SHINee Portugal

SHINee Portugal

Um lugar de carinho, uma segunda casa, um lugar de encontro de Shawols e não só!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 YAYAYA {Completa, último chap na página 29}

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 12 ... 18  Seguinte

Estás a gostar da fic?
Sim!
79%
 79% [ 15 ]
Não :c
0%
 0% [ 0 ]
Ainda não li :s
21%
 21% [ 4 ]
Total dos votos : 19
 

AutorMensagem
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 17:06:14

O.O HOLY CRAP xD okok... tinha de ser de uma cantora coreana xD mUAHAHAHAHA xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 17:35:06

yup xD se vires a imagem do teaser do pinochio ela tem os mesmo sapatos, mas doutra cor - pretos e brancos xDD

lool xD mean person xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 17:42:40

Aaaah bom okok xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 17:54:55

onewdubu escreveu:

Nana, adoro a tua assinatura *-* xD

a minha? obrigada xD

Citação :
MinNeul começa a andar como se fosse um felino, de joelhos e mãos no chão e derruba MinHo, enquanto se senta em cima dele. Debruça-se à frente e começa-o a beijar, não o deixando sequer respirar, tocando-lhe de forma selvagem e bruta, e passando as mãos pelo tronco. MinHo senta-se e tira a t-shirt, e MinNeul senta-se com as pernas à volta do tronco dele. MinHo ia tirar-lhe o vestido justinho e que deixava marcar todo o corpo dela. Abre-lhe o fecho do vestido. Seguem-se beijos no pescoço e pelos ombros enquanto ela lhe passa a mão pelas calças – zona da breguilha – vezes sem conta. Abre-lhe a breguilha.

AH MALUCA ~

Citação :
Tudo isto não tinha pensado de um sonho. Era dia 13 de férias. De manhã cedo. MinHo acorda envolto em suor. Ele olha debaixo dos lençóis.

só podia ............... xd

Citação :
MinHo: Eu acho que nem preciso de dizer nada, porque a explicação para ter os lençóis à volta da cintura quer dizer duas coisas: ou estou nu, ou...
JongHyun, acorda logo com a última frase: OH MEU DEUS~ , tiveste um sonho pornográfico?
MinHo: Bingo.

AI NAO PODE XDDDDD

Citação :
DongWoo: Dá-lhe gás, Jjong! ~

AI NAO, MORRI A RIR AQUI XDD

Citação :
“Kekeke, se precisares de alguma coisa disto, já sabes. Pode-te dar jeito. Os teus amigos cupidos.” Onew levanta mais o lençol e encontra um preservativo.

REIZOLAS XDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
MarthaShiro
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 133
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 18
Localização : Hell

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:06:52

Kukuku
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pale-kid.blogspot.pt/
MarthaShiro
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 133
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 18
Localização : Hell

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:09:19

Altas Sapatos Ann o.o - Até Os Meus de Plataforma Devem ser Mais Discretos ftw xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pale-kid.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:13:21

O.O AMO A TUA ASSINATURA!!! O.O (matts)
Voltar ao Topo Ir em baixo
MarthaShiro
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 133
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 18
Localização : Hell

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:15:14

O.O - Obrigado? xDDD ~*inside*: a minha primeira assinatura tem um elogio *-*~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pale-kid.blogspot.pt/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:30:19

Ahahaha como nao podia ter um elogio? O.O ele tá bué lindo O.O
Voltar ao Topo Ir em baixo
MarthaShiro
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 133
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 18
Localização : Hell

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 18:34:09

Taemin é um sexy *-*; Buuuu ;b
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pale-kid.blogspot.pt/
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 19:08:41

ai ann eu amei.. sim foste um pouco perversa, mas como tens de agradar a umas leitoras perversas já se sabe...

oh onew não o vais usar?? key vai lá busca-lo, usamos nós ^^

minho? isso tá mal filho

jjong e SuMin *.*

Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 19:21:39

omfg unnie, qe perv xDD
agora és minha unnie emprestada xDD

ainda bem qe todas vocês gostaram...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 19:23:43

posso não ser emprestada, se quiseres... ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nikkie
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4125
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/06/2011
Idade : 20
Localização : Korea ♡

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Dom 22 Abr - 19:42:32

lenitta escreveu:
ai ann eu amei.. sim foste um pouco perversa, mas como tens de agradar a umas leitoras perversas já se sabe...

oh onew não o vais usar?? key vai lá busca-lo, usamos nós ^^

minho? isso tá mal filho

ahahahahah xDDD
eu amei isto lenny xD

Vais ja tirar a inocencia do KiBum? xd
ui ta muita mal tá ~~~~~~~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://yoonhuns.tumblr.com/
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Seg 23 Abr - 10:01:52

oh nikkizinha é só ele deixar hehe

ann a unnie quer mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annlunah 찬영 상태 ♥
Broken Time
Broken Time
avatar

Feminino Mensagens : 1728
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/06/2011
Idade : 19
Localização : Philippines. Kidnaping SeHun's typist.

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 18:27:56

Capítulo 10



Dia 14 de férias. Terceiro dia no bosque, como clandestinos. Era de manhã. Os rapazes abriram a tenda e viram que eles não estavam na zona da mesa. Verificaram que a cama tinha sido usada.

JongHyun: Estou para ver o que é que vamos encontrar quando virmos onde eles estão... soa-me que fiz bem em ter deixado ficar um presentinho debaixo da cama...
MinHo: Mau, o que é que fizeste?

JongHyun avança e vê Onew, já acordado e sentado na cama, estando a cama feita de um dos lados.

JongHyun: Então, a noite foi divertida?
Onew: Perverso! Logo vi que tinhas sido tu...
JongHyun: Pelos vistos, viste o que te tinha deixado aí debaixo...
Onew: E se quiseres saber, continua lá debaixo. Devias-me conhecer minimamente. Eu nem dormi debaixo dos lençóis, por uma questão de respeito! Portanto, com licença, que preciso de ir “à casa de banho”. Não é saudável passar a noite inteira sem poder fazer necessidades, e mesmo com vontade não as poder fazer... vejam lá se da próxima vez deixam qualquer coisa por aqui. – Acorda ChanYoung, que teima em dormir e lhe agarra o braço enquanto dorme. – ChanYoung, estamos livres! Podemos sair daqui! E os culpados do nosso sequestro estão à nossa frente...
ChanYoung, meia a dormir: Hmm, Onew, deixa-me dormir... – Repara nos rapazes à frente dela, todos encavalitados uns nos outros, a espreitá-los. – Oh espíritos da floresta, foram vocês? Para que é que fizeram isto tudo? Aliás, para que é que nos prenderam?
TaeMin: Um jantar romântico... é sempre bom para despertar...
Kai, completa TaeMin: ... sentimentos mais profundos.
ChanYoung: Obrigada, rapazes, mas eu tratava disso sozinha, não era preciso se estarem a incomodar. Além de que tudo agora tem de ser o mais discreto possível, e quanto menos pessoas souberem, melhor. Ou já se esqueceram que continuo noiva do SiWon?
Key: Precisámos de dar um empurrãozinho, porque o trenglamengo do Onew não faz nada sem empurrões das outras pessoas. E lá teve de ser. Mas agora vamos ver a câmara!
ChanYoung: Desculpem estragar-vos a festa, mas eu desliguei-a assim que me apercebi que ela estava lá. Apesar de ainda ter bastante tempo de gravação, ainda...
DongWoo, empolgado: Não interessa! ~ Vamos ver!
Onew: Pois eu vou à “casa de banho”! Mas não vejam sem antes eu ver as minhas figurinhas ontem... eu tava só a cortar as massas que iam duma ponta do prato à outra...
Key: E eu que tive tanto trabalho a procurar massas tão compridas... e tu chegas lá e cortas! Desmancha-prazeres! Eu queria ver um beijinho! Só um!
Onew: Mas podes ver, meus e da ChanYoung é que não... pelo menos em público. Ainda corremos o risco de sermos os dois expulsos...
ChanYoung: Se isso passasse pela cabeça do SiWon... aliás, ele já pensava que o andava a “trair” mesmo antes de o fazer. O melhor que tenho a fazer é ter uma conversa privada com o xamã, para ele me ler o futuro. Se estou destinada a casar com o SiWon ou a ser expulsa, ou se ele me vai libertar do noivado. Mas se calhar é melhor não, ainda falava com o chefe, e lia-me a mente, e o chefe expulsava-me logo... sei lá...
Onew: Oh pá, desculpem-me lá, mas eu tenho mesmo de ir a outro lado fazer as necessidades... e se quiserem beijo, peçam depois para eu tirar fotografia e mostrar. Ou esperem até a libertarmos do SiWon e do noivado. EU AGORA TENHO DE IR! ~

Onew sai da tenda a uma velocidade quase hipersónica e saem todos os outros também, discretamente de dentro da tenda. ChanYoung não podia estar mais feliz, mas não podia deixar transparecer toda essa alegria. Apesar de toda essa felicidade, devido ao beijo – Embora tivesse sido leve e suave. – que tinha acontecido entre ela e o Onew, não poderia deixar passar essa felicidade, pois ainda tinha assuntos pendentes que a deixavam angustiada: o casamento para breve, o noivado forçado e outros menos relevantes. Não podia condenar o Onew pelo beijo que ela lhe tinha dado, muito menos dar a entender que alguma coisa se tinha passado entre eles. Para isso, simulou que tinha voltado do topo da cascata, que tinha passado a noite na floresta densa. Sujou o vestido com terra e poeira, assim como a pele dela, despenteou o cabelo negro e enorme e simulou o melhor que pôde aquilo que pretendia mostrar.

ChanYoung: Rapazes, peço imensa desculpa, mas tenho de simular uma noite passada na floresta. O SiWon deve ter andado à minha procura... infelizmente... mas tenho de fingir que dormi na floresta. Eles não podem descobrir, e são muito perspicazes. Aliás, somos todos. Caraterística de índio. Índio que é índio é perspicaz e avista o perigo.

ChanYoung entra na aldeia dos Tupi e dirige-se para a sua tipi, passando por algumas pessoas da sua idade que a viam desgrenhada, deixando o pensamento que ela pretendia deixar: refugiou-se numa gruta e acabou por dormir lá, ou algo assim do género. Onew voltou para junto deles para ver o vídeo. Entraram todos numa tenda para ver.

YuSoo, escondida no topo da sua árvore com MiHyun, a sua aprendiza de feiticeira pagã: Pelo que se viu, a ChanYoung traiu automaticamente o SiWon com aquele rapaz que nós esperávamos que ela o fizesse, o tal de Onew. Como o SiWon ia gostar de saber disto... e depois eu casaria com ele, e quando lhe fosse dar os herdeiros que ele tanto quer, destruía-o aos poucos, e assim tu e o JiHo subiriam ao poder. A vingança perfeita! E ambas conseguiríamos aquilo que queríamos...
MiHyun: Mas como é que pretendes atrair o SiWon até cá fora para falar contigo? E ainda para mais fazerem um pacto?
YuSoo: Ainda não sei, mas em breve terei uma resposta. Não pode passar de hoje. Tenho de lhe tatuar no pulso uma estrela de seis pontas azul-escura, a tatuagem controladora de mentes quando feita no pulso direito, se é que me percebes. Só depois poderei pôr o nosso plano em marcha. Ajuda-me a conseguir que ele hoje venha cá fora. Dá-me ideias.
MiHyun: Posso-lhe dizer que há uma pessoa que sabe mesmo onde a ChanYoung ficou de noite, e ambas nós sabemos.
YuSoo: Com o plano que eu tenho para depois, acho que a ChanYoung não é problema nenhum. Basta esperarmos por eu lhe tatuar a estrela azul e ele fará exatamente aquilo que eu pensar que ele terá de fazer. Tenho de estar concentrada, mas nas primeiras dez horas, vais estar mais do que controlável, vai estar até controlável a nível mental. E aí sim, vou lançar a carta que tenho escondida há tanto tempo na minha manga.
MiHyun, curiosa: Que é?
YuSoo: Nada me garante que resulte. Mas só espero que sim... mas se resultar, irás ser a primeira a saber. No momento certo revelarei tudo.
MiHyun: E então como despacho a YoungKi? Fogo, parece coisa de irmãs... as duas ficarem com os filhos do chefe... aff... eu preciso de me adiantar, o JiHo em breve fará os 18 anos. Depois terá de ser preparado também o noivado... e eu quero mesmo muito ser mulher dele e depois tornarmo-nos os chefes da tribo...
YuSoo, como quem não quer a coisa: Tudo a seu tempo, MiHyun...

Estas desaparecem, mal avistam as índias saírem da aldeia. MiHyun entra na tribo discretamente e passa por elas. Elas vão procurar ChanYoung, pois ainda não a tinham visto.

MinNeul, sem muita vontade: Tu! Viste a ChanYoung?
MiHyun, responde só por responder: Ela entrou há pouco tempo na aldeia. Procurem-na lá dentro. – Segue para dentro com ar de princesinha prestes a tomar o poder, meia com o nariz empinado.
HyunAe, a gozar com ela: Sou a maior! Vou casar com o SiWon ou com o JiHo e vou-me tornar a rainha do mundo! Só não sei é como ainda!
SuMin, alinha: Acho que é melhor não dizeres isso alto, senão ela lança-te um feitiço proibido...
YoungKi: Ela deve ser tão boa feiticeira como é boa pessoa... ou seja, um autêntico falhanço! Porque até agora não se juntou nem ao SiWon nem ao JiHo!
MinNeul: Isso é porque os meus irmãos são bons demais para uma traidora, fútil, mesquinha, baixa e monstruosa como ela...
MinYeon: Mas temos de ter atenção a ela, porque ela pode bem ser uma dos três inimigos que a tribo vai ter de reduzir a pó.

Os rapazes tinham acabado de ver o vídeo da noite anterior, que apesar de ter pelo menos umas quatro horas, tinha sido passado a pente fino e nada. Só duas investidas e a confissão por parte da ChanYoung, aprovada pelo Onew, que também ele tinha admitido ter havido alguma coisa. Nada mais, para além disso. Tal como ChanYoung tinha dito. Eles iam a comentar a “falta de ação” no vídeo e o Onew estava acanhado por ver as “investidas” e não se ter apercebido de muito. Ele até tinha percebido, mas a inocência tinha feito com que ele esquecesse aquilo que via e que achava que podia ser algo, mas que também podia não ser. TaeMin não vê Momo, pois já tinha ido para o trabalho. Mas Key vê MinYeon que vai discretamente até ele, e JongHyun vê SuMin, que como que, contrastante, se manda para cima dele e abraça-o, pendurada nele, segura pelos pés, à volta da cintura, e pelas mãos à volta do pescoço. Onew sente-se solitário pois não pode mostrar o que sente livremente. Mas ignora isso e sorri. MinHo esconde a cara de MinNeul, evitando olhar para ela.

MinHo: Se eu não olhar muito, muito, pode ser que fique só quente, por isso, não corro o risco de me incendiar... – Suspira.
Onew: Vai-lhe dizer annyeong ao menos, não?
Kai, no gozo: Ele está com medo de avariar outra vez, mas desta vez, mesmo de vez, e depois já não baixar, não é, hyung?
MinHo: Vês como sabes, Kai?
TaeMin: Oh céus... no meu tempo não havia pornografia explícita, ainda por cima com menores a falarem de outros menores... ainda por cima serem rapazes a falar de outros rapazes, que são os melhores amigos uns dos outros... isso é demasiado estranho para mim...
MinHo, no gozo: Ah, mas tu e o Kai são como raparigas... além disso nós somos todos como raparigas também, porque contamos tudo... pronto, não tudo... mas contamos grande parte das coisas aos outros...
DaeSung: Também acho que sim...
DongWoo, no gozo com DaeSung: Dá cá um abraço, unnie! ~

As índias que não estão ocupadas com os seus caras-metades começam a olhar para eles os dois com cara de caso e para os outros e começam-se a rir. DongWoo começa a perseguir HyunAe, porque ela se estava a rir dele e do DaeSung a dar um abraço, armados em “ahjjummas” (=avós, tias) e a rirem-se. DongWoo também fez isso para arranjar um pretexto para perseguir a HyunAe. Tenta apanhá-la, mas ela começa logo a saltitar, elétrica e energética, sem parar. Continua-se a rir dele e a picá-lo.

DongWoo: Do que é que te estás a rir, dinossaura?
HyunAe, confusa, em hangul: Dinossaura? É?
DongWoo: És sim! – Faz caretas que lhe levam a pensar em dinossauros, como meter as narinas para cima e fazer caras desse género. – Isto é dinossauro. Eu sou dinossauro.
HyunAe: HyunAe eu. Tu DongWoo. Não dinossauro.
DongWoo: DongWoo dinossauro. HyunAe dinossaura. Dinossauro perigoso. Dinossauro vai apanhar-te!

HyunAe começa a correr que nem uma doida, a fugir do DongWoo, e a rir-se e o DongWoo vai atrás dela a imitar um dinossauro. Ela começa a trepar às árvores e o DongWoo fica por baixo das árvores à espera que ela desça. Decide gritar.

DongWoo: Só no chão! Aí em cima não vale! Podes cair...
HyunAe: Aniyo. Cair nãaa... – HyunAe desequilibra-se e cai mesmo. Mas por sorte, cai dentro do lago. DongWoo corre para o lago para a tirar de lá. Mete a mão na cabeça. – Aish...
DongWoo: Fogo, tu só podes ser doida... tu andas-te para aí a mandar das árvores abaixo e esse género de coisas... oh deus...
HyunAe, tira a mão da cabeça: Bem. Não dói.
DongWoo: Mas eu agora tenho cara de babysitter ou quê? Pareço tua ama, ou o caraças... aff... – Pega-a ao colo, pelas pernas e leva-a para fora dali.
HyunAe, a ser teimosa: Eu bem! ~
DongWoo: Tu doida! Tu não bem! Entendeu, dona dinossaura?
HyunAe: Tu larga!
DongWoo: Não largo, não podes andar por aí a cair e a aleijares-te só porque te achas a maior e porque parece que nunca ficas cansada. Há limites. Tens de parar. E beber café, e tomar os comprimidos que a Momo te traz. Assim só vai ser mau para a tua saúde. E vais meter todos doidos de preocupação. E não pode ser, tens de parar. Já viste que te aleijaste várias vezes porque caíste de uma árvore em dois, três dias?
HyunAe: Sabes?
DongWoo, pousa-a no chão pois voltaram para perto dos outros: Sim. Por isso toma cuidado.

DongWoo pousou-a no chão. HyunAe lembra-se que a ChanYoung não está lá, mas ela ia a sair. Confronta-a.

HyunAe, em tupi, com cara de chateada: ChanYoung! ~ Tu disseste do café e dos comprimidos ao DongWoo? Das minhas coisas? Minhas coisas! Não são de todos...
ChanYoung: Não faz mal nenhum que ele saiba, para saber com o que pode contar. Além do mais andas por aí a correr, roubar coisas, não para quieta, não comes como deve ser, não dormes como deve ser... apenas fiz aquilo que tinha de fazer.
HyunAe: Ele disse-me para tomar as coisas redondas que custam a engolir que a Momo traz de fora. Os comprimidos, não é? Mas eu não gosto daquilo, e nem do café... e não gosto de me sentir como que a dormir em pé. Mas eu sei que tenho de estar saudável e não andar por aí a cair por tudo o que é sítio. Mas olha, quanto ao roubar foi só duas vezes. Foi a camisola do JongHyun dinossauro e o anel do DongWoo dinossauro.
ChanYoung: Dinossauro? – Ri-se. – Mas tu sabes por acaso o que é um dinossauro? É porque um dinossauro é um lagarto gigante com pernas de avestruz e cabeça de crocodilo e nariz de macaco, que come animais e plantas, ou melhor, tudo o que vê à frente... a sorte é que já não existem, porque morreram todos.
HyunAe: O DongWoo disse que era um dinossauro, que o JongHyun era um dinossauro e que eu era uma dinossaura... ai eu vou matá-lo! ~ Eu não sou dinossaura! ~
ChanYoung: Tu é que sabes, mas eu vou tomar um banho à cascata. Vocês os dois que se entendam... peço desculpa, mas dormi na floresta...
HyunAe, sussurra: Não dormiste não, que eu sei! Eu, a Nena, a SuMin e a MinYeon ajudámos a dizer aquilo que gostas de comer... mas olha, eu digo que dormiste na floresta, porque a pequena luz e a estrela brilhante não sabem de nada! E não convém que saibam... agora vá, vai!

ChanYoung abandona o grupinho, onde tinha estado por instantes e dirige-se rapidamente para a cascata, seguida pelos olhos do Onew, que queriam ver, mas ao mesmo tempo não queriam. Tinha-se fixado nela e no momento que ela se ia preparar para tomar banho, desvia o olhar, evitando ver qualquer tipo de coisa que o deixasse mais aluado do que já estava. Estavam a falar com ele. As índias não reparam que ele está de olhos postos na ChanYoung pois estava mesmo de frente. Mete-se mais de lado para evitar distrações e dar nas vistas e olha para todos.

Onew: Hmm... digam. Estava a pensar.
MinNeul: Eu estava a perguntar o que vocês querem fazer hoje.
JongHyun, a tentar juntar o casalinho de vez: Eu sei de uma coisa que o MinHo gostava de fazer hoje contigo, ó MinNeul...
MinNeul, a perceber que vindo do JongHyun não podia ser coisa boa: Que é?
MinHo, antes que ele diga mais alguma coisa: Explorar! É isso, explorar o bosque, andarmos todos por aí pelo bosque a explorar... e não era com ela! Era com todos!
Key, sussurra, no gozo, mas ao mesmo tempo a sério: JongHyun, perdeste uma oportunidade para estar calado, não vês que o rapaz fica meio atadinho a pensar naquilo que todos nós já sabemos? Ele nem consegue olhar para a cara da rapariga como deve ser...
JongHyun: Tenho de arranjar maneira de juntar aqueles dois casmurros... como é que não faço a mínima ideia... mas arranja-se alguma coisa para tratar disso depois...
TaeMin, fala um pouco mais alto que os outros, sendo facilmente audível: Depois quero participar no plano!
Kai, sussurra: Fala baixo, TaeMin... eu também quero...
MinNeul: O que é que andam a segredar?
DaeSung: Ah, não é nada. Estávamos só a dizer que temos de ir buscar algumas coisas para irmos dar uma volta por aí.

Eles vão buscar alguns enlatados à tenda temporária onde estavam – a do Key e do MinHo – e “despejam” salsichas, atum e coisas do género dentro do pão, com folhas de alface e tomate e outras coisas lá dentro. Embalam-nas e metem dentro duma mochila. Seguem caminho. ChanYoung vai só se vestir e junta-se aos rapazes e às raparigas. As raparigas vão à frente com os rapazes todos ao molho. SuMin e JongHyun iam os dois muito contentes enquanto brincavam e namoravam, assim como Key e MinYeon, enquanto o Key apanhava algumas flores para a MinYeon e lhe dava. Mais atrás que eles iam o Onew e a ChanYoung, mesmo lá atrás, sem puderem dar nas vistas, apenas com a mão dada, dentro do bolso das calças do Onew. ChanYoung ia ligeiramente mais à frente que ele, para dar a parecer que tinha as mãos atrás das costas, fazendo um ilusão de ótica. Eles seguem. ChanYoung lá é pedida que vá para a frente deles “liderá-los” e traduzir tudo.

ChanYoung, em tupi: Podíamos ir ao topo da cascata, lá bate um vento bom na cara e dá para nos sentarmos debaixo das árvores e descansarmos. Que me dizem? Vamos até ao topo?
MinYeon, lá atrás: Muito gostas tu do topo da cascata...
ChanYoung: É para sentir o vento...
Nena: Não é à toa que te chamamos vento livre...
ChanYoung: Isso já eu sei! ~ Mas vamos ou não?
HyunAe: Sim!
SuMin, goza com HyunAe, lá atrás: Não me digas que te queres atirar da cascata abaixo para o DongWoo dinossauro te ir salvar a seguir...
HyunAe: Se tiver de ser... que venha lá ele me salvar... – Entra no mundo da lua e suspira.
Nena: É oficial! A HyunAe quer ser noiva do DongWoo...
HyunAe: Qual quê? Noiva não digo...
YoungKi: Podes não querer ser noiva, mas outras coisas já não te importavas, pois não? Vá lá, admite, que eles não percebem!
HyunAe: Deixa lá o meu dinossauro em paz!
SuMin: “Meu dinossauro”... Como tu estás...
MinYeon:Nem é preciso dizer mais...
Nena, no gozo:HyunAe possessiva! É assim mesmo!
MinNeul: Vá, agora só falta lhe roubares as calças! Já roubaste a camisola, já roubaste um acessório, agora falta a parte de baixo! – Faz uma cara de WTF, porque não sabe onde foi buscar aquilo (possivelmente à mente perversa, típica de “gaja assanhada”, como diria o MinHo) e ri-se. – Oh meus espíritos da floresta... Eu não disse isto...
HyunAe: Se continuarmos assim só chegamos lá acima quando estivermos em espírito... e esqueleto... mexam-me essas pernas! Não íamos lá acima?
ChanYoung: Pois pois, desvia o assunto...

ChanYoung continua à frente, e Onew vai no final do grupo, sem poder fazer nada que o comprometesse a ele e a ela. Apenas pode se lembrar do que sentiu quando se beijaram pela primeira vez e dos choques atordoantes e apaixonantes entre os dedos dos dois e até a própria roupa parecia atrair-se como um íman gigante repleto de amor, pureza e inocência. Tal como tinha dito o xamã, haveria um amor lindo e puro, e inocente que ainda não tinha sido despertado, mas que seria despertado em breve, tinha-o dito há vários dias atrás. Seriam eles os dois? Estas perguntas assaltavam a cabeça do Onew, e deixavam-no semi-inconsciente e com um sorriso estranho e quase que de ‘possuído’. Continuaram a andar e chegaram ao cimo da cascata. Todos foram para lá e ChanYoung deixou-se estar na direção do vento a senti-lo, de olhos fechados. As outras, como viam o mesmo de todas as vezes, iam fingir que a iam empurrar. Empurram ligeiramente e ela vira-se de costas, deixando de “comunicar” com o vento e levando-as até à zona da água onde as iria torturar. ChanYoung para de brincar e senta-se de costas para o vento. SuMin e MinNeul concentram-se na água e mexem-lhe com as mãos. SuMin dá um gole. Estava calor. Chega ao pé do JongHyun e faz um repuxo com a água que tinha armazenado nas bochechas. Começam todos a ir buscar água à queda de água e uma batalha começa. Todos mandam água uns aos outros. Menos DaeSung que se entretinha a comer uma sanduíche. À sombra. É atingido com água, mas continua a comer. Apenas se alguém se aleijasse é que ele ia largar a comida. Já era mais de uma da tarde. Eles estavam todos felizes a mandar água uns aos outros que o calor passou. Mas Nena caiu e feriu a perna atrás. A rocha não era lisa, tendo saliências de rocha que perfurariam facilmente a pele, deixando pequenos salpicos de sangue na rocha. Todos foram ter com ela quando viram que a rocha tinha pequenas manchinhas vermelhas, cor de vinho, na superfície rugosa e deformada.

Nena, ao responder aos olhares de preocupação, em tupi: Eu estou bem. Mas vou-me sentar. Foi o que deu ter vestido calções hoje... eu sabia que devia ter trazido umas calças...
ChanYoung, preocupada: De certeza que estás bem?
Nena, senta-se ao lado do DaeSung: Sim. Eu aproveito e como alguma coisa... oh bolas, só eles é que trouxeram comida... – O estômago produz um barulhinho estranho. Um roncar que indicia fome.
DaeSung, tentando que ela perceba, oferece-lhe um bocadinho da sua sanduíche: Queres?

Nena, acena que sim com a cabeça e recebe o que ele tinha na mão, ou seja, metade da sanduíche inteira, cuja outra metade tinha sido comida por ele. Ele tira um pacote de sumo de dentro da mala e bebe. Entrega-lhe um, espeta-lhe a palhinha e dá-lhe. Nena aperta o pacote, e acaba por entornar o sumo.

DaeSung, exemplifica: Assim não. – Aperta o pacote. – Assim sim. – Agarra nas mãos dela e alivia-lhe os dedos, não deixando que ela aperte o pacote.

Os outros juntam-se a eles e ele distribui garrafas de água e pacotes de sumo por todos. Alguns partilham a sandes – JongHyun e SuMin, comem um de cada lado; Key e MinYeon, dão dentadas no pão à vez; os gémeos cortaram a sanduíche com uma faca e comeram os dois. Onew cortou várias sanduíches ao meio e todos tiraram uma metade. Sobrou uma metade. Todos almoçaram e superaram a fome. Continuaram o seu caminho. Nesse momento, uma ilustre desconhecida com sapatos de padrão de zebra vibrantes e excêntricos atravessava as primeiras plantas do bosque. Eles estavam a sair da queda de água e a ir para o bosque em si. Levantaram-se e foram todos, já a caminho da aldeia. A ilustre desconhecida dos sapatos excêntricos – que era Neko – ia na direção da tribo, mesmo sem saber. Avista ao longe o grupo. Decide investigar. Eles assim que se apercebem que ela está lá, escondem-se num arbusto, menos Nena, que não se apercebe. Quando se apercebeu e DaeSung a baixou, já eles tinham sido descobertos. Neko acelerou o passo. Espreitou e viu Nena a tentar esconder-se nos arbustos, espessos e de uma grande extensão.

Neko, em hangul: Olha, não fujas! Eu já te vi! – Agarra-lhe o pé e puxa os arbustos, para ver se estava mais alguém lá. Dá de caras com os gémeos TaeMin e Kai, e todos os outros. – Aigo! Tanta gente!
Kai: Outra vez esta emo excêntrica...
Neko, confusa: Outra vez? Já nos conhecemos?
Kai: Eu era o som da cobra que te assustou ontem...
Neko, ainda mais confusa: Não percebo... o que é que vocês são ao certo? Fugitivos? São de algum ritual satânico ou assim?
ChanYoung, explica calmamente em hangul: Somos índias, nós, raparigas, e eles são quase que nossos convidados, ou melhor, da nossa tribo. E agora que sabes da nossa existência, vamos precisar de te levar ao chefe e ao xamã. Eles dirão o que fazer.
Neko: Ao vosso chefe? Mas eu só vos vi!
MinNeul, esclarece: Desculpa, mas são regras. São assim as regras da nossa tribo. Uma vez que vês um nativo Tupi no bosque, tens de falar com o chefe da tribo, KwangHee, para que ele te explique tudo.
Neko: Hmm, deixem-me só ir buscar a minha mala, caiu no chão...

Neko anda normalmente mas mal se distancia um pouco desata a correr que nem uma louca, temendo que eles fossem na verdade assassinos, satânicos, doidos até. Kai, TaeMin e DaeSung vão atrás dela e ela acaba por ficar presa numa rede, que os índios usam para caçar os animais.

Neko, em pânico: Tirem-me daqui! ~

YoungKi tinha um objeto cortante e com ele corta a corda. Os rapazes agarram-na prontamente e levam-na presa pelos braços, para que ela não fuja dali. Kai segura-lhe um pulso com força e TaeMin segura-lhe do outro lado, e MinNeul vai à frente com YoungKi, SuMin e ChanYoung para os guiarem e controlarem ao olharem para trás. Ela vai silenciosa e a olhar para o chão, pois não era propriamente necessário ter medo. Mas talvez pensasse que fosse ser cozinhada viva por um grupo de canibais ou fosse presa e depois torturada. ChanYoung vira-se para trás e pergunta-lhe.

ChanYoung, em hangul: Como te chamas? E o que te trouxe aqui?
Neko: Eu sou a Shiro Neko, e vim aqui porque moro aqui perto e decidi explorar. Porque em breve o meu pai vai comprar isto tudo aqui. Mas isso vocês devem saber...
ChanYoung, para de andar: Vai comprar isto tudo? Para quê? Nós não sabemos mesmo de nada... explica quando chegarmos ao pé do pai da MinNeul, aquela rapariga ali à frente da pena branca no cabelo.
Neko: Eu digo, está bem... Mas quem é o pai dela?
ChanYoung: É o chefe da tribo.
Neko: Ah, está bem. Eu faço-o. E desculpem a todos por ter tentado fugir, mas fiquei com medo que fossem doidos ou assim...
Kai: Tu tens mais aspeto de excêntrica que nós de loucos... esses sapatos... ui! Nunca vi uma coisa tão berrante na minha vida!
Neko, pronuncia mal as palavras: Tens “porblemas” com eles?
Kai: Não! Cada um sabe de si... mas espera, que sotaque é esse?
Neko: Japonês... wae (=porquê)?
YoungKi, para ChanYoung: Alguma coisa me diz que isto é estranho... sei lá, tenho um pressentimento que vem aí alguma revelação importante... sei lá, maninha, não sei. Mas deu-me essa sensação.
ChanYoung: Vamos mas é para a aldeia. Quanto mais cedo lá chegarmos, mais cedo saberemos o que o xamã vai ver, e o chefe vai dizer.

Não faltava muito para chegarem à aldeia, mas tinham de o fazer de forma discreta, para não alarmar os habitantes. Eles não sabiam se havia perigo ou se não, mas, por precaução, e para Neko não contar a sua existência, estes levaram-na discretamente. Chegaram e o bosque estava vazio. Dirigiram-se logo para a aldeia enquanto assobiaram várias vezes. Os índios apareceram e levaram-na. MinNeul falou-lhes.

MinNeul: Eu sei que o chefe é o meu adorado pai, mas por favor, não lhe façam mal. Ela pode ser de fora, mas não domina a língua dos de fora, pois é de outro sítio, onde se fala outra língua distinta. Tenham isso em conta. E digam ao xamã que ela tem notícias sobre o futuro da tribo. Ele saberá como resolver o problema.

Eles entram para a aldeia, assim como elas, e Neko é levada até à tipi do xamã. Eles – os rapazes e as índias – sentam-se do lado de fora, à espera que o xamã ou a nova forasteira digam algo. O xamã sai da tenda e chama os oito rapazes.

ChanYoung: O chefe se calhar chamou-os por causa do tal forasteiro que se aproxima... será que ela é a nona pessoa?

Na verdade, era mesmo. O xamã pede para eles se sentarem todos num círculo por ordem de idades e formem um círculo e que deem as mãos. Ia-lhes ler a sua mente e tentar a perceber o porquê da profecia.

Xamã, em hangul: Eu espero este momento há muito, desde que era pequeno ouvi falar na profecia. E ela está a acontecer, durante os meus últimos anos como xamã! No início, uma curiosidade assaltava-me sobre quem seriam, e o porquê. Mas nunca pensei, pelo menos nessa altura, que eu fosse o responsável por vos encontrar e guiar neste caminho. Todos vocês são puros, mas um vem diretamente do lado do inimigo para nos ajudar a superá-lo. Esse alguém é a Neko. Eu já expliquei o melhor que consegui o porquê dela estar aqui, e penso que ela percebeu tão bem quanto vocês. E hoje vou-vos pedir que me respondam, sem qualquer tipo de vergonha, quem acha que vai ser aquele que vai acabar sozinho. Pois eu tenho um recado para essa pessoa. Mas não irei dizer quem é.

Onew, DaeSung, DongWoo, MinHo e Kai levantam as mãos. O xamã concentra-se e vira-se de novo de frente para eles.

Xamã: Eu vou dizer algo. Não vou revelar nomes. Mas há três dessas mãos que já escolheram através dos corações puros uma índia, que embora por vezes não pareça, também o fizeram. Um já o sabe. Outro recusa-se a aceitar tal coisa, e há um terceiro que começa a sentir alguma coisa mais forte lá dentro, no coração. Há ainda um outro que irá nutrir o mesmo sentimento, e o que segundo o que disse, ia ficar sozinho, não vai acontecer. Mas o seu amor não vai ser por ninguém da tribo, vai se concretizar por alguém que irá para Seul com vocês.
JongHyun: Quem é que vai para Seul connosco?
TaeMin: É alguma índia que depois vá sair da tribo?
Xamã: Eu não posso responder a mais preguntas, não posso revelar todo o futuro. Mas posso dizer que algumas índias tentarão sair. Mas elas terão de esperar aqui por vocês, até que atinjam a maturidade. Os 19 anos. Só depois poderão levá-las para a metrópole. Se bem que os rapazes que têm ou terão uma rapariga legal no país, sem ser clandestina como noiva, esses poderão vê-las mais frequentemente... Bem, era tudo. Podem ir. E Neko, eu falo com o chefe de seguida. Basta esperares um pouco lá fora, para ele poder falar contigo.

Os rapazes saem da tipi e Neko sai mais atrás que eles. Sentam-se todos.

TaeMin, com alívio: Uff, estou safo!
Onew: Tu tens uma sorte, TaeMin! Nem te digo nada!
JongHyun: E o mais azarado sou eu... até agora... para poder ter a SuMin comigo, vou ter de esperar quase três anos... aff, vida injusta!
DongWoo: Como se ele não olhasse para outro rabo de saias em menos de um dia... está bem que desta vez gosta mesmo dela, mas mesmo assim, diria que ele não conseguiria passar três anos de “abstinência”...
JongHyun: Nem que eu me mude para cá, ou a rapte para vir comigo para Seul... não quero saber, mas eu não me quero separar dela...
DaeSung, no gozo, mas a falar a sério ao mesmo tempo: O nosso Jjong é um homenzinho agora... tem sentimentos e não é o playboy do costume... oh céus, agora estou comovido...
JongHyun, no gozo: Deem cá um abraço, sua cambada de piegas!
MinHo, finge-se de ofendido, no gozo: Mais piegas és tu que não te consegues separar da SuMin! E depois as pieguices somos nós que as fazemos não é?
JongHyun: Dá um abraço tu também, ó “assanhado”!
MinHo: Agora é que já não dou mesmo...
JongHyun, a picar: Porquê? “Assanhado” faz-te lembrar “assanhada”? Ou não gostas que te lembre de pessoas assanhadas?
MinHo, sussurra-lhe, agressivo: Daqui a pouco enfio-te um murro nos dentes só para não abrires mais a boca... e não te atrevas a falar disso.
JongHyun: Está bem, não toco mais no assunto...
MinHo: Vou nadar... – Corrige. – Dormir! ~ É isso, vou...
Kai: A seguir ao almoço?
DaeSung: A dormires tanto, não sei onde é que vais buscar essa forma física... porque toda a gente sabe que não se ganham abdominais a comer e dormir, aliás, perdem-se...
MinHo: Aff, que chatos... então vou a outro lado qualquer...
TaeMin, bem alto: Agora vamos todos nadar?
As raparigas, em tupi e hangul: Sim!/Deh!
MinHo: Pronto, tinha de vir uma proposta com a qual...

Os rapazes, como se tivessem combinado, aproximam-se todos do MinHo e agarram-no no ar e levam-no para a água do lago. Mandam-no para a água e todos tiram as t-shirts e as havaianas e começam a mandar-lhe água. As raparigas seguem-nos, menos Neko que tinha ido ir falar com o chefe, para lhe contar o que o seu pai andava a planear.

Chefe KwangHee, em hangul: Eu sei que te estás a rebelar contra o teu próprio progenitor ao fazeres o que te peço, mas diz-me o que ele pretende fazer ao certo. Estas famílias vão todas depender de ti.
Neko: Vocês são assim tantos? Quantas famílias vivem aqui?
Chefe KwangHee: Somos quinze famílias, mais ou menos. Mas famílias numerosas. Crianças pequenas, bebés recém-nascidos...
Neko: Pois bem. O que eu ouvi é que o meu pai quer comprar todo este terreno para construir uma clínica privada. O que seria desastroso para o vosso povo. Porque vocês vivem dos recursos da natureza e ele planeia arrancar todas as plantas e deixar estes animais sem habitat. Mas de certeza que ele vai oferecer bastante dinheiro para vos tirar daqui.
SiWon, intervém: Mas nós não queremos dinheiro! Nós só queremos viver como sempre vivemos, sem que ninguém se meta connosco, nem saiba da nossa existência... e esta estúpida profecia tinha logo de acontecer agora... que nervos...
Chefe KwangHee: Acalma-te meu filho, não podemos agir nem pensar de cabeça quente... – Dirige-se para Neko. – Com quem é que o teu pai falou para lhe venderem todo este bosque, para ele transformar numa clínica, ainda por cima privada?
Neko: Isso não lhe sei dizer, senhor. Mas posso tentar saber.
Chefe KwangHee: Agradecia que o fizesses. Kasamnida.
Neko: Posso ir agora?
Chefe KwangHee: Podes. Assim que descubras mais alguma coisa, vem cá e fala comigo. A partir de agora esta aldeia é tua também.
Neko: Arigato, senhor. – Sai da aldeia em direção aos arbustos para ir para casa. Chamam-na na água.
DaeSung: Já te vais embora? Porque é que não ficas connosco?
Neko: Tenho de ir para minha casa. É do lado de lá do bosque.
DaeSung: Hmm. Está bem.
ChanYoung: Hmm, Neko, não é? O que disse o chefe?
Neko: Nada de especial, quer apenas que lhe diga o que o meu pai anda a tramar. Só para garantir a segurança da tribo.
ChanYoung: Está bem.
DaeSung, amigável, continua a insistir: Tens a certeza que não queres ficar connosco aqui a nadar? Ou a conversar?
Nena, pensa: Então? É assim? Atirar de cabeça a uma desconhecida? Pensei que fosses diferente, oppa. Além disso, a gaja não é assim tão bonita... aff, é só japonesa, é muito comum. Mas uma índia não encontras todos os dias... espera... o que é que eu estou para aqui a pensar? Enlouqueci, só pode. Ou então sou a única que pensa por aqui. Porque os casalinhos estão ceguinhos, e eu estou a começar a perder a noção da realidade... acorda, lobo de gelo! Lá por teres vontade de dar um murro a cada um, não quer dizer que o possas fazer...um murro ou qualquer outro tipo de coisa. Oh pá! Ele não insistiu assim comigo quando me aleijei ou quando lhe entornei o sumo em cima... Nena! ~ Para de pensar, só fazes e pensas em porcaria... além de que as coisas não têm nada a ver umas com as outras...
Neko: Não mesmo... vou-me embora. – Acena discretamente a todos e sai dali o mais depressa que pode.
DaeSung, volta-se para trás e vê Nena com cara de “só podes estar a gozar com a minha cara”: Hey! Nena! Estás bem?
Nena, pensa: Tu é que não vais ficar bem se não saíres da minha frente... eu tenho uma vontade de te espetar um murro que nem te passa... Nena! ~ Já te disse para parares de pensar! Só pensas em porcaria!Olha para ele e fala. – Estou maravilhosa. DEH ~
DaeSung: Não parece bem, estás pálida... aff, eu esqueço-me sempre que não me percebes... – Mete a mão na testa dela para ver se ela tem febre ou assim.
Nena, agarra-lhe o pulso e afasta-o: Eu percebi! Posso não estar a falar na mesma língua de volta, mas percebi. Mas eu estou bem! ~
MinHo, para JongHyun: E depois a minha é que é a assanhada...
JongHyun, responde de volta: Ah, agora já é tua! Vá, chega para lá! Quero ver isto como deve ser, “FALL OUT BOY”. – Empurra-o para o lado da MinNeul e ele tenta voltar atrás, mas volta a empurrá-lo de cada vez que ele tenta fugir.
MinNeul, estranha o facto de MinHo estar ao lado dela: Olha quem é ele! É o fugitivo! Já não se diz annyeong? Nunca te ensinaram a cumprimentar sempre todos quando os vias?
MinHo, frio: Não me apeteceu cumprimentar-te.
MinNeul: Idiota... Pode-se saber porquê?
MinHo: Olha, porque não me apeteceu...
MinNeul: E agora apeteceu-te, foi?
MinHo: Não! Mas o JongHyun empurrou-me outra vez para aqui.
MinNeul: Começa-se a tornar demasiado frequente, não? Além disso a única razão pela qual falas comigo é porque és forçado?
MinHo: Não! É porque eu sou simpático!
MinNeul: Tem piada, é que ainda não tinha reparado nisso...
MinHo, entredentes: Isso é porque estás demasiado ocupada a ser perfeita, depois não reparas que sou simpático... tem lógica.
MinNeul, não percebeu nada: O que é que disseste?
MinHo: Nada...
MinNeul: Explica!
MinHo: Nada significa ausência de algo. Não existe. Como agora. Não disse completa e rigorosamente nada! Tu é que deves ter dons, como o xamã... chamado ouvir vozes! ~
MinNeul: Aff, que paciência... nem sei porque é que ainda me dou ao trabalho de falar com alguém como tu...
MinHo: Ah, isso é porque eu sou lindo e tu me amas...
MinNeul, atrapalhada: Não mesmo! Só nos teus sonhos, querido!
MinHo, pensa: Espero sinceramente que isto tenha sido apenas uma maneira de falar, porque se eu sei que ela descobre alguma coisa do meu sonho, alguém morre afogado! Se a “assanhada” descobre alguma coisa, juro que o JongHyun é um homem morto!Dirige-se para ela de seguida. – Enfim... há gajas que se acham mesmo muito boas... e esta é a prova viva disso...
MinNeul: Se me achas assim tão convencida, porque é que continuas a falar comigo? Podes ir, não te chateio mais...
MinHo, não mexe um pé de lá, e pensa: Porque será? Porque se calhar isso que dizer até tem um fundamento, e é verdade. Podes-te achar, mas tens toda a razão...
MinNeul, passa-lhe a mão à frente dos olhos: Olha, passou-se de tal forma, que paralisou! – Pensa.Oh meus espíritos da floresta! Este gajo é mesmo bom... espera lá, o que é que eu estou para aqui a pensar? Pff... Lá que tem um corpinho, tem, mas é um estúpido insuportável...
MinHo, começa a andar e afasta-se: Está bem, eu vou. Se é isso que queres, eu vou. Ah, e eu não me passei! Pensei, é diferente!
MinNeul, irritada, começa a tentar insultar, mas não diz nada de jeito: Aff, não sabia que tinhas cérebro! Deve ser tão pequenino que é quase invisível! E isso explica o facto de teres parado de mexer para pensar. Tens de canalizar todas as tuas forças só para pensares que camisola é que vais vestir amanhã, ou assim!
MinHo, vira-lhe as costas e começa-se a rir sozinho, deixando-a a falar sozinha: JongHyun, vês o que é uma “assanhada” assassina? É aquela coisa ali a gritar para este lado. Enjoy the show!
SuMin, que estava agarrada ao JongHyun: Eu nunca vi MinNeul assim. Ela está estranha... ela parece estar zangada... quem a pôs assim?
JongHyun, aponta para o MinHo e depois aponta para ambos, junta a cabeça dos dedos indicadores, rodando-as, e faz um coração.
MinHo, separa as mãos do JongHyun: Tu queres parar?
SuMin: Eu percebi! Fofos... os dois...
MinHo: Pronto, andas a fazer mal à SuMin. Ela concorda contigo e tudo, vês que sorte?

MinHo afasta-se de todos e mete-se a flutuar de costas à parte. Os outros poem-no de parte e nadam e brincam todos juntos, até que todos se vão vestir, pois já começava a ser noite. Várias horas passam, eles vão comer cada uns para as suas casas. SiWon tinha acabado de comer, e recebido o recado de MiHyun, eu iria dar início ao plano desta com a outra feiticeira pagã. YuSoo pinta-se e veste uma das suas melhores roupas – uma blusa de manga e uma saia até aos pés, com duas grandes rachas, ambas feitas de serapilheira, por ela mesma. Sai à rua e esconde-se no cimo de uma árvore. Mal o vê a passar mesmo por baixo dela, salta da árvore. Mete-se em pé.

SiWon, espantado: YuSoo! Como é que te atreves a vir aqui? Pareço-te idiota? É melhor falares, antes que chame os índios para te fazerem arder na fogueira até morreres queimada, que é o que mereces...
YuSoo, sedutora: Calma, SiWon, eu tenho apenas umas novidades para te dar. E olha que são umas novidades que te interessam. Basta entrares para fazeres um pacto comigo. Na minha gruta. Que me dizes?
SiWon: Primeiro diz-me sobre o que é. Depois logo se vê.
YuSoo: É assunto do teu interesse. É sobre a ChanYoung.
SiWon: Diz-me agora! ~
YuSoo, passa as longas unhas negras nos lábios do SiWon: Tudo a seu tempo... primeiro vens comigo. Depois digo-te, e depois dás-me uma recompensa pelo trabalho árduo, ou seja, fazes um pacto comigo.
SiWon: A informação é importante?
YuSoo: Não só é importante, como é horrível para o teu casamento. Segue-me. Eu conto-te tudo lá dentro.

Dentro da gruta da YuSoo, tudo está escuro, e SiWon entra a medo. A “casa” tem apenas um círculo de pedras com uma panela enferrujada que esta encontrou no fim do bosque, onde cozinha, a sua louça, feita em barro, uma cama improvisada feita com uma almofada de serapilheira e penas que serve de colchão, outra mais pequena e alguns cobertores feitos de tecido e peles de animais. YuSoo oferece-lhe um chá com uma substância que o acalmará, caso fique mais violento ou nervoso. Ela toma o mesmo chá, mas sem qualquer substância lá dentro. Bebem e YuSoo começa a dizer.

YuSoo: Ontem, a tua noiva dormiu com um dos de fora dentro duma das tendas deles. Entraram à hora de jantar e só saíram de manhã. Eles estavam muito felizes, e pelo que parecia, passou-se alguma coisa.
SiWon, levanta-se: Estás a dizer que a minha noiva me traiu com um de fora e perdeu a pureza com ele?! COMO É QUE TE ATREVES A DIZER ISSO?!
YuSoo: Eu não disse isso. Apenas disse que era uma hipótese. Mas eu posso-te ajudar. E é agora que vem a parte do pacto. Tens de tatuar uma coisa, para garantires que a tua promessa se cumpre.
SiWon: O pacto é?
YuSoo, mente: Eu ajudo-te a ficares com a ChanYoung e a expulsar o tal rapaz, mas tens de fazer a tatuagem e depois disso ajudar-te-ei a expulsá-lo, a casares com ela e ainda a descobrires tudo o que se passou entre eles. Aceitas a proposta?
SiWon: Como é que sei que estás a falar a verdade?
YuSoo, cruza os dedos atrás das costas: Eu juro-te.
SiWon: E o que ganhas ao ajudar-me?
YuSoo: Um lugar de novo na tribo. Eu fui expulsa injustamente...
SiWon: Está bem... faremos o pacto!

YuSoo vai buscar as ferramentas para tatuar e a tinta azul escura. Parece quase preta, mas é diferente. Esta é a tinta usada para fazer os rituais de controlo de um corpo terreno, para a pessoa que fez a tatuagem o controlar. YuSoo segura o pulso esquerdo do SiWon, do lado do coração, e desenha-lhe uma estrela de seis pontas. Ele acalma-se e bebe mais um gole do chá. Ela pronuncia algumas palavras que ele não entende e ele desmaia. Acorda um pouco depois. YuSoo consegue controlá-lo por completo, mas isto acontecerá apenas por um tempo muito limitado. Menos de seis horas. Ela comanda-o até à cama com a sua mente. Mas o seu cérebro capta tudo e ele fala conforme os seus pensamentos, mas reage conforme os dela.

SiWon, meio atordoado: YuSoo, o que é que planeias?
YuSoo: É simples. Essa tatuagem é uma estrela azul-escura de seis pontas, uma estrela que permite controlar o corpo das pessoas por completo. E o que eu planeio agora é fazer de mim a mulher do herdeiro da coroa de penas e do bastão. E porque não? Se o teu pai descobrir que engravidaste uma mulher, seja quem ela seja, vai cancelar o noivado com a ChanYoung e casar-te automaticamente com essa pessoa. E sabes que mais? Depois a MiHyun fará uma tatuagem ao teu irmão e eles casarão, e depois eu serei a viúva da tribo, passando o poder para eles. O plano perfeito! Não achas que é formidável?
SiWon, com o corpo sem lhe obedecer: Realmente és mesmo horrível... queres ter filhos apenas para te garantirem um lugar de destaque na tribo? Que raio de mãe é que faria isso?
YuSoo: Bem, não me interessa. Mas eu vou ser a mãe dos teus filhos, e tu vais casar comigo. A partir destes próximos momentos, serei a mãe dos teus filhos e esposa. E não vais poder fazer nada para o impedir...
SiWon: És demente, YuSoo...
YuSoo: Esses comentários só me dão gozo...

YuSoo despe SiWon, e este faz o mesmo, controlado pela mente dela, demente e perversa. YuSoo cobre-se com SiWon na cama improvisada.

YuSoo, sussurra ao ouvido de SiWon: Eu podia-te matar logo, mas não poderia gozar do poder por uns tempos, nem seria tão divertido como agora. Além de poder-te ter como marido e controlar-te também... e sabes que mais? O melhor de tudo é que não és um feioso sem caráter para liderar. Tu és um futuro líder charmoso, e um autêntico pão... – Morde-lhe a orelha de forma perversa.
SiWon: Tu metes-me nojo, YuSoo...

Spoiler:
 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

LENITTA, I'll take you as my unnie ^^ I'm not orphan/family less (?) anymore :D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://chanlunah.tumblr.com
lenitta
Flaming Charisma
Flaming Charisma
avatar

Feminino Mensagens : 2574
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 26
Localização : Setúbal - Montijo

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 19:42:23

ai a unnie quer maisssss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 20:49:06

:67: :67: :67: :67: ADOREI :67:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nikkie
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4125
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/06/2011
Idade : 20
Localização : Korea ♡

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 21:35:58

~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~
~Estupido do assanhado~

EU MATO AQUELA BITCH DAQUELA BRUXA!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://yoonhuns.tumblr.com/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 21:39:34

BORÁ AS DUAS O.O
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 21:57:57

*-* nhaca nhaca xD
fantastic baby~ xD ahaahaha
o.o wéé tanto ciúme O.O
Voltar ao Topo Ir em baixo
MarthaShiro
NewBie
NewBie
avatar

Feminino Mensagens : 133
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 18
Localização : Hell

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Ter 24 Abr - 22:06:16

satanada satanada satanada u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pale-kid.blogspot.pt/
Nikkie
Dream Girl
Dream Girl
avatar

Feminino Mensagens : 4125
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/06/2011
Idade : 20
Localização : Korea ♡

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Qua 25 Abr - 0:05:42

Shim pq caso essa bruxa parva não saiba... AQUELE É O MEU IRMÃO!! E ele é leal e nunca faria aquilo! Omg pareço mesmo a minneul xd

Vou me calar antes que me chamem de assanhada xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://yoonhuns.tumblr.com/
Rafiki
Drunken Lover
Drunken Lover
avatar

Feminino Mensagens : 6421
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2012
Idade : 20
Localização : caca

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Qua 25 Abr - 0:16:32

ahaahhaha.. pq foste falar.... ASSANHADA ahahahah xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
nanachu
Spoiled Mind
Spoiled Mind
avatar

Feminino Mensagens : 15771
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 22
Localização : BED

MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   Qua 25 Abr - 12:44:01

O MINHO TA TODO COMIDO DAQUELA CABEÇA XDDDDDDDDDDDDDDDDDD

omd a ultima parte o.o nao posso acreditar oo

no Momo and Taemin T_T

QUERO MAIS *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: YAYAYA {Completa, último chap na página 29}   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
YAYAYA {Completa, último chap na página 29}
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 18Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 12 ... 18  Seguinte
 Tópicos similares
-
» YAYAYA {Completa, último chap na página 29}
» Lulu Santos - O Último Romântico - Linha de Baixo Completa e Detalhada com Tablatura
» A Chave do Quinto Elemento ~FANFIC COMPLETA~
» Elle Girl Entrevista com Tokio Hotel completa por Natsumi
» Vídeo-Aula Completa: Modos Gregos e suas Aplicações na Improvisação

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SHINee Portugal :: SHINee Club! :: FanFic's-
Ir para: