mentiras e asneiras, acabaram por errar e menosprezar o amor. Os Deuses zangados, acabaram por dividir os seres humanos em dois, para que eles procurassem a sua outra metade e para quando a encontrassem, pudessem dar o devido valor à metade que fazia o seu todo e ao sentimento de amor que os unia profunda e inevitavelmente. Ou seja, se o Taemin for a tua cara-metade, ele será o nosso elementar da água, pois completar-te-á.”
-“Eu tenho a certeza que ele é a minha metade, o que me falta para estar completo.”
-“Leva-me até ao Taemin por favor, se eu o vir, eu poderei identificá-lo, já o vi antes, a sorrir, no meu sonho.”
Sinto-me a explodir de felicidade. Agarro na mão de key e encaminho-o com rapidez até casa da família Lee. Ainda era cedo, provavelmente ainda não tinha saído para ir para a escola.


POV KIBUM


Sinto o meu coração a palpitar de esperança. Acreditava realmente que o Taemin era o meu elementar da água e a cada passo seguro do Minho, mais eu tinha a certeza.
Chegamos por fim a uma casa, com o aspecto de ser rica, aguardamos que um carro arrancasse.
-“Espera um pouco Kibum, é o carro do pai do Taemin, deve ir para os seus negócios. O Taemin ainda não deve ter saído para a escola!”
Assim que o carro arrancou, eu e Minho caminhamos até à casa de Taemin. Noto nervosismo no rosto de Minho antes de bater à porta. A verdade é que seria complicado de explicar tudo isto ao Taemin, era sempre um jogo mental comigo mesmo para conseguir encontrar provas do que estou a dizer.
-“Força Minho, bate!”
Chamem-lhe sintonia ou não, mas assim que Minho ia bater à porta, Taemin antecipasse e abre a porta.
Tinha uma mochila de lona ao ombro, um ar elegante mais descontraído. Era ele, era ele o rapaz que sorria no meu sonho e me protegia com o poder da água! Mal podia acreditar!
Só não me lembro de usar óculos no meu sonho, mas ficam-lhe engraçados, dando uma ar inocente e adorável, para ser sincero.
-“Minho!” – Oiço-o dizer, com um sorriso dócil no rosto, abraçando-o depois, com uma naturalidade e paixão bonita de se ver.
-“Ias para a escola Taemin?”
-“Claro, vieste buscar-me? Tu queres mesmo ser apanhado pelo meu appa!”- Diz ele rindo ainda nos braços de Minho. Até que me vê, e escondendo a surpresa com educação e simpática, cumprimenta-me.
-“Taemin, amor, este é o Kibum, alguém que precisas conhecer.”
-“Prazer em conhecer-te Kibum, eu sou o Taemin!”
-“Eu sei!” – Digo com um sorriso, achando piada depois à expressão admirada dele.
-“Já nos conhecemos antes?”
-“Não, mas eu já te tinha visto num sonho, e mesmo se não te tivesse visto, o Minho fez-me questão de falar muito em ti!”
-“Em mim? A ti? Porquê?” – Diz ele, agarrando a mala com ambas as mãos, mordendo o lábio com uma expressão tímida.
-“Yeobo, lembras-te…Do que aconteceu ontem?”
-“Como posso esquecê-lo Minho?”
-“Estou a falar da queimadura…”
Taemin faz um ar reprovador a Minho, como se ele tivesse a falar de um segredo demasiado secreto.
-“Taemin, deixas-me ver a queimadura que o Minho te fez, por favor?”- Digo, delicadamente para que ele tivesse alguma confiança em mim.
-“N-N-Não…”
-“Porquê? Não tenhas vergonha!”
Taemin baixa o rosto e devagar, levanta a camisa azul clara que trazia, mostrando a sua pele branca, intacta, sem nenhuma queimadura.
Minho mostrasse abismado:
-“T-t-taemin…Taemin a queimadura? A-a-a…”
-“Tu conseguiste corar a queimadura não foi Taemin?”- Digo com calma, aproximando-me dele devagar.
-“Sim…Eu corei-a, quando estava a tomar banho, mas eu não sei porquê! Foi a água ou assim, não fui eu!”
-“Foste tu sim Taemin. Pensa bem… já não é a primeira vez que a água age de forma estranha contigo, verdade?”
-“Hum…” – Diz de modo afirmativo.
-“Queres contar-me esses episódios…”
-“EU NÃO ESTOU LOUCO!”
-“Taemin, como deves imaginar, não sou nenhum médico dos loucos, tenho a idade do Minho, além do mais, tu não és louco nenhum, se existir aqui um louco, sou eu. Mas vá, conta-me.
-“hum…daquela vez em que salvei a Amber e a água obedeceu e transportou-nos para a margem. Ou daquela vez em que consegui ir buscar a folha em forma de coração que estava no meio do lago, gerando uma bolha em torno dela, ou quando consegui tirar a água do corpo do Minho quando o resgatei de um mergulho perigoso…”
-“Taemin, tens a consciência que não é qualquer um que faz o que fizeste? Assim como não é qualquer um que tem o poder de lançar fogo com as próprias mãos, sem truques. Tu e o Minho são os elementares da água e do fogo, eu sou o elementar da luz e mais dois rapazes que neste momento espero que estejam a treinar, são os elementares do ar e da terra.”
Como era de esperar, Taemin olha para mim com os olhos muito abertos, confuso e assustado.
-“Taemin não tenhas medo, isto pode ser esquisito, mas o equilíbrio do universo depende de ti, do Minho, e dos restantes elementares, todos juntos, em união. Compreendes?”
-“Tu…tu andas a ler muitos livros…”
-“Taemin, antes fosse assim! E tu no fundo sabes que não és um rapaz comum. Fazes coisas maravilhosas e poderosas acontecer, assim como o Minho, embora de uma maneira necessariamente diferente.”
-“Eu, eu não sou especial…Só estou a enlouquecer, ou ainda a dormir, é isso!”
Minho age em meu auxílio, agarra rosto de Taemin fazendo-o encará-lo:
-“Taemin, amor, ouve-me, tudo o que o Kibum está a dizer é verdade, tens que confiar em mim! É a única explicação para o que nos tem acontecido.”
-“Minho…mas…”
-“Eu sei amor, eu sei que custa acreditar mas é a verdade. Nós temos que nos juntar ao Key e ao resto do grupo, a irmã do elementar da terra foi raptada por uns inimigos, temos que nos manter juntos e arranjar maneira de encontrar o paradeiro da Leonor. Tens que vir Taemin!”
-“Minho, eu não sou…eu não consigo…Minho ouve-me, eu não sou assim um lutador, eu sou mais um saco de box!”
-“Amor olha para mim, lembras-te da festa das chamas? Eu vi um miúdo corajoso pelo qual me apaixonei, ele está em ti. Por favor!”
Vejo o Taemin a abraçar com força Minho, considerei um sim. E por momentos, pareceu-me sentir a Luna a abraçar-me também, naqueles gestos excessivamente apertados e confortáveis.


18/6/1925, Bosque dos Treinos, Seoul, South Korea


POV TAEMIN


Os dias iam passando e eu, cada vez desiludia mais toda a gente.
Embora o Minho me ajudasse imenso, e tentasse me dar força, eu sentia-me aterrorizado, ao ponto de evitar tocar na água ou até mesmo bebê-la. Quanto mais eu tentava fugir do meu poder, mais fraco e indefeso me sentia, chegando a desmaiar imensas vezes nestes últimos dias, preocupando ainda mais o grupo do que já estava com a ausência da menina chamada Leonor, a irmã do Jonghyun.
Na primeira noite passada com o grupo, Kibum propôs fazermos uma fogueira à noite, no jardim da senhora Fuk Kiu, e partilharmos uns com os outros, o nosso passado e as nossas experiencias com o elemento. Foi um momento muito importante para todos, choramos, rimos, mas acima de tudo, formamos e fortalecemos laços uns com os outros. Sentia que, tal como eu, os restantes elementares sentiam-se aliviados e felizes ao ouvir as experiencias uns dos outros, pois, isso mostrava que não estavam sozinhos e que havia alguém, ali, sentado no lugar ao lado, à volta daquela fogueira, que os compreendia perfeitamente.
No entanto, eu estragava o cenário. O Jonghyun, o Minho, o JinKi e o Kibum, trabalhavam arduamente durante todo o dia para fortalecer os seus movimentos, e o Minho, evoluía a olhos vistos! Tinha-se tornado alguém mais calmo, menos impulsivo portanto, mas cada vez mais forte e eficaz no seu poder.
O Kibum, todos os dias tinha uma conversa comigo. Tentava-me unir ao meu poder, tentava que eu compreendesse a importância fulcral que eu tinha no equilíbrio do universo, e eu compreendia, mas era fraco, e o medo de tudo isto, apoderava-se de mim.
Já adorava Kibum, e não o queria desiludir, mas acabava sempre por o fazer.
Ainda agora conversámos, eu recusei-me a fazer o treino no bosque e escondi-me por aqui, entre umas árvores e uns arbustos.
Sentia a respiração acelerada, a garganta seca e uma vontade de gritar impossível de se satisfazer. Cravava as minhas costas contra um tronco de uma árvore, desejando que o medo desaparecesse.


POV MINHO


A minha vontade era correr atrás de Taemin e protegê-lo nos meus braços, apoiá-lo e dizer ao seu ouvido “já passou!”. Mas a verdade é que não tinha passado e o pânico instalava-se em Kibum que desesperava sem saber mais o que fazer.
Aperto-o num abraço quando o vejo a chorar secretamente:
-“O Taemin compreenderá, não podes fazer mais nada Kibum, não te culpes! Acho que ninguém pode fazer…No momento certo, Taemin perderá o medo, não fiques assim, concentra-te. Vamos tentar concentrarmo-nos juntos!”- Digo firmemente, embora me custasse abstrair do Taemin, eu tinha prometido! Eu vou vencer, nós vamos vencer!


POV JINKI


Hoje o treino estava mais complicado, não faço ideia porquê mas o ar está pesado, com uma aura negra. Chamo-lhe um presságio, e o meu medo, era que os ventos raramente me enganavam!


…continua…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 15 Jan - 1:05:35

E' O JAEJONG! ELE ESTA A FAZER ALGUMA COISA!!!

Oh pah, eu gosto tanto quando o MinHo e' assim fofinho par o Tae
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 21:02:02

(Mian hamnida pela longa espera disto amor, já estava feitinho por isso fui rápida a postar...)


Primeiro que tudo essa imagemmm *-* eu sempre a amei, mostra eles tão... aiii meu Deus, estão divinos!

~A ler~

Spoiler:
 
Ohhh que fofo, mas se fizeres isso arriscas muito mais!


Spoiler:
 
Sempre com mau perder, o nosso Minho =PP


Spoiler:
 
Isso é porque estão todos ligadinhos *-*


Spoiler:
 
Folga? Espera, isto é o que eu penso que é? Key tu... tu vais pedir ao Minho que te leve ao Taemin? É É É?!


Spoiler:
 
Dito isso dessa maneira dá-me uma vontade de gritar de emoção! *-* Opah quando aparece o Taeminnie?


Spoiler:
 

Ohhhhhhh eu amei isto, amei amei amei, tá tão bem dito, realmente muito bem dito!


Spoiler:
 

Aiiii que coisaaa... baby tu és perfeitoo PERFEITO!


Spoiler:
 

Que espero que estejam a treinar! Porque será que eu sabia que ele ia dizer isso a qualquer momento xD


Spoiler:
 

*-*ADOREEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII~aii que lindoooo que fofo


Spoiler:
 

ONEW TU NÃO ME ASSUSTESSSSS!!!

~Termina de ler~

OMG amor eu... oh God porque será que estou como o Onew e estou a sentir mas vibraçoes... E PORQUE RAZÃO O MEU BEBÉ NÃO TEM CONFIANÇA EM SI, NÃO BEBER ÁGUA É MAU LEE TAEMIN!!! Opah, espero que o meu principe'zinho lindo fique confiante de si mesmo e não tenha medo dos seus poderes! O grupo precisa dele, se ele não estiver conectado com todos os outros, principalmente com o Minho, eles ficam desiquilibrados! Eu agora fiquei com a pulga atrás da orelha, quero saber o que se vai passar! SÓ DE SABER QUE ESTÁ NO FIM O MEU CORAÇÃO PARTE-SE EM MIL PEDAÇOS! Mas eu vou sobreviver... eu vou... >_<''

Sinceramente amor, uma coisa é certa, tu escreves muito bem, eu adoro o modo como escreves, o capítulo esta muito essencial e bom na minha profunda opinião (apesar de achares que ele não está nada de mais... enfim...) eu adorei muitas partes do capítulo como podes ver ^^ eu adorei-o como sempre... eu quero mais mais *-* eu fico sempre tão ansiosa, mas sabendo que está a chegar ao fim T_T

Eu realmente tenho que emoldurar (como quem diz encardenar) a tua fic amor, eu quero-a sempre à mão!
Faz mais para a Umma... apesar de estar no fim!

Amo-te muito amor (L) Monkey 32
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 21:34:31

XXVI Capítulo – A Chave do Equilíbrio do Universo




19/6/1925, Casa da senhora Fuk Kiu, Seoul, South Korea


POV JONGHYUN

Para variar, e não estou a usar a ironia, Kibum acorda-nos muito delicadamente. Nem dei por ele entrar no quarto! Não berrou, nem tão pouco fez gestos histéricos.
Acordei então, com os raios de sol que provinham da vidraça aberta por Kibum, ele ainda permanecia ao pé dela, como se saboreasse o quentinho suave do sol acabado de nascer.
-“Hum, Kibum? Bom dia!” – Digo, tirando os braços de volta do corpo de Jinki ainda adormecido e espreguiçando-me ainda com sono. Mau seria se não sentisse sono, custa-me a adormecer sem o conforto de saber que a Leonor está bem e em segurança.
Se não fosse o embalo saboroso de Jinki, jamais conseguia pregar olho ou abstrair-me da preocupação, nem que fosse só por um segundo!
-“Bom dia Jonghyun! Dormis-te bem?”
-“Dentro dos possíveis. Hoje até me custou mais a adormecer, a mim e ao Jinki! Ele estava extremamente agitado. Anda esquisito e fala de presságios…Aliás, tu também estás, Kibum! Hoje não me deste chapadas para acordar nem tão pouco soltas-te os teus gritos característicos!”
-“Presságios? É! Os ventos andam estranhos!”
-“Os ventos? Chego a ter medo quando vocês começam com essas coisas!”
-“Tem medinho o menino? Coitadinho! Vá, levanta o cu da cama para me vires ajudar a tratar do pequeno-almoço!”
-“E o Jinki?”
Vejo Kibum a abandonar a janela e a caminhar até à cama. Agacha-se perante Jinki e passando a mão devagar pelo seu braço, tenta acordá-lo.
-“Hyung? Acorda…”- Diz, serenamente.
-“Kibum? Hum” – espreguiça-se – “Passa-se alguma coisa?”
-“Não. Já nasceu o sol, hoje vamos treinar num sítio diferente, o Jonghyun vai ajudar-me a fazer o pequeno-almoço. Levanta-te e prepara-te para sairmos o mais rápido possível.”
-“Porque tenho que ser sempre eu?” – Pergunto, um tanto ou quanto indignado.
-“Porque eu estou a dizer! Vá!”
-“E eu não faço nada?” – Diz Jinki, sentando-se na cama ainda com ar ensonado.
-“Dás-me um abraço?”
Jinki olha para Kibum, surpreendido com o seu pedido. Estica então os braços para ele, dando depois um abraço apertado e sincero.
-“Kibum? Estás bem?”
-“Sim Jinki! Bem melhor agora.”- Diz Kibum, separando-se do abraço com pouca vontade e encaminhando-se para a porta.
No fim de um beijo rápido ao Jinki, sigo-o.

POV TAEMIN

Já sentia o coração acelerado e a respiração a querer descontrolar-se, as minhas mãos suavam em bica e mal conseguia agarrar a chávena de chá devidamente.
O Minho tentava que eu comesse um bolinho, garantindo-me que não estavam tão secos como os anteriores, mas tinha um nó na garganta do nervosismo habitual.
Por norma, Kibum quer que comamos com a devida calma, todos em roda da mesma mesa e que comamos bem, isto é, em quantidade suficiente para ganharmos as necessárias energias. No entanto, hoje ele mesmo não estava sentado à mesa, estava de um lado para o outro a beber o chá com um ar pensativo. O Jinki pairava a um metro e meio do solo com as pernas à chinês comendo um bolinho, o Jonghyun engolia os bolos com rapidez como se estivesse ansioso para algum acontecimento, o Minho parecia mais tranquilo, mas não sei até que ponto a sua calma não fazia parte da nova mascara forte e segura que ele andava a treinar.

Rapidamente nos pusemos a caminho. O Kibum afirmava que hoje o treino iria ser muito especial e, passado poucas horas de subidas íngremes, acabamos por chegar a um local incrível e extraordinariamente bem escondido.
Era estranho descrever aquele sítio, pois parecia completamente tirado de um livro de histórias.
Estávamos num local de grande altitude, onde estava mais calor do que o normal. Sem ser preciso pensar muito, compreendi o porquê da temperatura, estávamos numa cratera de vulcão, da qual se olhássemos através do enorme buraco, conseguíamos ver a lava fervilhante que podia entrar em erupção a qualquer momento, era só preciso a natureza assim o entender.
Abismados com aquele cenário pré-histórico e extremamente espiritual e fora do comum, chegávamo-nos o mais perto que a nossa coragem permitia, do final da cratera, isto é, inicio do buraco que dava caminho para uma morte certa e ardente.
-“No fim de pensar um pouco, veio-me à cabeça este local. Por vários motivos, por ser alto e estar carregado de atmosfera rica e de oportunidades de lançamento para o voo de Jinki se manter em segredo, porque é um vulcão e dai ter um grande contacto com o fogo mas também com a o interior da terra, por ser um sítio incrivelmente provido de vapores e lagos diversos, águas paradas e quentes, e por, acima de tudo, ser um local que prova a vida do nosso planeta. Aqui, nem sequer é preciso fazer silêncio absoluto para ouvir e sentir cada poro da natureza a respirar. A minha ideia é que se inspirem neste local e que consigam sentir os laços profundos que têm uns com os outros e com os espíritos do universo.”
-“Não podias ter escolhido um sítio melhor, Kibum!”- Afirma Jinki com um sorriso sereno no rosto.
Kibum, com um gesto, manda-nos formar uma roda, colocando-se no meio de Jinki e de mim, dando-nos as mãos. Minho dá as suas mãos a mim e a Jonghyun e o Jonghyun, por sua vez, dá a sua mão livre ao Jinki.
Não tenho palavras para explicar o que senti ao ver o que estava a acontecer.
Assim que demos todos as mãos em roda, o Kibum começou a brilhar, literalmente, como se ficasse possuído por uma luz azulada, igual àquela que curou a minha cicatriz, e, durante esse processo, no chão de terra era marcado, por uma força invisível, um pentagrama enorme do qual tinha os vértices precisamente no sítio onde tínhamos os nossos pés.
Relembro o quadro do quarto da senhora Fuk Kiu e acabo por perceber o seu significado real, daquele quadro sinistro do pentagrama e dos triângulos.
De repente, começamos a ouvir passos, dados por muita gente, pelo que parecia, cada vez mais próximos e, rapidamente tivemos que ficar em posição de alerta.
O Kibum mantinha a sua cor azul brilhante e parecia uma estátua, não se movia. Tentava acorda-lo do transe mas o Jinki, colocando-se à frente de Kibum em gesto de protecção, ordenou-me que o deixasse ficar.
Rapidamente dezenas de homens vestidos de preto invadem o recinto do vulcão com ar ameaçador. O que estava mais na frente, agarrava uma rapariga que estava cheia de nódoas negras e arranhões e que se tentava soltar amarguradamente.
-“LEONOR!” – Solta Jonghyun assim que a vê e, com o rosto a ganhar uma cor vermelha de raiva, avançasse para o homem para tentar salvar a rapariga. Assim que a agarra nos braços, Jinki manda-os para longe com um simples movimento de braços, fazendo com que estes ficassem encolhidos no chão, atrás de Kibum, agarrados um ao outro com força.
Minho depressa actua e, utilizando a lava do vulcão, o seu poder parecia brutalmente mais forte.
Chicotadas de fogo carbonizavam muitos homens de uma só vez, e Jinki, com os seus poderosos movimentos de ventos cortantes, cortava literalmente os restantes soldados.
Era um cenário de guerra horrendo e eu, mal conseguia respirar ou mover-me ao ver tudo aquilo. Os corpos queimados, a sangrar, os persistentes que tentavam matar o Jinki e o Minho tentando chegar a Jonghyun e a Leonor também...E eu? Aqui! Em cima da pedra alta pela qual tinha subido com desespero para me esconder cobardemente. Iam todos morrer e a culpa era minha e da minha fraqueza vergonhosa.
É então que noto uma nova presença no local. Um rapaz, com uma capa preta e prateada comprida, chega ao local a rir-se, fazendo um gesto com a mão, como se tentasse partir uma noz entre os seus dedos. Nesse movimento vejo o Minho a perder as forças e a latejar até se deitar no chão, aos gritos do que parecia ser a dor mais aguda que alguma vez sentira.
É como se um click se gerasse em mim. Uma agonia tremenda que ma faz descer da pedra com rapidez e correr até ao Minho, a chorar.
-“MINHO! NÃO, NÃO!”
Eu tinha que o proteger, eu precisava de o por seguro, é então que, sem saber muito bem como, começo a chamar a água daquele ambiente e a obrigá-la a formar um muro protector em torno de mim e de Minho, pondo a minha mão sobre o peito dele, desejado com toda a alma que aquela dor que o fazia gritar, parasse.
Jonghyun assim que deu conta do meu acto, precipita-se a levar Leonor, que tremia de terror, para junto de mim, e eu, rapidamente acolhi-a no meu escudo protector.
Jonghyun e Jinki uniram-se em acabar com os restantes soldados, o que não pareceu difícil graças à ira tremenda de Jonghyun.
Fracos e ofegantes, ajoelhados no chão de terra, Jonghyun e Jinki olhavam com raiva para o rapaz de capa negra que se ria maleficamente ao ver os seus soldados a morrer um a um.
-“Vocês! Inúteis elementares da bonitinha natureza, ousam pensar que me derrotam? Ahahaha, ridículos! Podem ter matado essa cambada de incapazes, e provarem que têm feito o trabalho de casa, lindos meninos! Mas derrotarem-me? Coitados de vocês! Vá, venham matar-me, do que estão à espera?”


POV JINKI


Eu, tal como Jonghyun, precipitamo-me para aquele monstro. Até que finalmente o Kibum acorda do transe e nos tenta impedir.
-“NÃO, PAREM! Jonghyun, Jinki, esta luta é minha e do Jaejoong, e é um com o outro que vamos resolver!”
O Kibum estava sério demais e a sua voz estava mais forte e rouca que o normal. Nos olhos dele, eu via que ele pretendia passar uma mensagem nas entrelinhas, mas não a percebi no momento.
Kibum caminha em direcção ao tal rapaz que parecia ter o nome de Jaejoong e encara-o:
-“Esta luta é entre nós!”
Reparei que assim que o Kibum olhou nos olhos dele, o Jaejoong fraquejou, todo o seu rosto perdeu a rigidez e até me pareceu que os seus olhos ficavam menos negros e opacos. No entanto, dar parte fraca não parecia estar na mente dele.
-“Aahahhaha, é assim que queres franganote? Tudo bem, eu dou cabo de ti primeiro. Logo depois, dou o beijinho mortífero aos bonitões dos teus amigos.”
Segundos a seguir, o Kibum lança-se a Jaejoong e mal podia acreditar no que os meus olhos viam! Em vez de um acto de violência, o mais esperado, Kibum abraçasse a Jaejoong com força para que ele não se conseguisse libertar.
No rosto de ambos via a dor que os seus gritos provavam. Aquele gesto parecia ser agoniante, tanto para um como para outro, e isso preocupava-me.
-“A terra estável sem o vento leve, era insuportável, o fogo poderoso sem a água calmante, era sinónimo de morte, a luz sem o escuro simplesmente não tem qualquer significado. Morrer? Juntos!”- Diz ele, com gritos forçados entre os gritos de dor daquele abraço.
O Meu coração gela, o tempo pára, os meus ouvidos ficam surdos e a minha respiração parecia ter ficado em pausa quando vejo o Kibum a puxá-los, a eles os dois, para dentro da cratera vulcânica e a desapareceram por entre a lava escaldante.
A atmosfera ficou silenciosa e o cheiro a sangue e a morte dos soldados caídos, entranhava-se pelo meu corpo vazio e sem sentido.
Cravando as mãos na terra, tentando voltar a encher os pulmões de ar. O melhor que consigo fazer é soltar um choro desesperado e chamar pelo Kibum, sucessivas vezes até não ter mais forças e agarrar-me a Jonghyun, que igualmente tinha a cara coberta de lágrimas que iam sendo renovadas, numa agonia do sentimento de perda perpétua.
Taemin a soluçar rapidamente se encaixa nos meus braços, a pedir desculpa vezes sucessivas, não me preocupei em saber porquê. Leonor, ajoelha-se à frente de Jonghyun e agarra-lhe as mãos sujas de sangue e terra.
Olho Minho com receio, a cara dele estava como eu previa, séria e revoltada.


25/7/1925, Casa da senhora Fuk Kiu, Seoul, South Korea


POV MINHO

À medida que os dias passavam, cada vez as coisas se aclaravam melhor na nossa cabeça, a minha revolta, ainda que muito forte, ia acalmando.
Quando o Kibum se mandou para a lava e desapareceu da nossa visão, a culpa não parava de me perseguir, pois eu tinha prometido que venceria a guerra e na altura, eu julguei que ela tivesse perdida, graças, em parte, à minha fraqueza perante o Jaejoong.
Havia dias em que, vendo toda a gente vazia sem o Kibum, a sofrer com a perda, me irritava com o próprio Kibum e mandava ao céu “porquês” dos quais eu não conseguia ver a resposta devido ao muro de mágoa. Porém, graças essencialmente ao novo líder do nosso grupo, ao Jinki, todos nós conseguimos aos poucos ingerir a verdade e compreender o que Kibum tinha feito. Afinal de contas, o que ele fez tinha que ser feito para que o universo pudesse estar em equilíbrio, claro está que se o mal não existir, o bem nunca terá significado e vice-versa, uma sentença porém que custa a compreender e a ingerir.
A coragem do Kibum inspira-me em estar atento para as minhas missões, tal como ele esteve e a cumprir a sua missão, e a presença dele, que continua ainda no meio de nós e de todo o mundo, é a luz do nosso grupo.
Para que não morrêssemos à fome, e também porque não aguentaria estar longe dela, fui buscar a minha ummah e ela tornou-se a nossa cozinheira de grupo, no fim de me ter prometido que guardaria o nosso segredo.
O Taemin, está cada vez a evoluir mais a olhos vistos e aos poucos vai conquistando o coração da minha mãe também, não fosse ele o meu maior herói.
No fim de ter percebido que o jogo não estava perdido mas sim a começar, o novo ânimo cresce a cada milésimo de segundo.
-“Taemin-ah, quantas vezes eu já te disse para não te pores assim tão perto da lareira durante tanto tempo?!”
-“Minho, shiu! Tu sabes bem que eu gosto!”
E espero que saibas que eu gosto de ti, miúdo corajoso.


Noite, 25/7/1925, Centro da aldeia da Montanha, South Korea



POV JINKI

-“E foi assim que o poderoso Key acabou por acabar com as forças do mal, unindo-se a elas e abraçando-as. Percebem meninos? Se na escola houver algum rapaz que esteja a ser mau com vocês ou com um colega vosso, vocês não devem ser maus para ele, devem tentar que ele mude e que veja que está errado.”
-“Mas se nós tentamos falar com ele, appa, ele vai tentar bater-nos!”
-“Quer-me parecer que isso não vai acontecer. Prometem que tentam resolver as coisas com ele da melhor maneira, como o Key fez?”
-“Daeh appa!”- Dizem-me em coro, estão cada vez mais diferentes no físico, acho engraçado.
-“Óptimo!”
-“Appa…”- Diz a menina, com um ar confuso tentando subir para o meu colo.
Pego-a e sento-a num abraço:
-“O que foi princesa?”
-“O que quer dizer “Key”?”
-“Key, significa chave, o Key é a chave do equilíbrio do universo!”
-“Appa onde está o Key?”
-“O Key está ali no céu princesa!”
-“Ele morreu?”
Sorrio para ela tentando impedir o beicinho triste que já se formava no seu rosto.
-“Não amor, o Key ainda continua vivo, o Key é aquela estrela ali, vês? A maior, a que está mesmo junto da sua Lua.”
-“O Key é bonito!”- Diz a menina, sorrindo para a estrelinha que olhávamos pela janela.
-“Ahahah sim, eu também acho que sim!”
-“Appa amanhã vens outra vez visitar-nos?”
-“Está prometido!”
-“E trazes o Jonghyun?”
-“Só se portarem bem e se ele se portar bem! Ahahah!”
Custa-me sempre deixar os meninos à noite quando regresso da minha visita, mas não sei porquê, até me apetece cantar quando admiro o reflexo da lua e das estrelas durante o rio do caminho de regresso a casa.



FIM DO COMEÇO DA NOVA ERA
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 21:35:43

um obrigado especial às minhas maiores inspirações:
-Posi (donsaeng)
-Kim Haneul (ummah)
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 21:56:05

Edit:
mwezi escreveu:
um obrigado especial às minhas maiores inspirações:
-Posi (donsaeng)
-Kim Haneul (ummah)

Oh meu amor, tu deixas-me tão corada, credo!!!! >//<




(tu sabes que o comment já estava feitinho... por isso...)
Primeiro... FINALMENTE EM CASA PARA LER *-* (visto que ontem à noite não consegui ler... mas tinha aberto... só que prontos... confusão a mais para ler)
Agora estou a comer pedaçinhos de maça... a sério logo quando chego ao pc é só coisas abertas relacionadas contigo =P

E agora... O ÚLTIMO T_T OMG POR ALGUMA RAZÃO ESTOU ANSIOSA POR VER COMO ACABA, MAS MAS... EU AMO DEMASIADO A FIC PARA ELA ACABAR T_T eu já disse-te isto quantas vezes? ^^
Vamos ler ^^

~A ler~


Spoiler:
 
Eu já tinha subido a palpitação quando vi que ele estava agarradinho ao Jinkizinho, depois quando leio isto até deixo cair o mini garfito da boca >_<'' So sweet~


Spoiler:
 
Estranhas-te não estranhaste Jjongie, agora toma, aí tens um Kibummie normal ^^


Spoiler:
 
Tipo, eu a começar a ler a frase era O.O O QUE ESTÁ ELE A FAZER... depois... acabo e fico ... ahhhhh... ^^ a minha mente é tão perversa =p


Spoiler:
 

*-* WOW ADORO SITIOS ASSIM *-* eu sou fascinada por vulcões pah! Maçã acabou >_<''


Spoiler:
 

Sem dúvida que é o MELHOR local de todos! Aiiii que inteligente *-*



Spoiler:
 

OMGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG~ :shock:


Spoiler:
 
AHHHHHHHHHH EU VOU MATA-LOS >_<'' é agora que tudo começa e acaba T_T que emoção tão grande meu Deus!


Spoiler:
 

Aiiii que orgulho usam os seus poderes tão bem *-*


Spoiler:
 
JAEJOOONGGGG EU VOU BATER-TE (não matar-te porque sou incapaz... mas) PÁRA DE MAGOAR O MEU MINHO! T_T


Spoiler:
 
Aiiiiii está espetacularmente mau, que sexy meu Deus *-* só consigo imaginar tudo à minha frente aiii meu Deus....


Spoiler:
 
Aii Kibummnie... aii Jaejoong... tu ficaste mais ... docil ao olhar para os olhos do Kibummie *-* aiiii meu Deus tenho o coração a palpitar tanto *-*


Spoiler:
 
Eles... provocam dor um ao outro apenas com um toque *-* AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH MEU DEUS EU AMO ISTO *-*


Spoiler:
 
OH MEU DEUS OH MEU DEUS OH MEUUUU DEUSSSSSSSSSSSS (aviso saltei um esguincho tão grande e a minha Umma a dormir >_<'') MAS PAHHHHHHHHHHH EU JÁ ESTOU COM LÁGRIMAS NOS OLHOS! KIBUMMIE SÓ TU PARA TE LEMBRARES DE FAZER UMA COISA DESSAS MEU DEUS! Foi tão corajoso, tão corajoso...


Spoiler:
 

Eu sabia que eles iam ficar assim, eu sabia, é horrivel... T_T


Spoiler:
 

QUE FOFOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO *-*


Spoiler:
 
Ohh que fofinhooo, tão lindo *-*

~Termina de ler (de vez)~


Dá-me dois segundos para limpar as lágrimas again, este último POV comoveu-me tanto T_T e não reclames por eu estar a chorar... eu choro sempre com fins, por vezes, prontos.. eu afeiçoei-me demasiado à fic e prontos tinha que chorar >_<''
Opahhhh tu nem imaginas o quanto eu amei este capítulo, ele está maravilhoso, lindo, perfeito, emocionante, comovente, sincero, tão verdadeiro, eu AMEI tanto que nem sei como hei-de dizer... opah teve tudo um significado e... aiii eu adorei tanto, mesmo tendo o nosso Kibummie sacrificado pelo equílibrio do universo, eu fico feliz porque os meninos continuam juntos *-*
Mas em especial, amor... eu adorei o modo como terminas-te a fic, ficou tão bonita com o Jinkizinho e os seus meninos... ficou mesmo lindo, adorei!

Eu sei que sou uma seguidora muito... chata, eu sei... mas pah eu AMO TUDO O QUE ESCREVES... amo amo e amo... tá dito e escrito!

Agora não posso pedir mais *beicinho* mas... EU VOU ESPERAR POR MAIS =P eheh~ nós nunca nunca deixamos de escrever ^^

Eu amo-te muito princesa (L) Monkey 32 Monkey 32 Monkey 32
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 22:17:27

:') posso chorar?
Esta fanfic realmente foi muito importante para mim, principalmente por ter amigas como tu, que me motivam tanto e me elogiam tanto, ao ponto de me dar mais confiança e força para fazer o que eu gosto!

Obrigado por tudo ummah <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 22:27:46

Aniyo, chorar não! (tal e qual como disseste)

You're my love, my baby, which is why I'll always support you at all!

só digo verdades... por isso... tu é que vês como elogios =PPP
Ora essa, sua babo, eu amo-te, como sempre te direi, farei tudo por ti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
mwezi
Stalker
Stalker
avatar

Feminino Mensagens : 865
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 23
Localização : Seoul, South Korea

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 22:50:27

:') minha ummah
Saranghaeyo, tu sabias?
Voltar ao Topo Ir em baixo
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 23:04:48

Hmmm... acho que sabia =PP neomu saranghae baby!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Posi
Moderador
Moderador
avatar

Feminino Mensagens : 7349
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/05/2011
Idade : 22
Localização : Localizada

Ficha do personagem
Grupos:
0/10000  (0/10000)
Aulas&Pontuação!:
0/10000  (0/10000)

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Dom 22 Jan - 23:17:16

Eu basicamente li isto antes de ti umma, nheknheknhek
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://unonnie.tumblr.com
AndieLiu
Dance Machine
Dance Machine
avatar

Feminino Mensagens : 5853
Reputação : 4
Data de inscrição : 31/05/2011
Idade : 23
Localização : Wanted Dead or Alive

MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   Sab 4 Fev - 15:27:07

Ai leste? Eu li assim que foi acabado de fazer! *hunf*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 19 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~
» memória fotográfica ~FANFIC COMPLETA~
» that first look ~FANFIC COMPLETA~
» Elle Girl Entrevista com Tokio Hotel completa por Natsumi
» Fanfic:Rebelde

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: